Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (10.261 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

Artigos em revistas nacionais

Mostrando recursos 1 - 12 de 12

  1. Pensamento contrafactual e inferência causal: Efeito de facilitação e dissociação da ativação

    Neto, Sofia Moita; Senos, Jorge
    A investigação sobre as relações entre pensamento contrafactual e raciocínio causal tem produzido evidência contraditória acerca da direção dos efeitos de facilitação de um processo sobre o outro. Este estudo investiga a possibilidade dessa influência ser recíproca e como diferentes níveis de impacto emocional negativo condicionam a acessibilidade do pensamento contrafactual. A 42 participantes foi apresentado um cenário com um de dois possíveis desfechos (um mais negativo, outro menos negativo), após o qual realizaram uma tarefa contrafactual e uma tarefa causal, estruturadas num paradigma de facilitação de tarefa. Os resultados indicam que a realização de qualquer das tarefas facilita a posterior realização da outra, revelando um efeito de...

  2. Qual é coisa, qual é ela? Avaliação de valência e familiaridade de imagens de objectos desconhecidos

    Prada, Marília; Silva, Rita Rocha da
    Neste artigo apresentamos as normas de valência e familiaridade subjectivas de 100 imagens de objectos não-familiares1 avaliados por uma amostra total de 78 estudantes universitários. Especificamente, cada imagem foi avaliada em ambas as dimensões em escalas de 9 pontos ancoradas em Negativo/Positivo e Nada Familiar/Muito Familiar, por uma sub-amostra constituída por 39 participantes. Tais avaliações (i.e., médias, desvios-padrão, intervalos de confiança a 95% e correlação entre ambas as dimensões) são aqui apresentadas com o objectivo de contribuir para o enriquecimento das normas de estímulos pictóricos não-familiares. De um modo geral, o conjunto de imagens pré-testado foi avaliado simultaneamente como não-familiar e de valência negativa.

  3. Mecanismos de regulação narcísica no Rorschach. Contribuição para o estudo da Histeria

    Boekholt, Monique
    Taking into acount the structual analysis of Narcisism by G. Rosolato on me side, and the concept of self-representation in Rorschach worked out by N. Rauch de Traubenberg on the other side, this work aims at identifying, in Rorschach, the indicators of the narcissic mental activity considered as a main regative prolperty for the cohesiveness of the self. A study of some psychopathogical structures is pre psed, hysteria is given here as an example.

  4. Ensaios sobre um processo histórico da psiquiatria

    Silva, João C. Azevedo e
    Inexistente

  5. Conflito sócio-cognitivo e desenvolvimento cognitivo

    Mugny, Gabriel; Levy, May; Doise, Willem
    This study investigates different modalities of social interaction and their effects on the progressiv mastery of spatial representations in children of age 5 to 6 years and 8 months. More precisely, children are confronted in four experimental situations with spatial transformations that are performed by an adult. These transformations are either 1) correct, 2) incorrect at a level superior to the subject’s initial one, 3) incorrect at an inferior level but still possessing a certain systematic structure, 4) completely absurd. In a control situation subjects work with the same material; however, this time there is no interaction with an adult. One finding is that models superior to the subject’s level can provoke progress. Another, perhaps...

  6. Raciocínio e esquecimento na depressão

    Quelhas, Ana Cristina; Cláudio, Victor; Power, Michael J.
    É descrito um estudo no âmbito do raciocínio e do esquecimento dirigido na depressão. A tarefa de raciocínio utilizada, consiste em silogismos lineares que incorporam informação com valência emocional para o secf, quer nas premissas quer nas conclusões. Na tarefa de esquecimento dirigido, utilizam-se adjectivos com características positivas e negativas. A amostra é constítuida por estudantes universitários, sujeitos a avaliação experimental e a uma auto- -avaliação clínica no âmbito da depressão e da ansiedade. ------ ABSTRACT ------ ABSTRACT A studie is described wich investigates reasoning and directed forgetting in depression. Alinear syllogism reasoning task was utilized wich incorporated emotionally vdent information relwant to the self in both premisses and the conclusion. The directed forgetting...

