Recursos de colección

Estudo Geral - Universidade de Coimbra (19.630 recursos)

ESTUDO GERAL é a designação do repositório digital da produção científica da Universidade de Coimbra, com o objectivo de divulgar conteúdos digitais de natureza científica de autores ligados à Universidade de Coimbra. A sua criação insere-se no movimento de Acesso Livre à Literatura científica (Open Access), ao qual o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas aderiu em 2006 e que a Universidade de Coimbra subscreveu. À semelhança de outras grandes universidades nacionais e internacionais, a UC tem o maior interesse em aumentar a sua presença na rede informática mundial, sendo cada vez mais - e também por essa via - um emissor de conhecimento e cultura.

FLUC - CECH - Teses de Mestrado

Mostrando recursos 1 - 20 de 21

  1. Cícero: Em Defesa de Célio

    Maurício, Sara Mariana Moreira
    O fulcro da presente dissertação é constituído pela tradução completa, inédita em língua portuguesa, do discurso Pro Caelio de Cícero, respeitando, tanto quanto possível, o estilo do autor. Esta tradução foi ponto de partida para a investigação desenvolvida nos capítulos que a precedem. A complementar o discurso traduzido, o primeiro capítulo (introdução) faz a respetiva contextualização sociopolítica e processual e apresenta o réu, Célio. No segundo capítulo deste trabalho, é explorada a figura de Clódia – personagem central e a mais marcante do discurso – e a importância que lhe é atribuída por Cícero no pleito, em confronto com o...

  2. Sexo fraco e leveza de ânimo: figurações da mulher no Satyricon e no Asinus Aureus

    Fonseca, Joana

  3. Interpretatio e Imitatio no De Amore de Marsilio Ficino

    Medeiros, Filipa
    A dissertação intitulada “Interpretatio e Imitatio no De Amore de Marsilio Ficino” aborda um dos legados mais relevantes do património literário renascentista, uma vez que a obra se assume como um expressivo testemunho da recepção de textos clássicos no Renascimento e serviu de inspiração a muitas outras réplicas nas Literaturas europeias. Trata-se de um estudo sobre a obra, com base na elaboração de uma tradução portuguesa. A actividade translatória implicou, antes de mais, o conhecimento das circunstâncias que envolveram a génese do texto, e permitiu uma leitura cotejada com o modelo do Banquete platónico. Esta análise comparativa evidenciou as técnicas a...

  4. Comentário político-filosófico ao político de Platão : lado A : o poder entre a razão e a violência : introdução, parte I (Diérese) e parte II (O Mito)

    Loureiro, João Diogo R. P. G.
    Este trabalho é a primeira metade de um comentário alargado ao Político de Platão. Aqui são discutidas a Introdução Dramática, a Parte I (a diérese) e a Parte II (o mito), com especial ênfase nos aspectos políticos do texto. Eis algumas das teses principais aqui defendidas: (1) a diérese deve ser levada a sério; (2) a definição alcançada no final da Parte I é correcta e por isso não é rejeitada; (3) a vida sob Cronos é, do ponto de vista do filósofo, melhor do que a nossa e o governo do deus é apresentado como um modelo para o político; (4) o paradigma do pastor...

  5. A imagética animal e a conceção popular - Um paralelo entre a literatura egípcia e a fábula esópica

    Ferreira, Nelson Henrique da Silva
    Dissertação de Mestrado em Estudos Clássicos, na especialidade em Mundo Antigo, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

  6. Representações e hermenêutica do "Eu" em Safo : análise de quatro fragmentos

    Carvalho, Sofia Daniela Gil de
    A presente dissertação debruça-se sobre quatro fragmentos de Safo: o fr. 1 PLF, o fr. 31 PLF, o fr. 16 PLF e o fr. 58 PLF/P.Köln. 21351. Cada capítulo corresponde a um fragmento e pode ser analisado e consultado isoladamente sem que para isso seja necessária qualquer contextualização prévia no âmbito do que foi escrito antes e/ou depois. O primeiro capítulo (fr. 1 PLF) apresenta uma leitura do poema questionando o recurso à estrutura da prece e o seu potencial propósito na construção da concepção da natureza do amor. O segundo capítulo, correspondente à análise do fr. 31 PLF, procura...

  7. Anacársis ou Sobre os exercícios físicos : Luciano de Samósata : introdução, tradução do grego e notas

    Arqueiro, Catarina Lopes
    O tema central deste trabalho relaciona-se com a paideia, mais propriamente com a importância dos exercícios físicos na educação dos jovens na Grécia antiga. Trata-se de um tema atual, uma vez que a prática de atividades físicas assume na sociedade contemporânea grande destaque, não apenas em contexto educativo, constando dos currículos escolares, como social, para um desenvolvimento saudável e equilibrado. Da presente tese constam duas partes. Da primeira parte, na introdução, constam os dados biográficos do autor da obra em estudo, Luciano de Samósata, e um breve enquadramento histórico na época em que viveu, bem como no movimento cultural em que...

