Tuesday, September 2, 2014

 

 



Soy un nuevo usuario

Olvidé mi contraseña

Entrada usuarios

Lógica Matemáticas Astronomía y Astrofísica Física Química Ciencias de la Vida
Ciencias de la Tierra y Espacio Ciencias Agrarias Ciencias Médicas Ciencias Tecnológicas Antropología Demografía
Ciencias Económicas Geografía Historia Ciencias Jurídicas y Derecho Lingüística Pedagogía
Ciencia Política Psicología Artes y Letras Sociología Ética Filosofía
 

rss_1.0 Recursos de colección

SciELO Brasil - Scientific Electronic Library Online (76,051 recursos)
SciELO (Scientific Electronic Library Online) is an electronic library covering a selected collection of Brazilian scientific journals. The objective of the site is to implement an electronic virtual library, providing full access to a collection of serial titles, a collection of issues from individual serial titles, as well as to the full text of articles. The project envisages the development of a common methodology for the preparation, storage, dissemination and evaluation of scientific literature in electronic format.

Psicologia USP

Mostrando recursos 1 - 20 de 303

1. Publicar mais, ou melhor? O tamanduá olímpico - Rodrigues,Luiz Oswaldo Carneiro
O presente texto discute alguns dos critérios que os órgãos financiadores da pesquisa utilizam para escolher os projetos contemplados nas ciências do esporte, embora essa questão seja importante também para os cientistas brasileiros de outros campos do conhecimento. Observa-se que as transformações realizadas nos últimos anos nos sistemas de fomento e classificação dos programas de pós-graduação resultaram no aumento da produtividade científica brasileira medida pelas publicações indexadas no contexto internacional. No entanto, a pressão institucional quantitativa pela publicação pode estar induzindo a graves distorções de comportamento entre os cientistas, o que compromete o próprio sentido do fazer científico e o...

2. Reflexões críticas sobre os três erres, ou os periódicos brasileiros excluídos - Rocha e Silva,Mauricio

3. Embedded librarian: relato de uma experiência na Psicologia brasileira - Serradas,André
O presente relato apresenta as principais atividades e desafios de um embedded librarian, ou bibliotecário integrado, junto aos diversos grupos envolvidos nos processos de comunicação científica e, mais especificamente, relacionados aos periódicos científicos da área de Psicologia. A existência de um bibliotecário integrado a esses grupos favoreceu a comunicação e interação entre eles e contribuiu também para a qualificação de um conjunto de periódicos científicos da área.

4. Editor de revistas científicas: relato de um interminável aprendizado - Berlinck,Manoel Tosta
Este artigo apresenta um relato sobre o interminável aprendizado para ser editor de revista científica e narra a trajetória dessa formação. Procura, assim, colocar em palavras uma complexa e longa vivência, transformando-a numa experiência, ou seja, num conhecimento socialmente compartilhado. Conclui com a observação de que, nos próximos anos, os problemas éticos de pesquisa e publicação ocuparão boa parte do trabalho dos editores de revistas científicas e seria muito bom se estes se preparassem para esse grande debate.

5. Mapeamento da produção científica de pesquisadores brasileiros de ciências da comunicação: período de 2000 a 2009 - Toffoli,Geni Aparecida; Ferreira,Sueli Mara Soares Pinto
Análise e mapeamento da produção científica de pesquisadores brasileiros em ciências da comunicação, a partir do currículo disponível no sistema Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a fim de sistematizar e identificar quais tipologias documentais foram mais utilizadas para disseminação dos resultados de pesquisas no período de 2000-2009 (livros, capítulos de livros e artigos em revistas científicas). Os resultados foram analisados quanto ao perfil de atuação dos distintos programas de pós-graduação e quanto ao perfil dos pesquisadores deixando evidente que não existe diferença substancial no uso dos veículos “artigos de revistas” e “livros” para a publicação...

6. Equívocos na publicação científica: algumas considerações - Guedes,Maria do Carmo
Publicar para mostrar produção, e não como compromisso social com o disseminar conhecimento, pode levar Autores e Editores Científicos a equívocos. A partir de análise de formulários para emissão de parecer hoje praticados, o artigo traz considerações sobre o esgarçar das fronteiras entre as diversas funções no trabalho editorial. São discutidos aspectos técnicos e éticos do trabalho de Autor de artigo científico e de Editor de periódico científico e que, no limite, podem desservir à disseminação de conhecimento. Conclui-se convocando a uma discussão que não se limite a problemas pontuais, mas aborde o problema principal: a pressão por produção quantificável.

