1) La descarga del recurso depende de la página de origen
2) Para poder descargar el recurso, es necesario ser usuario registrado en Universia


Opción 1: Descargar recurso

Opción 2: Descargar recurso

Detalles del recurso

Descripción

O processo de envelhecimento da população no Algarve tem suscitado a atenção dos investigadores vai para uma década. O oblívio a que esta região era votada pelos investigadores dedicados à temática do envelhecimento, os quais raramente desciam a sul do Tejo para recolha de dados, começou a ser ultrapassado quando a Universidade do Algarve decidiu criar o curso de mestrado em Gerontologia Social. O crescente interesse pela investigação sobre aquela temática que, entretanto, concitava o investimento de organizações e poderes internacionais e nacionais, ficou assinalado pela realização, em 2013, na Escola Superior de Educação e Comunicação, da Conferência Internacional dedicada ao tema Envelhecimento Ativo e Educação e, no ano seguinte, pela publicação do e-book com o mesmo título. Aí já estava visível a preocupação de refletir sobre os desafios colocados pelo envelhecimento demográfico no extremo sul do país, sem descurar as questões teóricas e o conhecimento empírico de outros contextos. A presente obra coletiva em que participam mais de uma dezena de especialistas portugueses, espanhóis e brasileiros leva mais longe o olhar sobre a problemática do envelhecimento no contexto regional algarvio, não descurando, contudo, os contributos teóricos e práticos provenientes de outros lugares que, pela profundidade, dimensão ou originalidade do trabalho realizado, se constituem como desafios e fontes de reflexão para o futuro, em qualquer lugar. O objetivo deste livro é contribuir para o diagnóstico fundamentado da realidade regional relativa ao fenómeno do envelhecimento e para a reflexão sobre novos caminhos e boas-práticas promotores do envelhecimento ativo. Procura-se neste e-book dar um contributo para a resposta a questões relativas aos modos de envelhecer na região algarvia, a partir da perspetiva oferecida por estudos realizados na área de confluência das ciências sociais, da saúde e da educação: Como se entende atualmente o envelhecimento humano? O que pensam as pessoas em idade avançada, residentes no Algarve, sobre o seu próprio processo de envelhecimento? O que pensam sobre a sua felicidade, sobre a sua qualidade de vida? Que perfis de funcionamento psicológico e funcional se encontram na região e como se caracterizam? Quais as condições do envelhecimento positivo? Quais os fatores da qualidade de vida no processo de envelhecimento? Qual a proporção dos que envelhecem bem, muito bem ou mal na população algarvia? Como se caracterizam os ambientes favoráveis e os desfavoráveis à qualidade de vida no envelhecimento? O que pensam as pessoas de idade avançada sobre as suas vivências no âmbito da participação em projetos promotores do envelhecimento ativo? Como avaliam essas experiências? Como se pode desenvolver o potencial das pessoas idosas de modo a contribuir para a melhoria da sua qualidade de vida e para a sua felicidade? Sem ter esgotado os múltiplos contextos socioculturais da região, identificaram-se diferentes modos de envelhecer. As mulheres com esperança de vida maior, mas pior qualidade de vida no envelhecimento. Os que têm mais recursos económicos, mais recursos educativos e culturais, melhores redes familiares e de sociabilidade, os que gozam de boa saúde física e mental, melhor sentido de realização pessoal, também têm melhor qualidade de vida no envelhecimento. Contudo, mesmo aqueles que não beneficiaram de uma trajetória de vida propiciadora do desenvolvimento integral das suas potencialidades e se encontram em idade avançada e em situações de grande vulnerabilidade podem melhorar a sua qualidade de vida se usufruírem de oportunidades apropriadas. Não podemos ficar «à espera que o tempo passe».

Pertenece a

Sapientia Repositório Institucional Universidade do Algarve  

Autor(es)

Anica, Aurízia - 

Id.: 71465419

Idioma: por  - 

Versión: 1.0

Estado: Final

Palabras claveEnvelhecimento - 

Tipo de recurso: book  - 

Tipo de Interactividad: Expositivo

Nivel de Interactividad: muy bajo

Audiencia: Estudiante  -  Profesor  -  Autor  - 

Estructura: Atomic

Coste: no

Copyright: sí

: openAccess

Requerimientos técnicos:  Browser: Any - 

Fecha de contribución: 15-jun-2018

Contacto:

Localización:
* 978-989-8859-34-1

Otros recursos del mismo autor(es)

  1. Contributos do teatro para o envelhecimento (cri)ativo Diante do novo paradigma do envelhecimento urgem projetos e práticas promotoras do envelhecimento at...
  2. Envelhecer no Algarve. Perceções, perfis e qualidade de vida no envelhecimento Será o Algarve esse lugar de excelência para envelhecer que o estereótipo tem difundido? Como se env...
  3. Introdução Apresenta-se a obra Envelhecer no Algarve, a qual pretende dar um contributo para a resposta a quest...
  4. Gerontologia e sociedade: os desafios do presente Procura-se explicar o contexto do nascimento da Gerontologia e os principais desafios que, presentem...
  5. Igualdade de género em Portugal. Desafios do presente. Pretende-se discutir a questão das desigualdades de género em Portugal, no presente, sem esquecer um...

Otros recursos de la mismacolección

  1. O procedimento científico de observação utilizado como ferramenta de promoção da sensibilização ecológica O presente projeto de investigação e de intervenção intitula-se O procedimento científico de observa...
  2. Interações comunicativas entre uma educadora e crianças abrangidas pela intervenção precoce na infância: uma proposta de intervenção educacional Sendo a ação educativa eminentemente um ato de comunicação, dado que implica formas de interação, fu...
  3. Contributos do teatro para o envelhecimento (cri)ativo Diante do novo paradigma do envelhecimento urgem projetos e práticas promotoras do envelhecimento at...
  4. The workaholism as an obstacle to safety and well-being in the workplace The work aholism, defined as addiction at work, increase burnout and negatively affects the psycholo...
  5. Envelhecer no Algarve. Perceções, perfis e qualidade de vida no envelhecimento Será o Algarve esse lugar de excelência para envelhecer que o estereótipo tem difundido? Como se env...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.