Mostrando recursos 1 - 10 de 10

  1. Complexo endometrial cistico e piometra em gatas: revisão de literatura e estudo sobre a população microbiana e sensibilidade aos fármacos antimicrobianos

    Foresti, Laís Tortelli
    A Hiperplasia Endometrial Cística (HEC) em felinos, caracteriza-se por alterações proliferativas e degenerativas do endométrio, associados ao envelhecimento e produção hormonal. A piometra é uma forma de HEC associada a infecção bacteriana secundária, sendo mais comum na fase lútea. A piometra e suas consequências são pouco estudadas em felinos. No presente estudo, o objetivo foi descrever as principais características desta enfermidade em felinos, abordando as apresentações e sinais clínicos, patogenia, histopatologia diagnóstico e tratamentos. Acompanhou-se, dessa forma, casos clínicos de piometra em gatas por um período de seis meses durante atendimento clínico cirúrgico no município de Porto Alegre, Rio Grande...

  2. Úlcera de córnea em felinos: revisão bibliográfica

    Costa, Bárbara Regina Weber da
    A úlcera de córnea é uma condição na qual a camada externa do olho, ou seja, a córnea é danificada. Essa ulceração apresenta vários tipos, classificados principalmente segundo gravidade, extensão e profundidade da lesão. O diagnóstico é feito por meio da avaliação clínica e colírios específicos para determinar o grau da úlcera e, a partir daí, estabelecer o tratamento, podendo ser clínico ou cirúrgico. O conhecimento das possíveis alterações que podem ser encontradas no animal, bem como o adequado sequenciamento na conduta terapêutica muitas vezes permite obter melhores índices de recuperação do olho afetado, sem necessidade de procedimentos cirúrgicos ou...

  3. Efusões pleurais em felinos

    Tadeu, Jéssica Martins
    A efusão pleural é caracterizada pelo acúmulo de líquido dentro do tórax, uma alteração comum na clínica de felinos. Os sinais clínicos apresentados pelo paciente incluem dispneia, mucosas cianóticas, posição ortopneica, desidratação, entre outros que podem depender da causa da efusão. A oxigenoterapia deve ser iniciada o quanto antes para a estabilização do paciente, e vários métodos podem ser empregados, como a máscara, armação com colar elizabetano, cateter nasal ou câmara de oxigênio, devendo-se optar pela forma que o paciente tolere melhor. Para que se possa manipular o animal sem maiores riscos de descompensação e morte, a ansiedade deve ser...

  4. Efusões pleurais em felinos

    Tadeu, Jéssica Martins
    A efusão pleural é caracterizada pelo acúmulo de líquido dentro do tórax, uma alteração comum na clínica de felinos. Os sinais clínicos apresentados pelo paciente incluem dispneia, mucosas cianóticas, posição ortopneica, desidratação, entre outros que podem depender da causa da efusão. A oxigenoterapia deve ser iniciada o quanto antes para a estabilização do paciente, e vários métodos podem ser empregados, como a máscara, armação com colar elizabetano, cateter nasal ou câmara de oxigênio, devendo-se optar pela forma que o paciente tolere melhor. Para que se possa manipular o animal sem maiores riscos de descompensação e morte, a ansiedade deve ser...

  5. Complexo colangite felina

    Beche, Aline
    A colangite felina representa a segunda hepatopatia mais comum em felinos, sendo a primeira a lipidose hepática. O complexo colangite felina representa uma síndrome que compreende inflamação dos ductos biliares e parênquima hepático circunjacente. Histologicamente são reconhecidas as formas neutrofílica e linfocítica. A doença pode ocorrer concomitantemente à inflamação intestinal e pancreatite, relacionando-a com particularidades anatômicas da espécie felina. De forma presuntiva diagnostica-se a enfermidade com base na apresentação clínica, perfis hematológicos e bioquímicos, urinálise e imagem, porém a biópsia hepática é a ferramenta de diagnóstico definitivo. O tratamento é distinto e de acordo com a forma clínica da doença...