7. Livros à mão cheia: o livro como veículo de produção acadêmica - Menandro,Paulo Rogério Meira; Yamamoto,Oswaldo Hajime; Tourinho,Emmanuel Zagury; Bastos,Antônio Virgílio Bittencourt
O texto discute a importância do livro como modalidade de produção acadêmica. São apresentados argumentos em favor da visão de que periódicos e livros, em diversas áreas de conhecimento, constituem formas de veiculação de produção científica que se complementam no cumprimento de funções relevantes para o desenvolvimento da ciência e para a formação e atualização de profissionais. A metodologia adotada nos últimos anos para a avaliação dos livros produzidos no âmbito da pós-graduação em Psicologia é descrita e comentada.

8. Adoção, citação e difusão do artigo científico: o que é que se difunde? - Jardim,João Bosco
Sugere-se neste texto que a difusão do artigo científico pode ser estudada em termos das relações que se processam entre uma classe comportamental associada à citação do artigo e os meios sociais que estimulam essa classe verbalmente. Tal sugestão presume que a difusão não concerne ao artigo, mas às relações entre a classe específica e os seus antecedentes e consequentes verbais, nos meios sociais pertinentes a quem faz a citação. É realçado o papel das relações interpessoais no controle da difusão de artigos científicos por meio de regras e redes de informação. Argumenta-se que o enquadramento conceitual da difusão do...

9. Avaliação entre “pares” na ciência e na academia: aspectos clandestinos de um julgamento nem sempre científico, acadêmico ou “de avaliação” - Botomé,Sílvio Paulo
A avaliação do trabalho acadêmico não pode ser reduzida apenas a medidas. Menos ainda reduzida a medidas de alguns aspectos. Há, porém, uma extensa “naturalização” de procedimentos que não são orientados por todos os aspectos que constituem essa “avaliação”. Um dos aspectos dessa “naturalização” tem sido a lenta e sutil substituição do debate e da crítica aos trabalhos acadêmicos pela sua simples exibição, apresentação ou publicação com exames mais burocráticos do que acadêmicos. As “avaliações entre pares” são geralmente exigência ou procedimento feito com problemas ainda não suficientemente resolvidos. Eles incluem o anonimato do avaliador com muitos “desvios” de uma...

10. Avaliação acadêmica, ideologia e poder - Schmidt,Maria Luisa Sandoval
O artigo discute a avaliação acadêmica no contexto caracterizado pelo produtivismo. Como introdução, analisa o episódio da lista dos improdutivos, ocorrido em 1988 na USP, procurando apontar algumas tendências do debate sobre avaliação à época. Em seguida, apresenta, em linhas gerais, ideias que constituem a ideologia produtivista e examina seus desdobramentos na construção de um sistema nacional de avaliação no Brasil. Por último, considera os efeitos desse sistema no trabalho acadêmico, tomando como referência o lugar das exigências de publicação no processo de avaliação.

11. Editorial - Guedes,Maria do Carmo

12. Avaliação acadêmica, ideologia e poder - Schmidt,Maria Luisa Sandoval
O artigo discute a avaliação acadêmica no contexto caracterizado pelo produtivismo. Como introdução, analisa o episódio da lista dos improdutivos, ocorrido em 1988 na USP, procurando apontar algumas tendências do debate sobre avaliação à época. Em seguida, apresenta, em linhas gerais, ideias que constituem a ideologia produtivista e examina seus desdobramentos na construção de um sistema nacional de avaliação no Brasil. Por último, considera os efeitos desse sistema no trabalho acadêmico, tomando como referência o lugar das exigências de publicação no processo de avaliação.

13. Editor de revistas científicas: relato de um interminável aprendizado - Berlinck,Manoel Tosta
Este artigo apresenta um relato sobre o interminável aprendizado para ser editor de revista científica e narra a trajetória dessa formação. Procura, assim, colocar em palavras uma complexa e longa vivência, transformando-a numa experiência, ou seja, num conhecimento socialmente compartilhado. Conclui com a observação de que, nos próximos anos, os problemas éticos de pesquisa e publicação ocuparão boa parte do trabalho dos editores de revistas científicas e seria muito bom se estes se preparassem para esse grande debate.

14. Adoção, citação e difusão do artigo científico: o que é que se difunde? - Jardim,João Bosco
Sugere-se neste texto que a difusão do artigo científico pode ser estudada em termos das relações que se processam entre uma classe comportamental associada à citação do artigo e os meios sociais que estimulam essa classe verbalmente. Tal sugestão presume que a difusão não concerne ao artigo, mas às relações entre a classe específica e os seus antecedentes e consequentes verbais, nos meios sociais pertinentes a quem faz a citação. É realçado o papel das relações interpessoais no controle da difusão de artigos científicos por meio de regras e redes de informação. Argumenta-se que o enquadramento conceitual da difusão do...

