Recursos de colección

Repositório Comum (25.459 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

ESEJD - Supervisão pedagógica

Mostrando recursos 1 - 20 de 22

  1. A perceção dos professores e direção sobre o papel do supervisor nas dinâmicas organizacionais de uma escola:contributos para uma organização aprendente

    Veronesi, Alberto Giovanni
    Ao longo da história do ensino no país muito já se pesquisou e já se sabe sobre a função do supervisor pedagógico. A história traz-nos o surgimento do supervisor, com o surgimento das fábricas. Concebido como parte de um processo de dependência cultural e económica integrado a um projeto de controlo do povo e da nação. Nas escolas nasce como Inspetor Escolar, para fiscalizar o ensino, o trabalho dos professores, como, por exemplo, realizar estatísticas escolares, orientar o ensino garantindo que a legislação fosse implementada. Atualmente, o papel do supervisor escolar é o de aliado, mediador e colaborador das atividades...

  2. A liderança da escola e a supervisão pedagógica:estudo de caso

    Augusto, Ana Rita Morais
    Na perspetiva de que à ação do supervisor escolar são atribuídas funções complexas, de apoio e parceria com o professor, o tipo de relação que ele estabelece com o grupo de professores, o qual lidera, passa a ser a essência do desenvolvimento do seu trabalho. Neste sentido, e aliado a outros conceitos, este trabalho tem como finalidade analisar e refletir sobre a relação entre supervisor escolar e professores no quotidiano das escolas, identificando as implicações da liderança ao nível dos resultados organizacionais e de acordo com as funções de coordenação, apoio e decisão do supervisor. Com o objetivo de tornar possível a compreensão dos supervisores numa organização que aprende,...

  3. Importância da educação física no currículo do 1º ciclo do ensino básico

    Jesus, José Manuel Serrano de
    A Educação Física infantil tem vindo a assumir-se, cada vez mais, como uma preocupação da sociedade onde vivemos. Esta realidade confere responsabilidades às instituições educativas e aos professores na organização dos Currículos. O tema do nosso trabalho de investigação surgiu pela necessidade sentida em perceber qual o grau de importância da Educação Física Infantil no Currículo do Primeiro Ciclo do Ensino Básico. Consideramos ser esta temática de grande atualidade, uma vez que tem vindo ultimamente a suscitar grande interesse e preocupação junto dos pais, professores e comunidade educativa em geral. Para a realização deste estudo, tivemos o cuidado de, no âmbito da...

  4. Trabalho colaborativo entre docentes:um estudo de caso

    Milheiro, Rute Isabel Antunes Garrett Lourenço
    A dissertação de Mestrado em Ciências de Educação que a seguir se apresenta, intitulada Trabalho Colaborativo entre Docentes - Um Estudo de Caso, procura compreender as características e âmbito do trabalho colaborativo entre os docentes de um Jardim-Escola da Zona de Abrantes. Esta investigação partiu do nosso contexto profissional e pela convicção de que um trabalho colaborativo entre os docentes poderá trazer inúmeros benefícios em diferentes áreas. Tendo em conta o contexto da nossa investigação, estabelecemos os seguintes objetivos: Promover o trabalho colaborativo entre os docentes; Definir vantagens do trabalho colaborativo e destacar aspetos que impedem que o trabalho colaborativo seja produtivo e positivo. Foi adotada uma metodologia qualitativa, com opção...

  5. O poder e a autoridade do professor do 1º ciclo:principíos e acções para o desenvolvimento da profissão e da aprendizagem dos alunos:um estudo de caso

    Correia, João Pedro da Silva
    Este estudo tem como objectivo a criação de princípios e acções para o desenvolvimento da profissão docente e da aprendizagem dos alunos, tendo em conta o poder e a autoridade inerente ao professor do 1.º ciclo. Surge também para que se possa perceber o tipo de poder que o professor possui na sala de aula e como é que este pode ajudar no processo de tomada de decisão. Trata-se de um estudo actual, com interesse para os diversos actores da organização escola, e que tem sido fortemente debatido na sociedade. Estamos convictos que este projecto servirá em absoluto os docentes desta instituição e não só. Ajudará também todos os...

