Recursos de colección

Repositorio da Universidade dos Açores (8.657 recursos)

O Repositório Institucional da Universidade dos Açores desenvolvido no âmbito do projecto RCAAP.

DLLM - Artigos em Revistas Nacionais / Articles in National Journals

Mostrando recursos 1 - 7 de 7

  1. Os provérbios também emigram

    Funk, Gabriela; Funk, Matthias
    Ao compararmos o tesouro imaterial de uma comunidade de emigrantes com o património cultural da sua localidade de origem, podemos observar os efeitos da interculturalidade no ambiente do país da imigração. Desta forma, não só o emigrante transpõe a fronteira de um novo mundo, mas também as suas tradições, que aí se transformam.

  2. (Des)Encontros Artísticos: O Olhar Crítico de Mark Twain Sobre os Mestres Europeus

    Silva, Leonor Sampaio da
    A viagem de Mark Twain pela Europa, iniciada a 8 de junho de 1867, é o ponto de partida para um estudo que analisa as leituras que o americano faz dos grandes mestres europeus no livro resultante das suas impressões de viagem, "The Innocents Abroad". A crítica aos modelos europeus acompanha a reflexão sobre a identidade americana em contraste com a europeia e prefigura a importância de questões centrais no âmbito dos Estudos Visuais, como a relação entre pintura e literatura, ou imagem e palavra.

  3. Do artigo ao determinante

    Miguel, Maria Augusta Cavaco
    A discussão que é levada a cabo neste artigo centra-se nas classes de palavras que cabem na designação determinante (DET) e na organização das mesmas no sintagma nominal.

  4. Sur le passif en "se" en portugais

    Miguel, Maria Augusta Cavaco
    Anyone who observes sentences in Portuguese as a) Fala-se Inglês and b) Fala-se de importantes mudanças sociais, would think that the same construction is involved. In this paper, we’ll show that, instead, one must analyze these sentences as two different se constructions: a pronominal passive in a) and a non-personal construction in b). We’ll present their syntactic and semantic features as also a "classic" passive and an infinitive passive synopsis that allows us to point out the pronominal passive’s singularity.

  5. Sobre a natureza de «Porque», «Por Que» e «Porquê»

    Miguel, Maria Augusta Cavaco
    Neste trabalho será demonstrada a diferença entre «porque», «por que» e «porquê», a nível sintáctico. O contraste que resulta da sua comutação fica bem evidenciado na análise das frases que são apresentadas como exemplos. Para corroborar os resultados obtidos, são ainda estudados contrastes entre as formas porque, por que e porquê e as suas correspondentes na língua inglesa.

  6. A palatalização e a sibilante [∫] no português europeu

    Miguel, Maria Augusta Cavaco
    A palatal [∫], resultado da palatalização de diferentes grupos consonantais na história da Língua, apresenta um quadro fonológico particular, que a distingue das outras consoantes na cadeia silábica. Por um lado, tem a capacidade singular de formar uma rima com um núcleo vazio, dando origem a aglomerados fonéticos de consoantes como, por exemplo, [∫pr], [∫kl], [∫ps] ou [∫pt], os quais não têm ligação, no esqueleto silábico, a um constituinte; por outro lado, vêmo-la combinada com ditongos, como em ex- [ej∫], o que exige um esforço explicativo adicional.

  7. A língua portuguesa na diáspora

    Miguel, Maria Augusta Cavaco
    Este trabalho pretende chamar a atenção para a importância da Língua Portuguesa no mundo, ao mostrar a sua latitude para além das suas fronteiras políticas, e a sua importância como elemento social congregacional, além fronteiras. Revela ainda algumas das alterações que a Língua tem sofrido em contacto com as línguas de acolhimento.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.