Recursos de colección

Infoteca. Informação Tecnológica em Agricultura (57.024 recursos)

O serviço Informação Tecnológica em Agricultura (Infoteca) reúne e permite acesso a informações sobre tecnologias produzidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as quais se relacionam às áreas de atuação de seus demais centros de pesquisa. Suas coleções são formadas por conteúdos editados na própria instituição (em forma de cartilhas, livros para transferência de tecnologia, programas de rádio e de televisão), com linguagem adaptada de modo que produtores rurais, extensionistas, técnicos agrícolas, estudantes e professores de escolas rurais, cooperativas e outros segmentos da produção agrícola possam assimilá-los com maior facilidade, e, assim, apropriarem-se de tecnologias geradas pela Embrapa.

Circular Técnica (CNPAF)

Mostrando recursos 1 - 20 de 92

  1. Sistema de produção integrada do feijoeiro comum na região central brasileira.

    BARBOSA, F. R.; SILVA, C. C. da; GONZAGA, A. C. de O.; SILVEIRA, P. M. da; QUINTELA, E. D.; LOBO JUNIOR, M.; COBUCCI, T.; DEL PELOSO, M. J.; JUNQUEIRA, R. B. M.
    O Projeto de Produção Integrada do Feijoeiro Comum tem como desafio a implantação de um modelo de produção, visando elevar a qualidade do produto para o consumidor interno, bem como obtê-lo com potencial para alcançar mercados internacionais, o que possibilita a obtenção do selo de certificação. Tem ainda como objetivo a elaboração das Normas Técnicas Específicas para a Produção Integrada do Feijoeiro Comum, bem como a sua validação em nível de campo. É coordenado pela Embrapa Arroz e Feijão, em parceria com universidades, empresas públicas e privadas de assistência técnica e extensão rural, cooperativas e produtores.

  2. Controle biológico de patógenos habitantes do solo com Trichoderma spp., na cultura do feijoeiro comum.

    LOBO JUNIOR, M.; GERALDINE, A. M.; CARVALHO, D. D. de.
    Integração dos tratamentos biológico e químico de sementes. Redução do inóculo inicial de Rhizoctonia solani e Fusarium solani. Redução do inóculo de Sclerotinia sclerotiorum.

  3. Manejo da irrigação do feijoeiro com o uso do irrigâmetro.

    SILVEIRA, P. M. da; RAMOS, M. M.; OLIVEIRA, R. A. de
    O Irrigâmetro é um aparelho evapopluviométrico que estima a evapotranspiração da cultura e mede a quantidade de chuva precipitada. Além disso, indica o momento de irrigar e o tempo de irrigação ou a velocidade de deslocamento do equipamento de irrigação. Tudo isso feito sem precisar de conhecimento técnico, sem programa computacional e sem cálculos.

  4. Testes para avaliação da qualidade de sementes de feijão comum.

    LOBO JUNIOR, M.; DUARTE, L. T.; MARTINS, B. E. de M.
    O uso de sementes de qualidade é um elemento chave para o sucesso dos cultivos do feijoeiro comum (Phaseolus vulgaris L.). Por ser uma forma de evitar ou reduzir problemas diversos de importância para a cultura, facilita a obtenção do potencial produtivo da cultivar e a redução de custos de produção. Por sementes de qualidade entendem-se sementes de alta germinação e vigor, com alta pureza genética e física. Todas estas características de um lote de sementes podem ser verificadas por testes diversos, que seguem normas rígidas para sua avaliação

  5. Validação do sistema de produção integrada do feijão comum (Phaseolus vulgaris L.) na região central brasileira.

    BARBOSA, F. R.; GONZAGA, A. C. de O.; SILVEIRA, P. M. da; SILVA, C. C. da; QUINTELA, E. D.; LOBO JUNIOR, M.; COBUCCI, T.; LIMA, I. M. de; GASPARETTO, C. A.; PRADO, L. de S.; SATO, L. M.
    Com o objetivo de comparar os sistemas de Produção Integrada e convencional de feijão, foram implementadas cinco Unidades Piloto, em Cristalina-GO e Unaí-MG, municípios que se destacam no cenário nacional na produção do feijão. Nas Unidades Piloto, as tecnologias propostas para a PI foram comparadas, lado a lado, com a produção convencional, realizada pelo produtor.