  6. Proposta de programa de integração num jardim-escola - estudo de caso

    Gonçalves, Mónica
    O objecto de estudo deste trabalho é o processo de integração docente num Jardimescola. Partimos para este projecto absolutamente convictos da sua premente necessidade, uma vez que estamos na presença de uma organização, que recebe com frequência novos docentes, cuja célere integração é totalmente prioritária, para o alcançar dos objectivos organizacionais. Com esta pesquisa pretendeu-se dar um modesto contributo para a melhoria do processo de integração, através da elaboração de uma proposta de programa. Deste modo, procurámos compreender como se processava a integração de novos docentes, fundamentalmente das necessidades e dificuldades que os mesmos vivenciavam no seu processo de socialização. Foi adoptada uma metodologia qualitativa do tipo estudo de caso....

  7. A relação e a comunicação interpessoais entre o supervisor pedagógico e o aluno estagiário

    Barbosa, Ana Maria dos Santos Ferreira Virtuoso Alves
    Esta dissertação consiste num caso sobre a relação e a comunicação interpessoais que se estabelece entre o supervisor e o aluno estagiário no núcleo de estágio pedagógico (no Curso de Educação Básica de uma Escola Superior de Educação) de formação inicial de professores no âmbito da Supervisão Pedagógica. Dentro de um referencial teórico sustentado por uma abordagem comunicacional das relações interpessoais, importa observar, analisar e interpretar o modo como os supervisores comunicam e se relacionam com os alunos estagiários quando avaliam as suas aulas ministradas aos alunos de uma escola básica. Deste estudo surgem algumas preocupações, evidências e constrangimentos por...

  8. Integração dos recursos educativos digitais no 1º ciclo do ensino básico: uma realidade ou uma utopia

    Correia, Matilde Maria Pereira dos Reis Krohn da Silva
    O presente trabalho “Integração dos Recursos Educativos Digitais no ensino do 1º ciclo: uma realidade ou uma utopia?” visa contribuir para um melhor conhecimento do desenvolvimento das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), pois estas provocaram algumas alterações, sobretudo na forma e maneira de educar e ensinar, no método ensino aprendizagem. As TIC entraram na escola e por lá vão continuar, temos então de refletir na melhor forma de tirar o máximo partido das suas potencialidades, em especial das pedagógicas. A utilização dos Recursos Educativos Digitais (RED) pode revolucionar a aprendizagem dos alunos, através da criação de ambientes de aprendizagem dinâmicos,...

  9. Acompanhamento do professor principiante em sala de aula

    Toscano, Paula Cristina Mendonça
    O acompanhamento do professor principiante, em sala de aula, é um percurso importante para o exercício da profissão do futuro docente. É aqui que vai ter o primeiro contacto com a realidade educativa, ao nível do seu desempenho profissional e colocar em prática os conhecimentos adquiridos na formação inicial, estando, no entanto, em constante aprendizagem. Neste processo de aprendizagem, o supervisor pedagógico terá concerteza um papel preponderante na ajuda e orientação do professor principiante, de modo a que este possa, constantemente, melhorar a sua prática docente. Neste trabalho de investigação, procuramos conhecer a melhor forma de contribuir para desenvolvimento profissional do...

  10. A comunicação na supervisão dos professores: contributos para o desenvolvimento pessoal e profissional dos alunos estagiários

    Garcia, Susana Ferreira Alves
    O desenvolvimento do Homem resulta de influências que o meio exerce sobre ele e vice-versa, permitindo criar quadros de referência, que levam à tomada de consciência do correto e do incorreto, assim como das suas atitudes e deveres para com os outros. Comunicar é essencial para que as pessoas interajam umas com as outras. Durante todo o processo de supervisão, necessitamos de transmitir informações, exprimir desejos, aprender, partilhar conhecimentos. O estudo aqui apresentado pretende analisar e compreender a importância da comunicação no processo de supervisão de forma a promover o desenvolvimento pessoal e profissional do aluno estagiário. Metodologicamente desenvolvemos um estudo de caso, de natureza qualitativa, onde recorremos a vários...

