Recursos de colección

Infoteca. Informação Tecnológica em Agricultura (57.024 recursos)

O serviço Informação Tecnológica em Agricultura (Infoteca) reúne e permite acesso a informações sobre tecnologias produzidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as quais se relacionam às áreas de atuação de seus demais centros de pesquisa. Suas coleções são formadas por conteúdos editados na própria instituição (em forma de cartilhas, livros para transferência de tecnologia, programas de rádio e de televisão), com linguagem adaptada de modo que produtores rurais, extensionistas, técnicos agrícolas, estudantes e professores de escolas rurais, cooperativas e outros segmentos da produção agrícola possam assimilá-los com maior facilidade, e, assim, apropriarem-se de tecnologias geradas pela Embrapa.

Série Documentos (CNPAF)

Mostrando recursos 1 - 20 de 320

  1. Início dos estudos sobre Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) no Brasil.

    STEINMETZ, S.; SILVA, S. C. da
    Introdução. Razões para se elaborar um Zoneamento de Risco Climático (ZRC) mais apropriado para as características da cultura de arroz de sequeiro no Brasil. Síntese dos trabalhos desenvolvidos. Caracterização do regime pluvial em regiões produtoras de arroz de sequeiro no Brasil. Distribuição das chuvas ao longo do ano para períodos de cinco dias. Frequência de estiagens (veranicos). Períodos favoráveis de chuva. Simulação do balanço hídrico para fins de zoneamento de risco climático do arroz de sequeiro no Brasil. Simulação do balanço hídrico para fins de zoneamento de risco climático em função da época de semeadura do arroz de sequeiro nos...

  2. ENCONTRO NACIONAL DE PLANTIO DIRETO NA PALHA, 15, 2016, Goiânia. Palha, ambiente e renda: resumos apresentados.


    Em 1996, o Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha foi realizado em Goiânia, evento que teve uma abrangência para toda a região Centro-Oeste. Na época, agricultores e técnicos reuniram-se para discutir e trocar experiências sobre a adoção do plantio direto que apresentava diversos desafios. A erosão do solo, a dificuldade de formação de palhada, as poucas alternativas de cultivos, a deficiência de máquinas e equipamentos, figuravam entre os principais entraves ao avanço do plantio direto. Após 20 anos, a Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP) se propôs a voltar a Goiás para apresentar o 15º Encontro Nacional...

  3. Coletânea dos resumos apresentados.

    SEMINÁRIO JOVENS TALENTOS, 10., 2016, Santo Antônio de Goiás.
    Seminário Jovens Talentos, da Embrapa Arroz e Feijão, é um evento de iniciação científica onde os bolsistas e estagiários que desenvolvem pesquisas na unidade podem mostrar seus trabalhos para seus colegas, bem como para pesquisadores mais experientes. Este evento, que já se encontra em sua décima edição, a cada ano se supera pela qualidade dos trabalhos apresentados e pela maturidade científica dos estudantes de graduação e pós-graduação.

  4. Aspectos básicos sobre a produção local de fertilizantes alternativos para sistemas agroecológicos.

    ALCÂNTARA, F. A. de.
    Introdução. Sustentabilidade e sistemas agroecológicos. Os sistemas agroecológicos e a fertilidade do solo. Os fertilizantes ?alternativos?. Materiais que podem ser usados na produção de fertilizantes alternativos. Processos de produção de fertilizantes alternativos. Análise química do solo e uso dos fertilizantes alternativos. Considerações Finais.

  5. Coletânea dos resumos apresentados.

    SEMINÁRIO JOVENS TALENTOS, 9., 2015, Santo Antônio de Goiás.
    Seminário Jovens Talentos, da Embrapa Arroz e Feijão, é um evento de iniciação científica onde os bolsistas e estagiários que desenvolvem pesquisas na unidade podem mostrar seus trabalhos para seus colegas, bem como para pesquisadores mais experientes. Este evento, que já se encontra em sua nona edição, a cada ano se supera pela qualidade dos trabalhos apresentados e pela maturidade científica dos estudantes de graduação e pós-graduação. A criatividade dos jovens se manifesta em cada trabalho, onde se vislumbra um potencial novo cientista, mais um colega no desafio de colocar o Brasil entre os líderes mundiais em ciência e tecnologia....

