Recursos de colección

Repositório Comum (25.504 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

ESEJD - Educação especial – domínio cognitivo – motor (dissertação)

Mostrando recursos 1 - 20 de 115

  1. O benefício do exercício físico nas crianças com paralisia cerebral

    Balula, Nuno Isaías Rodrigues
    Este estudo tem como principal objetivo obter um conhecimento mais atualizado sobre os benefícios do exercício físico nas crianças com paralisia cerebral. As pessoas com Paralisia Cerebral (PC) apresentam limitações neuromotoras e sensoriais, que levam à permanência de padrões anormais de postura e movimento. Todos estes fatores vão influenciar o desempenho funcional da criança com PC. Com isto, é necessário que as crianças com PC executem atividades físicas que estimulem o seu desenvolvimento global, e deste modo superem as suas dificuldades. O objetivo do nosso estudo foi verificar quais os benefícios do exercício físico nas crianças com paralisia cerebral ao nível das tarefas relacionadas com o desempenho funcional e...

  2. A escola e a dislexia, uma maneira diferente de aprender

    Lona, Isabel Maria Monteiro de Sousa
    O presente trabalho de investigação centra-se numa problemática real nas nossas escolas, mormente, a dislexia e a atitude dos docentes face à inclusão destes alunos. No sentido de demonstrar os aspetos relevantes desta intervenção foi aplicado como instrumento para a recolha de dados, um inquérito por questionário com perguntas fechadas. Da análise dos dados conclui-se que a maioria dos docentes são favoráveis à inclusão, de alunos com dislexia, nas turmas de ensino regular. As atitudes mais positivas manifestam-se, tendencialmente, nos docentes do sexo feminino, nos professores mais novos e com menos anos de tempo de serviço. Porém, os docentes, na sua grande...

  3. O jovem com dificuldade intelectual e desenvolvimental na sociedade

    Nunes, Alexandra Patrícia Lopes
    Este estudo tem como objetivo principal compreender e analisar as expectativas dos jovens com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais face à sua inclusão na sociedade, perceber como e por quem são formadas as expectativas em função do papel educativo e transdisciplinar da Escola, penetrando em especial no campo de formação global dos jovens com DID, bem como reconhecer o papel da família, enquanto agente de socialização, do desenvolvimento pessoal, moral e social, procurando sempre uma estreita colaboração com a escola. O estudo das expectativas, porque estas encontram-se diretamente ligadas aos projetos pessoais e profissionais, enquadrados na preferência do empreendimento individual e...

  4. As atitudes dos docentes do 2º e 3º ciclos do ensino regular face à DM

    Teixeira, Paula Susana Gonçalves
    Desenvolver uma atitude positiva é o primeiro passo para tornar este mundo um lugar muito mais habitável para as nossas crianças. Sendo esta, a nossa principal preocupação como educadores, orientamos o trabalho de investigação no sentido de perceber quais “As Atitudes dos docentes do 2º e 3º Ciclos do ensino regular face à Deficiência Mental”. Tendo consciência que, no atual sistema educativo português estas crianças por vezes continuam a ser “marginalizadas”, este tema revela-se de extrema importância pedagógica e atual. No entanto, com a implementação do modelo de escola inclusiva, tem-se notado uma evolução no sentido de acolher melhor as...

  5. O papel das artes visuais no processo de inclusão de alunos com NEE

    Mendonça, Sandra
    A atual filosofia da educação inclusiva exige práticas inovadoras na organização das escolas e no trabalho docente. Dada a conjuntura atual em que vivemos, verificamos que a introdução da área artística nas nossas escolas tem gerado acesas discussões, pautadas por uma incerteza sobre a sua real definição e os seus benefícios. Desta forma, este estudo surge na procura da resposta para esta falta de clareza que tem vindo a pairar sobre todos os participantes do ato educativo. Constata-se um crescente reconhecimento teórico da importância das artes no seio da educação, contudo, na prática, é preciso muito mais para alcançar tal patamar. De...

