Recursos de colección

Infoteca. Informação Tecnológica em Agricultura (57.024 recursos)

O serviço Informação Tecnológica em Agricultura (Infoteca) reúne e permite acesso a informações sobre tecnologias produzidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as quais se relacionam às áreas de atuação de seus demais centros de pesquisa. Suas coleções são formadas por conteúdos editados na própria instituição (em forma de cartilhas, livros para transferência de tecnologia, programas de rádio e de televisão), com linguagem adaptada de modo que produtores rurais, extensionistas, técnicos agrícolas, estudantes e professores de escolas rurais, cooperativas e outros segmentos da produção agrícola possam assimilá-los com maior facilidade, e, assim, apropriarem-se de tecnologias geradas pela Embrapa.

Memória Técnica (Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical)

Mostrando recursos 1 - 20 de 69

  1. Entomofauna associada a citros em dois sistemas: manejo convencional com área de capina e cultivo intercalar com feijão de porco.

    CARVALHO, R. da S.; SANTOS, N. M. dos; ESTAVAN, J. L. D.; TELES, S.; SILVA, M. P. L. de; OLIVEIRA, R. da S.
    As leguminosas utilizadas de forma intercalada nas culturas possuem a vantagem de incorporarem nitrogênio via fixação biológica de N2 atmosférico, permitemirem a reciclagem de nutrientes das camadas mais profundas e fornecemrem abrigo, alimento e locais de refúgio para os inimigos naturais. O grande desafio da agricultura moderna é identificar as melhores práticas de manejo ambiental dos agroecossistemas que estimulem a biodiversidade e os processos ecológicos que favoreçam a sustentabilidade desses sistemas por meio da geração de serviços ambientais. Na cultura dos citros, o feijão-de-porco Canavalia ensiformes (L.) tem sido utilizado nas entrelinhas do pomar visando ao manejo do solo no...

  2. Podridão púrpura.

    OLIVEIRA, A. A. R.; SANTOS FILHO, H. P.
    A cultura do mamoeiro é suscetível ao ataque de várias doenças causadas por fungos, bactérias, nematóides e vírus, tornando a produção mais difícil e onerosa pela necessidade de medidas de manejo e controle fitossanitário. Dentre essas enfermidades, destacam-se as de pós-colheita cuja importância econômica varia de ano para ano e de região para região, dependendo das condições climáticas de cada safra. Essas doenças são adquiridas pelas flores e frutos na lavoura, podendo permanecer latentes até que se inicie a maturação do mamão, podendo causar grandes transtornos aos atacadistas, varejistas e, principalmente, aos exportadores de frutos, uma vez que os sintomas...

  3. Ácaro rajado (tetranychus urticae) em espécies silvestres de mandioca.

    NORONHA, A. C. da S.; BOAVENTURA, V. de J.; ALVES, A. A. C.
    Algumas espécies de ácaros encontram-se associadas com a cultura da mandioca (Manihot esculenta Crantz), com destaque para fitófagos pertencentes à família Tetranychidae. No Brasil, as seguintes espécies de Tetranychidae foram relatadas na cultura: Aponychus Shultzi, Mononychellus bondari, M. mcgregori, M. planki, M. tanajoa, Tetranychus desertorum, T. mexicanus e T. urticae. Dentre estas, merecem destaque o ácaro verde da mandioca, M. tanajoa, e o ácaro-rajado, T. urticae. Tetranychus urticae é da ampla distribuição geográfica e de ocorrência em várias culturas além de mandioca. Em geral as fêmeas apresentam cor esverdeada é encontrado na face inferior das folhas, preferencialmente nas partes medianas...

  4. Aceitabilidade de bananadas elaboradas com variedades de banana resistentes à Sigatoka-negra.

    GODOY, R. C. B. de; SILVA, S. de O. e.; WASZCZYNSKYJ, N.; SANTANA, F. A.; GARRUTI, D. dos S.
    O precessamento da banana na forma de balas, doces de corte, doce cremosos e mariolas é um dos segmentos mais importantes da agroindústria no Brasil. É um produto típico do mercado interno, sendo a maior parte da produção elaborada de forma artesanal em quase todas as regiões do país.

