Recursos de colección

Repositorio da Universidade dos Açores (8.391 recursos)

O Repositório Institucional da Universidade dos Açores desenvolvido no âmbito do projecto RCAAP.

ARQ - SCH - N 04 (1982)

Mostrando recursos 1 - 13 de 13

  1. Um molde para fundição de brincos da antiga Mbanza Kibashi - Angola


    “Durante o ano de 1973 as autoridades concelhias da Vila de Quibaxe levaram a efeito diversos trabalhos de urbanização que obrigaram a grandes remoções de terras a leste do edifício da Administração, local onde estivera implantada, até 1961, a mbanza Kibashi. Estes trabalhos puseram a descoberto uma estação arqueológica onde recolhemos quatro instrumentos líticos pré-históricos que classificamos no Lupembo-Tshitolense (Segundo Período Intermédio) e numerosa cerâmica antiga de uma cultura da Idade do Ferro. Nos revolvimentos menos profundos apareceu grande quantidade de fragmentos de olaria e diversos objectos relacionados com a vida na antiga mbanza. […]”

  2. Vitorino Nemésio : na senda do verbo primordial


    “Escritor de poligráfica expressão, poeta da açorianidade e simultaneamente atraído pelos grandes temas universais, dividido entre a memória da infância (que pretende recuperar intacta) e as graves reflexões da maturidade, Vitorino Nemésio é bem o artista que expressa na sua poesia as perplexidades da escrita. Perplexidade não pela carência das palavras, que na posse delas sempre foi privilegiado, antes na acomodação das mesmas ao mundo que elas próprias criam, mundo que um gesto mágico, mimese do primordial acto da criação, faz surgir, por obra e graça do próprio verbo que o nomeia. […]”

  3. Açores : comércio e comunicações nos séculos XVI e XVII


    “[…]. Para os comerciantes dos séculos XVI e XVII as ligações marítimas ocupavam um lugar primacial nas suas preocupações. Daí o interesse depositado na definição cada vez mais clara das rotas, nas variadas formas de progresso técnico e científico, em tudo o que pudesse garantir um aumento de rapidez, de precisão e, acima de tudo, de segurança. Isto porque, apesar do crescimento que se ia verificando, uma realidade persistia com todos os seus inconvenientes: a insegurança que resultava das más condições atmosféricas, da actividade dos piratas, das doenças que atingiam viajantes e tripulações e de outros factores imprevisíveis. […]”

  4. A mulher na poesia francesa do século XII (II)


    “Na primeira parte deste trabalho referimo-nos à mulher como inspiradora e criadora de poesia. Nesta segunda parte, vamos abordar um aspecto mais histórico: a acção da mulher em favor da criação literária. […]”

  5. O Antigo Testamento na lírica e no teatro de Camões


    “Em rigor, não se deveria aflorar um tema destes sem resolver uma questão prévia – a do cânone da lírica camoniana. Mas, como fixar tal corpus «não é possível no estádio dos conhecimentos actuais – e decerto nunca o será, salvo se ocorrerem miríficas descobertas de cancioneiros autógrafos ou de cancioneiros apógrafos, cuja fiabilidade não seja vulnerável…» -, submeter-se a uma exigência metodológica destas equivaleria a adiar para as calendas gregas o estudo das fontes veterotestamentárias da lírica de Camões. Investigar o teatro camoniano sob esta perspectiva é mais simples, até porque são muito ténues as influências seguras e directas...

  6. Equiparação e manutenção de privilégios em meados do século XV


    “Era vulgar o rei de Portugal conservar imunidades a quem já as detinha, por razões várias, ou equiparar súbditos seus a outros extractos sócio-profissionais. Melhor explicitando, podemos dizer que o soberano contempla dois géneros distintos de beneficiados: os homens que, por motivos muito particulares e que veremos adiante, conservam os seus privilégios ou os adquirem pela primeira vez; as mulheres, na sua grande maioria quando viúvas, enquanto forem vivas e mantiverem a sua honra. […]”

  7. A ilha de Santa Maria : evolução dos principais aspectos da sua paisagem humanizada (sécs. XV a XIX)


    “A ilha de Santa Maria, que constitui, conjuntamente com S. Miguel da qual dista apenas 55 milhas marítimas, o grupo oriental do arquipélago dos Açores, fica situada entre os paralelos 36º 55´ e 37º 10´, de latitude norte, e entre os meridianos 25º 01´e 25º 12´de longitude oeste de Greenwich. É simultaneamente a ilha mais oriental e a mais meridional do arquipélago, ocupando uma área de 97 Km2. Santa Maria possui, no conjunto do arquipélago, uma individualidade bem marcada. Por se tratar da ilha mais antiga dos Açores, cuja génese foi assinalada por complexos episódios de natureza eruptiva, sedimentar e...

