Mostrando recursos 1 - 20 de 104

  1. Urease de Helicobacter pylori mecanismo da ativação plaquetária e a rota de lipoxigenases

    Uberti, Augusto Frantz
    Ureases, enzimas níquel dependentes que catalisam a reação de hidrólise da uréia em amônia e dióxido de carbono, apresentam ampla distribuição em plantas, fungos e bactérias. Em plantas e fungos, as ureases são hexâmeros ou trímeros compostos por subunidades monoméricas. Em bactérias, as subunidades são heterodímeros ou heterotrímeros que se alinham na cadeia polipeptídica única das ureases vegetais, com as quais têm 50-60% de identidade de seqüência. A espiroqueta Helicobacter pylori é o agente etiológico de úlceras gástricas e, possivelmente, está envolvida no desenvolvimento de cânceres gástricos. O fato da urease de Helicobacter pylori ativar, em plaquetas sangüíneas, a rota...

  2. Urease de Helicobacter pylori mecanismo da ativação plaquetária e a rota de lipoxigenases

    Uberti, Augusto Frantz
    Ureases, enzimas níquel dependentes que catalisam a reação de hidrólise da uréia em amônia e dióxido de carbono, apresentam ampla distribuição em plantas, fungos e bactérias. Em plantas e fungos, as ureases são hexâmeros ou trímeros compostos por subunidades monoméricas. Em bactérias, as subunidades são heterodímeros ou heterotrímeros que se alinham na cadeia polipeptídica única das ureases vegetais, com as quais têm 50-60% de identidade de seqüência. A espiroqueta Helicobacter pylori é o agente etiológico de úlceras gástricas e, possivelmente, está envolvida no desenvolvimento de cânceres gástricos. O fato da urease de Helicobacter pylori ativar, em plaquetas sangüíneas, a rota...

  3. Meso e macrofauna de solo : subsídios ao monitoramento ambiental

    Sydow, Verônica Gisela
    A maioria dos orgamsmos edáficos possui ciclo de vida estreitamente dependente do seu meio, sendo de tal maneira fundamental para os processos ecológicos do solo, que são prioridade para monitoramento de distúrbios deste sistema. No entanto, o escasso conhecimento sobre a variação espaço-temporal desses organismos aumenta o desafio de distinguir a variação natural daquela provocada por impactos ambientais. Com o objetivo de facilitar tal distinção de forma a subsidiar o monitoramento ambiental, a variação espaço-temporal da meso e macrofauna de solo foi avaliada em áreas com distúrbios de menor e maior intensidade. Coletas com extrator tipo BerleseTullgren e com armadilhas...

  4. Meso e macrofauna de solo : subsídios ao monitoramento ambiental

    Sydow, Verônica Gisela
    A maioria dos orgamsmos edáficos possui ciclo de vida estreitamente dependente do seu meio, sendo de tal maneira fundamental para os processos ecológicos do solo, que são prioridade para monitoramento de distúrbios deste sistema. No entanto, o escasso conhecimento sobre a variação espaço-temporal desses organismos aumenta o desafio de distinguir a variação natural daquela provocada por impactos ambientais. Com o objetivo de facilitar tal distinção de forma a subsidiar o monitoramento ambiental, a variação espaço-temporal da meso e macrofauna de solo foi avaliada em áreas com distúrbios de menor e maior intensidade. Coletas com extrator tipo BerleseTullgren e com armadilhas...

  5. Descrição de uma nova espécie de peixe anual do gênero Austrolebias (Cyprinodontiformes : Rivulidae) do sul do Brasil

    Santos, Juliano Ferrer dos
    Austrolebias paucisquama, uma nova espécie de peixe anual da bacia do rio Vacacaí, tributário do rio Jacuí, Rio Grande do Sul, Brasil é descrita. A nova espécie pertence ao grupo Austrolebias a/exandri, que apresenta duas apomorfias, pontos azuis claros e nadadeiras peitorais cinza escuro nos machos. Distingue-se das outras espécies do grupo pelo reduzido número de escamas ao redor do pedúnculo caudal (12) e pelo menor número de raios na nadadeira dorsal dos machos (17-21). A ausência de órgãos de contato na superfície interna das nadadeiras peitorais nos machos e o padrão de colorido das fêmeas - lado do corpo...