  5. Greening a mais grave e destrutiva doença dos citros: nova ameaça à citricultura.

    SANTOS FILHO, H. P.; BARBOSA, F. F. L.; NASCIMENTO, A. S. do.
    O greening, inicialmente chamado de "doenças do ramo amarelo", e posteriomente huanglonbing (HBL), doença do dragão amarelo, é considerada a doença dos citros de maior importância no mundo, em função da dificuldade de controle, da rápida disseminação e por ser altamente destrutiva. O primeiro relato da doença foi feito da China, em 1919, espalhando-se daí para países da África e Oceania. No início do século 21, foi detectada no continente americano, exatamente nos dois países e estados maiores produtores de citros: os Estados Unidos (Flórida) e o Brasil (São Paulo) onde foi relatada em Araraquara em 2004, estando hoje em...

  6. Monitoramento da fusariose em plantios de abacaxi 'Pérola' conduzidos em sistema de produção integrada no Estado do Tocantins.

    MATOS, A. P. de; SANCHES, N. F.; TEIXEIRA, F. A.; SIMÃO, A. H.; GOMES, D. C.; ELIAS JÚNIOR, J.
    O abacaxizeiro, Ananas comosus, é atacada por diversas doenças nas regiões produtoras no mundo tanto em condições de campo quanto em pós-colheita, com reflexos negativos na produtividade e qualidade dos frutos. Entre as doenças, aquelas causadas por fungos ocorrem em maior intensidade, enquanto causado por bactérias e por vírus ocorrem em menor escala. Além disto a ocorrência de anomalias de causa abiótica também é responsável por perdas significativas na produção e qualidades dos frutos. De todas as doenças que atacam o abacaxizeiro no Brasil a fusariose, causada pelo fungo Fusarium subglutinans (Wr. Rg.) Nelson, Tousson & Marasas, f. sp. ananas,...

  7. Épocas de plantio do abacaxizeiro para o Extremo Sul da Bahia.

    OLIVEIRA, A. M. G.; REINHARDT, D. H.; CABRAL, J. R. S.; SOUZA, L. F. da S.
    Uma das principais limitações para a abacaxicultura na região Extremo Sul da Bahia é a ocorrência de floração natural nos meses de junho e julho, que resulta na contratação da colheita, em dezembro, época de grande oferta e, consequentemente, de preços baixos. Combinações de época de plantio e de tamanho de mudas são usadas para tentar evitar a concentração da safra e conseguir deslocar a produção para épocas de preços mais altos. Resultados de pesquisa indicaram que o plantio de março a maio, com adubação baseada na análise de solo e conduzido sob condiçõe de sequeiro, possibilitou a indução artificial...

  8. Cancro do tronco da lima ácida Tahiti.

    SANTOS FILHO, H. P.; OLIVEIRA, A. A. R.
    Esta enfermidade afeta somente a lima ácida Tahiti não causando nenhum dano a outras variedades de citros, ainda que sejam cultivadas no mesmo pomar. Inicialmente registrada no Texas em 1987, foi relatada no Brasil em 1993 na comunidade de Lagoa do Cedro no estado da Bahia e o seu agente causal identificado como Lasiodiplodia theobromae. Atualmente já foi registrada em vários estados do Norte, do Nordeste e do Sudeste do Brasil

  9. Diagnósticos rurais participativos e adoção de tecnologias obtidos no projeto "Inserção e competitividade do agricultor familiar do Extremo Sul da Bahia no agronegócio da mandioca e do abacaxi".

    OLIVEIRA, A. M. G.; SENA, M. das G. C. de; JESUS, G. S. de; CARDOSO, C. E. L.; OLIVEIRA, J. L. de; PEREIRA, N. L.; COUTO FILHO, J. G. do
    Para romper o processo verticalizado que impõe um modelo produtivo para o campo sem a participação dos principais interessados, foi proposto, como parte do projeto "Inserção e Competitividade do Agricultor Familiar do Extremo Sul da Bahia no Agronegócio da Mandioca e do Abacaxi", o uso de metodologias participativas, visando à melhoria do processo de socialização das tecnologias e de construção do conhecimento. Nos assentamentos Lajedo Bonito e São Miguel, localizados nos municípios de Guaratinga e Porto Seguro, respectivamente, foram utilizados o Diagnóstico Rural Participativo e de grupo focal, para identificar as características dos grupos relativas às formas de organização, sistema...

