Recursos de colección

Repositorio da Universidade dos Açores (8.397 recursos)

O Repositório Institucional da Universidade dos Açores desenvolvido no âmbito do projecto RCAAP.

ARQ - LMS - Número 16A

Mostrando recursos 1 - 9 de 9

  1. Movements of a pelagic-phase wreckfish, Polyprion americanus (Schneider, 1801), as indicated by tag and recapture

    Sedberry, George R.; Carlin, Joel L.; Menezes, Gui M.
    Vários chernes juvenis, Polyprion americanus (Schneider. 1801) foram capturados à superfície da água e marcados em vários locais próximos das ilhas do Grupo Central dos Açores. Um dos exemplares foi recapturado 3 meses depois ter sido marcado, a 217 km do local onde tinha sido libertado e a uma profundidade de 254 m. A recaptura deste espécime indica que o cherne passa para uma vida demersal quando atinge um comprimento total de cerca de 50 cm.

  2. Postlarvae of Bathysaurus ferox (=Macristium chavesi) from the Azores waters

    Porteiro, Filipe M.; Melo, Octávio; Barreiros, João P.; Gallagher, Leslie
    Bathysaurus ferox (Teleostei: Synodontidae) foi descrito pela primeira vez, sob o nome de Macristium chavesi, no início deste século, com base num único exemplar. No total só são conhecidos 6 espécimes. Os nossos espécimes são maiores do que os referidos na literatura e apresentam algumas variações morfométricas, quando comparados com os obtidos pelos outros autores. Ambos foram encontrados à superfície. Um foi observado vivo, derivando passivamente com todas as barbatanas expandidas, entre medusas. Nesta nota nós comparamos as larvas de B. ferox registadas e definimos uma série de três estádios de desenvolvimento. São também apresentados alguns comentários acerca da ecologia...

  3. First record of the spined pygmy shark, Squaliolus laticaudus (Smith & Radcliffe, 1912) in the Azores, extending its distribution in the North-eastern Atlantic

    Silva, Alexandre A.; Duarte, Pedro C.; Giga, Ana; Menezes, Gui M.
    A presente nota documenta a primeira observação do tubarão-anão, Squaliolus laticaudus (Smith & Radcliffe, 1912), nos Açores, estendendo a sua distribuição ocidental no Atlântico Nordeste até ao arquipélago. A ocorrência da espécie nos arquipélagos macaronésicos é igualmente discutida.

  4. Caprellid (Crustacea) - holothurian (Echinodermata) associations in the Azores

    Wirtz, Peter
    Descreve-se para as águas açoreanas associações entre os caprelídeos Caprella stella e Phtisica marina (já encontrados em associação com estrelas-do-mar nos Açores) e o pepino-do-mar Holothuria tubulosa. Os caprelídeos foram encontrados em grandes grupos (mais que 20 indivíduos) na superfície do pepino-do-mar. Isto é o primeiro registo de uma associação entre caprelídeos e um pepino-do-mar.

  5. Bibliography of Azores mycology

    Spooner, Brian M.; Butterfill, Gill B.
    Este trabalho apresenta uma bibliografia micológica para os Açores (excluindo os taxa associados aos liquenes), com uma breve discussão da história dos estudos de micologia neste arquipélago.

  6. Variation in the reproductive cycle of the blackspot seabream, Pagellus bogaraveo (Brünnich, 1768) in the Azores

    Krug, Helena
    O período de postura, fecundidade, comprimento e idade de primeira maturação, relação entre sexos e proporção de hermafroditas foram estudados nas amostragens de goraz, Pagellus bogaraveo (Brünnich, 1786) obtido nos desembarques comerciais do porto da Horta. Os dados obtidos entre 1982 e 1986, foram agrupados e separados em dois períodos (1982-1983 e 1984-1986) para possíveis comparações com os dados de 1991. No decorrer destes 10 anos observaram-se aumentos na fecundidade e diminuição no tamanho da primeira maturação nas fêmeas. Pelo contrário, nos machos, observou-se um aumento no tamanho na primeira maturação. A transição sexual também parece ter sido alterada, com...

  7. Notes on the food habits and predatory behaviour of the dusky grouper, Epinephelus marginatus (Lowe, 1834)(Pisces: Serranidae) in the Azores

    Barreiros, João P.; Santos, Ricardo S.
    Entre 1992 e 1995, foram colhidos e examinados 57 exemplares de E. marginatus da ilha Terceira. Os seus comprimentos totais variaram entre 60 e 138 cm com duas categorias de tamanho. O coeficiente de vacuidade observado foi de 44,0% para exemplares de médio porte e 31,3% para grandes exemplares. As presas predominantes foram o polvo comum e peixes. Duas posturas de caça diferentes foram observadas e são descritas.

  8. New observations on barnacles (Crustacea: Cirripedia) of the Azores region

    Southward, Alan J.
    São feitas actualizações, adições e revisões à lista de cirrípedes (Cirripedia) registados para os Açores, incluindo amostras obtidas em fontes hidrotermais e na zona intertidal. São descritas observações na distribuição e reprodução da espécie Tesseropora atlantica, uma espécie oceânica relíquia, não descrita nos continentes, que incuba as larvas até à breve fase larvar de cypris. O grau de endemicidade das cracas dos Açores está a ser actualmente registada, mas a maioria das espécies identificadas nos Açores estão amplamente distribuídas no Atlântico e Mediterrâneo. A diversidade das espécies costeiras é reduzida.

  9. The genera Melanoselinum Hoffm. and Angelica L. (Umbelliferae) in Macaronesia

    Press, John R.; Dias, Eduardo
    O género monotipico Melanosdinum Hoffm. da família Umbrelliferae é uma das endémicas mais numerosas da Macaronésia, sendo registada para os arquipélagos da Madeira e dos Açores. A única espécie é M. decipiens (Schrad. & J.C. Wendl.) Hoffm. As dúvidas levantadas por vários investigadores sobre a verdadeira identidade de M. decipiens fora da Madeira culminaram recentemente em as plantas açoreanas serem redesignadas como uma nova espécie de Angelica, A. lignescens Reduron & Danton. Apesar de uma descrição e ilustrações serem providenciadas pelos autores, outros dados para esta espécie são muito incompletos. Este artigo revê os gêneros Melanoselinum e Angelica na Macaronésia...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.