Mostrando recursos 1 - 7 de 7

  1. Análise da expressão de proteínas ancoradas ao glicosilfosfatidilinositol (GPI) e ativação neutrofílica em doadores de plaquetaférese de repetição

    Garcia, Lais Oliveira
    A coleta de hemocomponentes por equipamentos de aférese tem aumentado muito nos últimos anos, sendo considerado um avanço na medicina transfusional, pois possibilita a retirada de um ou mais componentes de um doador único resultando em um hemocomponente padronizado e de alta qualidade. No entanto, os intervalos entre as doações de plaquetaférese em geral são curtos, podendo haver perda de células a cada doação e potencial desregulação do sistema hematopoiético. Pode ocorrer ainda um possível efeito patogênico após passagem das células pelo equipamento de aférese e ativação neutrofílica. Diante disso, há a preocupação se isso acarretaria riscos à saúde do...

  2. Administração de morfina durante o período neonatal : avaliação de sistemas de neurotransmissão, parâmetros comportamentais e bioquímicos

    Oliveira, Carla de
    Dor em pediatria tem sido o foco de muitos estudos nas últimas décadas devido ao fato de que neonatos apresentam menor limiar a estímulos nocivos e inócuos em relação aos adultos. Desta forma, o uso de analgésicos é frequente para sedação e analgesia em UTIs pediátricas, e entre os opioides, a morfina é um dos mais utilizados. Adicionalmente, exposição a estímulos estressantes como a deprivação materna está entre os fatores ambientais relacionados a alterações no desenvolvimento neural. O estresse social ou a negligência do cuidado parental, e mais precisamente do cuidado materno em ratos, está associado a importantes alterações comportamentais...

  3. Boas práticas clínicas e aspectos regulatórios em pesquisas com terapia celular

    Bruna Pochmann Zambonato
    No campo da pesquisa clínica, o manual de Boas Práticas Clínicas (BPC) é um padrão de qualidade que garante não só que a segurança, os direitos e o bem-estar dos participantes destes estudos sejam protegidos, mas também que a credibilidade e precisão dos dados sejam garantidas. Com o avanço das pesquisas envolvendo terapia celular (TC), são necessários a mesma atenção e acompanhamento dado a ao estudo clínico envolvendo fármacos. Além disso, é necessário que a TC trabalhe de acordo com as Boas Práticas de Manufatura (BPM) desenvolvendo um alto padrão de qualidade para produção celular. O objetivo deste estudo foi...

  4. Distribuição miocárdica de Tc-99m sestamibi : avaliação em modelos de angioplastia coronariana em humanos e de fracionamento celular em ratos

    Carvalho, Paulo de Araújo
    O presente estudo objetivou avaliar a distribuição miocârdica de 99mTc-sestamibi utilizando os modelos de fracionanlento celular em coração de rato isolado e perfundido, e de angioplastia coronariana em humanos. Com o objetivo de abordar a aparente discrepância existente en tre dados obtidos em células em cultura e preparações de corações íntegros, foram utilizados corações de rato perfundidos através da preparação de Langendorff e perfundidos com hexakis (2-nlctoxi isobutil isonitrila) tccnécio(I) (99mTcMIBI). Os corações foram fracionados através de técnica pàdronizada de centrify gação e as frações contendo 99mTc-MIBI foram correlacionadas ao marcador mitocondrial malato desidrogenase (MDH) e a substratos mitocondriais. A...

  5. Avaliação de caquexia reumatoide em pacientes com artrite reumatoide e sua relação com desfechos clínicos, funcionais e terapêuticos

    Moro, Ana Laura Didonet
    Base Teórica: A artrite reumatoide (AR) é uma doença crônica e inflamatória que além de sintomas articulares pode levar à perda de massa muscular com peso estável ou aumentado, condição denominada caquexia reumatoide (CR). A CR está associada com pior prognóstico, mas ainda é negligenciada na prática clínica. Objetivo: Avaliar a prevalência de CR em um hospital público terciário de Porto Alegre e determinar sua correlação com características da AR, com níveis de atividade física e com as medicações em uso. Métodos: Estudo transversal com 91 pacientes com AR que foram submetidos à densitometria corporal total (DEXA) para medida total...

  6. Modulação do receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR) em sarcoma de Ewing : impacto na viabilidade, proliferação celular e vias de sinalização associadas a neurotrofinas

    Santos, Nathalia Kersting dos
    A família de Tumores de Ewing pode ser compreendida como um espectro de neoplasias de células neuroectodérmicas primitivas, dentre eles se inclui uma classe menos diferenciada chamada Sarcoma de Ewing (SE), no qual o diagnóstico é mais frequente entre 11 e 20 anos. O índice de sobrevida pode chegar em 70%; todavia, estima-se que apenas 55% dos pacientes recebam um tratamento efetivo. Alguns estudos sugerem relevância do receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR) no processo de tumorigênese e metátase em cânceres de cabeça e pescoço, pulmão e colorretal. Algumas vias de sinalização que poderiam explicar a relação do EGFR...

  7. Características dos pacientes portadores de hemofilia no estado do Rio Grande do Sul

    Catelli, Dayenne Helena
    Base teórica: O tratamento dos pacientes hemofílicos no Brasil apresentou avanços importantes nos últimos anos. Passamos de uma realidade de tratamento sob demanda, com quantitativos de fatores de coagulação insuficientes segundo o preconizado pela Federação Mundial de Hemofilia, para uma situação de programas de profilaxia primária, imunotolerância e fatores de coagulação recombinantes. A análise dos dados obtidos através do registro dos pacientes origina as informações imprescindíveis à concepção, gestão e avaliação de um programa público desta monta. O Ministério da Saúde, através do Perfil das Coagulopatias Hereditárias no Brasil, tem publicado de forma sistemática os resultados da compilação dos dados...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.