Recursos de colección

Biblioteca Digital do IPB (53.442 recursos)

A Biblioteca Digital do IPB, tem por objectivo divulgar e permitir o livre acesso à produção científica produzida pela comunidade académica, promovendo a integração, partilha e a visibilidade da informação científica e garantindo a preservação da memória intelectual do Instituto Politécnico de Bragança.

BB - Capítulo de Livros

Mostrando recursos 1 - 20 de 22

  1. Preparação do solo

    Arrobas, Margarida; Pereira, Ermelinda
    O solo é o local onde se desenvolve a vegetação. É um sistema complexo de material sólido, acompanhado de um espaço poroso onde circula água e ar, com inúmeros microrganismos. Este sistema é dinâmico, estando em permanente alteração, resultado da influência do ambiente.

  2. Lipase assay in yarrowia lipolytica

    Morín, M.; Gonzalez, Francisco J.; Choupina, Altino; Burguillo, Francisco J.; Dominguez, Ángel
    Lipases (triacylglycerol acyl hydrolases, EC 3. 1.1.3) are key enzymes in fat metabolism produced by microorganisms, plants, and animals that catalyze the breakdown of triacylglycerols to free fatty adds and glycerol. In Y. lipolytica severaJ genes encoding lipases have been isoiated,LlP2 coding for a secreted lipase (Pignede et al. 1000) and LlPl and LIP3 encoding two lipase genes of the carboxylesrerase family (Choupina et al. 1999). Lipase expression was repressed by glucose and induced by fatty acids and olive oil.

  3. Estrutura e função de proteínas

    Quintas, Alexandre; Ascenso, Carla; Abreu, Rui M.V.; Família, Carlos
    As proteínas executam e controlam praticamente todas as funções nos sistemas biológicos, devendo a sua eficiência a milhares de milhões de anos de evolução na relação estrutura-função. Os factores que mais contribuem para a importância das proteínas nos sistemas biológicos são a capacidade de gerar superfícies complexas e cavidades específicas ao adquirirem a sua estrutura tridimensional, e de serem sistemas dinâmicos em contínuo movimento. As superfícies e cavidades geradas, assim como a dinâmica destas, vão possibilitar a ligação a outras moléculas e macromoléculas, permitindo acelerar; regular; transportar, transmitir sinais entre outras funções essenciais para a vasta maioria dos processos bioquímicos subjacentes à vida. As proteínas funcionam como...

  4. Vadose zone characterisation of a hydrogeologic system in a mountain region: Serra da Estrela case study (Central Portugal)

    Marques, J. Espinha; Duarte, J.M.; Constantino, A.T.; Martins, Armindo A.; Aguiar, Carlos; Rocha, F.T.; Inácio, M.; Marques, José M.; Chaminé, H.I.; Teixeira, J.; Samper, J.; Borges, F.S.; Carvalho, J.M.
    Understanding the role of the vadose zone is essential to accurately assess hydrogeological systems and their respective groundwater resources. The study area (Manteigas – Nave de Santo António – Torre sector, Serra da Estrela Mountain, Central Portugal), presents specific geological, morphotectonic and climatic characteristics which influence the hydrogeological regime. The vadose zone has particular features that contribute to control both the quantity and the quality of the groundwater resources. The regional characterisation of this zone was carried out in terms of the structure, the soil, including the broad physical, chemical and mineralogical features and the soil hydraulics. The study included field work focused on geological and pedological...

  5. Os contras

    Silva, J.S.; Sequeira, E.; Catry, F.; Aguiar, Carlos
    Muito tem sido dito e escrito sobre o eucalipto e os eucaliptais em Portugal, embora nem sempre com o rigor que se impõe, de forma a esclarecer os decisores e a opinião pública. Deste modo é importante desmistificar alguns conceitos errados sobre o eucalipto, já que a desinformação contribui sem dúvida para o aumento dos "contras". O discurso a este respeito deve ser baseado em factos cientificamente comprovados e não em ideias preconcebidas, já que só com uma opinião pública bem informada é possível avaliar qual a real postura da sociedade sobre este assunto. É assim importante substituir os discursos carregados de emotividade e subjectividade, por uma análise concreta...

