Recursos de colección

Infoteca. Informação Tecnológica em Agricultura (57.024 recursos)

O serviço Informação Tecnológica em Agricultura (Infoteca) reúne e permite acesso a informações sobre tecnologias produzidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as quais se relacionam às áreas de atuação de seus demais centros de pesquisa. Suas coleções são formadas por conteúdos editados na própria instituição (em forma de cartilhas, livros para transferência de tecnologia, programas de rádio e de televisão), com linguagem adaptada de modo que produtores rurais, extensionistas, técnicos agrícolas, estudantes e professores de escolas rurais, cooperativas e outros segmentos da produção agrícola possam assimilá-los com maior facilidade, e, assim, apropriarem-se de tecnologias geradas pela Embrapa.

Comunicado Técnico (CNPAE)

Mostrando recursos 1 - 13 de 13

  1. Pinhão-manso na Embrapa Agroenergia.

    LAVIOLA, B. G.; ALVES, A. A.; KOBAYASHI, A. K.; FORMIGHIERI, E. F.
    2015

  2. Hidrogênio.

    SCHULTZ, E. L.; SOARES, I. P.; ROCHA, J. D.; DAMASO, M. C. T.; GAMBETTA, R.
    2015

  3. Plataforma tecnológica termoquímica: pirólise e gaseificação.

    ROCHA, J. D.; SCHULTZ, E. L.; PIGHINELLI, A. L. M. T.
    Descrição da Plataforma Tecnológica Termoquímica ; A Plataforma Termoquímica no Brasil ; Interesse mundial na Plataforma Termoquímica .

  4. Biodiesel: desafios e oportunidades.

    SOARES, I. P.; LAVIOLA, B. G.; SCHULTZ, E. L.; ALMEIDA, J. R. M. de; FAVARO, L. C. de L.; DAMASO, M. C. T.; COSTA, P. P. K. G.; SALUM, T. F. C.
    2014

  5. Potencial e perspectivas da utilização de microalgas para produção de biocombustíveis.

    BRASIL, B. dos S. A. F.; BRUNALE, P. P. de M.
    2014

  6. Biomateriais: polímeros e compósitos.

    SCHLEMMER, D. A.; ANDREANI, L.; VALADARES, L. F.
    2014

  7. A ecologia industrial e a sua aplicação na agroenergia.

    SANTOS, G. S.; MELO, S. W. C.
    FERRAMENTAS UTILIZADAS NA ECOLOGIA INDUSTRIAL: Simbiose Industrial (SI); Parques Ecoindustriais (Eco-Park); Prevenção de Poluição (P2); Produção Mais Lima (P+L); Avaliação do Ciclo de Vida (ACV); Análise de Fluxo de Massa (AFM); Sistema de Gestão Ambiental (SGA). ECOLOGIA INDUSTRIAL E A AGROENERGIA. SIMBIOSE INDUSTRIAL NA AGROENERGIA. BIORREFINARIAS E ECOLOGIA INDUSTRIAL.

  8. Fenotipagem de plantas: uma nova abordagem para um velho problema.

    SOUSA, C. A. F. de
    2014

  9. Construção de uma biblioteca metagenômica de expressão da microbiota de rúmen de caprinos.

    CUNHA, I. S.; KRÜGER, R. H.; QUIRINO, B. F.
    A criação de bibliotecas metagenômicas oferece a oportunidade para a bioprospecção de genes de interesse biotecnológico de microrganismos não-cultiváveis. O rúmen de caprinos é um ambiente anaeróbico ou microaerófilo onde ocorre a degradação de material lignocelulósico pela ação de microrganismos. Assim, a microbiota do rúmen de caprinos foi identificada como potencial fonte de enzimas, genes e de novos produtos para aplicações no desenvolvimento industrial do setor sucroalcooleiro. Por meio da extração direta do DNA total dos microrganismos do rúmen de caprinos foi possível construir uma biblioteca metagenômica de expressão de pequenos insertos, na faixa de 3 a 8 kb, com...

  10. Uso potencial e toxidez da torta de pinhão-manso.

    MENDONCA, S.; LAVIOLA, B. G.
    A expansão do cultivo do pinhão-manso é crescente, e vai de encontro com a necessidade do uso de fontes alternativas de óleo para a produção de biodiesel. O aproveitamento da torta de pinhão manso para a ração animal, da mesma forma como ocorre para o farelo de soja, geraria importante renda e viabilizaria economicamente a cultura. A torta, no entanto, possui diversos compostos tóxicos/antinutricinais, que devem ser mais bem conhecidos, tanto para questões de saúde pública quanto para que processos de destruição dos mesmos possam ser racionalmente desenvolvidos. O presente trabalho vem apresentar um levantamento dos casos de intoxicação pela...

  11. Padronização do uso de corante rodamina B para avaliação de atividade lipolítica em estirpes fúngicas.

    MACIEL, V. F. A.; PACHECO, T. F.; GONCALVES, S. B.
    2010

  12. Uso de ácido indol butírico na miniestaquia de pinhão-manso (Jatropha curcas L.).

    TAGLIANI, M. C.; ZUFFELLATO-RIBAS, K. C.; LAVIOLA, B. G.; WENDLING, I.
    Jatropha curcas L., conhecida popularmente com pinhão manso é umas das espécies recomendadas como matéria prima para produção do biodiesel, devido principalmente as suas sementes apresentarem altos teores de óleo (25 a 40%). Uma vez que existem ainda poucas informações sobre a propagação vegetativa da espécie, o presente estudo teve como objetivo verificar a resposta de enraizamento de miniestacas oriundas de brotações juvenis de minicepas coletadas em três épocas distintas do ano (março, setembro e novembro/2009). Os experimentos foram instalados no Laboratório de Macropropagação da Embrapa Florestas, em Colombo-PR, onde as miniestacas foram submetidas a tratamentos com ácido indol butírico...

  13. Caracterização morfo-agronômica do banco de germoplasma de pinhão-manso: resultados do 1º ano de avaliação.

    LAVIOLA, B. G.; BHERING, L. L.; MENDONCA, S.; ALBRECHT, J. C.; ROSADO, T. B.; MARANA, J. C.; RIBEIRO, J. A. de A.
    O objetivo deste trabalho foi realizar a caracterização preliminar da diversidade genética no banco de germoplasma de pinhão-manso com base na avaliação fenotípica realizada no primeiro ano de implantação. O estudo foi realizado com 175 acessos de pinhão-manso do banco de germoplasma, que estão implantados em delineamento de blocos ao acaso, com duas repetições, sendo cinco plantas por parcela no espaçamento 4 x 2 m, com avaliações ao longo de oito meses do plantio (novembro 2008 a julho de 2009, primeiro ano agrícola), Com base nos resultados, verifica-se a existência de variabilidade genética no banco de germoplasma para os caracteres...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.