Mostrando recursos 1 - 20 de 493

  1. Apresentação do número

    Rossi, Aparecido; Zanini, Claudio Vescia; Markendorf, Marcio
    Resumo não disponível

  2. Fulano Malta : a tensão entre público e privado no romance Um rio chamado tempo, uma casa chamada Terra, de Mia Couto

    Rodrigues, Gabriela Rocha; Rebello, Lúcia Sá
    Este artigo analisa as tensões entre o público e o privado vivenciadas pelo personagem Fulano Malta da obra Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra (2002), do moçambicano Mia Couto, a partir das considerações sobre o Estado pós-colonial feitas por Partha Chatterjee. Segundo este autor, o nacionalismo anticolonial cria seu próprio campo de soberania no interior da sociedade colonial, cindindo o mundo das instituições e práticas sociais em dois domínios: o material (externo) e o espiritual (interno). O primeiro representa as práticas políticas, econômicas, científicas e tecnológicas e configura o campo de domínio do colonizador. No segundo plano encontram-se...

  3. O desassossego narrativo na infância da modernidade : uma leitura hipertextual de Infância Berlinense : 1900

    Caimi, Cláudia Luiza; Araujo, Henrique Lima
    Este trabalho tem como objeto Infância berlinense: 1900, de Walter Benjamin. O livro contém 42 quadros imagéticos, nos quais o filósofo busca retratar a burguesia alemã do início do século XX sob o ponto de vista da criança que fora. No entanto, o autor abandona o projeto autobiográfico tradicional e linear, pois entende que a memória não é coesa e que o passado é sempre articulado. Dessa forma, Benjamin constrói em Infância berlinense: 1900 uma narrativa constelacional, fragmentada e descontínua, que pode ser lida de forma hipertextual. Assim, este trabalhou busca desenvolver a narrativa do hipertexto neste livro, associando as...

  4. O "eu" que vacila : zumbificação e apagamento

    Martinez, Lis Yana de Lima; Rebello, Lúcia Sá
    Este artigo pretende apresentar breves reflexões acerca de como o imaginário nacionalista criado na época das colonizações e sua influência na sociedade se expressa nas artes – no campo literário, no caso brasileiro, e da dança, no caso Argentino – trazendo como exemplos a vida e a obra de Luiz Gama e o documentário Tango Negro, The African Roots of Tango, do cineasta angolano Dom Pedro. Espera-se que com este texto seja possível problematizar o diálogo entre culturas por meio de exemplos tão distintos, mas que se complementam com tantas semelhanças. Para tanto, se introduz o processo de zumbificação e...

  5. A crítica de Murilo Mendes em cartas para Guilhermino Cesar

    Rodolfo, Luciano; Rebello, Lúcia Sá
    Neste artigo analisamos alguns trechos da correspondência inédita de Murilo Mendes (1901 – 1975) enviada a Guilhermino Cesar (1908 – 1993) no final dos anos 1920. São postos em relevo alguns temas recorrentes nas missivas, sobretudo aqueles que tratam do cotidiano do poeta mineiro no estado do Rio de Janeiro, bem como as críticas substantivas, incipientes e quase que despretensiosas que Murilo propunha em suas cartas seja sobre os textos que Guilhermino Cesar lhe enviava, seja sobre a obra de coetâneos seus como, por exemplo, Mário de Andrade (1893 – 1945).

  6. A literatura em tempos sombrios : ética, estética e política em Desonra, de J. M. Coetzee

    Caimi, Cláudia Luiza; Oliveira, Rejane Pivetta de
    Neste artigo propomo-nos a pensar a ficção de J. M. Coetzee nos termos de uma ação ética e estética que responde a um presente insatisfatório e “sombrio”, escapando a promessas e soluções conservadoras, para expor o grande incômodo instalado no cerne das relações humanas e sociais. O fio condutor de nossas indagações é Desonra, romance que põe em cena a trajetória de humilhação sofrida por seu protagonista, numa espiral crescente de violência física e moral, no contexto das feridas abertas pela exploração colonial e as políticas de segregação racial que marcam a história sul-africana. Para desenvolver o tema, atentamos à...

  7. Civilização e barbárie : a noção de fronteira em Calunga, de Jorge de Lima, e em "O sul" , de Jorge Luis Borges

    Rebello, Lúcia Sá
    Este trabalho analisa a obra de Jorge de Lima, Calunga, e o conto de Jorge Luis Borges, O Sul, através do conceito de fronteira. Hoje, não se define mais fronteira como conquista de novos territórios, mas como elemento que solidifica uma nacionalidade, ou, ainda, ligada ao mito fundador de uma determinada sociedade com representações culturais específicas. Dessa forma, pode-se explicar fronteira como um processo de integração de novos espaços, como limite de outras fronteiras, como deslocamento.

  8. Literatura y cine : una transcreación para The mystic masseur, de V.S. Naipaul

    Rebello, Lúcia Sá; Pereira, Tatiana Antonia Selva
    Resumo não disponível

  9. "As pessoas não sabem o significado de apoio" : percepções e competências no trabalho em equipe na cabine de interpretação libras-português em contexto de conferência

    Nogueira, Tiago Coimbra; Gesser, Audrei
    Esse artigo apresenta uma discussão sobre o trabalho em equipe de intérpretes de Língua Brasileira de Sinais-Língua Portuguesa atuando em equipe dentro de uma cabine de interpretação simultânea. A reflexão objetiva responder quais são as competências demandadas para esse tipo de atuação, como se configuram as percepções dos intérpretes que atuam em equipe. Neste estudo, os conceitos de competência tradutória (PACTE, 2003; HURTADO ALBIR, 2005) e o trabalho em equipe (HOZA, 2010) são pontos fundamentais para a discussão. A partir de uma entrevista retrospectiva analisamos as impressões dos intérpretes sobre o trabalho em equipe realizado dentro de uma cabine pela...