15. Publicar mais, ou melhor? O tamanduá olímpico - Rodrigues,Luiz Oswaldo Carneiro
O presente texto discute alguns dos critérios que os órgãos financiadores da pesquisa utilizam para escolher os projetos contemplados nas ciências do esporte, embora essa questão seja importante também para os cientistas brasileiros de outros campos do conhecimento. Observa-se que as transformações realizadas nos últimos anos nos sistemas de fomento e classificação dos programas de pós-graduação resultaram no aumento da produtividade científica brasileira medida pelas publicações indexadas no contexto internacional. No entanto, a pressão institucional quantitativa pela publicação pode estar induzindo a graves distorções de comportamento entre os cientistas, o que compromete o próprio sentido do fazer científico e o...

16. Avaliação entre “pares” na ciência e na academia: aspectos clandestinos de um julgamento nem sempre científico, acadêmico ou “de avaliação” - Botomé,Sílvio Paulo
A avaliação do trabalho acadêmico não pode ser reduzida apenas a medidas. Menos ainda reduzida a medidas de alguns aspectos. Há, porém, uma extensa “naturalização” de procedimentos que não são orientados por todos os aspectos que constituem essa “avaliação”. Um dos aspectos dessa “naturalização” tem sido a lenta e sutil substituição do debate e da crítica aos trabalhos acadêmicos pela sua simples exibição, apresentação ou publicação com exames mais burocráticos do que acadêmicos. As “avaliações entre pares” são geralmente exigência ou procedimento feito com problemas ainda não suficientemente resolvidos. Eles incluem o anonimato do avaliador com muitos “desvios” de uma...

17. Trauma e superação - Savoia,Mariângela Gentil

18. Julgamento de colinearidade e percepção de distância exocêntrica em campo aberto - Santillán,Javier Enrique; Marques,Susi Lippi; Silva,José Aparecido da
O propósito foi investigar experimentalmente o desempenho dos observadores numa original tarefa de julgamento de colinearidade em campo aberto (dimensões 20 x 30 m). Participaram do experimento 30 observadores. Os estímulos foram estacas verticais de alturas variáveis, quatro fixos e quatro móveis. A tarefa consistiu em ajustar os dois estímulos móveis (mediante controle à distância) para que ficassem colineares aos dos estímulos fixos nos extremos de cada diagonal. Foi realizada uma análise de variância (ANOVA) fatorial sobre os erros de colinearidade, revelando somente efeito significativo para o fator ‘Estímulo Móvel’ (F(3,473)=69,86 p<0,001) notando-se uma sistemática na distribuição dos erros. As...

19. Avaliação psicofísica da percepção de dor - Silva,José Aparecido da; Ribeiro-Filho,Nilton Pinto
Dor é uma experiência pessoal e subjetiva influenciada por fatores culturais, situacionais, atentivos e outras variáveis psicológicas. Abordagens para a mensuração de dor incluem variados instrumentos, tais como, escalas verbais, numéricas, observacionais, questionários, autorregistros e respostas fisiológicas. Nesta revisão, descrevemos e analisamos como as sofisticadas técnicas psicofísicas podem ser designadas para mensurar separadamente as dimensões sensoriais e afetivas da percepção de dor. Destacamos que estas técnicas produzem mensurações válidas e fidedignas da percepção de dor, com propriedades de escalonamento de razão e, também, podem ser usadas, facilmente, em ambientes clínicos.

20. Métodos utilizados na avaliação psicofísica da visão de cores humana - Lima,Monica Gomes; Gomes,Bruno Duarte; Ventura,Dora Fix; Silveira,Luiz Carlos de Lima
A cor é um atributo perceptual que nos permite identificar e localizar padrões ambientais de mesmo brilho e constitui uma dimensão adicional na identificação de objetos, além da detecção de inúmeros outros atributos dos objetos em sua relação com a cena visual, como luminância, contraste, forma, movimento, textura, profundidade. Decorre daí a sua importância fundamental nas atividades desempenhadas pelos animais e pelos seres humanos em sua interação com o ambiente. A psicofísica visual preocupa-se com o estudo quantitativo da relação entre eventos físicos de estimulação sensorial e a resposta comportamental resultante desta estimulação, fornecendo dessa maneira meios de avaliar aspectos...

Página de resultados:
 

Busque un recurso