Recursos de colección

Estudo Geral - Universidade de Coimbra (19.630 recursos)

ESTUDO GERAL é a designação do repositório digital da produção científica da Universidade de Coimbra, com o objectivo de divulgar conteúdos digitais de natureza científica de autores ligados à Universidade de Coimbra. A sua criação insere-se no movimento de Acesso Livre à Literatura científica (Open Access), ao qual o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas aderiu em 2006 e que a Universidade de Coimbra subscreveu. À semelhança de outras grandes universidades nacionais e internacionais, a UC tem o maior interesse em aumentar a sua presença na rede informática mundial, sendo cada vez mais - e também por essa via - um emissor de conhecimento e cultura.

FLUC - CECH - Artigos em Revistas Nacionais

Mostrando recursos 1 - 20 de 37

  1. Eurípides, o mais trágico dos poetas (2)

    Silva, Maria de Fátima

  2. Meditatio Mortis num texto dramático do séc. XVI

    Miranda, Margarida

  3. A Visão do Céu entre os Gregos

    Ferreira, José Ribeiro

  4. A Elegia III de Camões

    Pereira, Maria Helena da Rocha

  5. O poema De Agnetis Caede será uma fonte de Os Lusíadas?

    Ramalho, Américo da Costa

  6. A Ratio Studiorum e os Estudos Humanísticos III: latim culto e latim bárbaro

    Miranda, Margarida

  7. Nas origens do melodrama: a Tragédia neolatina em Portugal

    Miranda, Margarida

  8. A construção de modelos educativos na Antiguidade: pais e mães das Histórias de Heródoto

    Soares, Carmen Isabel Leal
    Com base em episódios que retratam situações formativas de relacionamento entre pais e filhos, busca-se uma avaliação de tópicos essenciais ao tema da educação nas Histórias. O presente estudo assenta na resposta às seguintes questões: os modelos paternos e maternos são sempre diferentes ou convergem em determinados valores e/ou atitudes? O Autor apresenta apenas exempla construtivos ou também ilustra tipos a rejeitar? Os comportamentos têm uma relação directa com a origem cultural dos indivíduos? Ou seja, ser Grego ou Bárbaro determina retratos de mães e pais forçosamente distintos?

  9. “Tanto de meu estado me acho incerto”: contradições do amor, de Catulo a Ovídio

    André, Carlos Ascenso
    O mais famoso texto da literatura latina que exprimiu os paradoxos do amor é o célebre Carmen 85 de Catulo, que abre justamente com o oximoro Odi et amo. A formulação de uma tal visão antitética do amor teve, no entanto, bem mais largo acolhimento entre os poetas de Roma. Lembremos, por exemplo, Virgílio, na Eneida, onde a paixão entre Dido e Eneias, nomeadamente no momento do seu desenlace trágico, faz convergir ambos os sentimentos, ou melhor, faz operar, de uma forma pouco menos que abrupta, o trânsito de um para o outro. Propércio, em certa medida, pode ser lido de modo não muito diverso, na relação conflituosa...

  10. A influência do Cristianismo no conceito de casamento e de vida privada na Antiguidade Tardia

    Dias, Paula Barata
    O cristianismo contribuiu para a sobrevivência e a durabilidade de uma proposta moral, social e jurídica sobre o casamento e a vida privada cujos primeiros contornos germinaram no mundo romano pagão dos primeiros séculos da nossa Era e duraram, com poucas oscilações, até aos nossos dias. Coube ao cristianismo, ao transformar-se na religião oficial do mundo romano, tornar universal um modelo de vida que o paganismo havia proposto apenas às elites romanas: o casamento de contornos jurídicos uniformes, duráveis e reconhecidos pelo Estado, a família nuclear, a continência e o celibato são aspectos que, acolhidos sem esforço pela mensagem religiosa cristã, se tornaram dominantes porque a sociedade pagã...

  11. O drama dos Atridas. A tragédia Thyestes de Séneca

    Soares, Nair de Nazaré Castro
    Faz-se uma leitura da tragédia senequiana Thyestes, à luz da análise estilística e ideológica de passos representativos. A expressão retórica e poético-dramática, em torno de palavras-chave, de áreas semânticas que o autor quer vincar, de forma impressiva, é posta ao serviço da moralização, da parenese, numa apropriação do êthos, do pathos. Pela mensagem política e humana que veicula, além de documento vivo da sua época, torna-se paradigma do teatro de horror, da maior fortuna, no teatro moderno.

