Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (10.591 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

Driver Set

Mostrando recursos 1 - 20 de 2.076

  1. O psicólogo nos centros de saúde: dos conteúdos semânticos aos problemas de identidade

    Franco, Ana; Sousa, Elizabeth; José A. Carvalho
    Neste artigo é apresentado um estudo monogrhfico sobre o Psicólogo Clínico e o seu papel no contexto dos Centros de Saúde. Mais do que chegar a conclusões, tomam-se sobretudo relevantes as sérias questões evidenciadas pelos resultados, no que respeita à identidade Socio-Profissional do psicólogos, à sua formação e às relações que estabelecem com outros profissionais.

  2. A psicoterapia breve nas doenças somáticas

    Cardoso, Graça
    Após um historial da ideia de Psicoterapia Breve, a autora passa em rWiSh, Sucessivamente, as indicações, princípios gerais e temas principais das Psico-terapias Breves em situações de doença somática, concluindo com 0 tipo de relação terapêutica a estabelecer.

  3. Intervenção psicológica na prevenção da sida

    Seabra, Alexandra; Gomes, Isabel Brigham
    Passam-se em revista neste artigo vários aspectos relacionados com a intervenção psicológica na prevenção da SIDA. As questões da prevenção e do aconselhamento são abordadas, do ponto de vista do desenvolvimento de uma cada vez mais significativa intervenção dos psicólogos nos serviços de saúde.

  4. Projecto de Intervenção numa População de Homossexuais Masculinos com Diagnóstico de Seropositivos

    Cláudio, Cláudio
    Neste artigo, abordamos, numa perspectiva psicológica, os efeitos do diagnóstico de seropositivo ou SIDA. Como referentes teóricos para a compreensão das alterações cognitivas, resultantes do conhecimento de diagnóstico, referimos as teorias da crise e os modelos de stress. Ao nível da intervenção numa população homossexual masculina infectada, objectivo nuclear do projecto apresentado, referimos o tipo particular de entrevista e o papel fundamental do grupo e da intervenção familiar, no processo de apoio ao sujeito infectado.

  5. O clínico e a prevenção em seropositivos

    Vila Real, Ângela
    A relação clínica com seropositivos levanta ao psicólogo problemas de difícil superação do ponto de vista técnico e humano que se prendem com as limitações e os sentimentos de impotência que a morte impõe. A abordagem é feita no sentido de apontar estas dificuldades e as defesas que geralmente desencadeiam.

  6. Mecanismos psicológicos de adaptação à infecção pelo vírus de imunodeficiência humana adquirida

    Figueira, Maria Luísa
    O presente trabalho é um aspecto parcial da experiência de coordenação de uma equipa de Saúde Mental de apoio psiquiátrico a doentes infectados com o vírus HIV, no Serviço de Doenças Infecto-contagiosas do Hospital de Santa Maria (Director: Prof. Carvalho Araújo e Prof. Francisco Antunes). A uma amostra de 123 doentes (110 homens e 13 mulheres) seropositivos e com o síndrome de de imunodeficiência adquirida foi aplicado um inventário psicológico que visa avaliar os modos de lidar com a doença (Mecanismos de «coping»), e escalas de avaliação de perturbação psicopatológica (escala de depressão de Beck e escala AMDP condensada em itens psicopatológicos). O estudo das médias das respostas e a análise da variância (MULTINOVA,...

  7. Psicologia da saúde: Estado actual e perspectivas futuras

    Teixeira, José A. Carvalho
    Neste artigo o autor tenta caracterizar o estado actual da Psicologia da Saúde e as perspectivas futuras do seu desenvolvimento, necessariamente de forma sumária. Assim, e depois de definir o que é a Psicologia da Saúde, refere brevemente o seu processo Sócio-histórico, delimita o seu objecto e objectivos e enuncia as principais áreas de interesse. Finalmente, após referência às metodologias de avaliação, intervenção e investigação, traça algumas perspectivas de desenvolvimento com destaque para as novas tecnologias médicas e as necessidades de formação.

