Mostrando recursos 1 - 18 de 18

  1. Fraturas de pelve: revisão de literatura

    Degrazia, Bruna Leão
    Estima-se que as fraturas pélvicas representem cerca de 20% a 30% de todas as fraturas que ocorrem nos cães, com as fraturas do ílio ocorrendo em aproximadamente 46% das pelves traumatizadas e apresentam-se geralmente oblíquas ou transversas no corpo desse osso, sendo, muitas vezes, múltiplas ou cominutivas. Fraturas no ísquio e no púbis geralmente ocorrem juntamente com as de ílio. A causa mais comum de fratura pélvica são traumas por acidentes automobilísticos, mas também podem ocorrer por quedas e lesões por arma de fogo. São considerados fatores predisponentes as doenças metabólicas, doenças ósseas hereditárias e, com menor frequência, tumores ósseos....

  2. A importâcia da nutrição no processo de envelhecimento dos gatos

    Bizz, Danieli Silva
    Cães e gatos são as espécies de maior preferência para convívio com humanos. Porém, gatos tem sido uma escolha preferencial devido as sua adaptação a moradias em espaço restrito e adaptados a rotina humana moderna, em que há pouco tempo para convívio entre homem e animal. O crescente número de gatos no Brasil, segue a perspectiva norte americana em que a população de gatos é maior que a de cães, embora, ainda no Brasil esta relação seja inversa. Concomitante a isso aumentaram também os conhecimentos, cuidados, preocupações com o bem estar e a longevidade dos felinos. As necessidades fisiológicas se...

  3. Avaliação da concordância dos resultados da técnica de PCR e da técnica de imunodifusão rápida para o diagnóstico do vírus da imunodeficiência felina (FIV) e da leucemia felina (FeLV) em amostras de sangue de gatos atendidos no setor de medicina felina do HCV/ UFRGS

    Bisol, Juliana
    A detecção acurada das doenças infecciosas de felinos causadas pelo FIV (vírus da imunodeficiência felina) e pelo FeLV (vírus da leucemia felina), é uma necessidade marcante no atendimento clínico desses animais. Atualmente, é preconizado que o exame seja realizado em todos os animais que chegam ao consultório para o primeiro atendimento, para que, a partir do resultado, o protocolo vacinal seja pensado de maneira personalizada e as indicações de cuidados específicos passadas aos tutores corretamente. Conta-se, na rotina clínica, com os exames baseados em imunoensaios enzimáticos diretos e indiretos (ELISA); e a nível acadêmico, dispõe-se de metodologias como Western blot,...

  4. Síndrome cardiorrenal e hipertensão arterial em cães e gatos: interações sistêmicas e injúria de órgãos alvo

    Lorscheitter, Laura Martins
    A hipertensão arterial sistêmica se caracteriza pelo aumento sustentado da pressão sanguínea. A prevalência de hipertensão arterial em cães e gatos não é bem conhecida e a falta de um padrão de medição, entre outros fatores, torna o diagnóstico de hipertensão em medicina veterinária difícil. Danos resultantes da presença de hipertensão arterial sustentada são comumente referidos como lesão a órgãos-alvo. Transtornos primários do coração ou dos rins muitas vezes resultam em disfunção secundária ou injuria do outro. Tais interações representam a base fisiopatológica da síndrome cardiorenal (SCR). Esta, embora geralmente definida como uma condição caracterizada por lesão renal aguda ou...

  5. Caracterização do queijo colonial produzido no estado do Rio Grande do Sul

    Bazzo, Jacqueline Conceição Rigon
    O queijo colonial produzido no Rio Grande do Sul é um dos produtos artesanais mais apreciados pelos consumidores. Seu modo de produção já é uma tradição que vem desde as primeiras colônias de Italianos que se instalaram no Sul do país. No entanto, o sistema de produção e as características do queijo colonial são desconhecidos, já que não há uma padronização sobre seu modo de produção. O queijo colonial produzido no Rio Grande do Sul não possui uma legislação específica. Devido a tradição que passa de geração para geração, muitos produtores produzem os queijos da mesma forma como aprenderam com...

