1) La descarga del recurso depende de la página de origen
2) Para poder descargar el recurso, es necesario ser usuario registrado en Universia


Opción 1: Descargar recurso

Detalles del recurso

Descripción

A comunicação na aula de matemática contribui para a construção e negociação de significados, para a consolidação e divulgação de ideias, para a análise e avaliação das estratégias e do pensamento matemático usado pelos alunos, propiciando a identificação de conceções incorretas, entre outros aspetos que poderiam ser elencados. Mas como se articula o processo de comunicação com o processo de avaliação da/para a aprendizagem dos alunos, sabendo que este processo de avaliação constitui um fator importante para o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem autónoma e responsável dos alunos, sendo fundamental que seja orientado para a regulação do ensino do professor e da aprendizagem dos alunos. O estudo em curso, que aqui apresentamos, tem como principal objetivo estudar a articulação entre os processos de comunicação e de avaliação na aula de matemática. Desenvolvida a fase de recolha de evidências da relação entre comunicação e avaliação na aula de matemática, pretendemos dar conta dos resultados obtidos sobre as perceções de um dos professores participantes no estudo (Teresa, nome fictício) a propósito do processo de avaliação e do processo de comunicação. Assim, é nossa intenção dar resposta às questões: Quais as vertentes que mais se destacam nos processos de comunicação e de avaliação? Como é efetivada a articulação entre os referidos processos? Para a recolha de dados foram realizadas entrevistas semiestruturadas a quatro professores do 2.º ciclo do ensino básico. Optou-se por uma metodologia de natureza qualitativa, realçando a interpretação, compreensão e explicação dos significados, num contexto específico. Foi possível verificar que, para Teresa, a avaliação é concetualizada nas vertentes da avaliação da e para a aprendizagem. A comunicação é, do mesmo modo, considerada como instrumento comunicativo e, por vezes, como processo de interação. É assim, desde já, evidente a existência de articulação entre estes dois processos, incidindo a sua efetivação no tipo de ensino praticado e destacando-se o questionamento na intersecção destes processos.

Pertenece a

Biblioteca Digital do IPB  

Autor(es)

Martins, Cristina -  Guerreiro, António - 

Id.: 70982966

Idioma: eng  - 

Versión: 1.0

Estado: Final

Palabras claveComunicação - 

Tipo de recurso: conferenceObject  - 

Tipo de Interactividad: Expositivo

Nivel de Interactividad: muy bajo

Audiencia: Estudiante  -  Profesor  -  Autor  - 

Estructura: Atomic

Coste: no

Copyright: sí

: openAccess

Requerimientos técnicos:  Browser: Any - 

Fecha de contribución: 11-feb-2018

Contacto:

Localización:
* Martins, Cristina; Guerreiro, António (2017) - Processos de comunicação e de avaliação: como efetivar a sua articulação? In Pires, Manuel Vara; Mesquita, Cristina; Lopes, Rui Pedro; Santos, Graça; Cardoso, Mário; Sousa, João Sérgio de Pina Carvalho; Silva, Elisabete Mendes; Teixeira, Carlos (Eds.) II Encontro Internacional de Formação na Docência (INCTE): livro de atas. Bragança: Instituto Politécnico. p. 403-410. ISBN 978-972-745-222-4
* 978-972-745-222-4

Otros recursos del mismo autor(es)

  1. O trabalho investigativo nas aprendizagens iniciais da matemática Este texto, que constituiu uma base de discussão no grupo de trabalho Investigações matemáticas na a...
  2. Integração de atitudes/valores no processo de avaliação das aprendizagens dos alunos No decurso do estágio do Mestrado em ensino do 1.º e do 2.º ciclo do ensino básico, da primeira auto...
  3. Trabalho de grupo na aula de matemática: uma investigação em contexto santomense No âmbito do Mestrado em Ensino das Ciências, desenvolvido em São Tomé e Príncipe, foi realizada uma...
  4. Formação para a docência: trajeto(s) a partir de Bolonha No âmbito do processo de Bolonha, a formação de professores ficou regulada pelo Decreto-Lei n.º 43/2...
  5. A reflexão nos relatórios finais de estágios: um balanço na área da matemática O Decreto-Lei n.º 79/2014, que regulamenta o regime jurídico da habilitação profissional para a docê...

Otros recursos de la mismacolección

  1. Conceções de aprendizagem e decisões curriculares para o 1.º ciclo do ensino básico Nesta dissertação analisamos as conceções de aprendizagem e as decisões curriculares para o 1.º Cicl...
  2. O manual escolar e a aprendizagem: um estudo com manuais do ensino básico O estudo que se apresenta teve como objetivo perceber se manuais escolares do ensino básico fomentam...
  3. Educação Ciência-Tecnologia-Sociedade-Ambiente nas metas curriculares de ciências naturais Vários estudos e projetos, nacionais e internacionais (Eurydice, 2011, Martins et al., 2011; Program...
  4. História da Ciência nos Livros Didáticos de Física do 1.º Ano do Ensino Médio do Brasil A História da Ciência, ao contextualizar o conteúdo científico, torna a ciência mais real e aproxima...
  5. Modiano ou l’art de la mémoire: une perspective post-mémorielle de l’Occupation allemande Récompensé par le Prix Nobel de littérature pour «l’art de la mémoire avec lequel il a évoqué les de...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.