Recursos de colección

Infoteca. Informação Tecnológica em Agricultura (57.271 recursos)

O serviço Informação Tecnológica em Agricultura (Infoteca) reúne e permite acesso a informações sobre tecnologias produzidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as quais se relacionam às áreas de atuação de seus demais centros de pesquisa. Suas coleções são formadas por conteúdos editados na própria instituição (em forma de cartilhas, livros para transferência de tecnologia, programas de rádio e de televisão), com linguagem adaptada de modo que produtores rurais, extensionistas, técnicos agrícolas, estudantes e professores de escolas rurais, cooperativas e outros segmentos da produção agrícola possam assimilá-los com maior facilidade, e, assim, apropriarem-se de tecnologias geradas pela Embrapa.

Série Documentos (CNPM)

Mostrando recursos 1 - 20 de 104

  1. Geração de mapas e espacialização das notificações da dengue: uma contribuição da Embrapa para o enfrentamento do mosquito Aedes aegypti no Município de Campinas, SP

    OSHIRO, O. T.; CARVALHO, C. A. de; MIRANDA, E. E. de
    Esta publicação tem por objetivo ser um manual com as orientações necessárias para espacializar as notificações de casos de dengue existentes no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) do Ministério da Saúde por meio do uso de um recorte municipal disponível nas secretarias de saúde municipais. A partir de um estudo de caso no Município de Campinas, o documento aborda aspectos conceituais, software e sistemas de informações geográficas (SIGs) necessários para gerar as espacializações das notificações, além de um passo a passo para construir as análises espaciais sobre os pontos de notificações de dengue e gerar mapas de...

  2. Dinâmica de uso e cobertura da terra em áreas de produção de café e cana-de-açúcar em municípios paulistas das bacias dos rios Mogi-Guaçu e Pardo entre 1988 e 2015.

    RONQUIM, C. C.; GONÇALVES, J. M. DA C.; GUILARDI, V.; GARCON, E. A. M.; AGUIAR, D. A. DE
    Considerando a importância do setor cafeeiro para muitos municípios paulistas das bacias hidrográficas dos rios Mogi-Guaçu e Pardo, o objetivo deste trabalho foi: (1) mapear as mudanças espaçotemporais ocorridas nas culturas de café e cana-de-açúcar nos anos de 1988 e 2015 e (2) identificar os municípios que representam os principais produtores de café das bacias, mapear a mudança de uso e cobertura da terra completa e associá-la aos indicadores socioeconômicos.

  3. Indicações de atividades para aplicação do atlas escolar da Região Metropolitana de Campinas.

    CRISCUOLO, C.; FURTADO, A. L. dos S.; RODRIGUES, C. A. G.; GREGO, C. R.
    O objetivo principal deste documento é apresentar a base de dados composta por sugestões de atividades para aplicação do Atlas Escolar da Região Metropolitana de Campinas considerando os diversos assuntos por ele trabalhados e suas conexões com um ou mais componentes curriculares do ensino fundamental.

  4. Avaliação multicritério do projeto GeoAtlas.

    FURTADO, A. L. dos S.; BRAGANTINI, C.; TOSTO, S. G.; RODRIGUES, C. A. G.; GREGO, C. R.; CRISCUOLO, C.; PAIVA SOBRINHO, R.
    Neste documento é descrita a experiência da Embrapa Monitoramento por Satélite na identificação dos pontos fortes e fracos do projeto GeoAtlas, com especial atenção à visão interna da organização, considerando seu impacto social. Para tanto, foi aplicada a análise multicritério M-Macbeth (BANA E COSTA et al., 2012).