  6. Manual de identificação de insetos e outros invertebrados pragas do feijoeiro

    QUINTELA, E. D.; BARBOSA, F. R.
    Pragas das sementes, plântulas e raízes. Pragas desfolhadoras. Pragas sugadoras e raspadoras. Pragas das hastes e axilas. Praga das vagens. Praga dos grãos armazenados. Outros artrópodes. Danos por outros fatores.

  7. Coletânea dos resumos apresentados.

    SEMINÁRIO JOVENS TALENTOS, 8., 2014, Santo Antônio de Goiás.
    A Embrapa Arroz e Feijão promove anualmente o Seminário Jovens Talentos, cujo principal objetivo é divulgar trabalhos desenvolvidos por bolsistas e estagiários orientados/co-orientados por pesquisadores e analistas, de modo a incentivar a troca de informações científicas e possibilitar aos estudantes a prática da escrita científica e da apresentação oral.Em sua oitava edição, o Seminário Jovens Talentos aconteceu nos dias 02 e 03 de julho de 2014 e, a fim de disponibilizar os trabalhos apresentados, foi organizado o presente documento que representa uma coletânea dos resumos inscritos, com destaque para os trabalhos premiados.

  8. O passado e o futuro da cadeia produtiva do arroz em Mato Grosso.

    FERREIRA, C. M.; STONE, L. F.; MORAES, A. da C.; OLIVEIRA, J. P. de.
    Introdução. Antecedentes. Evolução da produção e dinâmica do arroz em Mato Grosso. Considerações sobre área cultivada e produtividade do arroz em Mato Grosso, no período de 1990 a 2012. Histórico da prospecção de demandas na orizicultura matogrossense. Estratégias de transferência de tecnologia na cadeia produtiva do arroz em Mato Grosso. Impactos das atividades de transferência de tecnologia na cadeia produtiva do arroz em Mato Grosso. Situação atual da orizicultura mato-grossense. Futuro do arroz em Mato Grosso. Demandas de pesquisa e desenvolvimento e transferência de tecnologia. Anexos. Referências.

  9. Adubação foliar no feijoeiro: revisão de literatura.

    SILVEIRA, P. M. da; MESQUITA, M. A. M.; CUNHA, P. C. R. da.
    Introdução. Fatores que influenciam a absorção foliar. Fatores inerentes à folha. Estrutura da folha. Composição química da folha. Idade da folha. Fatores inerentes aos nutrientes. Mobilidade e metabolização. Solubilidade. Diâmetro iônico e hidratabilidade. Fatores inerentes às soluções aplicadas. Agentes umectantes e molhantes. pH da solução. Concentração e volume da solução dos nutrientes. Fatores externos. Luz. Disponibilidade de água no solo. Temperatura do ar. Ventos. Umidade atmosférica. Modo de aplicação das aspersões foliares. Formas e tempo de absorção. Aplicação foliar dos nutrientes. Nitrogênio. Fósforo. Cálcio. Enxofre. Boro. Cobre. Manganês. Molibdênio. Zinco. Multinutrientes. Considerações gerais. Referências.

  10. Coleta de variedades tradicionais de feijão-comum (Phaseolus vulgaris L.) no Estado de Santa Catarina.

    COSTA, J. G. C. da; OLIVEIRA, J. P. de; ABREU, A. G. de.
    Introdução. Cultivo do feijão-comum. Organização, colaboradores, período, municípios visitados. Metodologia de coleta. Informação dos produtores sobre as variedades tradicionais. Referências.

  11. Proteção ao conhecimento sensível de ciência e tecnologia: cartilha de recomendações.

    EMBRAPA ARROZ E FEIJÃO.
    A elaboração desta publicação deve-se à imensa preocupação que paira em todo o país, nos dias atuais, sobre a proteção ao chamado conhecimento sensível, referente às ações vinculadas a resultados de pesquisas, geração de novas tecnologias e assuntos desta natureza. Traz importantes dicas de medidas de proteção ao conhecimento científico que, se consideradas durante a condução das atividades desenvolvidas por cada empregado, muito têm a ganhar a empresa e o país.

  12. Informações meteorológicas para pesquisa e planejamento agrícola, referentes ao município de Santo Antônio de Goiás, GO - 2002.

    SILVA, S. C. da; SANTANA, N. M. P. de; CARDOSO, G. M.; PELEGRINI, J. C.
    São divulgadas informações que caracterizam as condições climáticas do município de Santo Antônio de Goiás-GO.

  13. Rede Brasil Arroz: transferência de tecnologia valorizando o protagonismo e atribuições de parceiros na cadeia produtiva.

