Recursos de colección

Biblioteca Digital do IPB (53.442 recursos)

A Biblioteca Digital do IPB, tem por objectivo divulgar e permitir o livre acesso à produção científica produzida pela comunidade académica, promovendo a integração, partilha e a visibilidade da informação científica e garantindo a preservação da memória intelectual do Instituto Politécnico de Bragança.

DPO - Dissertações de Mestrado

Mostrando recursos 1 - 3 de 3

  1. A mundividência infantil na obra de Guerra Junqueiro

    Guerreiro, Carla Alexandra do Espírito Santo
    O nosso trabalho de dissertação é um merecido tributo de homenagem a alguém que, pelo valor da sua obra literária, merece ser considerado um dos mais proeminentes escritores portugueses da segunda metade do século XIX, princípios do XX: Abílio Manuel Guerra Junqueiro. Espírito livre e indómito, este homem, transmontano, por nascimento, e cidadão do mundo, por natureza, ergueu sempre a sua voz para falar por e defender aqueles que não a tinham, os simples: crianças e povo. Paladino da defesa da instrução e da educação na infância como panaceia dos males estruturais de que Portugal padecia, ele fez da sua obra, uma...
    - 07-mar-2018

  2. "Escrever-se" e/ou "outrar-se": escrita e revelação em Páginas do Diário Íntimo de José Régio

    Teixeira, Carlos
    Este estudo começa por enquadrar José Régio no período epocal em que viveu. Duas razões de fundo sustentam a importância deste enquadramento: primeira, a relevância dos acontecimentos ocorridos na Europa, e em Portugal (de um modo particular), na primeira metade do século XX; segunda, a forte personalidade de Régio fez dele uma referência incontornável, quer para os seus coevos, quer para as gerações mais novas, nomeadamente porque foi ele o primeiro a reconhecer e a dar a conhecer (nas páginas da Presença) a revolução literária produzida pela geração de Orpheu e porque foi a presença viva e actuante do segundo Modernismo em Portugal. Segue-se uma reflexão sobre o...
    - 07-mar-2018

  3. A construção de postverbais em português

    Rodrigues, Alexandra Soares
    A formação de postverbais no português é caracterizada tradicionalmente como decorrente de um processo subtractivo a que se chama “derivação regressiva”. Esta classificação é devida a uma visão concatenativa e superficial que confunde a base derivante com a forma citacional do verbo. Uma análise mais apurada permite esclarecer que a forma derivante dos postverbais é o radical do verbo a que se agrega um marcador de classe -o, -a ou -e (cap. 1). A existência de substantivos que partilham o mesmo radical com verbos e que exibem características formais semelhantes às dos postverbais, mas que o não são, conduz à...
    - 07-mar-2018

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.