1) La descarga del recurso depende de la página de origen
2) Para poder descargar el recurso, es necesario ser usuario registrado en Universia


Opción 1: Descargar recurso

Detalles del recurso

Descripción

O presente trabalho tem como objetivo analisar, sob a perspectiva da Linguística Sistêmico-Funcional (Halliday, 1978; Halliday e Hasan 1985; Halliday e Matthiessen, 2004) e da Pedagogia de Gêneros da Escola de Sydney (Martin e Rose, 2008; Rose e Martin, 2012), textos produzidos em contexto acadêmico a fim de verificar o propósito social e objetivos sociocomunicativos, o gênero que opera cada texto e as suas etapas de desenvolvimento. A Linguística Sistêmico-Funcional (LSF) compreende a linguagem como um sistema funcional, social, semiótico e organizado em estratos. É sistêmica porque vê a língua como redes de sistemas linguísticos interligados; funcional porque concebe a língua em uso, no seu funcionamento; social porque a língua é fenômeno social, proveniente de um contexto social; e semiótica visto que a língua é analisada como um sistema de significados. Nesse sentido, a linguagem como sistema se materializa em textos. O texto, na LSF, é uma entidade semântica que se constitui como processo contínuo de escolhas e como produto, resultado do contexto de situação e de cultura. A Pedagogia de Gêneros se baseia na ideia de que todo comportamento linguístico é determinado por fatores sociais, culturais e com propósitos comunicativos definidos. À vista disso, a relação entre linguagem e contexto é inerente, portanto o gênero é considerado como um processo social. Os dados da pesquisa constituem-se de textos produzidos por alunos recentemente ingressados no curso de graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul matriculados em disciplina de Leitura e Produção Textual. A análise foi feita pela amostragem de um texto representativo de cada uma das cinco tarefas. Os resultados indicam que a escolha dos gêneros em cada tarefa é motivada por propósitos sociais e objetivos sociocomunicativos comuns, entretanto alguns textos apresentam gêneros mistos. Considerando que a escrita é um processo de construção de sentidos, o aluno precisa ter clareza do modo como esse processo se desenvolve e refletir sobre o mesmo. Nesse sentido, acredita-se que os pressupostos da LSF e da Pedagogia de Gêneros possam contribuir para a compreensão desse processo e para a reflexão de novas práticas de ensino em contexto acadêmico que considerem não só aspectos linguísticos, mas também aspectos contextuais, a fim de contribuir no desenvolvimento das práticas de leitura e escrita dos estudantes.

Pertenece a

Lume, repositório digital da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)  

Autor(es)

Lopes, Izabel Maria da Silva - 

Id.: 69845947

Idioma: por  - 

Versión: 1.0

Estado: Final

Tipo:  application/pdf - 

Palabras clavePedagogía géneros - 

Tipo de recurso: Trabalho de conclusão de graduação  - 

Tipo de Interactividad: Expositivo

Nivel de Interactividad: muy bajo

Audiencia: Estudiante  -  Profesor  -  Autor  - 

Estructura: Atomic

Coste: no

Copyright: sí

: Open Access

Formatos:  application/pdf - 

Requerimientos técnicos:  Browser: Any - 

Fecha de contribución: 13-may-2017

Contacto:

Localización:
* 001019621

Otros recursos que te pueden interesar

  1. Pattern of maxillofacial diseases treated in two academic hospitals in Bangladesh The purpose of this study was to evaluate the pattern of oral & maxillofacial diseases and to identi...
  2. La responsabilité pénale de l'écrivain au prisme des procès littéraires (France, xix e -xx e siècles) International audience
  3. Validación del autoinforme de motivos para la práctica del ejercicio físico con adolescentes (AMPEF): diferencias por género, edad y ciclo escolar (Validation of the self-report of reasons for the practice of physical exercise with teenagers (AMPEF): dif El objetivo del estudio es la validación del Autoinforme de Motivos para la Práctica del Ejercicio F...
  4. O perigo das palavras: Uma lição de Wittgenstein para psicólogos e educadores Psicólogos e educadores esquecem com frequência a mensagem profunda contida na ideia de Wittgenstein...
  5. Os nomes das letras e a fonetização da escrita A perspectiva psicogenética do desenvolvimento da linguagem escrita formulada por Ferreiro, parece a...

Otros recursos de la mismacolección

No existen otros recursos

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.