  5. Sobre o software RMCQuestoes como ferramenta de auxílio para educação fundamental nas escolas da RMC.

    PAIM, F. A. de P.
    2011

  6. Políticas públicas municipais: geração de base de dados multimídia (Relatório Técnico).

    LUCAS, C. R.; MOSTAFA, S. P.; ALENCAR, M. de C. F.
    2003

  7. Atlas Escolar da Região Metropolitana de Campinas: ferramenta educacional para o ensino fundamental.

    FURTADO, A. L. dos S.; CRISCUOLO, C.; GREGO, C. R.; RODRIGUES, C. A. G.
    A utilização do sensoriamento remoto e dos sistemas de informação geográfica em projetos educacionais não é algo novo. O Brasil conta com programas que incentivam o uso de geotecnologias nos ensinos fundamental e médio, com atividades dirigidas a professores e alunos da rede pública de ensino. Entretanto, ainda é perceptível a necessidade de investimentos e esforços na criação de oportunidades, projetos ou ações que visem à capacitação e ao treinamento de professores, com vistas a incentivar o uso das geotecnologias em ambiente escolar. As escolas públicas brasileiras não têm, na prática educativa, o uso de geotecnologias, mas há potencial latente...

  8. Regeneração de espécies florestais nativas após colheita de reflorestamento de eucalipto.

    RONQUIM, C. C.; IMATOMI, M.; LIMA, M. I. S.; LESSI, B. F.; OLÍMPIO, J. M.; DINIZ, M. M.; TORRESAN, F. E.
    O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de diferentes tipos de manejo na regeneração e no desenvolvimento de espécies nativas arbustivas e arbóreas em área aberta após o corte de Eucalyptus urograndis. Avaliar a eficácia de diferentes metodologias para recomposição florestal é importante, pois contribui para a minimização de custos e maximização da sustentabilidade ambiental. O estudo foi feito em uma área pertencente à empresa International Paper, no Município de Brotas, SP. A área de estudo foi investigada antes da colheita, por meio da análise do banco de sementes no solo e da diversidade de espécies nativas jovens que...

  9. Avaliação geoespacial e socioeconômica da expansão das áreas de cana-de-açúcar sobre citros em municípios paulistas das bacias dos rios Mogi-Guaçu e Pardo entre 1988 e 2014.

    RONQUIM, C. C.; GUILARDI, V.; AGUIAR, D. A. DE; ROQUE, A. A. DE O.; RUDORFF, B. F. T.; DRUGOWICH, M. I.; MOREIRA, M. A.
    Nos últimos 26 anos, nas bacias dos rios Mogi-Guaçu e Pardo, houve expressivo avanço das áreas de cana-de-açúcar, com forte retração nas áreas e diminuição no número das propriedades agrícolas citrícolas. A área de cana-de-açúcar, que ocupava pouco mais de 1,0 milhão de ha (21%), aumentou para cerca de 2,2 milhões de ha (44%). Já as áreas dedicadas à citricultura diminuíram de 488.686 ha (9,5 %) para 281.223 ha (4,9 %). Os municípios tradicionalmente citrícolas da microrregião 1 tornaram-se canavieiros, enquanto a área citrícola da microrregião 2 expandiu-se e ainda contribui com a maior porcentagem do VPR em relação à...

  10. Avaliação geoespacial e socioeconômica da expansão das áreas de cana-de-açúcar sobre citros em municípios paulistas das bacias dos rios Mogi-Guaçu e Pardo entre 1988 e 2014.

    RONQUIM, C. C.; GUILARDI, V.; AGUIA, D. A.; ROQUE, A. A. DE O.; RUDORFF, B. F. T.; DRUGOWICH, M. I.; MOREIRA, M. A.
    Nos últimos 26 anos, nas bacias dos rios Mogi-Guaçu e Pardo, houve expressivo avanço das áreas de cana-de-açúcar, com forte retração nas áreas e diminuição no número das propriedades agrícolas citrícolas. A área de cana-de-açúcar, que ocupava pouco mais de 1,0 milhão de ha (21%), aumentou para cerca de 2,2 milhões de ha (44%). Já as áreas dedicadas à citricultura diminuíram de 488.686 ha (9,5 %) para 281.223 ha (4,9 %). Os municípios tradicionalmente citrícolas da microrregião 1 tornaram-se canavieiros, enquanto a área citrícola da microrregião 2 expandiu-se e ainda contribui com a maior porcentagem do VPR em relação à...