  11. O jogo e a criança

    Duarte, José Adelino
    Nos dias que correm, temos assistido a profundas mudanças que afectam o mundo e a sociedade o que exige, por parte das escolas e dos que nela intervêm, uma reflexão para responder aos novos desafios dessa mesma sociedade. A sociedade privilegia cada vez mais o conhecimento. A escola pode e deve ser um espaço de inovação, de experimentação e de novos métodos. É imperativo implementar mudanças necessárias e supervisioná-las com equilíbrio e maturidade. Actualmente, o fácil acesso às novas tecnologias da informação e comunicação, leva a que muitos alunos, por vezes, se sintam desmotivados pelos conteúdos ensinados na escola. Notamos um interesse cada vez maior pelas novas tecnologias...

  12. O professor e a hiperactividade na sala de aula

    Gomes, Joana
    Um dos principais objectivos deste estudo prende-se com a necessidade de investigar o impacto da Perturbação de Hiperactividade e Défice de Atenção nas crianças que frequentam o 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico, associado às dificuldades de aprendizagem que emergem no seu percurso académico. Aliado a este objectivo, surge outro, que pretende averiguar de que forma os professores de ambos os ciclos organizam o seu trabalho e verificar que estratégias são implementadas de forma a orientar e colmatar as dificuldades sentidas pelos alunos com PHDA.

  13. A avaliação das aprendizagens dos alunos do 2º ciclo

    Viana, Cristina Isabel Santos
    O estudo realizado tem como principal objectivo conhecer o processo de avaliação das aprendizagens. Conjugaram-se então duas necessidades: conhecer a forma como é concebida e aplicada a avaliação no 2.º ciclo na óptica do professor e encontrar numa escola com a valência de 2.º ciclo um campo de trabalho para o presente estudo. Consideramos que a avaliação é um processo do qual depende o bom desempenho do aluno e como tal deve ser uma resposta a todos os actores que fazem parte desse processo. O tema é contextualizado por um enquadramento histórico acerca do mesmo; pela explicitação do conceito; dimensões; tipos; instrumentos, critérios; e divulgação da avaliação; bem como...

  14. A relação entre escola e familia: as suas implicações no processo de ensino-aprendizagem

    Picanço, Ana Luísa Bibe
    No enfoque sociológico a relação escola-família é vista em função de determinantes quer sejam ambientais ou culturais. A relação entre a educação e a classe social mostra um certo conflito entre as finalidades socializadoras da escola (valores coletivos) e a educação familiar (valores individuais), ou seja, entre a organização da própria família com os objetivos da escola. Para este trabalho foram traçados objetivos como, a compreensão dos conceitos de organização escolar, escola, relação escola-família, envolvimento parental, potenciando práticas de envolvimento parental que têm maior impacto na qualidade de aprendizagem dos alunos, relacionando as práticas de envolvimento parental e o sucesso...

  15. O impacto das actividades lúdico-pedagógicas na socialização das crianças na ludoteca

    Domingos, Maria Laura Garrinhas Fontinha
    Numa sociedade economicista e globalizada como a nossa, a responsabilidade social ganha cada vez mais relevância, e com ela, o papel do desenvolvimento das crianças, na sua formação e educação formal e informal. As mudanças são inúmeras e constantes, no conceito de criança, nas metodologias de ensino, nas políticas económicas e sociais que influenciam reciprocamente projectos e programas implementados, metas, objectivos ou mesmo resultados. O enfoque foi-se diferenciando e transferindo, principalmente nas metodologias e instrumentos utilizados na educação. E é também neste âmbito que surge a intervenção das Ludotecas, como veículo de democratização da aprendizagem em meios tidos como mais desfavorecidos, nomeadamente no que concerne à sua função no Bairro...