  10. O horror no cinema do terceiro milênio : um diálogo com Irène Bessière

    Zanini, Claudio Vescia
    Resumo não disponível

  11. Apresentação

    Pereira, Maria Cristina Pires; Nogueira, Tiago Coimbra
    Resumo não disponivel

  12. Uma análise prototípica do objeto direto em textos escritos

    Toledo, Eduardo Elisalde; Schwindt, Luiz Carlos da Silva
    Resumo não disponível

  13. Construção de uma tarefa de reconhecimento de tradução libras-português : considerações metodológicas

    Fonseca, Sandro Rodrigues da; Fontes, Ana Beatriz Arêas da Luz; Finger, Ingrid
    Este artigo tem como objetivo refletir sobre aspectos metodológicos importantes a serem adotados na elaboração de uma tarefa psicolinguística que investiga o acesso lexical no bilinguismo bimodal. A Tarefa de Reconhecimento de Tradução Libras e Português apresentada aqui foi construída no decorrer da pesquisa que deu origem à dissertação de mestrado de Fonseca (2015), que investigou o efeito de interferência semântica em bilíngues bimodais ouvintes que atuam como TILS – tradutores e intérpretes de Libras, com distintos níveis de experiência profissional. Este artigo observa em que medida a tarefa atingiu sucesso e discute a necessidade de criar tarefas confiáveis em...

  14. Entrevista : (des)caminhos críticos um olhar da pesquisadora Rita Terezinha Schmidt sobre seu próprio trabalho

    Schmidt, Rita Terezinha; Bittencourt, Rita Lenira de Freitas
    Resumo não disponivel

  15. O exemplo daquelas mulheres : reflexões comparatistas sobre a literatura de autoria feminina

    Cunha, Andrei dos Santos
    Tradicionalmente, a ideia de que a caneta se identifica com o masculino tem seu contraponto histórico na recorrência da imagem da página em branco associada ao feminino. Gubar (1981), ao analisar um conto de Karen Blixen ([1957] 1991), propõe que a criatividade feminina está associada a uma “ansiedade da autoria”. A autoria feminina é um fenômeno verificável na maneira como escritoras e tradutoras retomam os textos de mulheres que vieram antes delas, como se a trama da palavra engendrasse uma comunidade de textos, a qual, por sua vez, é comparatista e internacional, pois inclui autoras de diferentes épocas e culturas....

  16. Corpo em flamas : silêncio, ruptura e violência da palavra em A vegetariana (채식주의자/Chaesik-juija) de Han Kang

    Bittencourt, Rita Lenira de Freitas; Santos, Melissa Rubio dos
    O presente artigo tem como objetivo explorar as relações entre corpo, silêncio, ruptura e violência da palavra no romance A Vegetariana (Chaesik-juija/ 채식주의자) (2007) da escritora sul-coreana Han Kang. A análise tem como ponto de partida a discussão da ruptura e da violência da palavra a partir de entrevistas da escritora Han Kang e da obra teórica de Jacques Derrida. Para a discussão do corpo feminino, serão utilizadas a teoria do gênero de Judith Butler e crítica à filosofia Neo-Confucionista na Coreia do Sul (de Sohee Kim).

  17. Apresentação

    Bittencourt, Rita Lenira de Freitas; Alos, Anselmo Peres
    Resumo não disponível

  18. A epêntese vocálica medial em PB e na aquisição de inglês como LE : uma análise morfofonológica

    Schneider, André; Schwindt, Luiz Carlos da Silva
    Neste artigo, apresentamos uma análise do fenômeno fonológico de epêntese vocálica medial, que é atestado na fala do português brasileiro (PB) (p. ex., [I] em mag[I]ma) e do inglês aprendido por brasileiros (p. ex., [I] em mag[I]net). Com o objetivo de averiguar a suspeita de Collischonn (2002) de que o número de ocorrências de epêntese após prefixos como sub- seja maior do que o número de ocorrências de epêntese em encontros consonantais localizados no interior de vocábulos não prefixados, investigamos o papel dos prefixos na realização desse fenômeno em português e em inglês. A partir dos resultados dos testes de...

  19. Ana Maria Machado : a audácia de uma escritora

    Zilberman, Regina
    Em sua obra ficcional, dirigida a crianças e adultos, Ana Maria Machado mantém rigorosa coerência, procurando destacar o papel da memória, sobretudo a da mulher, no resgate de eventos esquecidos do passado. Realiza, assim, importante obra de reconstrução de uma história esquecida e sonegada, composta de materiais de natureza diversa, caracterizando a polifonia de sua escrita.

  20. História curta, memória longa : representações da protagonista negra em três romances históricos hispano-americanos

    Silva, Liliam Ramos da
    Este trabalho tem como objetivo destacar a figura da mulher negra como personagem literária no romance histórico hispano-americano e recontar sua(s) história(s) de escravidão a partir de seu lugar de enunciação. As obras analisadas, romances históricos escritos por mulheres cujas protagonistas são negras, foram escolhidas por sua capacidade de representação regional nas Américas: La isla bajo el mar, de Isabel Allende (2009, Caribe), Las esclavas del rincón, de Susana Cabrera (2001, região platina) e Jonatás y Manuela, de Luz Argentina Chiriboga (1994, pacífico andino). A reflexão utiliza a teoria de Gérard Bouchard (2009) sobre a construção de uma memória longa...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.