Recursos de colección

Infoteca. Informação Tecnológica em Agricultura (56.683 recursos)

O serviço Informação Tecnológica em Agricultura (Infoteca) reúne e permite acesso a informações sobre tecnologias produzidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as quais se relacionam às áreas de atuação de seus demais centros de pesquisa. Suas coleções são formadas por conteúdos editados na própria instituição (em forma de cartilhas, livros para transferência de tecnologia, programas de rádio e de televisão), com linguagem adaptada de modo que produtores rurais, extensionistas, técnicos agrícolas, estudantes e professores de escolas rurais, cooperativas e outros segmentos da produção agrícola possam assimilá-los com maior facilidade, e, assim, apropriarem-se de tecnologias geradas pela Embrapa.

Artigo de divulgação na mídia (CPAMN)

Mostrando recursos 1 - 20 de 45

  1. Caprinos do Nordeste têm diferenciação genética.

    ARAÚJO, A. M. de; RIBEIRO, F. L.
    A caprinocultura da Região Nordeste ocupa principalmente áreas de semi-árido, impróprias para a exploração pecuária de grande porte. O desenvolvimento regional apoiado na intensificação da atividade ocasionou a importação maciça de recursos genéticos exóticos, com conseqüente redução da representação da população local nos rebanhos criados. Estão em risco de desaparecimento às raças de caprinos conhecidas como nativas que na verdade são grupos genéticos naturalizados no Brasil. Seus atributos são a convivência com o semi-árido e a prolificidade. Porém, esse material genético ainda desconhecido de muitos e nunca selecionado pelo homem está desaparecendo rapidamente.

  2. Apicultura piauiense: mercado x qualidade da cera de abelha.

    PEREIRA, F. de M.
    Matéria prima para a produção apícola, a cera de abelha foi muito utilizada e valorizada no passado, porém passou por um período de desvalorização, sendo substituída por ceras sintéticas, que possuem um custo menor. Contudo, recentemente a cera de abelha voltou a ter destaque no mercado mundial devido a suas características peculiares de aroma e plasticidade, seus efeitos medicinais e a tendência mundial em se consumir produtos naturais. Atualmente existe uma escassez total ou sazonal desse produto nos países industrializados.

  3. Antes de criar abelhas, confira a flora de sua região.

    LOPES, M. T. do R.
    O Piauí tem apresentado um crescimento expressivo no setor apícola devido ao seu elevado potencial para a atividade, traduzindo-se em altos níveis de produção e exportação de mel. Além do crescimento da apicultura, nos últimos anos também tem sido verificado um interesse crescente de produtores em trabalhar com meliponicultura, a criação de abelhas nativas sem ferrão. Essa atividade tem atraído pessoas que já trabalham com abelhas ou mesmo que nunca trabalharam, mas que se sentem atraídas pelo manejo relativamente fácil dessas espécies e pelo alto valor agregado de seus produtos. Entretanto, um dos primeiros conselhos às pessoas que querem investir...

  4. Peixe Barrigudinho: Programa escolar para produção do peixe barrigudinho e seu uso no controle de ovos e larvas de mosquitos transmissores de doenças.

    GUILHERME, L. C.
    O barrigudinho é chamado também de buchudinho, lebiste, guarú-guarú ou guppy (Figura 1). É um peixe muito comum no Brasil, que conta com mais de três dúzias de espécies.

  5. A cultura do amendoim no Meio-Norte do Brasil.

    OLIVEIRA JÚNIOR, J. O. L. de.
    O amendoim (Arachis hypogaea L.), oleaginosa de grande valor econômico no Brasil, é cultivada comercialmente nas regiões Sudeste, Sul, Centro-Oeste e Nordeste.

  6. A luta pelo caranguejo-uçá.

    LEGAT, J. F. A.
    2009

  7. Estatística da produção de feijão-caupi.

    SILVA, K. J. D. e.
    O feijão-caupi (Vigna unguiculata L. Walp.) apresenta várias formas de utilização, sendo aproveitado principalmente como grãos secos para o consumo humano. Dados disponíveis na FAO (2009) sobre a produção mundial de feijão-caupi, no ano de 2007, indicam que a cultura atingiu 3,6 milhões de toneladas em 12,5 milhões de hectares (Tabela 1). Produção esta alcançada em 36 países, destacando-se entre os maiores produtores a Nigéria, o Niger e o Brasil, respectivamente, os quais representam 84,1 % da área e 70,9 % da produção mundial.

  8. S.O.S. Abelhas sem Ferrão.

    PEREIRA, F. de M.
    Criadas pelos índios antes mesmo da colonização do Brasil, as abelhas sem ferrão, também conhecidas como abelhas indígenas, são encontradas nas regiões tropicais e sub-tropicais. No Brasil, existem mais de 300 espécies desses insetos sociais, com grande variabilidade de tamanho, cor, hábitos de nidificação e potencial produtivo.

  9. O cultivo de ostras como modelo de aquicultura ecológica para o desenvolvimento das comunidades litorâneas do Brasil.

    LEGAT, A. P.
    Nas últimas décadas, a aquicultura apresentou crescimento superior a qualquer outro sistema de produção animal. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), os índices de crescimento apresentaram uma média mundial de 8,8% por ano desde 1970. No mesmo período, a produção pesqueira apresentou taxas de 1,2% ao ano e a pecuária, taxas de 2,8%. Em parte, esse crescimento se deve ao colapso da pesca em todas as regiões do mundo.