    FERREIRA, C. M.
    Introdução; Panorama da orizicultura brasileira e caracterização de problemas precedentes à Rede Brasil Arroz; Princípios básicos e propostas da Rede Brasil Arroz; Prospecção de demandas da cadeia produtiva do arroz por meio de diagnóstico; Comentários e principais resultados da atuação da Rede Brasil Arroz; Conclusões e sugestões de continuidade.

  14. Expedição de coleta de variedades tradicionais de feijão-comum (Phaseolus vulgaris L.) realizada no Estado do Paraná.

    COSTA, J. G. C. da; OLIVEIRA, J. P. de; ABREU, A. G. de.
    Introdução. Organização, colaboradores, período, municípios visitados. Informações sobre o cultivo do feijão-comum no Estado do Paraná. Informações dos produtores sobre as variedades tradicionais coletadas.

  15. Coleta de variedades tradicionais de feijão-comum (Phaseolus vulgaris L.) no Estado de Goiás.

    COSTA, J. G. C. da; OLIVEIRA, J. P. de; ABREU, A. G. de.
    Introdução. Características da agricultura familiar. Organização, informações e colaboradores da expedição. Informações obtidas junto aos agricultores.

  16. Informações técnicas para a cultura do arroz irrigado nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.

    SANTOS, A. B. dos; SANTIAGO, C. M.
    Desenvolvimento da planta. Clima. Sistematização e preparo do solo. Adubação e calagem. Sistema de plantio. Irrigação e drenagem. Cultivares. Manejo de plantas daninhas. Manejo de doenças. Manejo de insetos fitófagos. Uso de agrotóxicos. Colheita. Boas práticas para produção de sementes. Referências. Anexos.

  17. Transformação genética de arroz (Oryza sativa L.) mediada por Agrobacterium tumefaciens: conceitos básicos e protocolo.

    BEVITORI, R.
    Introdução. Transformação genética mediada por Agrobacterium tumefaciens no ambiente natural. Transformação genética mediada por Agrobacterium tumefaciens in vitro. Principais etapas envolvidas no desenvolvimento de culturas (GM). Interpretação do mapa de um vetor. Protocolo de transformação de arroz. Identificação das linhagens transgênicas. Arroz transgênico comercial. Apêndices. Apêndice 1. Composição do meio de cultura AB para crescimento de Agrobacterium tumefaciens. Apêndice 2. Composição dos meios de cultura para transformação genética. Apêndice 3. Componentes das soluções estoques do meio R2-Básico.32. Apêndice 4. Outras soluções estoques. Apêndice 5. Resolução de problemas.

  18. Um estudo comparativo de softwares para alinhamento e detecção de Single Nucleotide Polymorphisms (SNPs).

    NARCISO, M. G.; RODRIGUES, A. M.; CIESLAK J. F.; SILVEIRA, R. D. D.; VIANELLO, R. P.; BRONDANI, C.
    Introdução. Materiais e Métodos. Resultados e Discussão. BWA e SAMtools. Bowtie2 e SAMtools. Panati. Mosaik. VarScan. GATK. CLC Genomics. Tempo de execução do software. Resumo sobre cada software. Conclusões. Referências.

  19. Época de dessecação de plantas de cobertura para o plantio do arroz de terras altas.

    NASCENTE, A. S.; CRUSCIOL, C. A. C.
    Com o objetivo de se determinar o efeito da época de dessecação de plantas de cobertura nos teores de ácido chiquímico das plantas, componentes de produção e produtividade de grãos do arroz de terras altas no Sistema Plantio Direto, pesquisas foram conduzidas na Fazenda Capivara, da Embrapa Arroz e Feijão, em Santo Antônio de Goiás.

  20. O arroz no Brasil: evidências do censo agropecuário 2006 e anos posteriores.

    SILVA, O. F. da; WANDER, A. E.
    Considerando, as diferenças regionais existentes na agricultura brasileira, as diferenças nos tamanhos de propriedade consideradas como familiares nas diferentes regiões do país, e os diferentes sistemas de cultivo existentes, o presente estudo buscou descrever o panorama da produção de arroz no Brasil, considerando características como grupos de área colhida, tipo de agricultura, tipo de cultivo, tipo de colheita, tipo de semente utilizada, destino da produção, condição do produtor, e adoção de algumas técnicas de cultivo (irrigação, agrotóxicos, adubação), dentre outras variáveis.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.