1) La descarga del recurso depende de la página de origen
2) Para poder descargar el recurso, es necesario ser usuario registrado en Universia


Opción 1: Descargar recurso

Detalles del recurso

Descripción

De acordo com a nossa perspetiva educacional, o processo de aprendizagem é adequado quando professor(es) e aluno(s) aprendem, pensam e aprendem a aprender (Korthagen, 2010). Podemos, portanto, considerar que o pensamento crítico é um modo de pensar (sobre qualquer tema, conteúdo ou problema) em que, quem pensa, melhora a qualidade do seu pensamento ao apoderar-se das estruturas inerentes ao ato de pensar e ao submetê-las a padrões intelectuais. A aquisição deste tipo de pensamento requer tempo e exige a orientação de um professor, uma vez que refletir sobre o que pensou não é um processo espontâneo, mas cultiva-se. É nesta perspetiva crítica e de apropriação do saber – saber pensar ciência – que preconizamos a educação científica na formação de professores, nomeadamente no curso de Licenciatura em Educação Básica (LEB). Aliar o pensamento crítico à inquestionável necessidade de uma sólida formação no percurso formativo de um professor, neste caso, no que diz respeito à literacia científica, é indiscutivelmente uma das competências trabalhadas e fomentadas neste ciclo de estudos. Uma grande parte dos estudantes não escolheu disciplinas científicas de ciências ao nível do ensino secundário pelo que se constituem como uma amostra heterogénea. Tendo em conta os procedimentos metodológicos, iremos apresentar dados recolhidos no presente ano letivo com estudantes da LEB. Todos os estudantes foram informados acerca da finalidade definida neste percurso investigativo – conhecer as perceções dos futuros professores sobre a educação científica -, tendo sido salvaguardada a identidade dos participantes. Esta colaboração implicou o preenchimento de um inquérito por questionário, materializado numa escala de tipo Likert, nominal, onde os estudantes especificaram o seu grau de concordância relativamente a conceitos no domínio do conhecimento científico e do pedagógico-didático. A preocupação quanto às conceções dos estudantes torna-se pertinente quando consideramos que a qualidade da educação também se constrói nos processos de ensino aprendizagem vividos na aula (Bolívar, 2012), pelo que formar bons professores de ciências é importante para a promoção de boas, significativas e efetivas experiências de aprendizagem.

Pertenece a

Repository ESEPF Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti  

Autor(es)

Gonçalves, Daniela -  Quinta e Costa, Margarida - 

Id.: 70119733

Idioma: por  - 

Versión: 1.0

Estado: Final

Palabras claveEnsino das ciências - 

Tipo de recurso: conferenceObject  - 

Tipo de Interactividad: Expositivo

Nivel de Interactividad: muy bajo

Audiencia: Estudiante  -  Profesor  -  Autor  - 

Estructura: Atomic

Coste: no

Copyright: sí

: openAccess

Requerimientos técnicos:  Browser: Any - 

Relación: [References] http://www.esev.ipv.pt/spce16/atas/XIII_SPCE_2016_atas_D.pdf

Fecha de contribución: 06-oct-2017

Contacto:

Localización:
* Gonçalves, D. & Quinta e Costa, M. (2016). Porque devemos ensinar ciência na formação de professores : literacia dos estudantes e atitudes face à educação científica. In: Atas do XIII Congresso da SPCE : Fronteiras, diálogos e transições na educação (pp. 1194-1199). Viseu : Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação (SPCE). Disponível em http://www.esev.ipv.pt/spce16/atas/XIII_SPCE_2016_atas_D.pdf
* 978-989-96261-6-4

Otros recursos del mismo autor(es)

  1. Ensinar a aprender a decidir, a partir do do Mantle of the Expert Projeto “Developing innovative teaching strategies to improve entrepreneurial skills and enhance per...
  2. $rec.titulo International audience
  3. Aprender com criatividade e talento(s): o processo de ensino em prol de aprendizagens O projeto - Aprender com Criatividade e Talento(s) - aposta num modelo flexível para o 1.º Ciclo do ...
  4. A polynomial-time algorithm for Outerplanar Diameter Improvement International audience
  5. Blind People and Mobile Keypads: Accounting for Individual Differences Part 2: Long and Short Papers

Otros recursos de la mismacolección

  1. The planning of tourism on rural areas: the stakeholders' perceptions of the Boticas municipality (Northeastern Portugal) Most of the strategies developed to “save” rural territories in Europe have not been successful. One...
  2. Aprender com criatividade e talento(s): o processo de ensino em prol de aprendizagens O projeto - Aprender com Criatividade e Talento(s) - aposta num modelo flexível para o 1.º Ciclo do ...
  3. Impacto do Projeto “Turmas Mais Sucesso” ao nível da Instrução, da Estimulação e da Socialização dos Alunos Este artigo sintetiza um estudo de caso realizado na Escola Secundária do Castêlo da Maia (ESCM), qu...
  4. GeoloGIS-BH: An Information System for Using the Built Heritage for Geological Teaching There are examples of using stones of the cultural heritage for teaching purposes. Information syste...
  5. A crise social desenhada pelas crianças : imaginação e conhecimento social A crise social e económica que tem atingido o mundo desde 2008, com efeitos especialmente sentidos n...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.