  16. O papel do supervisor pedagógico na avaliação de desempenho do docente: estudo de caso

    Vicente, Sara Rute Gomes Vicente
    A avaliação de desempenho docente tem sido alvo de uma grande polémica, no entanto todos os intervenientes concordam que esta é fundamental e que levará a uma crescente melhoria do desenvolvimento profissional e, também, do desenvolvimento do contributo da própria escola. Desta forma, o objectivo central deste estudo, tem em vista, identificar qual o contributo que o supervisor pedagógico pode dar na avaliação de desempenho docente. Tem-se assistido ao longo do último ano a uma tentativa de implementação de um novo modelo de avaliação de desempenho docente e que tem suscitado nos docentes muita controvérsia, mas também despoltou nos mesmos um interesse...

  17. Acolhimento aos alunos estagiários da formação inicial: uma proposta de acolhimento e integração

    Durão, Rita Luis Sarmento
    Este trabalho de investigação foi motivado pelo nosso contexto profissional e pela nossa necessidade de compreender, na sua generalidade, o conceito de supervisão pedagógica na formação inicial e especificamente, como é que o professor orientador da prática pedagógica desempenha um papel significativo na configuração do acolhimento do aluno estagiário, na concretização do seu estágio prático de formação - prática pedagógica. Temos consciência que a realização de um adequado acolhimento, só será possível compreendendo as suas linhas orientadoras e identificando as estratégias promotoras para o seu desenvolvimento. Estamos também convictos de que o acolhimento e integração do aluno estagiário da formação inicial na prática pedagógica é...

  18. O insucesso escolar em língua portuguesa

    Alves, Célia Maria Vaz
    O ensino da Língua Portuguesa continua a estar na ordem do dia, com níveis elevados de insucesso por parte dos alunos, tanto na avaliação interna das escolas, como nos exames, e reflectidos também nos estudos internacionais, situação que nos motivou a aprofundar o quadro teórico sobre as estratégias de aprendizagem da língua materna. Perante a nossa realidade profissional, elaborámos este estudo, de natureza qualitativa, que pretende constatar as causas e/ou motivos do insucesso escolar em Língua Portuguesa e desenvolver um Projecto de Intervenção para minimizar as dificuldades de cinco alunos do 4.º ano. Inicialmente, recolhemos informação de documentos, elaborámos os documentos para a recolha dos dados e planificámos as actividades...

  19. O currículo na valência de creche

    Ramos, Vera Margarida Baptista
    A crescente procura de creches revela que as famílias cada vez mais recorrem como necessidade e apoio à educação dos filhos. A acentuada importância dada à creche encaminhou-nos para uma maior preocupação sobre todas as atividades que nela se praticam. Deste modo, o presente trabalho de investigação surgiu da preocupação do trabalho pedagógico a desenvolver no contexto educativo de creche, visando a promoção e estimulação do desenvolvimento de toda a criança que a frequenta. Esta preocupação veio aliada à ausência de linhas orientadoras pedagógicas na valência de creche e à ausência de uma supervisão pedagógica neste contexto educativo. Os objetivos gerais...

  20. A importância da participação dos pais na escola: proposta de um modelo efectivo de participação dos pais

    Dutschke, Mariana Soares Barriga
    Com este trabalho procuramos verificar quais as variáveis que condicionam a participação dos pais na vida escolar dos seus educandos, buscando, em seguida, identificar acções que possam ser desenvolvidas para promover uma maior participação. Para a obtenção dos dados começamos por realizar um estudo de caso onde é possível verificar, com detalhe, a realidade da escola, e turma, onde o nosso projecto de investigação é realizado. Pretendemos validar o enquadramento social e escolar e as actuais formas de participação dos pais na escola, referindo as mais e menos eficazes. De seguida, e para melhor entender as barreiras e motivações à participação, realizamos...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.