  8. Entre representação e realidade histórica : considerações sobre a configuração social da sociedade homérica

    Neto, Félix Jácome
    A tese hegemônica acerca das características principais da sociedade homérica sustenta que esta era uma sociedade tribal e socialmente igualitária. De uma parte, esta dissertação faz uma revisão crítica desta tese, de outra parte, apresenta evidências filológicas, literárias e históricas da presença de classes sociais nos Poemas Homéricas e na realidade histórica grega do século oitavo a.C. Do ponto de vista filológico, faz-se uma análise dos vocábulos que possuem conotação sociopolítica como agathos, esthlos, kakos, cheiron, e principalmente aphneios, o termo mais preciso usado por Homero para destacar a classe dominante e que é pouco comentado pelos defensores da sociedade homérica enquanto tribal....

  9. Demóstenes : Filípicas I e II

    Santos, Elisabete Cação dos
    Dissertação de mestrado em Estudos Clássicos (Mundo Antigo), apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

  10. Suicídio mítico : uma luz sobre a Antiguidade Clássica

    Guimarães, Joana Maria Vieira Robalo Ferreira de Almeida
    No presente trabalho, constitui-se um corpus com os mitos Greco-Romanos onde existe intenção concretizada de alguém se suicidar. As fontes foram dicionários, enciclopédias e autores antigos. Constituiu-se uma grelha classificativa, aplicada a cada entrada e na qual a lógica construtiva foi resultado de reflexão sobre como distinguir e caracterizar os motivos e os modos que levaram ao acto. Compararam-se sempre os resultados obtidos com o estudo de Anton van Hoof: From Autothanasia to Suicide. O corpus inventariado representa um número de suicídios muito superior ao anteriormente referenciado e a tipologia proposta é mais elaborada. As duzentas e trinta e uma...

  11. A Real Tragicomédia do Rei Dom Manuel, de António de Sousa, um modelo de literatura independentista

    Pires, Cecília Maria Ferreira
    Dissertação de mestrado em Línguas Clássicas (Ensino e Tradução do Latim), apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra

  12. António Vieira, entre o degredo e a Pátria : percursos de saudades

    Araújo, Joel Gonçalves
    Dissertação de mestrado na àrea de Cultura Clássica, apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra

  13. O De Partv Virginis de Jacopo Sannazaro, uma epopeia humanista

    Carvalheiro, Zita Maria da Encarnação
    Dissertação de mestrado na área de Línguas Clássicas (Ensino e Tradução do Latim), apresentada à Fac. de Letras da Universidade de Coimbra

  14. Pro Medea : a inocência da Princesa Senequiana

    Moreira, Andreia Marisa Ferraz
    Pretendemos, com este estudo, apresentar o nosso olhar sobre a tragédia de Medeia, concretizado numa leitura que procura mostrar a inocência da princesa senequiana e que, como tal, intitulámos de Pro Medea. Na tragédia, a princesa da Cólquida é acusada de ter cometido diversos crimes hediondos, no entanto, como se verá, nenhum deles fora cometido por sua própria vontade, mas para satisfazer as vontades, os desejos e as ambições do seu amado, de modo que os seus actos foram, na verdade, conduzidos pelas mãos dominadoras da ira e do seu infelix amor por Jasão. Quem se deve considerar mais culpável: a que, inflamada de amores, sujou...

  15. O "Timeu" de Platão: mito e texto

    Lopes, Rodolfo
    Estudo sobre o confronto dos conceitos de "mythos" e "logos" no "Timeu" de Platão, acompanhado da tradução anotada do texto.

  16. O Timeu de Platão: mito e texto: estudo teórico sobre o papel do mito-narrativa fundacional e tradução anotada do texto

    Lopes, Rodolfo Pais Nunes
    Galileo, Kepler, and the atomists of the seventeenth century all rely not so much on the idea of creation in the Timaeus as on its mathematics. And the atomists in particular were justified in their recourse to the Timaeus. But even that does not change the fact that the Timaeus remained on the periphery of Plato's works and, more specifically, that its mythical narrative was not integrated into what, properly speaking, may be called Plato's dialectic. Thus a task is precisely set for us. We must make up for what has not been done and, in penetrating behind the form...

  17. A expressão do trágico em João de Castro Osório : uma leitura da Trilogia de Édipo

    Rodrigues, Ália Rosa da Conceição
    Dissertação de mestrado em Poética e Hermenêutica (Poética e Hermenêutica), apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra

  18. Reflexos anti-épicos de Virgílio no indianismo de Gonçalves Dias

    Grizoste, Weberson Fernandes
    O objetivo deste trabalho é analisar o conceito anti-épico no indianismo de Gonçalves Dias. Partiremos da premissa já desenvolvida em torno da obra Eneida de Virgílio, que, para muitos autores, embora pretendesse o poeta compor um poema de vida, acabou por compor um poema cheio de sofrimentos e de morte. A contradição que submergiu Virgílio também a ela sucumbira Gonçalves, embora o poeta quisesse fazer de seu indianismo uma celebração da vida, sua nostalgia ganha um pessimismo bastante peculiar, porque ao relembrar um tempo em que os nativos viviam felizes coloca em pauta o triste destino que os aguardava, e...

  19. Sacrifícios de Crianças em Eurípides

    Ferreira, Luísa de Nazaré
    Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica

  20. Femina Dominatrix

    Domingues, João da Costa

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.