Mostrando recursos 1 - 17 de 17

  1. Ensino jurídico e política partidária no Brasil : a Faculdade de Direito de Porto Alegre (1900-1937)

    Grijó, Luiz Alberto
    Este trabalho tem como tema central o estudo das instituições de ensino jurídico no Brasil em sua relação com a política partidária e com o seu papel de formar escolar e culturalmente elites políticas. Tem como objeto específico a análise da Faculdade de Direito de Porto Alegre, desde a sua fundação em 1900 até 1937, a partir do estudo dos agentes que a compunham e sua relação com o governo do estado do Rio Grande do Sul, com a militância político-partidária e com o exercício de diversas ocupações. A Faculdade é enfocada em sua inserção na dinâmica histórica mais ampla,...

  2. As marcas do passado : o filme histórico como efeito de real

    Rossini, Miriam de Souza
    O objetivo deste trabalho é compreender o modo pelo qual o cinema vem reconstruindo a história nas suas narrativas, e quais as implicações do uso do filme de reconstituição histórica no trabalho do historiador. A aproximação entre os dois campos – cinema e história – é tratada a partir da noção de efeito de real, que produz representações verossímeis. Tal enfoque permite ao historiador adentrar no imaginário de uma época e, assim, ver que aspectos do passado foram resgatados a fim de falar das necessidades, sonhos, utopias, medos da temporalidade em que o filme foi produzido. Partindo da discussão teórico-metodológica...

  3. As marcas do passado : o filme histórico como efeito de real

    Rossini, Miriam de Souza
    O objetivo deste trabalho é compreender o modo pelo qual o cinema vem reconstruindo a história nas suas narrativas, e quais as implicações do uso do filme de reconstituição histórica no trabalho do historiador. A aproximação entre os dois campos – cinema e história – é tratada a partir da noção de efeito de real, que produz representações verossímeis. Tal enfoque permite ao historiador adentrar no imaginário de uma época e, assim, ver que aspectos do passado foram resgatados a fim de falar das necessidades, sonhos, utopias, medos da temporalidade em que o filme foi produzido. Partindo da discussão teórico-metodológica...

  4. O “indio historiador” da redução de São Luís : escrita e autoria a partir do relato de Crisanto Neranda (1754-1772)

    Silva, Marina Gris da
    Esta dissertação parte de dois eixos de investigação: um deles é Crisanto Neranda, um Guarani letrado das missões jesuíticas do Paraguai, membro de uma congregação e integrante da administração da redução de São Luís; o outro, um relato escrito que é atribuído a esse sujeito. Esse registro narra as situações que Crisanto teria vivenciado no ano de 1754 após ser capturado por portugueses durante os conflitos conhecidos como “Guerra Guaranítica”, que estão associados à demarcação do Tratado de Madri (1750). O texto, no entanto, não se restringe a esse momento específico, pois o relato foi instrumentalizado por diversos outros personagens,...

  5. O “indio historiador” da redução de São Luís : escrita e autoria a partir do relato de Crisanto Neranda (1754-1772)

    Silva, Marina Gris da
    Esta dissertação parte de dois eixos de investigação: um deles é Crisanto Neranda, um Guarani letrado das missões jesuíticas do Paraguai, membro de uma congregação e integrante da administração da redução de São Luís; o outro, um relato escrito que é atribuído a esse sujeito. Esse registro narra as situações que Crisanto teria vivenciado no ano de 1754 após ser capturado por portugueses durante os conflitos conhecidos como “Guerra Guaranítica”, que estão associados à demarcação do Tratado de Madri (1750). O texto, no entanto, não se restringe a esse momento específico, pois o relato foi instrumentalizado por diversos outros personagens,...

  6. O exílio, os exilados e banidos nos debates sobre a anistia de 1979, a partir do jornal Folha de São Paulo

    Petró, Cleber Monticelli
    A pesquisa analisa a aparição dos temas do exílio, dos exilados e dos banidos nos debates sobre a anistia, ocorridos entre outubro de 1978 e agosto de 1979, no jornal Folha de São Paulo. O processo de abertura política no final da ditadura civil-militar, expresso nas modificações na legislação, como por exemplo, na aprovação da nova Lei de Segurança Nacional, abriu novas perspectivas para os exilados retornarem ao Brasil, coincidindo com um momento em que o jornal estava reavaliando a sua postura editorial frente ao fortalecimento da sociedade civil. A Folha fez a cobertura das atividades realizadas no exílio debatendo...

