1) La descarga del recurso depende de la página de origen
2) Para poder descargar el recurso, es necesario ser usuario registrado en Universia


Opción 1: Descargar recurso

Detalles del recurso

Descripción

Sete linhas sísmicas de reflexão com alta penetração e baixa resolução, sendo seis paralelas e uma perpendicular à linha de costa, situadas ao sul da Plataforma Sul-rio-grandense foram analisadas com objetivo de encontrar feições indicativas de paleodrenagem. No intervalo Oligoceno Superior-Mioceno Inferior foram detectados dois cânions submarinos localizados na borda do talude atual. A origem dos cânions foi associada à presença de drenagem na plataforma em regime de mar baixo, com o deslocamento do depocentro para a região da plataforma externa-talude superior o qual provocou instabilidade, início de movimentos de massas e nucleação dos cânions. A queda estática do nível do mar foi associada a glaciação miocênica de 23,8 Ma. Um dos cânions foi vinculado à rede de drenagem do sistema sul-leste. Este sistema de drenagem foi um dos responsáveis pelo processo de denudação da Depressão Periférica do RS e também um dos principais meios de transporte e supridor de sedimentos da base do pacote sedimentar Cone do Rio Grande. O outro cânion está relacionado a um sistema de drenagem sudeste associado ao sistema drenagem com direção nordeste proveniente do Uruguai, cujas convergências das projeções se encontram no Baixo do Taim. Não foram encontradas evidências dessas duas paleodrenagens nas linhas sísmicas a oeste dos cânions, pois o ingresso ocorreu por bypass sedimentar. Foram encontradas nas linhas da plataforma feições sísmicas mostrando evidências de paleodrenagens no Mioceno Médio a Superior, Mioceno Superior e Plioceno. No Mioceno Médio a Superior o evento tectônico do soerguimento andino causou o basculamento em direção às terras altas com reflexos nas bacias sedimentares próximas. Ao aumentar a inclinação do terreno, a drenagem escavou mais profundamente na plataforma, mantendo a morfologia do canal pouco afetada pelos processos energéticos destrutivos da ação das ondas, quando da instalação dos estágios transgressivos subsequentes. Os rebaixamentos do nível do mar foram constatados nas curvas eustáticas de curta duração para a Bacia de Pelotas, Abreu (1989), e nas curvas globais de Haq et al. (1987), nos andares Serravaliano e Tortoniano (Mioceno Médio-Superior) e no Messiniano (Mioceno Superior). Esses eventos podem ser associados respectivamente à expansão leste e oeste do manto de gelo antártico, (Zachos et al.2001). Foi verificado que no Mioceno Médio-Superior as paleodrenagens propostas do Oligoceno Superior- Mioceno Inferior se mantiveram, mas houve um pequeno deslocamento para norte. Observou-se no Mioceno Superior-Plioceno um conjunto de importantes paleovales, ao sul da área de estudo. Mostram empilhamento sucessivo de cinco feições e migração para norte. Sugere-se que estes paleovales sejam um testemunho da presença do Rio da Prata na Plataforma Sul-rio-grandense.

Pertenece a

Lume, repositório digital da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)   NDLTD Union Catalog  

Autor(es)

Silva, Jorge Luiz Barbosa da - 

Id.: 49268568

Idioma: por  - 

Versión: 1.0

Estado: Final

Tipo:  application/pdf - 

Palabras claveGeologia marinha - 

Tipo de recurso: Tese  - 

Tipo de Interactividad: Expositivo

Nivel de Interactividad: muy bajo

Audiencia: Estudiante  -  Profesor  -  Autor  - 

Estructura: Atomic

Coste: no

Copyright: sí

: Open Access

Formatos:  application/pdf - 

Requerimientos técnicos:  Browser: Any - 

Fecha de contribución: 08-feb-2018

Contacto:

Localización:
* 000720038

Otros recursos que te pueden interesar

  1. Interfaces entre a geoconservação e a gestão costeira no município de Araranguá (Santa Catarina, Brasil) Políticas e práticas de conservação da natureza têm dado maior atenção à natureza abiótica, o que oc...
  2. Record of ebb-channel shifting within an ebb-tidal delta, the Sado Estuary, Portugal
  3. Avaliação da hidrodinâmica e transporte de sedimentos da Baia de Tijucas – SC O constante aumento da população tem gerado intensa ocupação das áreas costeiras em todo mundo. A ex...
  4. Caracterização hidrográfica da Baía de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil Esta dissertação apresenta uma caracterização das condições oceanográfica da nas Baías Sul e Norte, ...
  5. Estudo da variabilidade de ondas no oceano Atlântico sul e a contribuição energética de um ciclone extratropical intenso nos espectros das ondas ao largo do Rio Grande do Sul Devido à escassez de instrumentos de medição de onda bem como a grande dificuldade e os altos custos...

Otros recursos de la mismacolección

  1. Litofácies, fábrica magnética e geoquímica de condutos alimentadores e lavas ácidas do grupo Serra Geral no nordeste do Rio Grande do Sul A Grande Jazida Candiota, localizada no Município homônimo do Estado do Rio Grande do Sul, possui o ...
  2. Interpretação geoquímica e modelagem térmica na geração atípica de hidrocarbonetos: um exemplo na Formação Irati, Bacia do Paraná. A avaliação da exploração de hidrocarbonetos nas bacias sedimentares brasileiras, especialmente nas ...
  3. Geoquímica e ambiente geotectônico dos metabasitos da região de Caçapava do Sul, RS. Este trabalho propõe a geração e fechamento de um proto-oceano e consequente formação de um arco de ...
  4. A barreira costeira holocênica e suas relações com a morfodinâmica praial no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil A análise dos parâmetros morfométricos publicados buscou relacionar o comportamento morfodinâmico pr...
  5. Mineralogia e geoquímica do depósito de nióbio de Morro dos Seis Lagos: rocha primária, lateritas e mineralização associada de elementos terras raras O depósito laterítico de Nb (ETR, Ti) Morro dos Seis Lagos (MSL) é derivado de siderita carbonatito ...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.