  10. Curso de bananicultura irrigada.

    COELHO, E. F.
    Estresses hídricos e térmicos: efeitos e estratégias de resistência; Melhoramento genético e desenvolvimento de cultivares; Nutrição e adubação; Práticas culturais; Evapotranspiração e necessidades hídricas; Manejo de irrigação; Fertirrigação; Fitossanidade.

  11. Diagnóstico da pinta verde: definhamento precoce do maracujazeiro.

    ANTONIOLI-LUIZON, R.; BARBOSA, C. de J.; LARANJEIRA, F. F.; KITAJIMA, E. W.; FREITAS-ASTÚA, J.
    Maracujá (do tupi mara Kuya, "fruto que serve" ou "alimento na cuia") é a denominação dada ao fruto produzido por plantas do gênero Passiflora da família Passifloraceae. Das cerca de 600 espécies de Passiflora, P. edulis f. flavicarpa (maracujá amarelo), P. edulis (maracujá roxo) e P. alata (maracujá doce) são responsáveis por 95% da área plantada no Brasil, o maior produtor mundial da fruta com 684.376 toneladas produzidas em 2008 (IBGE, 2009). Dentre os Estados brasileiros, o destaque é a Bahia, principal produtor com 275.445 t produzidas em 2008, seguido por Espírito Santo, Sergipe, Minas Gerais e São Paulo (IBGE,2009).

  12. Vitamina C, caratenóides, compostos fenólicos e atividade antioxidante em genótipos de banana.

    COHEN, K. de O.; AMORIM, E. P.; PAES,N. S.; SILVA, S. de O. e.; BAIOCCHI, M. do V.; SOUSA, H. N. e.
    A banana é um alimento altamente energético (cerca de 100 calorias por 100g de polpa), cujos hidratos de carbono (em torno de 22%) são facilmente assimiláveis. Contém vitaminas C, A, B1 e B2, e pequenas quantidades de vitamina D, e uma maior percentagem de potássio, fósforo, cálcio e ferro, quando comparada com a maçã ou laranja (DE MARTINI et al., 1990).

  13. Multiplicação rápida, método simples e de baixo custo na produção de material propagativo de mandioca.

    SANTOS, V. da S.; SOUZA, A. da S.; VIANA, A. E. S.; FERREIRA FILHO, J. R.; SOUZA, K. A. de S.; MENEZES, M. C.
    A baixa taxa de multiplicação de mandioca é um dos obstáculos à sua propagação em larga escala. De cada planta de mandioca obtém-se de 5 a 10 manivas de 20 cm de comprimento, num período médio de 12 meses, o que equivale a dizer que a taxa de propagação de mandioca varia de 1:5 a 1:10. Embora produza sementes, comercialmente a mandioca é propagada vegetativamente por meio de pedaços de caule. A propagação vegetativa tem a desvantagem de permitir a transmissão de pragas e patógenos entre as gerações sucessivas de cultivo, caso não sejam tomados cuidados com relação à qualidade...

  14. Recomendação de calagem e adubação para o cultivo da mandioca.

    SOUZA, L. da S.; SILVA, J. da; SOUZA, L. D.
    A mandioca (Manihot esculenta Crantz) é cultivada em todas as regiões do Brasil, desempenhando papel importante na alimentação humana e animal, como matéria-prima para vários produtos industriais e na geração de emprego e de renda. O Brasil ocupa a segunda posição na produção mundial de mandioca (12,7% do total), com área cultivada de cerca de 1,7 milhões de hectares, produção da ordem de 22,6 milhões de toneladas de raízes e produtividade média de 13,3 t/ha. Dentre os principais estados produtores destacam-se: Pará (18,0%), Bahia (16,3%), Paraná (12,5%), Rio Grande do Sul (5,0%) e Amazonas (4,3%), que respondem por 56,1% da...

  15. Entupimento de emissores em irrigação localizada.

    ALMEIDA, O. A. de
    A água natural pode conter uma grande quantidade de impurezas, características do ciclo hidrológico pelo qual passou. Em citado, a evaporação da água até as nuvens constitui um processo naturalmente purificador. Entretanto, na sua queda em forma de chuva, a água inicia um processo de contaminação cujo resultado final dependerá das condições atmosféricas e climáticas da região em que caia, das características geológicas do terreno e de suas atribuição como águas superficiais e subterrâneas.