  6. As atividades de enriquecimento curricular como fator de inclusão de alunos com necessidades educativas especiais:o caso da Escola Básica Integrada da Torreira vs Escola Básica do Monte/UEEA (unidade de ensino estruturado para educação de alunos com perturbações do espectro do autismo)

    Silva, Adelaide Cristina Amaral da
    Com o presente trabalho de investigação, pretende-se aprofundar o conhecimento relativo à integração/inclusão de crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE), nas Atividades de Enriquecimento Curricular (AECs), especificamente na EBI./J.I da Torreira vs Escola Básica do Monte/UEEA (unidade de ensino estruturado para educação de alunos com perturbações do espectro de autismo). Cabe a todos os que trabalham com pessoas com Necessidades Educativas Especiais a promoção de práticas educativas que visem a igualdade/equidade de oportunidades, mediante o recurso a estratégias adequadas e diversificadas que contemplem a otimização das potencialidades máximas destas crianças, com vista a proporcionar-lhes o maior bem estar e qualidade de...

  7. O papel da musicoterapia no processo educativo de crianças com perturbação de hiperactividade com défice de atenção

    Lobo, Ângela Marta Silva
    As crianças com Perturbação da Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA), podem ser um verdadeiro desafio para os pais, professores e para os próprios. Esta investigação, apresenta uma reflexão sobre a importância da Musicoterapia na Educação Especial, nomeadamente no processo educativo de crianças com PHDA. Para poder desenvolver o projeto foi efetuada uma breve revisão bibliográfica sobre o tema. Ao longo do trabalho, fez‐se uma abordagem da forma como a Inclusão de crianças com PHDA deve ser desenvolvida nas escolas e de que forma a musicoterapia pode desempenhar um papel importante no processo educativo de crianças com PHDA. A metodologia da investigação...

  8. Conhecimento, atitudes e crenças dos professores sobre a perturbação de hiperatividade com défice de atenção (PHDA)

    Alvarez, Ana Rita Costa Martins
    A Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção (PHDA) é um dos diagnósticos mais frequentes nas crianças em idade escolar. Frequentemente, estas crianças apresentam problemas relacionais e comportamentais que dificultam a adaptação no contexto escolar. Este estudo pretende aferir: i) o conhecimento, formação, atitudes, sentimentos e crenças dos professores relativamente à PHDA; ii) o tipo de estratégias a aplicar aos alunos com esta perturbação; iii) a existência de diferenças do nível de conhecimento da perturbação em função da formação realizada, do tempo de serviço prestado e do número de alunos com PHDA que os professores lecionaram; iv) e finalmente a influência...

  9. O impacto das TIC no sucesso educativo de alunos com autismo

    Pires, Raquel Pinho
    Com base na massificação das tecnologias o presente estudo pretende avaliar se as tecnologias da informação e comunicação (TIC), nas suas mais variadas formas, podem ser uma mais-valia no ensino/educação de autistas. O estudo aqui apresentado, não pretende ser apenas mais um, mas antes mostrar o trabalho efetuado até à data e o que pode ainda ser realizado. No sentido de conhecer um pouco melhor os conceitos relacionados com a área do autismo, foi necessário recorrer a pesquisas na Internet, à leitura de livros e a reuniões com pessoas ligadas a essa área, tornando possível uma maior aquisição de saberes e uma...

  10. Os benefícios da equitação terapêutica no desenvolvimento cognitivo e motor de crianças com necessidades educativas especiais

    Henriques, Maria João dos Santos Reis
    O conceito de Necessidades Educativas Especiais abarca crianças, adolescentes e jovens em que uma deficiência ou uma imperfeição física ou psicológica não lhe permite atingir, da mesma forma que os outros, aquilo que lhes é ensinado normalmente na escola. Um aluno com Necessidades Educativas Especiais é aquele que difere de criança típica ou normal. Estas diferenças devem ser suficientemente notáveis a ponto de requerer a modificação das práticas escolares, ou de necessitar de serviços de educação especiais, para possibilitar o desenvolvimento até à sua capacidade máxima. A Equitação Terapêutica é um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo como...

