1) La descarga del recurso depende de la página de origen
2) Para poder descargar el recurso, es necesario ser usuario registrado en Universia


Opción 1: Descargar recurso

Detalles del recurso

Descripción

Os mecanismos que controlam e mantÃm a diversidade, a produtividade primÃria e a estrutura das comunidades de plantas ainda nÃo foram completamente elucidados. Tem sido sugerido que os fungos micorrizicos arbusculares (FMAs) desempenham papel importante nas comunidades vegetais, mas hà carÃncia de provas experimentais comprobatÃrias desta funÃÃo. No presente estudo avaliaou-se em cinco experimentos de casa de vegetaÃÃo, o papel da riqueza de FMAs no crescimento individual e conjunto da Trema micrantha Blume, Schinus terebinthifolius Raddi, Senna macranthera (Vell.) Irw. &Barn. e Caesalpinia ferrea Mart. Quatro destes experimentos foram conduzidos com estas espÃcies crescendo individualmente e em um quinto estas cresceram em conjunto, simulando uma comunidade vegetal. Os tratamentos foram; um controle nÃo inoculado (NI), inoculaÃÃo com uma espÃcie de FMA (R1), duas (R2), quatro (R4) e oito espÃcies (R8) e um tratamento referencial com nÃvel alto de P do solo (AP). O crescimento das plantas foi favorecido no tratamento AP e na presenÃa de FMAs, em relaÃÃo ao NI. O aumento no crescimento esteve associado ao aumento na riqueza de espÃcies de FMAs no solo, sendo este mais evidente sob a condiÃÃo de crescimento conjunto das plantas do que destas individualmente. Em crescimento conjunto e na ausÃncia de FMAs a T. micrantha foi a espÃcie dominante, principalmente no tratamento AP onde representou mais de 70% da biomassa total das plantas. Jà na presenÃa de FMAs, a produÃÃo relativa de biomassa foi mais equilibrada, com ligeira dominÃncia da S. terebinthifolius. Analises da densidade de esporos e de eletroforese em gel com gradiente desnaturante (DGGE) da subunidade menor do rDNA (18S), extraÃdo de raÃzes e amplificado com os iniciadores NS31 e AM1, indicaram que mudanÃas na composiÃÃo de espÃcies na comunidade fungica no solo alterou a comunidade de FMAs nas raÃzes. O Glomus clarum dominou a comunidade radicular em R8, onde destacou-se tambÃm Gigaspora margarita e Scutellospora heterogama. A Gi margarita e a S. heterogama dominaram a comunidade radicular em R4 e a Gi. margarita foi a espÃcie dominante, quando apenas duas espÃcies estavam presentes na comunidade solo. O Glomus etunicatum somente apresentou bandas evidentes no gel de DGGE quando era a Ãnica espÃcie presente no solo. A comparaÃÃo do perfil eletroforÃtico dos FMAs colonizando os diferentes hospedeiros, sugere a existÃncia de relaÃÃes preferenciais planta-fungo. Isto pode refletir na capacidade de estabelecimento e competitividade entre as espÃcies de FMAs estudadas. Crescendo individualmente, as plantas responderam ao aumento da riqueza de FMAs somente atà R4, enquanto que, em comunidade, houve resposta atà R8. Conclui-se que o benefÃcio do aumento da riqueza de FMAs à maior para plantas crescendo em comunidades complexas e onde hà mais competiÃÃo.

Pertenece a

BDTD Ibict   BDTD Ibict   NDLTD Union Catalog  

Autor(es)

Josà Geraldo Donizetti dos Santos - 

Id.: 33791452

Idioma: portugués  - 

Versión: 1.0

Estado: Final

Tipo:  PDF - 

Palabras claveDGGE - 

Tipo de Interactividad: Expositivo

Nivel de Interactividad: muy bajo

Audiencia: Estudiante  -  Profesor  -  Autor  - 

Estructura: Atomic

Coste: no

Copyright: sí

Formatos:  PDF - 

Requerimientos técnicos:  Browser: Any - 

Fecha de contribución: 24-jun-2010

Contacto:

Localización:

Otros recursos de la mismacolección

  1. Sistema de gerência de pavimento para departamentos de estradas do nordeste brasileiro Um Sistema de Gerência de Pavimento (SGP) é capaz de coordenar um conjunto de atividades objetivando...
  2. Filogenia e diversidade genética do gênero Cunila D.Royen ex L.,(Lamiaceae) O gênero Cunila D. Royen ex L. (Lamiaceae) encontra-se na América de forma disjunta, apresentando do...
  3. Aspectos tecnológicos da fabricação de imãs permanentes fundidos Com o objetivo de se otimizar as propriedades magnéticas de ligas fundidas para imãs permanentes tip...
  4. Acreção a buracos negros supermassivos no universo presente Há evidências contundentes de que u ma parcela significativa das galáxias no universo presente hospe...
  5. Modelo esférico quântico de vidro de spin com interações de longo alcance. Grupo de renormalização a ordem 1 loop No presente trabalho, estudamos as propriedades críticas do modelo esférico quântico de vidros de sp...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.