  6. Feijão comum cultivar BRS Embaixador: espaçamento e densidade de semeadura.

    SILVA, C. C. da; MELO, L. C.; DEL PELOSO, M. J.; FARIA, L. C. de.
    Visando, indicar combinações mais adequadas de espaçamento entre linhas e densidades de plantas na linha para a cultivar de feijão comum 'BRS Embaixador', agregando-se assim, mais informações ao seu sistema de produção, foram conduzidos dois experimentos na Embrapa Arroz e Feijão, nas safras de inverno de 2006 e 2007.

  7. Manejo de herbicidas na dessecação de pastagem e na cultura do milho consorciado com gramíneas forrageiras.

    OLIVEIRA, M. F. de; BRIGHENTI, A. M.; KARAM, D.; GONTIJO NETO, M. M.; COBUCCI, T.; OLIVEIRA JUNIOR, R. S. de; ALVARENGA, R. C.; QUEIROZ, L. R
    Dessecação da área para implantação do consórcio milho+capim no sistema de semeadura direta plantio direto. Intervalo entre a dessecação e a semeadura da cultura anual. Utilização de herbicidas pós-emergentes em plantio consorciado.

  8. Plantas de cobertura para controle da murcha de fusarium em feijoeiro comum no sistema plantio direto.

    TOLEDO-SOUZA, E. D. de; CAFÉ FILHO, A. C.; LOBO JUNIOR, M.
    Devido à carência de informações quanto ao manejo da doença em Sistema Plantio Direto, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de rotações de cultura com diferentes plantas de cobertura, para o controle da murcha de Fusarium do feijoeiro comum.

  9. Controle químico da mela do feijoeiro comum.

    COSTA, G. R.; CAFÉ FILHO, A. C.; LOBO JUNIOR, M.
    Tendo em vista a escassez de informações sobre o controle da mela do feijoeiro comum com fungicidas atualmente disponíveis, este trabalho teve por objetivo avaliar diferentes ingredientes ativos, visando seu emprego no manejo integrado da doença.

  10. Controle de Sclerotinia sclerotiorum com o manejo de Brachiaria ruziziensis e aplicação de Trichoderma harzianum.

    GÖRGEN, C. A.; CIVARDI, E.; PERRETO, E.; CARNEIRO, L. C.; SILVEIRA NETO, A.N. da; RAGAGNIN, V.; LOBO JUNIOR, M.
    Este estudo teve o objetivo de verificar uma possível interação entre controle biológico e palhada, para redução da densidade de inóculo de Sclerotinia sclerotiorum.

  11. Manejo do percevejo da panícula em arroz irrigado.

    BARRIGOSSI, J. A. F.
    Introdução. Descrição. Ciclo de vida. Dano. Amostragem e níveis de controle. Amostragem sequencial. Recomendações para o manejo.

  12. A cultura do trigo irrigado no sistema plantio direto.

    MOREIRA, J. A. A.; STONE, L. F.; TRINDADE, M. da G.; CÁNOVAS, A. D.
    Introdução; Cultura; Época de semeadura; Práticas culturais; Densidade, espaçamento e profundidade de semeadura; Controle de plantas daninhas; Manejo de culturas; Manejo e conservação de solo; Calagem e adubação; Controle de doenças; Controle de pragas; Irrigação.

  13. Cultivares de arroz irrigado recomendadas para os Estados de Goiás e Tocantins.

    CUTRIM, V. dos A.; RANGEL, P. H. N.; FONSECA, J. R.
    O presente trabalho tem por objetivo apresentar as cultivares de arroz irrigado recomendadas pela Embrapa e seus parceiros, para cultivo em Goiás e Tocantins, além de algumas tecnologias que contribuem para o melhor desempenho da cultura.