  11. A ponte entre família/escola - mais-valia no sucesso das aprendizagens dos alunos com necessidades educativas especiais

    Lourenço, Maria Isabel Santos
    A escola e a família são contextos importantes no desenvolvimento do educando, assumindo os mesmos um papel de complementaridade/ parceria fundamental para um desenvolvimento integral e harmonioso do aluno. Assim, o presente estudo perspetiva as diferenças e semelhanças entre família e escola, definindo elos de ligação para uma adequada parceria escola/ família, enquanto pilares essenciais na educação de alunos com necessidades educativas especiais, apelando a uma compreensão mútua. Esta mudança surtirá efeitos positivos e significativos se encarada enquanto processo coletivo e partilhado. Inicialmente procedeu-se a uma pesquisa bibliográfica, a fim de aprofundar e enriquecer saberes acerca da temática em estudo. No enquadramento teórico...

  12. As novas tecnologias e a inovação das práticas pedagógicas de professores que lecionam a alunos com NEE

    Silva, Helga Vieira da
    O presente trabalho insere-se na pesquisa qualitativa e pretende destacar os princípios e práticas da Supervisão Pedagógica. Deste modo, colocou-se como questão de partida: Em que medida se verifica se existe uma verdadeira inclusão dos recursos tecnológicos educativos no Ensino de turmas regulares com alunos com necessidades educativas especiais? Colocou-se como objetivos específicos: Enunciar a importância/relevância da inserção do Supervisor Pedagógico na escola atual, segundo os professores; Compreender as práticas da Supervisão no quotidiano da escola reflexiva inclusiva, segundo os diretores de turma; Refletir sobre o principal objetivo do Diretor de Turma enquanto Supervisor Colaborador, na escola atual; Repensar o perfil do Supervisor,...

  13. A influência da prática de atividade física no desenvolvimento de crianças com trissomia 21

    Vaz, Elizabel Nóbrega
    O tema central deste trabalho de investigação prende-se com a influência que a prática de atividade física poderá ter no desenvolvimento físico e intelectual de crianças com Trissomia 21. Ao trabalhar com estas crianças, é importante implementar estratégias que permitam o seu pleno desenvolvimento e facilitem a sua integração escolar e social. Pretende-se, portanto, identificar os possíveis benefícios, para estas crianças, de uma prática regular de exercício físico e ainda averiguar a vantagem da sua integração nas aulas de Educação Física do ensino regular. Procurar-se-á, finalmente, identificar a atitude do docente de Educação Física face à integração destas crianças nas aulas do ensino...

  14. A importância da hipoterapia nas crianças autistas

    Caçador, Carla Patrícia Moreira
    O presente trabalho tem como finalidade apresentar uma breve perspetiva do objeto de investigação que se centrou, em primeiro lugar, numa pesquisa teórica sobre o autismo, a hipoterapia e os benefícios da mesma em crianças autistas, tendo como objetivo obter conhecimentos sobre a temática que me propus investigar. As crianças com autismo têm muitas dificuldades em interagir socialmente, evitam o contato social, isolam-se e têm comportamentos disruptivos, todas estas características dificultam o convívio com os pares. Ao longo do nosso estudo durante a realização deste trabalho vários autores referiram a importância da promoção de competências sociais nas crianças com perturbação autista. Todo...

  15. A importância da atividade artesanal no desenvolvimento de alunos com perturbações intelectuais

    Santos, Maria da Conceição Chará dos
    As perturbações intelectuais, por estarem associadas a várias problemáticas, constituem uma característica frequente entre os alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE). Apresenta-se, neste estudo, uma revisão da literatura científica sobre as perturbações intelectuais, nomeadamente a definição, etiologia, relação com as NEE, diagnóstico, avaliação e intervenção. Apresentam-se, ainda, algumas ideias mais relevantes de alguns autores acerca do conceito de ativação do desenvolvimento psicológico. Propõe-se que a intervenção direcionada para estes alunos na escola se realize através de atividades artesanais adaptadas ao processo de ensino/aprendizagem de alunos com NEE, de forma a melhorar a sua autoestima, assim como a sua orientação profissional, e ainda...