  8. Percepção de competência parental: Exploração de domínio geral de competência e domínios específicos de auto-eficácia, numa amostra de pais e mães portuguesas

    Ferreira, Bruno; Monteiro, Lígia Maria Santos; Fernandes, Carla; Cardoso, Jordana Pinto; Veríssimo, Manuela; Santos, António José
    A avaliação que os pais fazem sobre o seu próprio desempenho pode ter um papel directo ou indirecto no desenvolvimento das crianças. Neste trabalho, estudamos o sentimento de competência parental face ao papel global da parentalidade e as percepções de auto-eficácia em domínios específicos da parentalidade, procurando identificar diferenças entre pais e mães, e discernir efeitos possíveis face a características demográficas, como preditores das cognições da parentalidade. Os resultados vão de encontro a evidência disponível na literatura, contudo revelam especificidades na nossa amostra que permitam equacionar singularidades, em particular face aos preditores sociodemográficos da autoeficácia, levantando questões relativas aos factores de contexto e culturais da parentalidade.

  9. Conceptualizações sobre linguagem escrita: Percursos de investigação

    Martins, Margarida Alves; Mata, Maria de Lourdes Estorninho Neves; Silva, Cristina
    Neste artigo é feita uma revisão de um conjunto de estudos sobre a escrita infantil antes do ensino formal e sobre a literacia familiar. O ponto de vista estrutural de Ferreiro (1988) de que as crianças pré-escolares evoluem linearmente de uma 1ª fase em que as escritas não têm em conta aspectos linguísticos até uma última fase de escritas alfabéticas, é contrariado por estudos que demonstram a heterogeneidade dos percursos infantis até à compreensão do princípio alfabético. Em relação à literacia familiar, é realçada a heterogeneidade das práticas familiares e da sua frequência, a qual estará associada às diferentes concepções sobre o papel dos pais no...

  10. Pensamento contrafactual e inferência causal: Efeito de facilitação e dissociação da ativação

    Neto, Sofia Moita; Senos, Jorge
    A investigação sobre as relações entre pensamento contrafactual e raciocínio causal tem produzido evidência contraditória acerca da direção dos efeitos de facilitação de um processo sobre o outro. Este estudo investiga a possibilidade dessa influência ser recíproca e como diferentes níveis de impacto emocional negativo condicionam a acessibilidade do pensamento contrafactual. A 42 participantes foi apresentado um cenário com um de dois possíveis desfechos (um mais negativo, outro menos negativo), após o qual realizaram uma tarefa contrafactual e uma tarefa causal, estruturadas num paradigma de facilitação de tarefa. Os resultados indicam que a realização de qualquer das tarefas facilita a posterior realização da outra, revelando um efeito de...

  11. Comportamento organizacional: Uma panorâmica sistémica: Nota de abertura

    Pereira, Orlindo Gouveia
    Inexistente

  12. Psicologia legal: Nota de abertura

    Silva, José Pereira da
    Inexistente

  13. Psicologia organizacional e gestão: Nota de abertura

    Marques, Carlos Alberto Alves; Marques, Carlos Alberto Alves; Cunha, Miguel Pina e
    Inexistente

  14. Psiclolgia da saúde: Nota de abertura

    Leal, Isabel Pereira; Teixeira, José A. Carvalho
    Inexistente

  15. Análise fatorial confirmatória do modelo do Questionário da Qualidade da Amizade numa amostra de jovens adolescentes portuguesa

    Freitas, Miguel; Santos, António José; Correia, João Carlos Verdelho; Ribeiro, Olívia; Fernandes, Eulália
    O Friendship Quality Questionnaire (Parker & Asher, 1993) é um instrumento que avalia a percepção que os jovens têm dos aspectos qualitativos das suas relações de amizade, concretamente em seis dimensões: Companheirismo e Recreação, Validação e Cuidado, Ajuda e Orientação, Partilha de Intimidade, Conflito e Traição, Resolução de Conflito. O objectivo deste trabalho é testar a estrutura fatorial do Friendship Quality Questionnaire (F.Q.Q.), numa amostra de 1068 jovens adolescentes portugueses, com idades entre os 10 e os 15 anos de idade. Realizou-se uma Análise Fatorial Confirmatória à estrutura hexafatorial proposta pelos autores, tendo-se concluído que o modelo final simplificado apresenta a melhor qualidade de ajustamento.