  6. A distribuição dos pinhais em Portugal

    Aguiar, Carlos; Capelo, J.; Catry, F.
    A P.pinaster* é uma árvore indígena de Portugal Continental. Tal facto tem sido repetidamente demonstrado por numerosos estudos paleoeco lógicos (de paleopalinologia e análise antracológica). A aceitação do carácter autóctone da P.pinaster é ainda necessária para explicar a dependência funcional de alguns endemismos de distribuição restrita a estas formações florestais, como é o caso da Linária coutinhoi e do Ranunculus bupleuroides. A presença holocénica de P. pinaster no litoral continental português está bem estabelecida para o Norte Alentejano e Estremadura através da subsp. marítima, que certamente se prolongaria para norte pelos sistemas dunares quaternários litorais.

  7. Paleo-história e história antiga das florestas de Portugal continental: até à Idade Média

    Aguiar, Carlos; Pinto, B.

  8. Mead production: tradition versus modernity

    Ramalhosa, Elsa; Gomes, Teresa; Pereira, Ana Paula; Dias, Teresa; Estevinho, Leticia M.
    Honey is a natural product with recognized physical and chemical properties, which contribute to its biological activity. However, honey is currently being sold at low prices, making it imperative to find alternatives to make apiculture a viable national enterprise. One of these alternatives could be mead production. Despite the excellent properties of honey, mead production faces several problems, namely, delays and “pouts” fermentations, lack of product uniformity, and production of yeast off-flavors. Many factors might be related with these problems, such as honey variety, temperature, medium composition (vitamin and nitrogen content), fermentative yeast, and pH. Due to all these factors, mead...

  9. Hazelnut (Corylus avellana L.) cultivars and antimicrobial activity

    Ramalhosa, Elsa; Delgado, Teresa; Estevinho, Leticia M.; Pereira, J.A.
    The hazelnut is one of the most cultivated and consumed nuts in the world, not only as a fruit but also incorporated as an ingredient into a diversity of manufactured food products. Turkey is the world’s largest hazelnut producer, contributing to approximately 65% of the total world global production (around 815,361 MT in 2007) (FAO, 2009), followed by Italy (16%), the United States (4.0%), and Azerbaijan (3.4%). Other countries, such as Georgia, Iran, and Spain, among others, contribute only 10% of the total production (FAO, 2009).

  10. A paisagem vegetal e o uso do território ao longo do tempo

    Aguiar, Carlos; Pinto, B.
    A estabilidade macroclimática é uma ilusão transmitida pela nossa curta esperança de vida. À escala geológica, desde tempos geológicos muito remotos (cf. Briggs 1995), nos terrenos que hoje constituem o território português, o clima oscilou entre os frios glaciares e os calores tropicais, passando pelos macroclimas de tipo temperado e mediterrânico (Suc 1984). No início da época Miocénica (23,8-5,3 Ma BP*) grande parte da Península Ibérica estava submetida a um macrobioclima de tipo tropical, com chuvas bem distribuídas ao longo do ano e, à excepção das montanhas, com uma estação fria amena e sem geadas. Cobriam a Península Ibérica amplas florestas tropicais e subtropicais, entre as quais sobressaíam pela...

  11. Introdução à carta biogeográfica de Portugal (Costa et al. 1998).

    Aguiar, Carlos; Mesquita, Sandra; Honrado, João José
    As fronteiras e as unidades biogeográficas reconhecidas na “Carta Biogeográfica de Portugal” de Costa et al. (1998) emergiram da identificação e da cartografia de comunidades vegetais e de séries de vegetação, em acordo com os métodos e conceitos da Escola Sigmatista de Fitossociologia. Embora não contenha qualquer componente zoogeográfica e actualmente esteja em curso uma revisão do texto e da cartografia de 1998, a inclusão neste atlas de uma descrição abreviada da “Carta Biogeográfica de Portugal” justifica-se pelo seu valor heurístico, pela estreita correlação encontrada entre as unidades biogeográficas então propostas e os padrões de distribuição de alguns tipos de uso do território (e.g. sistemas de agricultura) ou de...