  7. Amor: Objecto de amor/amor de objecto

    Rodrigues, Suzana F.
    Neste artigo aborda-se a temática das relações de objecto e suas consequências ao longo da vida do indivíduo. Foca-se fundamentalmente o universo da organização mental e psíquica como reflexo da falência ou do sucesso do tipo de amor que o objecto primário tem para oferecer. Aborda-se também a vertente amorosa no casal. ------ ABSTRACT ------ In this paper one broach the subject of the object relations and its consequences through the individual’s life. Fundamentaly, the author focalize the universe of the mental and psychic organization, as a refiex from the rupture or sucess dependent of the kind of love that the first object has to offer. One broach also, the loving slope in...

  8. Domain-specific knowledge and memory performance

    Schneider, Wolfgang
    Inexistente

  9. Raciocínio deôntico em reclusos

    Quelhas, Ana Cristina; Guerreiro, João
    A teoria dos modelos mentais (Johnson-Laird, 1983, 2006; Johnson-Laird & Byrne, 1991) tem, recentemente, investido na compreensão do processo de modulação (semântica e pragmática) do raciocínio condicional (Johnson-Laird & Byrne, 2002; Quelhas & Byrne, 2003; Quelhas & Johnson-Laird, 2004, 2005; Quelhas, Johnson-Laird, & Juhos, 2010). O presente estudo insere-se nesse âmbito, nomeadamente na compreensão da modulação pragmática que deriva de conhecimentos relacionados com o modo de vida das pessoas. Para esse efeito seleccionamos uma amostra de participantes que cumpriam pena num estabelecimento prisional (reclusos), e fomos avaliar o seu modo de compreender frases condicionais deônticas (e.g., “Se o jovem votar, então tem de ter completado 18 anos”), e de raciocinar com esse tipo de frases. Como...

  10. Conhecimentos, modelos, e raciocínio condicional

    Quelhas, Ana Cristina; Johnson-Laird, Philip N.
    A interpretação de frases, e em particular a interpretação de frases condicionais, pode ser modulada quer pelo significado das mesmas, pelos referentes, ou pelos conhecimentos gerais. O presente estudo examina o efeito pragmático dos conhecimentos no raciocínio a partir de pares de premissas condicionais. De acordo com a teoria dos modelos, inferências com a mesma forma, mas com conteúdos diferentes, deverão gerar um padrão de inferências diferente. Consideremos as seguintes premissas: Se a Maria não está em Paris, então ela está em França. Se a Maria está em França, então ele é estudante. A primeira premissa explora a inclusão espacial...

  11. Memória de trabalho e inferência silogística: Estudo exploratório de novas medidas

    Guerreiro, João; Quelhas, Ana Cristina; García-Madruga, Juan A.
    Na presente investigação procurou-se estudar as relações entre a memória de trabalho e o raciocínio dedutivo a partir da perspectiva das diferenças individuais (i.e. saber se o desempenho em tarefas raciocínio pode ser previsto a partir da capacidade de memória de trabalho). Nesse sentido, são usados problemas de raciocínio silogístico que diferem em termos do nível de exigência cognitiva previsto pela teoria dos modelos mentais (e.g. Johnson-Laird & Byrne, 1991). A memória de trabalho é avaliada, não apenas a partir do clássico teste de amplitude de leitura (Daneman & Carpenter, 1980), ao qual recentemente se tem dirigido críticas, mas também...

  12. O efeito de ordem temporal no pensamento contrafactual das crianças

    Rasga, Célia; Quelhas, Ana Cristina
    Quando os adultos pensam contrafactualmente, acerca do que poderia ter sido diferente numa sequência aleatória de acontecimentos, como por exemplo num jogo de moeda ao ar (cara ou coroa), são influenciadas pela ordem em que esses acontecimentos ocorrem, exibindo um efeito de ordem temporal, e consequentemente atribuem emoções como a culpa (no caso de perderem) ao último jogador (ver Byrne, 2005, para uma revisão). Neste âmbito, iremos apresentar duas experiências. Numa primeira experiência estudámos se o efeito de ordem temporal ocorria nas crianças, assim como os julgamentos emocionais de tristeza e culpa decorrentes deste efeito. E, por outro lado, também...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.