  16. Contributo para o estudo da Escala de Valores Humanos de Schwartz em professores

    Granjo, Manuel; Peixoto, Francisco José Brito
    O presente estudo teve por objetivo o estudo das características psicométricas da Escala de Valores de Schwartz, no sentido de confirmar a sua adequação numa amostra de professores portugueses. Esta escala é uma versão reduzida do Portrait Values Scale (PVS) desenvolvido por Schwartz et al. (2001). É constituída por 21 itens, que refletem 10 valores motivacionais em quatro orientações fundamentais, organizadas em dois eixos conceptuais básicos: autotranscendência vs. autopromoção e abertura à mudança vs. valores de conservação. Numa primeira fase do estudo, participaram 201 professores de dois colégios particulares da zona de Lisboa e Vale do Tejo. A análise fatorial exploratória revelou um bom ajustamento à estrutura...

  17. Paradigma subjacente ao estudo da inferência condicional

    Quelhas, Ana Cristina; Juhos, Csongor
    Neste artigo apresentamos os estudos sobre as inferências com frases condicionais, do tipo “Se A, então C”, como o paradigma experimental que tem sido privilegiado para estudar a raciocínio dedutivo. Iremos referir os efeitos principais que foram encontrados desde os estudos originais, bem como as diversas explicações teóricas de que a psicologia dispõe atualmente para explicar esses efeitos. Serão realçadas as metodologias habitualmente utilizadas, variáveis moderadoras e moduladoras, bem como alguns exemplos do uso do paradigma.

  18. Ilusões temporais: Paradigma experimental

    Fernandes, Alexandre Constâncio; Garcia-Marques, Teresa
    Neste artigo apresentamos o paradigma base subjacente ao estudo das ilusões temporais (i.e., sobrestimativas ou subestimativas da duração de estímulos ou eventos) promovidas por características não-temporais. É aqui descrito em detalhe o procedimento experimental para induzir este tipo de efeitos, sendo também descritas variações relevantes no paradigma, variáveis moderadoras identificadas na literatura e as teorias com poder explicativo mais abrangente para a maioria das ilusões temporais referidas.

  19. Paradigma: Teste de associação implícita

    Oliveira, Manuel; Miranda, Mariana Pires
    O paradigma do teste de associação implícita (Implicit Association Test ou IAT), proposto por Greenwald, McGhee e Schwartz (1998) como instrumento para estudar a força das relações associativas entre conceitos e representações cognitivas, tem sido utilizado como medida implícita de eleição para aceder aos mais variados constructos tais como atitudes, crenças ou estereótipos, em diversos contextos de investigação (e.g., clínica, organizacional, política) para além da cognição social. O presente artigo descreve em pormenor os aspectos metodológicos associados ao IAT, informando ainda sobre as variáveis que moderam os efeitos IAT e que devem ser consideradas no planeamento dos estudos. São apresentadas algumas das explicações teóricas para os mecanismos subjacentes...

  20. Paradigma associado ao estudo da ilusão de verdade

    Silva, Rita Rocha da; Figueira, Pedro; Garcia-Marques, Teresa
    Neste artigo apresentamos o paradigma subjacente ao efeito de ilusão de verdade – o fenómeno que demonstra que afirmações familiares são julgadas como mais verdadeiras do que afirmações novas. O paradigma base é aqui descrito em detalhe, sendo também descritas as principais variáveis moderadoras do efeito e as principais teorias que tentam explicá-lo.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.