  10. Etanol de mandioca: Produto alternativo para sistemas de produção familiares?

    OLIVEIRA JÚNIOR, J. O. L. de.
    Com o advento do etanol da mandioca para biocombustível e a industrialização de raízes em escala comercial, a implantação de usinas de pequeno porte poderá ser uma alternativa para um início de estudo sobre o comportamento da cadeia produtiva da mandioca. Em diversos países, como Nigéria, Tailândia e Brasil, a mandioca destaca-se como cultura econômica, gerando produtos e subprodutos direcionados para a alimentação humana, seja na forma direta (farinha e raiz ?in natura?) ou indireta (uso da fécula na fabricação em produtos alimentícios industrializados).

  11. Irrigação e fertirrigação na produção de cana-de-açúcar.

    ANDRADE JÚNIOR, A. S. de; DUARTE, J. A. L.; MOTA, P. R. d' A.; MOURA, J. F. L.; RIBEIRO, V. Q.
    O Programa Nacional de Agroenergia estima um crescimento superior a 50% na produção da cana-de-açúcar, até 2013, em resposta à demanda nacional e mundial por álcool combustível e açúcar (MAPA, 2005) e aponta para a necessidade de aumento da área plantada com a cultura no Brasil, notadamente, na região Nordeste. Porém, para o alcance de níveis de produção satisfatórios e rentáveis nessa região, dentre outras tecnologias se destaca o uso do emprego da técnica da irrigação.

  12. O feijão-caupi para consumo na forma de grãos frescos.

    ROCHA, M. de M.
    O feijão-caupi, também conhecido como feijão-de-corda, é uma das leguminosas mais cultivadas nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, com franca expansão no Centro-Oeste. Representa uma importante fonte de proteína, energia, vitaminas, fibras e minerais, além de gerador de emprego e renda nessas regiões.

  13. A domesticação das fruteiras nativas.

    MAIA, M. C. C.
    2011

  14. Interação genótipo por ambiente: problema ou oportunidade para o melhoramento genético?.

    MAIA, M. C. C.; ROCHA, M. de M.
    2007

  15. O fenômeno da endogamia em plantas.

    MAIA, M. C. C.; ASSIS, G. M. L. de; ROCHA, M. de M.
    Endogamia em plantas é o efeito do cruzamento natural ou artificial entre indivíduos relacionados por ascendência, ou seja, que possuem certo grau de parentesco entre si. Este evento vem acompanhado, principalmente, da perda de vigor e fertilidade, ocasionando a baixa viabilidade do indivíduo em espécies de polinização aberta (plantas alógamas). Esses efeitos da endogamia não se aplicam às espécies que se reproduzem predominantemente por autofecundação, ou seja, o cruzamento do indivíduo com ele próprio (plantas autógamas).

  16. Sistema ilpf no Matopiba.

    TEIXEIRA NETO, M. L.
    2015

  17. Bioclimatologia e o bem-estar em bovinos leiteiros.

    AZEVEDO, D.; ALVES, A. A.
    As regiões tropicais e subtropicais, situadas entre os limites de 30o de latitude Norte e Sul, são zonas climáticas bem definidas que concentram, aproximadamente, 1/3 da superfície terrestre. O acentuado crescimento demográfico dos países situados nestas regiões, associado à ineficiência da produção de alimentos, agrava o problema de carência alimentar da população local.

  18. Própolis: uma alternativa para diversificar a produção apícola.

    LOPES, M. T. do R.
    O mel é o principal produto da apicultura, principalmente nos estados do Nordeste. Entretanto, nos últimos anos, a produção de própolis tem adquirido maior importância no agronegócio apícola, verificando-se aumento de demanda no mercado interno e significativa representação nas exportações do setor...

  19. O Crescimento e desenvolvimento da graviola no Vale do Gurguéia.

    SOUSA, H. U. de
    Com objetivo de avaliar o comportamento de diferentes cultivares de gravioleira cultivadas sob irrigação para subsidiar o desenvolvimento da fruticultura irrigada no Vale do Gurguéia foi instalado um experimento em delineamento de blocos ao acaso. No período de dezembro/2005 a janeiro/2007 foram avaliadas as seis cultivares de gravioleira: Morada, Lisa, Gigante Alagoas, Colombiana, IPA e RBR, com quatro repetições e quatro plantas por parcela. O plantio foi feito em covas com dimensões de 0,6 m x 0,6 m x 0,6 m, utilizando-se o espaçamento de 6 m x 6 m.

  20. A produção do coqueiro anão no Vale do Gurguéia

    SOUSA, H. U. de.
    Com objetivo de avaliar o comportamento do coqueiro cultivado sob irrigação para subsidiar o desenvolvimento da fruticultura irrigada no Vale do Gurguéia foi implantado 1ha com coqueiro Anão-Verde no espaçamento de 7,5 m x 7,5 m x 7,5 m, cujas mudas foram plantadas em dezembro/2001.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.