  6. Complexo colangite felina

    Beche, Aline
    A colangite felina representa a segunda hepatopatia mais comum em felinos, sendo a primeira a lipidose hepática. O complexo colangite felina representa uma síndrome que compreende inflamação dos ductos biliares e parênquima hepático circunjacente. Histologicamente são reconhecidas as formas neutrofílica e linfocítica. A doença pode ocorrer concomitantemente à inflamação intestinal e pancreatite, relacionando-a com particularidades anatômicas da espécie felina. De forma presuntiva diagnostica-se a enfermidade com base na apresentação clínica, perfis hematológicos e bioquímicos, urinálise e imagem, porém a biópsia hepática é a ferramenta de diagnóstico definitivo. O tratamento é distinto e de acordo com a forma clínica da doença...

  7. Estudo retrospectivodas gasometrias venosas de felinos atendidos no Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul no período de 2014-2016

    Schaefer, Gabriela da Cruz
    Os distúrbios do equilíbrio ácido-básico estão presentes em diversas condições clínicas e a hemogasometria é essencial para o seu diagnóstico e direcionamento de medidas terapêuticas. A disponibilidade de aparelhos portáteis facilita a rápida obtenção de resultados e a disseminação do uso desta ferramenta na rotina. Entretanto, pesquisas em felinos ainda são escassas e pouco se sabe dos mecanismos compensatórios nesta espécie. Este estudo teve como objetivos descrever as principais alterações do equilíbrio ácido-básico dos felinos atendidos no Hospital de Clínicas Veterinárias (HCV) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e correlacionar com as doenças apresentadas no momento do...

  8. Estudo retrospectivodas gasometrias venosas de felinos atendidos no Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul no período de 2014-2016

    Schaefer, Gabriela da Cruz
    Os distúrbios do equilíbrio ácido-básico estão presentes em diversas condições clínicas e a hemogasometria é essencial para o seu diagnóstico e direcionamento de medidas terapêuticas. A disponibilidade de aparelhos portáteis facilita a rápida obtenção de resultados e a disseminação do uso desta ferramenta na rotina. Entretanto, pesquisas em felinos ainda são escassas e pouco se sabe dos mecanismos compensatórios nesta espécie. Este estudo teve como objetivos descrever as principais alterações do equilíbrio ácido-básico dos felinos atendidos no Hospital de Clínicas Veterinárias (HCV) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e correlacionar com as doenças apresentadas no momento do...

  9. Efusões pleurais em felinos

    Cunha, Laísa Gabriela
    O hipertireoidismo felino (HTF) foi descrito pela primeira vez no ano de 1979 nos Estados Unidos, no Brasil o primeiro relato ocorreu apenas no ano de 2005. É uma enfermidade relativamente comum nessa espécie, acometendo principalmente os animais de meia idade, geralmente acima de 7 anos, a idosos, tanto machos quanto fêmeas. É caracterizado por um quadro de manifestações multissistêmicas secundárias a produção excessiva dos hormônios tireoidianos, T3 e T4, podendo ser decorrente de uma hiperplasia ou neoplasia em lobos da tireoide. O HTF ainda é uma doença muito subdiagnosticada em muitos países, incluindo o Brasil. A etiopatogenia não está...

  10. Efusões pleurais em felinos

    Cunha, Laísa Gabriela
    O hipertireoidismo felino (HTF) foi descrito pela primeira vez no ano de 1979 nos Estados Unidos, no Brasil o primeiro relato ocorreu apenas no ano de 2005. É uma enfermidade relativamente comum nessa espécie, acometendo principalmente os animais de meia idade, geralmente acima de 7 anos, a idosos, tanto machos quanto fêmeas. É caracterizado por um quadro de manifestações multissistêmicas secundárias a produção excessiva dos hormônios tireoidianos, T3 e T4, podendo ser decorrente de uma hiperplasia ou neoplasia em lobos da tireoide. O HTF ainda é uma doença muito subdiagnosticada em muitos países, incluindo o Brasil. A etiopatogenia não está...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.