Recursos de colección

Estudo Geral - Universidade de Coimbra (19.630 recursos)

ESTUDO GERAL é a designação do repositório digital da produção científica da Universidade de Coimbra, com o objectivo de divulgar conteúdos digitais de natureza científica de autores ligados à Universidade de Coimbra. A sua criação insere-se no movimento de Acesso Livre à Literatura científica (Open Access), ao qual o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas aderiu em 2006 e que a Universidade de Coimbra subscreveu. À semelhança de outras grandes universidades nacionais e internacionais, a UC tem o maior interesse em aumentar a sua presença na rede informática mundial, sendo cada vez mais - e também por essa via - um emissor de conhecimento e cultura.

FLUC Secção de Arqueologia - Artigos em Livros de Actas

Mostrando recursos 1 - 20 de 21

  1. Para uma gestão inteligente do património arqueológico

    Encarnação, José d'
    Cada vez mais susceptíveis de atrair visitantes e, cada vez mais também, importantes elos de ligação das populações com as suas raízes ancestrais, os sítios arqueológicos assumem um duplo papel - turístico e pedagógico - que de forma nenhuma se pode menosprezar. Pretende-se, pois, nesta intervenção, entabular um diálogo que permita gizar algumas linhas de actuação com vista a uma gestão inteligente do património arqueológico.

  2. Epigrafia de Olisipo – 66 anos depois!

    Caessa, Ana; Encarnação, José d'
    Foi Epigrafia de Olisipo, de Vieira da Silva (1944), um dos primeiros livros que Giancarlo Susini estudou sobre a epigrafia da Lusitânia. Em jeito de homenagem, procuramos contribuir para a actualização daquela obra ainda clássica, dando conta de novas interpretações, de novos achados e de monumentos reencontrados.

  3. Endovélico - 400 anos depois

    Encarnação, José d'
    Procurou dar-se uma panorâmica do que fora escrito acerca de Endovellicus desde o século XVI até 1995. Endovellicus foi uma divindade indígena muito venerada no Sul da Lusitânia romana.

  4. Epígrafe votiva de Arronches: notícia da sua identificação

    Carneiro, André; Encarnação, José d'; Oliveira, Jorge de; Teixeira, Cláudia
    O contacto do Latim com as línguas indígenas está a merecer cada vez mais atenção por parte dos estudiosos, mormente porque são mútuas as influências linguísticas e culturais. Aqui se apresenta singela achega para esse estudo, porquanto se dá a conhecer uma epígrafe dos primeiros tempos do Império (ou mesmo dos finais da República) redigida numa língua a que se convencionou chamar «lusitana»: obedece aos esquemas morfológicos latinos, mas dá a conhecer teónimos indígenas (Banda, Reva, Munis, Broeneia, Cantibidona…) e, sobretudo, a existência de um ritual comparável à suovetaurilia e relacionável com os hábitos de transumância dessas prístinas eras.

  5. Cornelii Bocchi at Olisipo, Scallabis and Salacia

    Encarnação, José d'
    O facto de, ao estudar a epigrafia de Salacia e de Tróia, ter identificado diversas epígrafes relacionáveis com os Bocchi; a circunstância de, ao ir ao muro da Quinta da Sempre‑Noiva (Arraiolos), onde Fernando Bandeira Ferreira vira a inscrição dedicada a um desses Bocchi pela colonia Scallabitana, aí a não ter encontrado; o feliz achamento, no decorrer das escavações levadas a cabo por A. Dias Diogo em Lisboa, de um cipo dedicado (seguramente pelo município olisiponense) a Lúcio Cornélio Boco; a proposta de interpretação de uma epígrafe de Emerita Augusta a sugerir a existência de um Cornélio Boco directamente ligado ao poder provincial – levaram‑me...

  6. Roma e Ibéria Ocidental: duas mundividências em contato

    Encarnação, José d'
    Um desafio lançado por Patrick Le Roux na obra La Péninsule Ibérique aux Époques Romaines é susceptível de levantar a questão: «É a História objectiva?». Traça-se, pois, breve panorâmica acerca do modo de «fazer História» ao longo dos tempos, inclusive na perspectiva da História Antiga. Essa visão se exemplifica com a análise de alguns tópicos do ‘contato’ entre Romanos e indígenas na Península Ibérica, sobretudo os que são visíveis nos documentos epigráficos: a política ‘territorial’ romana, o culto imperial em Salacia, a téssera de Campo Maior, as divindades indígenas.

  7. Ideologia, gestão aurífera e afirmação epigráfica: o caso de Tiberius Claudius Rufus (CIL II 5132) de Idanha-a-Velha

    Encarnação, José d'; Salvado, Pedro; Batata, Carlos; Batista, Joaquim

  8. Dos minérios e das epígrafes em tempo de Romanos

    Encarnação, José d'

  9. Uma placa funerária romana do Nordeste alentejano

    Encarnação, José d'

  10. Identità e autonomie nella Lusitania romana occidentale

    Encarnação, José d'
    Comunicação apresentada ao III Convegno Internazionale di Epigrafia e Storia Antica em Gargnano (12-15 Maio de 2010)

  11. Teonímia da Lusitânia Romana

    Encarnação, José d'
    Comunicação apresentada ao VIII Colóquio Internacional sobre Lenguas y Culturas Prerromanas de la Península Ibérica, em Salamanca (11-14/05/1999)

  12. Penélope e Ulisses na Lusitânia

    Mantas, Vasco

  13. As termas dos Cássios em Lisboa: ficção ou realidade?

    Encarnação, José d'
    Causara estranheza o facto de a inscrição CIL II 191 ter sido indicada como originariamente “pintada numa telha”, dada a grande importância do seu conteúdo, pois circunstanciadamente referia quando e por quem haviam sido reconstruídas as chamadas “termas dos Cássios” de Lisboa. Essa expressão chegou a ser interpretada como indicativa de que se estava perante a minuta da epígrafe, que se imaginava monumental. Uma análise dos testemunhos em que Emílio Hübner se baseara e nos manuscritos anteriores possibilitou a aparente ‘redenção’ do texto: ele constara, de facto, pintado, mas na parede interior de um dos compartimentos das termas, acompanhado de outros elementos decorativos do maior interesse...

  14. Mesurer le temps, mesurer l'espace dans la Lusitania Romaine

    Encarnação, José d'

  15. Aspectos da aculturação onomástica nos primórdios da Lusitânia

    Encarnação, José d'

  16. Salacia et l’Afrique à l’époque impériale

    Encarnação, José d'

  17. The current state of research on local deities in Portugal

    Encarnação, José d'; Guerra, Amílcar
    Under the project FERCAN we have carried out a revision of the epigraphic data regarding the pre- Roman religions of the Portuguese territory. It is clear that the innovations are considerable compared to the last repertoire, published nearly two decades ago (Garcia, 1991). We present a wide range of reading corrections involving theonyms; in addition we list the new findings, some of them shedding light on long known inscriptions. We offer a general analysis and a systematic organization of the data collected, taking into account the specific character of the theonyms in this area of ancient Hispania

  18. Para uma história do turismo no Estoril

    Encarnação, José d'
    Comunicação apresentada a 5 de Dezembro de 1986, na Póvoa de Varzim, no âmbito do III Congresso Nacional de Turismo (3-7 Dezembro 1986)

  19. Em torno da inscrição a Marte, em Sines

    Encarnação, José d'

  20. Epigrafia rupestre de Numão

    Coixão, António N. Sá; Encarnação, José d'

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.