  12. A groundwater system in a mountain environment (Serra da Estrela, Portugal)

    Marques, J. Espinha; Marques, José M.; Aguiar, Carlos
    Mountains are often recognized as the "world's water towers", due to their exceptional ability to generate water resources or good quality and. frequently, or considerable economic value (e.g. UNESCO IHP-VI Programme: http://www,unesco.org, Aureli 2002).

  13. Ultramafics of Bragança massif: soils, flora and vegetation

    Sequeira, E.; Aguiar, Carlos; Meireles, C.
    The presence of allochthonous ultramafic rocks is one of the main characteristics of the geology of NE Portugal (see paper by Meireles in this chapter). These ultramafic rocks are scattered ill two large massifs: Bragança and Morais. The altitude or the northern Bragança Massif ranges between 600 and 1,060 Ill: it is all included in a rainy and cold supramediterranean climatic bell. A significant area of the Bragança Massif is part of the Montesinho Natural Park. The Morais Massif is mainly mesomediterranean, with altitudes between 300 and 900 m. In the latter massif it usually rains less than 800 mm per year and the mean annual temperature is...

  14. Quinta da França

    Domingos, Tiago; Valada, Tatiana; Teixeira, Ricardo; Rodrigues, Oriana; Rodrigues, Nuno; Aguiar, Carlos; Belo, C. Carmona
    Quinta da França (QF) is a farm located in Cova da Beira, Covilhã, which is managed by Terraprima. The farm’s main activities are agriculture and livestock production. Among the fodder crops, the most important are temporary and permanent pastures and annual crops (such as maize, both irrigated and rainfed). Livestock consists of sheep, cows and goats (the latter in smaller numbers). The management of QF privileges sown seeks to optimize the environmental services of agricultural activities through the use of biodiverse pastures and no-tillage, and to obtain payment for those services. Regarding forest occupation, the oak-Negral is dominant, but there is a non-neglectable area of pine, and...

  15. Du savoir-faire à la connaissance des plantes: pratiques ancestrales et savoirs modernes au sein du monde rural portugais

    Frazão-Moreira, Amélia; Carvalho, Ana Maria; Martins, Elisabete
    Livro em acabamento e impressão.

  16. Cultural aspects of the trees in selected European countries

    Carvalho, Ana Maria; Castro, José
    This publication is derived from the Outputs of Working Group One (WG3) of the EU COST ACTION E42 VALBRO with the contribution of Ana Maria Carvalho from ESA/IPB and CIMO to this theme in particular.

  17. Selecção e instalação de espécies vegetais: árvores, arbustos e herbáceas

    Carvalho, Ana Maria
    Trabalho complementar do Plano Verde da Cidade de Bragança

  18. Persistence of wild food and wild medicinal plant knowledge in a North-Eastern region of Portugal

    Carvalho, Ana Maria; Morales, Ramón
    Today, the geographical and social conditions that led to the isolation of some European regions are no longer prevalent, and so changes in the cultural, economic and political contexts of plant use in these areas are coming faster and faster. The current reduction in the human population, due to out-migration and a general drop in the birth rate, and the abandonment of agriculture have been critical for rural areas and ways of life and have promoted the loss of cultural traditions. How these changes are affecting the system of local knowledge of plant resources and the maintenance of traditional plant...

  19. Caminhos de agora e do futuro - um rol de publicações e projectos etnobotânicos à laia de conclusão

    Carvalho, Ana Maria; Frazão-Moreira, Amélia
    I Curso Livre de Etnobotânica, 2000, Vila Real e Miranda do Douro

  20. Linhas de água e galerias ripícolas

    Geraldes, Ana Maria; Teixeira, Amílcar
    A melhoria da qualidade ambiental nas zonas ribeirinhas passa pela implementação de várias medidas de gestão que visem: Melhorar a qualidade da água Minorar os efeitos das cheias e das secas Conservar e/ou reabilitaras galerias ripícolas Promover a biodiversidade no rio e envolvente Valorizar, atrair e educar a população para o usufruto destes espaços.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.