  8. Reflexos da Rvdens de Plauto em The Tempest de Shakespeare


    “A crítica das fontes tem assinalado a influência da literatura de viagens do seu tempo sobre a última peça de Shakespeare – The Tempest. Mas tem concedido escassa atenção às reminiscências significativas que, na estruturação e nas personagens, aquela obra apresenta em relação à Rudens de Plauto. Parece-nos vantajoso, por isso, dar aqui uma síntese das duas peças e assinalar, depois, os aspectos mais relevantes em que essa influência se pode verificar. […]”

  9. A Beira Interior em 1496 : sociedade, administração e demografia


    “Em 1965, na Revista Do Tempo e da História, nº 1, a Professora Virgínia Rau publicava um interessante artigo intitulado «Para a História da População dos Séculos XV e XVI (Resultados e Métodos)» A sua essência era um curioso e precioso documento, raro para o séc. XV português, devido às suas informações demográficas, que abrangia uma parte da Beira Interior, desde Manteigas até ao Rio Tejo. Longe se estaria, então, de pensar que, passados quinze anos sobre esta publicação, o Arquivo Nacional da Torre do Tombo nos daria mais um trecho do inquérito levado a cabo na mesma zona e...

  10. José Bruno Carreiro : o anterianista


    “Inserido nesta comemoração por convite do Instituto Cultural de Ponta Delgada, que muito me honrou, tenho de começar o exercício do grato dever da evocação da memória do Dr. José Bruno Carreiro como escritor e, particularmente, como anterianista, fazendo notar que a pessoa mais indicada para estar no meu lugar seria o Dr. Ruy Galvão de Carvalho, neste momento atingido por sucessos imprevisíveis da sua vida familiar. Com efeito, seria ele, para quem José Bruno Carreiro, em 26 de Outubro de 1930, escrevia que estava «em febre de trabalhos anterianos», sobre os quais muito teria que versar, […]”

  11. Para um saldo da Conta-Corrente de Vergílio Ferreira


    “[…]. É inegável o impacto que Conta-Corrente tem na geração que viveu Paris-68 e Coimbra-69 com o uzeiro redentismo nos olhos e o vezeiro dogmatismo na inteligência. O montante (in progress, afinal, pois já se anuncia um terceiro volume) apresenta-se, ao primeiro lance, como uma espécie de adição, distraidamente metódica, dos desabafos de uma consciência que se exercitou – e exercita – na teia vária do mundo, dos acontecimentos e dos homens. Vindos a público, esses desabafos tendem a ser equacionados por algumas outras consciências que, mais ou menos claramente, suspeitam, com o autor, que «contar mesmo o que aconteceu...

  12. Da divisão social do trabalho : uma abordagem sociológica


    “A sociologia tem como objecto de análise a acção social e a sua expressão nas relações sociais. Estas relações estão organizadas de múltiplas formas, e conhecem infinitos tipos de interacções humanas. No entanto, o conjunto de relações em que os indivíduos se opõem ou criam laços de solidariedade fundamenta-se e verifica-se na esfera da produção. É efectivamente neste domínio que a conduta humana encontra uma das suas mais importantes determinações. Assim, o desenvolvimento da organização industrial acabou por fornecer verdadeiramente algumas das características essenciais da sociedade moderna. Uma delas é o fenómeno da especialização que se acentuou particularmente na indústria...

  13. L'insecte initiatique chez J. M. G. Le Clézio


    “Nul autre romancier contemporain n’est peut-être plus obsédé que Le Clézio par la figure de l’Insecte, comme on peut le constater en vérifiant la présence de cet animal dans la quasi-totalité de ses écrits; présence ambivalente, qui témoigne à las fois de l’inquiétude de l’auteur à l’égard de ce monde grouillant, mais aussi d’«une fascination admirative pour (sa) perfection, (sa) force, et (sa) vitalité». Dès le Procès-Verbal, les papillons tissent des danses inquiétantes autour du héros qu’ils finissent par attaquer; le ver de terre constitue une métamorphose possible de l’homme pour un retour à une vie organique élémentaire, et, de...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.