Recursos de colección

Infoteca. Informação Tecnológica em Agricultura (57.024 recursos)

O serviço Informação Tecnológica em Agricultura (Infoteca) reúne e permite acesso a informações sobre tecnologias produzidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as quais se relacionam às áreas de atuação de seus demais centros de pesquisa. Suas coleções são formadas por conteúdos editados na própria instituição (em forma de cartilhas, livros para transferência de tecnologia, programas de rádio e de televisão), com linguagem adaptada de modo que produtores rurais, extensionistas, técnicos agrícolas, estudantes e professores de escolas rurais, cooperativas e outros segmentos da produção agrícola possam assimilá-los com maior facilidade, e, assim, apropriarem-se de tecnologias geradas pela Embrapa.

Folderes / Folhetos / Cartilhas (CPAMT)

Mostrando recursos 1 - 20 de 27

  1. Avaliação econômica da ilp na fazenda Brasil, em Barra do Garças (MT).

    REIS, J. C. dos; KAMOI, M. Y. T.; MICHETTI, M.
    O governo brasileiro tem incentivado, por meio de políticas públicas específicas, como o Plano ABC, o aumento da utilização de modelos de agricultura sustentável. Os sistemas ILPF são uma dessas alternativas. Para se alcançar as metas de ampliação de área desses sistemas, quantificar os retornos econômicos é fator importante para proporcionar ao produtor informações para sua tomada de decisão. Pensando nisso, através de uma parceria entre Embrapa Agrossilvipastoril, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) e Senar-MT, criou-se o Projeto ?Estabelecimento de Unidades de Referência Tecnológica e Econômica? (Projeto URTE) que tem como um dos seus principais objetivos gerar e difundir...

  2. Avaliação econômica da ilp na fazenda Dona Isabina, em Santa Carmem (MT).

    REIS, J. C. dos; KAMOI, M. Y. T.; MICHETTI, M.
    Um dos principais fatores que limitam a utilização de sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) é a falta de informações sobre os resultados econômicos desses sistemas. Em especial, em comparação com modelos de agricultura tradicional. O Projeto ?Estabelecimento de Unidades de Referência Tecnológica e Econômica? (Projeto URTE), uma parceria entre a Embrapa Agrossilvipastoril, o Instituto de Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) e o Senar-MT, tem como um dos seus principais objetivos, gerar e difundir resultados econômicos de sistemas de integração de diferentes configurações distribuídas no estado de Mato Grosso.

  3. ILPF em números: região 02 - MT, GO e DF.


    A integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) é uma estratégia de produção agropecuária que integra diferentes sistemas produtivos, agrícolas, pecuários e florestais, dentro da mesma área. Pode ocorrer em cultivo consorciado, em rotação ou sucessão, de forma que haja interação entre os componentes, gerando benefícios mútuos. A ILPF pode ser adotada de diferentes formas, com inúmeras culturas e diversas espécies animais, adequando-se às características regionais, às condições climáticas, ao mercado local e ao perfil do produtor. Pode ser adotada por pequenos, médios e grandes produtores.

  4. ILPF em números.


    A integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) é uma estratégia de produção agropecuária que integra diferentes sistemas produtivos, agrícolas, pecuários e florestais, dentro da mesma área. Pode ocorrer em cultivo consorciado, em rotação ou sucessão, de forma que haja interação entre os componentes, gerando benefícios mútuos. A ILPF pode ser adotada de diferentes formas, com inúmeras culturas e diversas espécies animais, adequando-se às características regionais, às condições climáticas, ao mercado local e ao perfil do produtor. Pode ser adotada por pequenos, médios e grandes produtores.

  5. Sítio Tecnológico

    EMBRAPA AGROSSILVIPASTORIL
    2012

  6. Embrapa Agrossilvipastoril: integração, sistemas, sustentável

    EMBRAPA AGROSSILVIPASTORIL
    2012

  7. História da construção da Embrapa Agrossilvipastoril

    EMBRAPA AGROSSILVIPASTORIL
    2012

  8. Manejo de copa do componente florestal na iLPF

    ANTONIO, D. B. A.
    2013

  9. O uso do pau-de-balsa como componente florestal da iLPF

    BEHLING, M.
    O pau-de-balsa, classificado como espécie pioneira, tem rápido crescimento. Em um ano, chega a atingir quatro metros de altura e o tronco pode chegar aos 10 cm de diâmetro. Essas características favorecem seu uso em sistemas integrados de produção, sobretudo em sistemas silvipastoris, por causa da rápida formação de sombra para os animais.

  10. Componente florestal na iLPF

    BEHLING, M.
    É possível também obter multiprodutos (produzir madeira fina e madeira grossa) por meio de plantios menos espaçados, mas que serão desbastados em fases intermediárias, colhendo-se madeira fina, e conduzindo as árvores restantes por mais tempo para a produção de madeira de serraria e laminação.

