Recursos de colección

Repositório Comum (24.607 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

UO - Artigos em revistas nacionais

Mostrando recursos 1 - 7 de 7

  1. Prevenção da indisciplina, da violência e do bullying nas escolas

    Martins, Maria José D.

  2. Violência interpessoal e maus-tratos entre pares, em contexto escolar

    Martins, Maria José D.
    Neste artigo efectua-se uma revisão de literatura e uma reflexão teórica sobre o problema da violência interpessoal e, em particular, sobre a questão dos maus-tratos entre pares, em contexto escolar. Sistematizam-se e discutem-se alguns dos principais conceitos, dados empíricos e abordagens teóricas sobre o fenómeno e finaliza-se com um conjunto de sugestões relativamente às estratégias que têm sido utilizadas ou podem vir a ser utilizados pelas escolas e pelos profissionais que nela trabalham, com vista à prevenção e/ou intervenção eficazes perante a ocorrência deste tipo de fenómeno.

  3. Análise dos artigos de revisão bibliográfica no tema de logística inversa

    Varadinov, Maria José
    A logística inversa é uma linha de investigação que tem recebido atenção especial por parte do mundo académico no estudo da cadeia de abastecimento. Desta forma, nos últimos anos publicaram-se diferentes trabalhos de recompilação bibliográfica sobre esta matéria, de diferentes perspectivas, nos quais se revê a evolução do conceito de logística inversa e se apontam os desafios mais importantes que se enfrentam. Este trabalho pretende realizar uma revisão das características principais das ditas recompilações bibliográficas, realçando os seus pontos em comum, as suas principais diferenças e identificando linhas de trabalho que devem ser abordadas para consolidar esta linha de investigação...

  4. Desenvolvimento profissional dos educadores e dos professores - É possível conciliar a supervisão e a avaliação de desempenho?

    Marchão, Amélia de Jesus
    Este artigo explora algumas questões da profissionalidade docente e discute os contributos da supervisão no âmbito da avaliação de desempenho dos docentes. Equacionam-se conceções e práticas de supervisão e de avaliação de desempenho, partindo de uma questão inicial: É possível conciliar a supervisão e a avaliação de desempenho?

  5. Aparência física e amizade íntima na adolescência: estudo num contexto pré-universitário

    Cordeiro, Raul
    Alguns dos aspectos mais importantes, e que hoje ganham maior realce nos estudos sobre a adolescência, são o desenvolvimento da capacidade para o estabelecimento de relações de intimidade e a percepção sobre o auto-conceito. Este estudo procura dar um contributo para a reflexão e compreensão destes aspectos, tão importantes para o desenvolvimento, na adolescência.

  6. Ensaio de um modelo preventivo de educação para a saúde na área da depressão e ansiedade em adolescentes e jovens adultos

    Cordeiro, Raul
    A população jovem é especialmente vulnerável a fenómenos como a exclusão social, em especial, na fase de transição da vida escolar para a vida laboral, com todas as implicações que daí podem advir para a capacidade de desenvolver um sentido de futuro. Em comparação com a população adulta, os jovens são um grupo de risco de doença mental pela vulnerabilidade a que estão sujeitos na sociedade actual, tais como preocupações de natureza financeira, emprego, oportunidades de formação ou desorganização familiar. Note-se que o modelo de família tem sofrido rápidas transformações revelando novas representações sociais e um campo fértil para as perturbações...

  7. O planeamento de um programa de intervenção com adolescentes

    Cordeiro, Raul
    É no âmbito dos cuidados de saúde primários que se colocam os principais desafios quando pensamos em planear programas de intervenção com populações adolescentes. Actores diversos, como os próprios adolescentes, pais e educadores, desempenham um papel único e diferente nas respostas sociais e familiares que devem ser dadas nesta etapa de desenvolvimento. É hoje reconhecido que há que diversificar as estratégias de comunicação utilizadas em programas de prevenção ou de intervenção com adolescentes, colocando aos profissionais de saúde desafios novos e renovados que permitam êxitos e ganhos em saúde junto da população adolescente. Na definição das estratégias a adoptar na programação de...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.