1) La descarga del recurso depende de la página de origen
2) Para poder descargar el recurso, es necesario ser usuario registrado en Universia


Opción 1: Descargar recurso

Detalles del recurso

Descripción

O acesso livre ao conhecimento científico ganhou expressão e começou a despertar consciências no meio académico e científico, sobretudo, a partir do momento em que, nos anos 90 do século XX, Stevan Harnad e Jean-Claude Guédon publicaram os primeiros periódicos científicos em acesso livre (Melero e Abad Garcia, 2008), respetivamente “Psycology” e “Surfaces”. Estavam assim dados os primeiros passos para a implementação de uma filosofia de publicação em meio científico diversa da praticada até então, quer no modo de publicação, quer no respetivo alcance (Rodrigues, Rodrigues, 2014). Alguns autores consideram mesmo este evento como a mola impulsionadora do desenvolvimento do modelo de acesso aberto ao conhecimento científico que se veio a desenvolver subsequentemente (Melero e Abad Garcia, 2008). Por outro lado o advento da Internet com o consequente enorme e galopante desenvolvimento das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) deu o impulso que faltava para a concretização daquele que é vulgarmente conhecido como Movimento do Livre Acesso ao Conhecimento Científico. Para Rossini (2007) a Internet provocou uma alteração drástica na forma de produzir, difundir e obter acesso ao conhecimento científico dando ainda a possibilidade de avaliar os seus efeitos. Shearer (2003), Craig et al. (2007) e Meyer (2009) consideram mesmo que a Internet e as TIC deram um grande contributo para o progresso da ciência porque permitiram a rápida difusão do conhecimento e o acesso aberto à literatura científica. Na visão de Prosser (2005) o conhecimento constitui o elemento fundamental ao progresso da ciacompanhado de uma estratégia eficaz de comunicação dos resultados da investigação científica e tecnológica, sem a qual o mesmo se torna inútil ao propósito com que é desenvolvido. Aliás para autores como Harnad et al. (2008) o acesso livre ao conhecimento favorece, em todas as dimensões, o progresso da ciência na medida em que, através da partilha e transferência de conhecimento, promove e incrementa o potencial de utilização dos documentos com consequências positivas ao nível da reputação dos autores.

Pertenece a

Repositório do Instituto Politénico de Castelo Branco  

Autor(es)

Rodrigues, M.E.P. - 

Id.: 71013749

Idioma: por  - 

Versión: 1.0

Estado: Final

Palabras claveAcesso aberto ao conhecimento - 

Tipo de recurso: article  - 

Tipo de Interactividad: Expositivo

Nivel de Interactividad: muy bajo

Audiencia: Estudiante  -  Profesor  -  Autor  - 

Estructura: Atomic

Coste: no

Copyright: sí

: openAccess

Requerimientos técnicos:  Browser: Any - 

Fecha de contribución: 19-feb-2018

Contacto:

Localización:
* RODRIGUES, M.E.P. (217) - Acesso aberto ao conhecimento no IPCB : o contributo do Repositório Científico. Revista do Instituto Politécnico de Castelo Branco. ISSN 1647-9335. Ano 7, n.º 11. p. 62-67.
* 1647-9335

Otros recursos que te pueden interesar

  1. Dinámicas de la actividad científica del Instituto de Investigaciones Socio-Económicas de la Universidad Nacional de San Juan de Argentina This article was a case study about the research capabilities generated in the Social Sciences Facul...
  2. A discursivização da mulher no lar na década de 1950 no periódico Jornal das Moças Este artigo busca discutir, com base na apreciação de recortes da revista feminina Jornal das Moças,...
  3. Cartas e carta do leitor: o que diz a literatura sobre o tema Este artigo enceta uma discussão a respeito do gênero carta do leitor na mídia impressa, considerand...
  4. Variação entre duas formas do Particípio no Português de Salvador-Ba Este artigo trata da variação em formas de particípios de verbos considerados de particípio único ou...
  5. Divulgação científica em torno do palavrão: Uma análise da recontextualização do discurso sobre ciência na mídia impressa Este trabalho, ancorado no arcabouço teórico-metodológico da Análise do Discurso da Divulgação Cient...

Otros recursos de la mismacolección

  1. Fruit production from Opuntia ficus-indica ecotypes in comparison to commercial Italian clones Fruit production, as an elementary chemical characteristic of the fruit, was evaluated in 16 Opuntia...
  2. Alvenaria de sacos de terra: análise do ciclo de vida. Tendo em atenção a procura de soluções alternativas de construção em meios com difícil acesso e a ut...
  3. Importância económica da nogueira para a produção de noz. A cultura da nogueira (Juglans regia L.) para exploração do fruto é uma prática de longa data em div...
  4. Composição química e propriedades bioativas da noz (Juglans regia L.). As nozes são dos frutos secos mais consumidos em todo o mundo. Possuem um elevado valor nutricional,...
  5. A importância dos hábitos de frutificação da nogueira na implantação do pomar. A nogueira e uma espécie lenhosa produtora de frutos e, como tal, o sucesso de um pomar de nogueiras...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.