  6. Descrição de uma nova espécie de peixe anual do gênero Austrolebias (Cyprinodontiformes : Rivulidae) do sul do Brasil

    Santos, Juliano Ferrer dos
    Austrolebias paucisquama, uma nova espécie de peixe anual da bacia do rio Vacacaí, tributário do rio Jacuí, Rio Grande do Sul, Brasil é descrita. A nova espécie pertence ao grupo Austrolebias a/exandri, que apresenta duas apomorfias, pontos azuis claros e nadadeiras peitorais cinza escuro nos machos. Distingue-se das outras espécies do grupo pelo reduzido número de escamas ao redor do pedúnculo caudal (12) e pelo menor número de raios na nadadeira dorsal dos machos (17-21). A ausência de órgãos de contato na superfície interna das nadadeiras peitorais nos machos e o padrão de colorido das fêmeas - lado do corpo...

  7. Variabilidade genetica em hordeum euclaston l. (gramineae)

    Ferreira, Carlos Alexandre Sanchez
    Resumo não disponível

  8. Variabilidade genetica em hordeum euclaston l. (gramineae)

    Ferreira, Carlos Alexandre Sanchez
    Resumo não disponível

  9. Ureases : uma análise comparativa

    Braun, Rodrigo Ligabue
    Ureases (EC 3.5.1.5) sao enzimas niquel-dependentes que catalisam a hidrolise da ureia em amonia e dioxido de carbono. Sao amplamente distribuidas em plantas, fungos e bacterias. Em plantas e fungos, as ureases sao homopolimeros de subunidades contendo cerca de 840 residuos de aminoacidos, formando hexameros ou trimeros. Em bacterias, as ureases possuem duas ou tres subunidades menores, que se alinham na cadeia polipeptidica unica das ureases vegetais, com as quais tem 50-60% de identidade de sequencia. Para ter-se uma visao geral das relacoes que podem ser estabelecidas entre as ureases, buscando padroes, similaridades e diferencas que possam auxiliar na analise...

  10. Ureases : uma análise comparativa

    Braun, Rodrigo Ligabue
    Ureases (EC 3.5.1.5) sao enzimas niquel-dependentes que catalisam a hidrolise da ureia em amonia e dioxido de carbono. Sao amplamente distribuidas em plantas, fungos e bacterias. Em plantas e fungos, as ureases sao homopolimeros de subunidades contendo cerca de 840 residuos de aminoacidos, formando hexameros ou trimeros. Em bacterias, as ureases possuem duas ou tres subunidades menores, que se alinham na cadeia polipeptidica unica das ureases vegetais, com as quais tem 50-60% de identidade de sequencia. Para ter-se uma visao geral das relacoes que podem ser estabelecidas entre as ureases, buscando padroes, similaridades e diferencas que possam auxiliar na analise...

  11. Ampullariidae (Mollusca : Gastropoda) registrados para o sistema límnico sul da planície costeira do Rio Grande do Sul, Brasil

    Rosa, Luciéle Cristina
    A família Ampullariidae constitui-se de espécies límnicas de ampla distribuição tropical. Para o sistema costeiro sul (Pinhal a Chuí) da Planície Costeira do Rio Grande do Sul (PCRS), até o presente, registra-se somente os táxons Pomacea canaliculata (Lamarck, 1822) e Pomacea sp. A literatura cita aproximadamente 200 nomes específicos para o gênero Pomacea Perry, 181 O, sendo que as descrições desses táxons geralmente são baseadas quase que exclusivamente em conchas, o que dificulta a o conhecimento taxonômico da família. O presente trabalho tem como objetivo identificar o(s) táxon(s) de Ampullariidae residentes na área de estudo, bem como contribuir para o...

