Recursos de colección

DSpace - Universidade do Porto (73.077 recursos)

Este repositório institucional visa coleccionar, preservar e disponibilizar na Internet a produção intelectual da comunidade académica da U.PORTO. Apenas as publicações em texto integral e de acesso livre (sob as condições de licença pública Creative Commons)fazem parte deste repositório. Informações adicionais sobre outras publicações encontram-se em www.up.pt.

FAUP - Capítulos (ou partes) de Livros

Mostrando recursos 1 - 20 de 54

  1. (Re)conhecimento e manutenção dos edifícios da primeira metade do Século XX

    Clara Pimenta do Vale

  2. Quantos nomes fazem uma rua na história da cidade?


    O discurso sobre a cidade enreda-se, frequentemente, no que pode ser designado por história singular, ou seja, em factos e tempos porventura significativos, mas que constituem uma parte pouco extensa e diminuta na longa duração da construção urbana.

  3. Casas a Norte: as HE num processo de continuidade

    Maria Tavares

  4. Nuno Teotónio Pereira. Arquitectura e Contexto: uma experiência

    Maria Tavares

  5. Leituras de um percurso na habitação em Portugal. As Habitações Económicas - Federação de Caixas de Previdência

    Maria Tavares

  6. O alojamento operário portuense nas primeiras décadas do século XX: da Casa Familiar ao Bloco Comunitário

    Eliseu Gonçalves
    O texto analisa brevemente uma das polémicas que nas primeiras décadas do século XXanimava a política edificatória do (re)alojamento operário: a utilização da casa unifamiliarisolada ou agregada promovendo uma ocupação extensiva do território e, por oposição, orecurso a edifícios de habitação colectiva a instalar na cidade consolidada em parcelas livresou a libertar por demolição de construções insalubres. Ambos os casos constituem leiturassobre a unidade de habitação mínima com claras divergências quanto ao entendimento dacidade como realidade social e física.

  7. O Bairro do Monte Pedral e o alojamento operário em 1900

    Eliseu Gonçalves
    No Porto fim de século, 1899 ficou marcado por um conjunto deepisódios importantes para a compreensão da condição do alojamentooperário desse período: no princípio do ano edita-se o livro Demographiae Hygiene da Cidade do Porto do médico Ricardo Jorge (1858-1939); noVerão obtêm-se a prova epidemiológica de um surto mortal de pestebubónica; consequentemente, é decretado um cordão sanitário à cidadecom repercussões graves na economia local; em Novembro, osrepublicanos ganham o círculo do Porto nas eleições gerais para aCâmara dos Deputados; ainda nesse mês o jornal O Comércio do Portoinaugura um ambicioso programa de bairros operários mandandoconstruir no lugar do Monte Pedral...

  8. As errâncias do Carré Mulhosien. Novas práticas no desenho da casa operária no Porto

    Eliseu Gonçalves
    The narrative focuses on a particular solution of economical housing - le carré mulhousien expressing a general preference for single-family detached house. This was the solution that Marques da Silva took as ideal and its analysis allow us to display a wider frame indications referenced to the modern roots of the first post-war social housing architecture.

  9. Um lugar no Porto: a casa-atelier de Marques da Silva

    Rui Jorge Garcia Ramos

  10. Doctoral programme as part of an educational process driven to a contemporary researcher#8217;s profile in architecture. The experience of Porto School of Architecture

    Rui Jorge Garcia Ramos; Luis Carneiro; Teresa Calix

  11. A cidade entre o projecto e a realidade

    Clara pimenta do Vale
    In this publication we propose a series of journeys in space and time, which are established between what exists and remains, and what was just an intention or plan. The publication is divided in two large parts that are preceded by an opening text. The two parts correspond to distinct approach scales, from urban to building scale.In the first part, called THE CENTRALITY OF PORTO: THE SQUARE AND THE AVENUE, we analyze and present, in a first moment, the historical process of formation of Liberdade Square, as an initial effort of defining a new urban centrality, founded on assumptions of...

  12. Guimarães ad radicem montis Latito

    Marta M. Peters Arriscado de Oliveira [2]; José Ferrão Afonso [1]; Sílvia Ramos [3]

  13. Sinais da modernidade, modernidade dos sinais: ecletismo, internacionalismo e desterritorialização em 1900

    Rui Jorge Garcia Ramos
    Pretende-se apresentar algumas hipóteses para a leitura da obra de Marques da Silva (1869-1947), focadas a partir dos projetos, no Porto, da Estação Ferroviária de S. Bento (1896-1911) e do Edifício Quarteirão Conde de Vizela (1922-1923). Pretende dar-se especial atenção não só aos edifícios em si, mas também às relações entre eles e deles com a globalidade da obra onde se inserem, como parte do ambiente cultural onde se produziram. A partir desta observação dos edifícios abre-se a (re)leitura da obra de Marques da Silva como uma intervenção cosmopolita e internacional realizada no Porto que, no início do século XX,...

  14. Inhabiting the School

    LACERDA LOPES, Carlos Nuno

  15. Understanding the House

    LACERDA LOPES, Carlos Nuno

  16. With Regard to a New/Old Building

    LACERDA LOPES, Carlos Nuno

  17. A úlltima lição de um Mestre

    LACERDA LOPES, Carlos Nuno

  18. Construction of Space and Its Representation

    LACERDA LOPES, Carlos Nuno

  19. From Architecture To Stage Design

    LACERDA LOPES, Carlos Nuno

  20. Caracterização da Construção Tradicional do Norte de Portugal

    Joaquim Teixeira; Rui Fernandes Póvoas
    Neste capítulo apresenta-se uma caracterização e tipificação do sistema construtivo dos edifícios antigos do Norte de Portugal, a partir da análise das casas urbanas da cidade do Porto, também designadas de casas burguesas, desde a sua génese até aos últimos exemplos dos inícios do século XX.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.