  11. A escolha da espécie florestal na iLPF

    TONINI, H.; MENEGUCI, J. L. P.
    No sistema de integração Lavoura- Pecuária-Floresta, o componente florestal permite diversificar a produção e proporciona a melhoria na ciclagem de nutrientes, fixação de carbono e controle de erosão, além de maior conforto térmico aos animais.

  12. Planejamento forrageiro em sistemas integrados de podução de leite

    CARNEVALLI, R. A.
    A Integração Lavoura-Pecuária- Floresta pode ser definida como um sistema de produção cuja exploração animal está associada à produção de lavoura e pastagens em alternância, combinada com o cultivo de árvores, com objetivo de maximizar racionalmente o uso da terra, da infraestrutura e da mão de obra, diversificar e aumentar a produção e minimizar custos e riscos.

  13. Diversificação em sistemas integrados de produção de leite

    CARNEVALLI, R. A.
    A integração de diversas culturas no tempo e no espaço pode trazer benefícios especialmente ao sistema de produção de leite. Para propriedades de pequeno porte, a diversificação da produção traz a vantagem da segurança alimentar, enquanto para propriedade de porte maior, a diversificação favorece a redução de riscos e oscilações de mercado.

  14. Diversificação em sistemas integrados de produção de leite

    CARNEVALLI, R. A.
    A integração de diversas culturas no tempo e no espaço pode trazer benefícios especialmente ao sistema de produção de leite. Para propriedades de pequeno porte, a diversificação da produção traz a vantagem da segurança alimentar, enquanto para propriedade de porte maior, a diversificação favorece a redução de riscos e oscilações de mercado.

  15. Primeiros passos para iLPF em sistemas de produção de leite

    CARNEVALLI, R. A.
    Um dos primeiros passos para o sucesso da integração Lavoura-Pecuária- Floresta (iLPF) na propriedade é atentar para as espécies de plantas e animais e consórcios adequados à região que será implantada. Também é crucial que o produtor tenha a possibilidade de assimilar a tecnologia dentro da propriedade e que tenha mercado para a produção.

  16. Pecuária de corte na iLPF: a escolha do componente animal

    PEDREIRA, B. C. e
    A escolha do componente animal é definida em função da realidade do produtor. Dessa forma, na essência, qualquer animal pode ser utilizado em sistemas de integração Lavoura- Pecuária-Floresta (iLPF). No entanto, ao se estabelecer sistemas mais complexos, como silvipastoril, agropastoril ou agrossilvipastoril, que normalmente custam mais para serem implementados, é interessante optar pela utilização de animais que se destaquem quanto ao potencial produtivo. A integração Pecuária-Floresta tem efeito muito acentuado sobre o desempenho produtivo e reprodutivo pela condição mais saudável do ambiente para os animais e pelos ganhos relativos ao bem-estar e conforto animal.

  17. Pecuária de corte na iLPF: a escolha do componente animal

    PEDREIRA, B. C. e
    A escolha do componente animal é definida em função da realidade do produtor. Dessa forma, na essência, qualquer animal pode ser utilizado em sistemas de integração Lavoura- Pecuária-Floresta (iLPF). No entanto, ao se estabelecer sistemas mais complexos, como silvipastoril, agropastoril ou agrossilvipastoril, que normalmente custam mais para serem implementados, é interessante optar pela utilização de animais que se destaquem quanto ao potencial produtivo. A integração Pecuária-Floresta tem efeito muito acentuado sobre o desempenho produtivo e reprodutivo pela condição mais saudável do ambiente para os animais e pelos ganhos relativos ao bem-estar e conforto animal.

  18. Pecuária de corte na iLPF: escolha das plantas forrageiras

    PEDREIRA, B. C. e
    Nos sistemas integrados, manter o equilíbrio entre árvores, plantas forrageiras e herbívoros torna a atividade mais complexa e dependente de planejamento. Quando se trata de espécies forrageiras, é necessário conhecer sua tolerância e capacidade produtiva em ambientes sombreados.

  19. Pecuária de corte na iLPF: escolha das plantas forrageiras

    PEDREIRA, B. C. e
    Nos sistemas integrados, manter o equilíbrio entre árvores, plantas forrageiras e herbívoros torna a atividade mais complexa e dependente de planejamento. Quando se trata de espécies forrageiras, é necessário conhecer sua tolerância e capacidade produtiva em ambientes sombreados.

  20. iLPF na recuperação de pastagens

    PEDREIRA, B. C. e
    O Estado de Mato Grosso possui cerca de 29 milhões de cabeças de gado e 26 milhões de hectares de pastagens e tem alta representatividade na pecuária nacional, embora identifique a manutenção de pastagens produtivas como um gargalo. A pecuária não é uma atividade em que a fase de planejamento está consolidada, resultando em pastagens degradadas, principalmente por excesso de lotação, falta de manejo e de reposição de nutrientes. A presença de cigarrinhas e lagartas e da síndrome da morte do capim-marandu também contribuem para a degradação.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.