  12. Ampullariidae (Mollusca : Gastropoda) registrados para o sistema límnico sul da planície costeira do Rio Grande do Sul, Brasil

    Rosa, Luciéle Cristina
    A família Ampullariidae constitui-se de espécies límnicas de ampla distribuição tropical. Para o sistema costeiro sul (Pinhal a Chuí) da Planície Costeira do Rio Grande do Sul (PCRS), até o presente, registra-se somente os táxons Pomacea canaliculata (Lamarck, 1822) e Pomacea sp. A literatura cita aproximadamente 200 nomes específicos para o gênero Pomacea Perry, 181 O, sendo que as descrições desses táxons geralmente são baseadas quase que exclusivamente em conchas, o que dificulta a o conhecimento taxonômico da família. O presente trabalho tem como objetivo identificar o(s) táxon(s) de Ampullariidae residentes na área de estudo, bem como contribuir para o...

  13. Diversidade de artrópodos galhadores e plantas hospedeiras nos neotrópicos : florestas subtropicais no Morro Santana, Porto Alegre, RS - Brasil

    Dalbem, Ricardo Vieira
    Muitas hipóteses têm sido propostas para explicar os padrões de diversidade de insetos galhadores, porém existem evidências contraditórias quanto aos principais processos ecológicos e evolutivos responsáveis por estes padrões. Além disso, questões como a sazonalidade dos artrópodos, a suficiência amostrai e o aprendizado dos amostradores têm sido praticamente ignorados. Este estudo registra artrópodos galhadores enquanto dedica maior atenção a estas questões. Amostragens sazonais de artrópodos galhadores (insetos e ácaros) e de suas plantas hospedeiras foram realizadas em áreas de mata pluvial subtropical no sul do Brasil. Adicionalmente testou-se a hipótese de que a riqueza de plantas determina a riqueza de...

  14. Diversidade de artrópodos galhadores e plantas hospedeiras nos neotrópicos : florestas subtropicais no Morro Santana, Porto Alegre, RS - Brasil

    Dalbem, Ricardo Vieira
    Muitas hipóteses têm sido propostas para explicar os padrões de diversidade de insetos galhadores, porém existem evidências contraditórias quanto aos principais processos ecológicos e evolutivos responsáveis por estes padrões. Além disso, questões como a sazonalidade dos artrópodos, a suficiência amostrai e o aprendizado dos amostradores têm sido praticamente ignorados. Este estudo registra artrópodos galhadores enquanto dedica maior atenção a estas questões. Amostragens sazonais de artrópodos galhadores (insetos e ácaros) e de suas plantas hospedeiras foram realizadas em áreas de mata pluvial subtropical no sul do Brasil. Adicionalmente testou-se a hipótese de que a riqueza de plantas determina a riqueza de...

  15. Avaliação da situação da cobertura florestal na bacia do Rio Cadeia/Feitoria e identificação de áreas críticas usando técnicas de geoprocessamento

    Sarmento, Eliana Casco
    O gerenciamento de bacias hidrográficas pressupõe a integração e análise de um grande número de informações de origens diversas, que revela-se difícil e demorada por métodos convencionais. A maior parte das variáveis usadas no gerenciamento de bacias pode ser representada espacialmente como mapas, uma forma mais cognitiva e de compreensão mais fácil que os valores numéricos usuais. Nesse sentido, o geoprocessamento toma-se uma ferramenta de grande potencial de integração de dados para subsidiar o gerenciamento de bacias. O presente trabalho apresenta uma aplicação do geoprocessamento na avaliação da cobertura vegetal em áreas de preservação permanente na bacia hidrográfica do rio...

  16. Avaliação da situação da cobertura florestal na bacia do Rio Cadeia/Feitoria e identificação de áreas críticas usando técnicas de geoprocessamento

    Sarmento, Eliana Casco
    O gerenciamento de bacias hidrográficas pressupõe a integração e análise de um grande número de informações de origens diversas, que revela-se difícil e demorada por métodos convencionais. A maior parte das variáveis usadas no gerenciamento de bacias pode ser representada espacialmente como mapas, uma forma mais cognitiva e de compreensão mais fácil que os valores numéricos usuais. Nesse sentido, o geoprocessamento toma-se uma ferramenta de grande potencial de integração de dados para subsidiar o gerenciamento de bacias. O presente trabalho apresenta uma aplicação do geoprocessamento na avaliação da cobertura vegetal em áreas de preservação permanente na bacia hidrográfica do rio...