  7. O exílio, os exilados e banidos nos debates sobre a anistia de 1979, a partir do jornal Folha de São Paulo

    Petró, Cleber Monticelli
    A pesquisa analisa a aparição dos temas do exílio, dos exilados e dos banidos nos debates sobre a anistia, ocorridos entre outubro de 1978 e agosto de 1979, no jornal Folha de São Paulo. O processo de abertura política no final da ditadura civil-militar, expresso nas modificações na legislação, como por exemplo, na aprovação da nova Lei de Segurança Nacional, abriu novas perspectivas para os exilados retornarem ao Brasil, coincidindo com um momento em que o jornal estava reavaliando a sua postura editorial frente ao fortalecimento da sociedade civil. A Folha fez a cobertura das atividades realizadas no exílio debatendo...

  8. O Rei dos Falsários : A trajetória de um moedeiro falso no Brasil Imperial (1830-1861)

    Ferreira Junior, Francisco
    O presente trabalho tem como proposta principal analisar a trajetória de José Maria Cândido Ribeiro, pintor português condenado por falsificação de moeda, enfatizando suas relações com a justiça no Brasil do século XIX. Cândido Ribeiro chegou ao Rio de Janeiro entre as décadas de 1820 e 1830, onde passaria a viver de sua arte de retratista e pintor a óleo. Casando-se com uma brasileira, em algum momento das décadas de 1830 e 1840 partiria para a província da Bahia, onde aconteceria sua principal condenação por falsificação de moeda, em 1849. A partir dessa condenação passou a se desenvolver uma complexa...

  9. O Rei dos Falsários : A trajetória de um moedeiro falso no Brasil Imperial (1830-1861)

    Ferreira Junior, Francisco
    O presente trabalho tem como proposta principal analisar a trajetória de José Maria Cândido Ribeiro, pintor português condenado por falsificação de moeda, enfatizando suas relações com a justiça no Brasil do século XIX. Cândido Ribeiro chegou ao Rio de Janeiro entre as décadas de 1820 e 1830, onde passaria a viver de sua arte de retratista e pintor a óleo. Casando-se com uma brasileira, em algum momento das décadas de 1830 e 1840 partiria para a província da Bahia, onde aconteceria sua principal condenação por falsificação de moeda, em 1849. A partir dessa condenação passou a se desenvolver uma complexa...

  10. Memória cinematográfica : a reconstrução histórica das ditaduras brasileira e chilena através da produção fílmica de Lúcia Murat e Pablo Larraín

    Santos, Márcio Tavares dos
    Nas últimas décadas, a memória tornou-se um tema de preocupação política central em todo mundo. A produção da memória concretiza-se pelo entrecruzamento de distintas forças sociais que disputam a legitimidade de enunciar os discursos acerca dos acontecimentos do tempo passado. Desse modo, as discussões em torno da elaboração das narrativas de memória têm escapado dos limites da disciplina histórica. Cada vez mais, esse espaço vem sendo ocupado por investigações oriundas de diversas disciplinas e também por outros agentes culturais que se voltam para o passado e para a memória com interesses distintos aos dos historiadores. Um dos veículos produtores dessas...

  11. Memória cinematográfica : a reconstrução histórica das ditaduras brasileira e chilena através da produção fílmica de Lúcia Murat e Pablo Larraín

    Santos, Márcio Tavares dos
    Nas últimas décadas, a memória tornou-se um tema de preocupação política central em todo mundo. A produção da memória concretiza-se pelo entrecruzamento de distintas forças sociais que disputam a legitimidade de enunciar os discursos acerca dos acontecimentos do tempo passado. Desse modo, as discussões em torno da elaboração das narrativas de memória têm escapado dos limites da disciplina histórica. Cada vez mais, esse espaço vem sendo ocupado por investigações oriundas de diversas disciplinas e também por outros agentes culturais que se voltam para o passado e para a memória com interesses distintos aos dos historiadores. Um dos veículos produtores dessas...

  12. Ao sul do sul o mar também é pampa : sensibilidades de verão na Villa Sequeira, Rio Grande/RS (1884-1892)

    Ferreira, Felipe Nóbrega
    No presente trabalho apresentamos uma estação balnear chamada Villa Sequeira, localizada na cidade de Rio Grande, Rio Grande do Sul. Projetada a partir do ano de 1884 pela empresa Companhia Carris Urbanos do Rio Grande, ela inaugurou sua primeira temporada de banhos em 1889-1890. Nos debruçamos sobre o tema dos banhos de mar entendendo que a região litorânea sofreu um processo de obliteração de suas práticas, notadamente as balneares, na composição das representações que circundam o Estado do Rio Grande do Sul. Sendo assim, nossa pesquisa elabora um duplo movimento: primeiro compreender esse processo que gerou (in)visibilidade ao litoral de...