  16. Recomendação de calagem e adubação para o cultivo da mandioca no Maranhão.

    SOUZA, L. da S.; SOUZA, L. D.; SANTOS, V. da S.
    O Maranhão é o quarto maior plantador de mandioca do Brasil, mas apresenta a menor produtividade de produto comercial, que é de 8,0 t de raízes por hectare. Dentre uma das causas para esse baixo rendimento é que o cultivo de mandioca ocorre em solos extremamente frágeis, de textura arenosa a média, com baixa retenção de umidade e com teores baixos de matéria orgânica, fósforo, cálcio, magnésio e potássio (Tabela 1), este último o nutriente mais absorvido e exportado pela cultura da mandioca.

  17. Teores de flavonóides e polifenóis totais em genótipos diplóides de bananeira.

    COHEN, K. de O.; AMORIM, E. P.; PAES, N. S.; SILVA, S. de O. e; SANTOS-SEREJO, J. A. dos; COSTA, A. M.; SOUSA, H. N. e; BAIOCCHI, M. do V.
    O Brasil destaca-se no mercado internacional como um dos maiores produtores de frutas. devido a sua grande diversidade climática, o país produz desde frutas adaptadas ao clima temperado até as tipicamente tropicais (Alves, 1999). A banana apresenta-se como destaque entre as fruteiras, devido ao seu valor nutritivo, baixo custo da produção, alta aceitação sensorial, facilidade de consumo in natura, além de ser cultivada em mais de 80 países tropicais. Por todos esses aspectos, a cultura da bananeira assume importância econômica e social em todo o mundo, principalmente entre os pequenos agricultores. Segundo a Food and Agriculture Organization of the United...

  18. Recomendação de calagem para bananeira em solos de Tabuleiros Costeiros.

    BORGES, A. L.; SOUZA, L. da S.
    A bananeira (Musa spp.) é uma planta monocotiledônea herbácea, apresentando caule subterrâneo (rizoma) de onde saem as raízes, em grupos de três ou quatro, totalizando 200 a 500 raízes. O diâmetro predominante das raízes é de 0,2 mm a 0,3 mm, sendo que 60% do sistema radicular estão concentrados na profundidade de 0 a 30 cm e 80% entre 0 a 50 cm, O pseudocaule é formado por bainhas foliares, terminando por uma copa de folhas compridas e largas, com nervura central desenvolvida. É uma planta cultivada de norte a sul do país, em diversos tipos de solos.

  19. Mancha marrom de alternaria em tangerinas.

    SANTOS FILHO, H. P.; LARANJEIRA, F. F.; OLIVEIRA, A. A. R.
    O primeiro relato sobre Alternaria em citros foi em 1903, na Austrália, mas há registros da doença em Israel, Turquia, Espanha, Colômbia, África do Sul e Estados Unidos. No Brasil, a primeira constatação da doença afetando exclusivamente tangerinas foi em 2001, no Rio de Janeiro, estando hoje disseminada em vários estados. A identificação da doença foi realizada em frutos de tangor Murcott' e tangerina Ponkan' e é causada pelo fungo Alternaria alternata f. sp. citri, que produz uma toxina específica para tangerinas e seus híbridos, não afetando laranjas doces, limões e limas ácidas.

  20. Manual prático para o monitoramento e controle das pragas da lima ácida Tahiti.

    SANTOS FILHO, H. P.; AZEVEDO, C. L. L.; NASCIMENTO, A. S. do; CARVALHO, J. E. B. de
    Para a execução do Manejo Integrado de Pragas é necessário se fazer inspeções (amostragem ou vistoria) das pragas, doenças e seus inimigos naturais, de modo a fornecer dados seguros para as decisões a serem tomadas, não só para o controle das pragas mas também para a preservação dos inimigos naturais. A identificação de pragas e doenças e a proposição do uso de técnicas de Manejo Integrado de Pragas (MIP) são fortes aliados da implantação da produção integrada no cultivo da lima ácida Tahiti. O maior aliado no controle otimizado nos pomares é o monitoramento da dinâmica populacional das pragas e...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.