  17. Ritmo de atividade e dinâmica populacional de Tropidurus torquatus (Wied, 1820) (Sauria, Tropiduridae) no Rio Grande do Sul, Brasil

    Vieira, Renata Cardoso
    atividade, a dinâmica populacional e a conservação da área de ocorrência do lagarto Tropídurus torquatus foram estudadas de maio de 2008 a junho de 2009 em um afloramento rochoso no município de Alegrete/RS. A área foi percorrida aleatoriamente das 08h00min às 18h00min registrando a atividade e o microhabitat utilizado pelos lagartos. O estudo de dinâmica populacional foi realizado manualmente através do método de marcação e de recapturas. As taxas mensais de registros dos lagartos estiveram relacionadas às variações mensais das temperaturas ambientais e à velocidade do vento. T. torquatus apresentou hábito diurno nas quatro estações, com períodos de atividade diária...

  18. Ritmo de atividade e dinâmica populacional de Tropidurus torquatus (Wied, 1820) (Sauria, Tropiduridae) no Rio Grande do Sul, Brasil

    Vieira, Renata Cardoso
    atividade, a dinâmica populacional e a conservação da área de ocorrência do lagarto Tropídurus torquatus foram estudadas de maio de 2008 a junho de 2009 em um afloramento rochoso no município de Alegrete/RS. A área foi percorrida aleatoriamente das 08h00min às 18h00min registrando a atividade e o microhabitat utilizado pelos lagartos. O estudo de dinâmica populacional foi realizado manualmente através do método de marcação e de recapturas. As taxas mensais de registros dos lagartos estiveram relacionadas às variações mensais das temperaturas ambientais e à velocidade do vento. T. torquatus apresentou hábito diurno nas quatro estações, com períodos de atividade diária...

  19. Neuroprotective effect of 17-beta-estradiol in organotypic slice cultures of rat hippocampus exposed to oxygen and glucose deprivation

    Zamin, Lauren Lúcia
    O cérebro é altamente dependente de um fluxo sanguíneo contínuo para suplemento de glicose e oxigênio. A isquemia cerebral resulta na degeneração celular e na perda da sua funcionalidade. Culturas organotípicas representam um modelo in vitro que permite estudar eventos e mecanismos envolvidos com o dano cerebral isquêmico. Neste trabalho nós investigamos o efeito neuroprotetor do 17J3-estradiol em um modelo de isquemia in vitro. Para mimetizar um insulto isquêmico, fatias de cultura organotípica foram expostas à privação de oxigênio e glicose (OGD - Oxygen and Glycose Deprivation), usando uma câmara anaeróbica desenvolvida em nosso laboratório. A morte celúlar foi quantificada...

  20. Neuroprotective effect of 17-beta-estradiol in organotypic slice cultures of rat hippocampus exposed to oxygen and glucose deprivation

    Zamin, Lauren Lúcia
    O cérebro é altamente dependente de um fluxo sanguíneo contínuo para suplemento de glicose e oxigênio. A isquemia cerebral resulta na degeneração celular e na perda da sua funcionalidade. Culturas organotípicas representam um modelo in vitro que permite estudar eventos e mecanismos envolvidos com o dano cerebral isquêmico. Neste trabalho nós investigamos o efeito neuroprotetor do 17J3-estradiol em um modelo de isquemia in vitro. Para mimetizar um insulto isquêmico, fatias de cultura organotípica foram expostas à privação de oxigênio e glicose (OGD - Oxygen and Glycose Deprivation), usando uma câmara anaeróbica desenvolvida em nosso laboratório. A morte celúlar foi quantificada...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.