Recursos de colección

Infoteca. Informação Tecnológica em Agricultura (56.791 recursos)

O serviço Informação Tecnológica em Agricultura (Infoteca) reúne e permite acesso a informações sobre tecnologias produzidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as quais se relacionam às áreas de atuação de seus demais centros de pesquisa. Suas coleções são formadas por conteúdos editados na própria instituição (em forma de cartilhas, livros para transferência de tecnologia, programas de rádio e de televisão), com linguagem adaptada de modo que produtores rurais, extensionistas, técnicos agrícolas, estudantes e professores de escolas rurais, cooperativas e outros segmentos da produção agrícola possam assimilá-los com maior facilidade, e, assim, apropriarem-se de tecnologias geradas pela Embrapa.

Livros técnicos (CNPAF)

Mostrando recursos 1 - 10 de 10

  1. Relatório anual 85/86.

    COMISSÃO TÉCNICA DE ARROZ - REGIÃO III.
    Irrigado: Ensaio comparativo preliminar de arroz irrigado (ECP-I/III). Ensaio comparativo avancado de arroz irrigado (ECA-I/III). Várzea úmida: Ensaio de observação de linhagens de arroz em várzea úmida (EO-VU/III). Ensaio comparativo preliminar de arroz em várzea úmida (ECP-VU/III). Ensaio comparativo avançado de arroz em várzea úmida (ECA-VU/III). Sequeiro favorecido: Ensaio de observação de linhagens de arroz em condições de sequeiro favorecido (EO-SF/III). Ensaio comparativo preliminar de arroz em condições de sequeiro favorecido (ECP-SF/III). Ensaio comparativo avançado de arroz em condições de sequeiro favorecido (ECA-SF/III). Sequeiro: Ensaio comparativo preliminar de arroz de sequeiro (ECP-S/III). Ensaio comparativo avançado de arroz de sequeiro (ECA-S/III).

  2. Feijão: o produtor pergunta, a Embrapa responde.

    GONZAGA, A. C. de O.
    Introdução. O feijão na alimentação humana; Clima; Fisiologia; Preparo do solo e semeadura; Calagem e adubação; Cultivares; Consórcio; Irrigação; Quimigação; Doenças com origem no solo; Doenças da parte aérea; Insetos-praga e inimigos naturais; Plantas daninhas; Colheita; Secagem, beneficiamento e armazenamento de grãos; Produção de sementes e comercialização; Produção integrada do feijoeiro-comum.

  3. Integração lavoura-pecuária-floresta: o produtor pergunta, a Embrapa responde.

    CORDEIRO, L. A. M.; VILELA, L.; KLUTHCOUSKI, J.; MARCHAO, R. L.
    Na forma de perguntas e respostas, um conjunto de informações relacionadas aos sistemas de ILPF, que busca contribuir para o entendimento da importância desses sistemas, sua implantação, seus benefícios, suas particularidades regionais e principais desafios para ampliar sua adoção em todo o território brasileiro. Portanto, representa um rico acervo de informações práticas que se destinam aos empresários rurais e formadores de opinião que desejam conhecer e adotar adequadamente os sistemas de ILPF.

  4. Étapes pour la fabrication de trois souffleuses de semences.

    SILVA, J. G. da; OLIVEIRA, M. G. de C.; SOARES, D. M.; PEREIRA, R. M.
    Introduction. Aperçu du nettoyage de semences. Mise au point de trois souffleuses. Éléments de la souffleuse à pédale. Étapes pour la fabrication de la souffleuse à pédale. Éléments de la souffleuse à moteur. Étapes pour la fabrication de la souffleuse à moteur. Éléments du Tarare (Souffleuse-séparatrice de graines). Étapes pour la fabrication du Tarare. Performance des souffleuses. Validation des souffleuses. Références.

  5. Manual de identificação de artrópodes predadores.

    BARBOSA, F. R.; QUINTELA, E. D.
    Joaninhas. Carabídeos. Crisopídeos. Tesourinhas. Percevejos. Sirfídeos. Estafilinídeos. Condylostylus sp. Aranhas. Formigas. Vespas. Outros predadores.

  6. Passos para a construção de três trilhadoras de arroz.

    SILVA, J. G. da; OLIVEIRA, M. G. de C.; SOARES, D. M.; PEREIRA, R. M.
    Introdução. Ponto certo para colher o arroz. Desenvolvimento de três trilhadoras. Componentes da trilhadora a pedal. Passos para construir a trilhadora a pedal. Componentes da trilhadora a motor. Passos para construir a trilhadora a motor. Componentes da trilhadora a trator. Passos para construir a trilhadora a trator. Desempenho das trilhadoras. Validação das trilhadoras.

  7. Passos para a construção de três abanadoras de sementes.

    SILVA, J. G. da; OLIVEIRA, M. G. de C.; SOARES, D. M.; PEREIRA, R. M.
    Introdução. Base para a limpeza de sementes. Desenvolvimento de três abanadoras. Componentes da abanadora a pedal. Passos para a construção da abanadora a pedal. Componentes da abanadora a motor. Passos para construção da abanadora a motor. Componentes da abanadora classificadora. Passos para a construção da abanadora classificadora. Desempenho das abanadoras. Validação das abanadoras.

  8. Integração lavoura-pecuária-floresta (iLPF): Região Sul.

    BALBINO, L. C.; VILELA, L.; CORDEIRO, L. A. M.; OLIVEIRA, P. de; PULROLNIK, K.; KLUTHCOUSKI, J.; SILVA, J. L. S. da.
    A integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) tem como grande objetivo a mudança do sistema de uso da terra, fundamentando-se na integração dos componentes do sistema produtivo, visando atingir patamares cada vez mais elevados de qualidade do produto, qualidade ambiental e competitividade. Portanto, apresenta-se como uma estratégia para maximizar efeitos desejáveis no ambiente, aliando o aumento da produtividade com a conservação de recursos naturais no processo de intensificação de uso das áreas já desmatadas no Brasil.

  9. Produção comunitária de semente de arroz por pequenos agricultores: o uso da tecnologia com alcance social.

    RABELO, R. R.
    Um dia, na luar de prata; A escolha do local para semear; É melhor semear o arroz irrigado em área plana; A escolha da cultivar e o uso de semente; Só mexa na terra se for necessário; É necessário semear na época certa; As maneiras de semear; Distância entre fileiras e quantidade de semente por metro; Fundura da semente e do adubo; O arroz está fraco e com mato; Tem umas manchas nas folhas e algumas estão rasgadas. O que fazer?; Hora da colheita; O arroz foi colhido. E depois?; Produza mais com a soca; Vamos tirar água da semente?;...

  10. DESCRITORES para arroz silvestre e cultivado (oryza spp.).


    Definições e uso dos descritores. Passaporte. Manejo. Ambiente e local. Avaliação.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.