  16. O jogo no desenvolvimento da criança disléxica

    Marques, Daniela de Almeida
    A presente dissertação de mestrado tem como finalidade apresentar uma breve perspetiva do objeto de investigação que se centrou, em primeiro lugar, numa pesquisa teórica sobre a dislexia, o jogo e os benefícios do jogo em crianças disléxicas, tendo como objetivo obter conhecimentos sobre a temática que me propus investigar. Com este trabalho pretende-se explorar as conceções que os docentes possuem acerca da dificuldade específica de aprendizagem, dislexia, e se consideram e aplicam o jogo como promotor de aprendizagem, em alunos disléxicos. Temos como objetivos aferir se a posse ou não de formação especializada em EE influencia o conhecimento que os docentes...

  17. Qual a importância das aulas de educação visual e educação tecnológica na inclusão de crianças com autismo

    Pena, Pedro Jorge Marques
    Esta dissertação resulta de algumas interrogações pessoais sobre qual a importância das aulas de Educação Visual e Educação Tecnológica na inclusão de crianças com Perturbações do Espetro do Autismo no contexto escolar, em particular: →Até que ponto a disciplina de Educação Visual e Educação Tecnológica é importante na inclusão da criança? →Até que ponto as aulas práticas são facilitadoras da inclusão de alunos com Autismo? →As aulas colaborativas facilitam a inclusão? →Os apoios educativos e materiais aplicados nas crianças com Perturbações do Espetro do Autismo são os adequados? →As relações sociais entre crianças com e sem Autismo em contexto escolar facilitam a inclusão? →As metodologias avaliativas...

  18. A importância da dança, enquanto terapia, na inclusão de crianças com paralisia cerebral

    Rebelo, Patrícia Carla Portugal dos Santos
    A Dança Terapia é um método terapêutico que utiliza a dança como principal instrumento para habilitação e reabilitação em saúde, utilizando técnicas diversas relacionadas com a prática da dança para a reeducação motora e mental. Oferece as suas contribuições na educação inclusiva e na capacidade de desenvolvimento físico e psicológico de crianças com Paralisia Cerebral. A prática da Dança individual ou coletivamente oferece aos seus praticantes a possibilidade de se sentirem mais integrados na comunidade de que fazem parte pela participação em associações ou grupos de Dança. A dança promove um trabalho de apoio para crianças especiais no que diz...

  19. As T.I.C. como recurso à inclusão de crianças com N.E.E

    Gonçalves, Joana Rita Domingues
    A sociedade atual é marcada por muitas mudanças científicas, tecnológicas, económicas, políticas, sociais e culturais, colocando em evidência as tecnologias como os principais responsáveis pelas alterações radicais dos paradigmas sociais e até culturais. Neste estudo, referente à inclusão de crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE) com recurso às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no jardim-de-infância, recolhemos diferentes opiniões de diversos docentes do Distrito de Leiria através de inquéritos por questionários. A inclusão e integração das T.I.C. e das N.E.E. leva-nos, deste modo, ao enquadramento dos conteúdos, das estratégias e dos métodos de ensino-aprendizagem específicos através dos processos de comunicação ativa e...

  20. Conceções e práticas de escrita em alunos com dificuldades de aprendizagem

    Gomes, Susana Cristina de Araújo Vieira
    A dificuldade associada à capacidade de escrever dos alunos constitui um facto que não merece qualquer contestação. Durante muito tempo o ensino da escrita não teve o destaque devido na aula de português, sendo frequentemente encarado como um meio e não como um fim da aprendizagem. Atualmente, os novos programas de português, assim como as metas curriculares de português, introduzidas recentemente, e as formações levadas a cabo têm permitido que se prossiga na direção crescente de consciencializar os professores para a importância do ensino processual da escrita. Nos alunos com dificuldades de aprendizagem no âmbito da produção textual, os obstáculos associados à expressão escrita acentuam-se, urgindo caminhar no sentido...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.