  13. Ao sul do sul o mar também é pampa : sensibilidades de verão na Villa Sequeira, Rio Grande/RS (1884-1892)

    Ferreira, Felipe Nóbrega
    No presente trabalho apresentamos uma estação balnear chamada Villa Sequeira, localizada na cidade de Rio Grande, Rio Grande do Sul. Projetada a partir do ano de 1884 pela empresa Companhia Carris Urbanos do Rio Grande, ela inaugurou sua primeira temporada de banhos em 1889-1890. Nos debruçamos sobre o tema dos banhos de mar entendendo que a região litorânea sofreu um processo de obliteração de suas práticas, notadamente as balneares, na composição das representações que circundam o Estado do Rio Grande do Sul. Sendo assim, nossa pesquisa elabora um duplo movimento: primeiro compreender esse processo que gerou (in)visibilidade ao litoral de...

  14. Como el Uruguay no hay... : terror de Estado e segurança nacional Uruguai (1968-1985) : do pachecato à ditadura civil-militar

    Padrós, Enrique Serra
    O presente trabalho analisa a ditadura civil-militar uruguaia (1973-1984) a partir da perspectiva da política de Terror de Estado, mecanismo implementado para aplicar as premissas da Doutrina de Segurança Nacional e defender os interesses dos setores dominantes locais. Da mesma forma, possibilitou o disciplinamento da força de trabalho, exigência implícita nas novas demandas do capitalismo mundial, o que significou, na prática, a destruição do questionamento social e das manifestações por mudanças promovidas pelas distintas organizações populares nos anos 60 e 70. Este período, aliás, foi marcado, na América Latina, tanto pela efervescência produzida pela Revolução Cubana quanto pelo esforço dos...

  15. Como el Uruguay no hay... : terror de Estado e segurança nacional Uruguai (1968-1985) : do pachecato à ditadura civil-militar

    Padrós, Enrique Serra
    O presente trabalho analisa a ditadura civil-militar uruguaia (1973-1984) a partir da perspectiva da política de Terror de Estado, mecanismo implementado para aplicar as premissas da Doutrina de Segurança Nacional e defender os interesses dos setores dominantes locais. Da mesma forma, possibilitou o disciplinamento da força de trabalho, exigência implícita nas novas demandas do capitalismo mundial, o que significou, na prática, a destruição do questionamento social e das manifestações por mudanças promovidas pelas distintas organizações populares nos anos 60 e 70. Este período, aliás, foi marcado, na América Latina, tanto pela efervescência produzida pela Revolução Cubana quanto pelo esforço dos...

  16. Como el Uruguay no hay... : terror de Estado e segurança nacional Uruguai (1968-1985) : do pachecato à ditadura civil-militar

    Padrós, Enrique Serra
    O presente trabalho analisa a ditadura civil-militar uruguaia (1973-1984) a partir da perspectiva da política de Terror de Estado, mecanismo implementado para aplicar as premissas da Doutrina de Segurança Nacional e defender os interesses dos setores dominantes locais. Da mesma forma, possibilitou o disciplinamento da força de trabalho, exigência implícita nas novas demandas do capitalismo mundial, o que significou, na prática, a destruição do questionamento social e das manifestações por mudanças promovidas pelas distintas organizações populares nos anos 60 e 70. Este período, aliás, foi marcado, na América Latina, tanto pela efervescência produzida pela Revolução Cubana quanto pelo esforço dos...

  17. Como el Uruguay no hay... : terror de Estado e segurança nacional Uruguai (1968-1985) : do pachecato à ditadura civil-militar

    Padrós, Enrique Serra
    O presente trabalho analisa a ditadura civil-militar uruguaia (1973-1984) a partir da perspectiva da política de Terror de Estado, mecanismo implementado para aplicar as premissas da Doutrina de Segurança Nacional e defender os interesses dos setores dominantes locais. Da mesma forma, possibilitou o disciplinamento da força de trabalho, exigência implícita nas novas demandas do capitalismo mundial, o que significou, na prática, a destruição do questionamento social e das manifestações por mudanças promovidas pelas distintas organizações populares nos anos 60 e 70. Este período, aliás, foi marcado, na América Latina, tanto pela efervescência produzida pela Revolução Cubana quanto pelo esforço dos...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.