  12. «VENCESTE, Ó GALILEU!» Memória do último imperador pagão

    Medeiros, Walter de
    O assassínio de grande parte da família, o confinamento (durante a infância e a adolescência) em uma prisão dourada e o espectáculo das querelas no seio da Igreja tornaram Juliano um idealista revoltado e inconsequente que tentou, após a morte de Constâncio, restaurar o paganismo no Império e opor-se, desta sorte, à marcha da história. As resistências que encontrou, os erros que cometeu em dezanove meses de governo e uma campanha precipitada contra os Persas, em que perdeu a vida, mostram a inanidade do projecto e a vitória do Galileu que tenazmente perseguia.

  13. Sólon e a lei sobre a neutralidade em tempo de stasis

    Leão, Delfim F.
    Neste estudo, o autor discute os testimonia relativos à lei sobre a neutralidade, procurando sustentar que não há objecções de peso que impeçam a sua atribuição a Sólon. Analisa, ainda, o enquadramento desta polémica lei no corpo da actividade legislativa e poética de Sólon.

  14. Os caminhos da honra e do amor ou O corpo de Helena de Paulo José Miranda

    Silva, Maria de Fátima Sousa e
    Com O corpo de Helena, Paulo José Miranda regressa, naquele que é o primeiro drama que publica, ao mito dos Atridas. Ao retomar o famosos tema da lenda de Micenas, o dramaturgo português usa de grande liberdade temática e formal, sem deixar, no entanto, de valorizar conceitos vitais na tragédia grega: o conflito entre a physis e nomos — a natureza e a convenção social —, a inutilidade da guerra e o tempo como o responsável principal pela efemeridade da vida humana. A grande inovação é, decerto, a figura de Menelau, agora o verdadeiro protagonista, coberto do heroísmo que advém...

  15. Paisagem real e paisagem espiritual da Grécia em alguns poetas portugueses contemporâneos

    Pereira, Maria Helena da Rocha
    Entre os poetas portugueses contemporâneos que se inspiraram na Grécia antiga, a autora escolheu quatro: Sophia de Mello Breyner, Eugénio de Andrade, Manuel Alegre e José Augusto Seabra. O estudo aborda dois temas específicos: a paisagem espiritual, muitas vezes em contraste com a do presente e ainda a beleza da paisagem real e dos monumentos. Embora possuam estilos bastante diferentes, estes poetas têm todos em comum a sua admiração pela Grécia que constitui para eles uma pátria intelectual onde nasceu o ideal de justiça, de liberdade, de sabedoria e de beleza.

  16. O estatuto social dos artistas gregos

    Pereira, Maria Helena da Rocha

  17. O motivo épico da teichoscopia. Confronto do modelo de Ilíada, 166-242 e de Fenícias, 88-196

    Gonçalves, Carla Susana Vieira
    In his play «Phoenissae», Euripides gives a dramatic shape to a typical military description in catalogue, generally known as «teichoscopia», which reveals the direct influence of the «Iliad». The analysis of the two texts, dramatic and epic, shows technical, composite, thematic and stylistic affinities.At the same time, it shows the innovations introduced by Euripides in the epic structure.

  18. Mateus de Pisano: Bello Septensi (Excertos nº 4 e 6)

    Silva, Cláudia Raquel Cravo; Teixeira, Cláudia Amparo Afonso
    Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra Universidade de Coimbra

  19. Orações condicionais potenciais latinas: que entendimento?

    Azevedo, Maria Teresa Schiappa de
    Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra Universidade de Coimbra

  20. A evocação do mundo infantil nos símiles da Ilíada

    Ferreira, Luísa de Nazaré
    Our main goal is the study of the «Iliad 's» similes that evoke the child's world and the relationships between the mother and her little children. In the article's first part, which is dedicated to this subject we study the following similes: l ) 2. 289-290, 337-338., 2) 4. 130- 13 I , 8. 27 1-272, l 6. 7-1 l : 3) 1 l . 558-565, I 5. 360-366, l 6. 257-267,. 4) 1 I . 267-272, 12. 432-436. This analysis is completed with a brief scheme of formal and thematic aspects and we can confirm that the poet gives particular...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.