  14. Efeito do tratamento de sementes com inseticidas químicos sobre danos de percevejos fitófagos e sobre a lagarta do cartucho no milho.

    QUINTELA, E. D.; SILVA, J. F. A. e; FERREIRA, S. B.; OLIVEIRA, L. F. C. de; LEMES, A. C. de O.
    Neste trabalho pretendeu-se estabelecer o tratamento de sementes com inseticidas químicos mais adequado para o controle de percevejos fitófagos e determinar o efeito dos inseticidas sobre a lagarta do cartucho.

  15. Identificação e correção de deficiências nutricionais na cultura do arroz.

    FAGERIA, N. K.; BARBOSA FILHO, M. P.
    Com o objetivo de auxiliar os técnicos e agricultores na identificação de problemas nutricionais da cultura do arroz, são feitas, neste trabalho, descrições dos sintomas, acompanhadas de fotografias, e apresentadas sugestões que sirvam de orientação na solução dos problemas nutricionais mais comuns ocorridos com a cultura do arroz.

  16. Recomendações de cultivares de arroz de terras altas para o Estado do Tocantins.

    FONSECA, J. R.; MORAIS, O. P. de; CASTRO, E. da M. de; SANTIAGO, C. M.; COLLICHIO, E.
    Atualmente, para o Estado do Tocantins, são recomendadas oito cultivares de arroz de terras altas: BRS Aimoré, BRS Colosso, BRS Vencedora, BRSMG Curinga, BRS Bonança, Caiapó, BRS Primavera e BRS Talento. Dentro deste contexto, o presente trabalho tem por objetivo reunir informações técnicas como genealogia, aspectos do ponto de colheita e pós-colheita, potencial produtivo, e as características morfológicas, agronômicas, fenológicas e culinárias das cultivares de arroz de terras ora indicadas pela Embrapa e seus parceiros para cultivo no Estado do Tocantins.

  17. Cultivares de arroz de terras altas para o Mato Grosso.

    MORAIS, O. P. de; CASTRO, E. da M. de; SOUZA, N. R. G. de; PRABHU, A. S.; BASSINELLO, P. Z.; FONSECA, J. R.
    Neste trabalho, serão apresentadas as cultivares desenvolvidas pela Embrapa em parceria com a Empaer-MT e atualmente recomendadas para cultivo no Estado de Mato Grosso.

  18. Arroz de terras altas: espaçamento e densidade de semeadura.

    GUIMARÃES, C. M.; STONE, L. F.; BRESEGHELLO, F.; PEREIRA, J. A.; CASTRO, E. da M. de.
    Em estudos conduzidos no município de Santo Antônio de Goiás, GO, na Fazenda Lorena, no ano agrícola 2002-2003, no Sistema Plantio Convencional, após pastagem, observou-se que os genótipos de arroz de terras altas, com arquitetura moderna, CNA 8557, BRS Talento, BRS Bonança, BRS Primavera e BRS Soberana foram mais produtivas no espaçamento de 30 cm entrelinhas, comparativamente aos espaçamentos de 20, 40 e 50 cm.

  19. Recomendações técnicas para o cultivo do feijoeiro comum em várzeas tropicais irrigadas por subirrigação.

    AIDAR, H.; KLUTHCOUSKI, J.; SANTOS, A. B. dos; THUNG, M.
    Introdução; Manejo do solo; Estabelecimento da cultura; Época de semeadura; Espaçamento e densidade de semeadura; Disposição dos fertilizantes; Manejo do nitrogênio; Controle fitossanitário.

  20. Abanadoras de sementes para pequenas lavouras.

    SILVA, J. G. da; SOARES, D. M.
    São abordados os aspectos relacionados à construção e ao desempenho de abanadoras de sementes, desenvolvidas na Embrapa Arroz e Feijão, para pequenas lavouras.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.