  11. Relatório de Atividades do Convênio de Cooperação Geral entre a Embrapa Monitoramento por Satélite e a União Federal (Ministério do Exército) - 1999.

    MARINO, R. A.; SILVA, S. S. da
    O relatório divulga as principais atividades desenvolvidas, durante o ano de 1999, na abrangência do Convênio de Cooperação Geral, celebrado entre a Embrapa e a União Federal, representadas, respectivamente, pela Embrapa Monitoramento por Satélite e o Departamento de Engenharia de Comunicação (DEC) do Ministério do Exército.

  12. Perfil da população e agricultura na Arquidiocese de Teresina-PI.

    MIRANDA, E. E. de; ROSSI, A. DE S.; SANTOS, E. T. H. P. DOS
    2002

  13. Biodiversidade e Sistemas de Produção Orgânica: Recomendações no Caso da Cana-de-Açúcar.

    MIRANDA, J. R.; MIRANDA, E. E. de
    Este trabalho apresenta os principais resultados dessa pesquisa e discute as relações existentes entre os sistemas de produção tropicais e a biodiversidade faunística no caso dessa propriedade rural, dedicada à produção orgânica de cana-de-açúcar. Finalmente, propõe-se algumas estratégias produtivas visando a estabilidade, a conectividade e a conservação da biodiversidade nessa propriedade rural, passíveis de serem adotadas em outras situações agrícolas.

  14. Avaliação da adequação dos terraços construídos na área do bota-fora do Parque Dom Pedro Shopping S/A.

    VALLADARES, G. S.
    2004

  15. Método para determinação automática de Áreas de Preservação Permanente em topos de morros para o Estado de São Paulo, com base em geoprocessamento.

    HOTT, M. C.; GUIMARÃES, M.; MIRANDA, E. E. de
    2004

  16. WebGis na Embrapa Monitoramento por Satélite: integração da Arquitetura e Tecnologia da Informação para disseminação de geoinformação na Internet.

    CARVALHO, C. A. de; PIEROZZI JUNIOR, I.; OSHIRO, O. T.; ALENCAR, M. de C. F.
    2004

  17. Relatório Anual - 2003: Convênio de Cooperação Geral entre a Embrapa Monitoramento por Satélite e o Ministério da Defesa (Exército).

    MIRANDA, J. R.; SILVA, S. S. da; MORAES, T. B. DE
    2004

  18. Uso e cobertura das terras na Região dos Rios Pardo e Mogi-Guaçú, Estado de São Paulo.

    CRISCUOLO, C.; GUIMARÃES, M.; MIRANDA, E. E. de
    2004

  19. Impacto de algumas tecnologias geradas pela Embrapa Monitoramento por Satélite.

    CARVALHO, G. R.; OMETTO, A. R.; FURTADO, A. L. dos S.; MANGABEIRA, J. A. de C.; GUIMARÃES, M.; VALLADARES, G. S.; BATISTELLA, M.
    2006

  20. Relatório Técnico do Projeto "Gestão Integrada de Processos e Sistemas na Embrapa (GIPS)". Macroprograma 5 (Desenvolvimento Institucional): Parte I - Modelo de Gestão Integrada de Processos e Sistemas Computacionais para a Embrapa.

    PIEROZZI JUNIOR, I.; POPINIGIS, F.; EVANGELISTA, S. R. M.; CARVALHO, C. A. de; CUSTODIO, D. de O.
    A gestão por processos tem sido apontada como uma prática facilitadora de gestão institucional nas organizações que procuram melhorias de desempenho e resultados pois, entre outras vantagens, ela pode otimizar os fluxos internos de informação e comunicação. O ponto de partida para a implantação dessa prática é o mapeamento dos processos institucionais; no entanto ele não garante, por si, o entendimento generalizado entre as pessoas de como a informação deva fluir na intrincada rede de comunicação que a gestão por processos acaba por constituir. Neste particular, as tecnologias de informação constituem-se suporte fundamental, pois podem viabilizar recursos de hardware e...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.