  6. Terapia da diabetes mellitus felina e remissão do estado diabético

    Freitas, Cássia de Oliveira
    A Diabetes Mellitus Felina é um distúrbio endócrino recorrente na clínica médica de felinos domésticos. Os gatos predispostos geneticamente são os mais acometidos, sendo a obesidade, o sedentarismo, o sexo masculino, a idade e o uso de fármacos hiperglicemiantes os principais fatores de risco mais relacionados com sua ocorrência a sua ocorrência. A diabetes mellitus tipo II é diagnosticada em mais de oitenta por cento dos casos de DMF, sendo definida como uma disfunção das células β pancreáticas em função da hiperglicemia persistente causada pela diminuição da sensibilidade celular à ação da insulina, vindo a sofrer danos em função da...

  7. Estudo retrospectivo sobre casos de celulite juvenil canina de 2005 a 2015

    Rohr, Daniela Zanette
    A celulite juvenil canina ou linfadenite granulomatosa estéril juvenil é um distúrbio incomum que acomete filhotes de três semanas a seis meses de idade. Os sinais são alopecia, pápulas, edema, especialmente na região da face, e podem estar associados com infecções bacterianas secundárias. O tratamento preconizado é com glicocorticóides, e o prognóstico é bom caso haja resposta à terapia em torno de uma semana. Casos graves podem deixar cicatrizes, e se não houver tratamento pode levar o filhote a óbito. Este trabalho teve como objetivo relatar os sinais clínicos, tratamentos e evolução de cães atendidos no Hospital de Clínicas Veterinárias...

  8. Alterações histopatológicas no músculo pectoralis major de frangos de corte acometidos com wooden breast e white striping

    Gross, Letícia da Silveira
    A pressão econômica para aumentar a taxa de crescimento das aves, a eficiência alimentar e o rendimento do músculo do peito têm ocasionado alterações musculares nos frangos de corte. Dentre as alterações musculares as miopatias wooden breast, e white striping, ambas localizadas no músculo Pectoralis major de frangos de corte, tem aumentado significativamente na produção avícola. Ambas as miopatias ainda não possuem etiologia definida, mas tem ocasionado perdas econômicas para o setor avícola. Portanto, o objetivo do presente trabalho foi realizar uma revisão bibliográfica, avaliando as características histopatológicas das miopatias peitorais wooden breast e white striping e o seu impacto...

  9. Estabilizacao de ruptura do ligamento cruzado cranial em caes com a técnica da TPLO: Revisão de literatura

    Vogel, Lucas Werle
    O ligamento cruzado cranial é o principal estabilizador do joelho. A ruptura deste ligamento em cães resulta em instabilidade da articulação, ocorrendo a movimentação craniocaudal excessiva da tíbia em relação ao fêmur e esta é uma das principais causas de claudicação de membro pélvico em cães. O diagnóstico é feito usualmente através do exame físico e realização dos testes de gaveta cranial e compressão tibial, porém cada vez mais os exames complementares são utilizados para confirmação da lesão em casos suspeitos. O tratamento pode ser conservativo ou cirúrgico, dependendo do peso e estado de saúde do animal. Para o tratamento...

  10. Frequência e identificação de hemoparasitos em serpentes da família viperidae mantidas em cativeiro em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

    Bilhalva, Lina Crespo
    Répteis em geral podem ser hospedeiros de uma gama de parasitos sanguíneos, superando a quantidade de gêneros e espécies encontrados em aves e mamíferos. Mesmo com elevado potencial para o desenvolvimento de pesquisas, as hemoparasitoses ainda são pouco estudadas nas espécies de répteis nativas no Brasil. Baseado nessas informações, foram recebidas amostras de sangue de 25 serpentes da família Viperidae mantidas em cativeiro no Núcleo Regional de Ofiologia de Porto Alegre (NOPA) para a realização de hemograma e pesquisa por hemoparasitos. Uma pequena quantidade de sangue de cada animal foi destinada a cultura para tripanossomatídeos, as quais foram negativos em...

  11. Cetoacidose diabética em cães e gatos: revisão de literatura

    Gazzoni, Carolina Perozzo
    A cetoacidose diabética é uma complicação metabólica grave e potencialmente fatal e pode afetar até 35% dos pacientes recém-diagnosticados diabéticos, além de cães e gatos portadores de diabetes mellitus que não recebem tratamento adequado ou, ainda, que sofrem intercorrências, como situações de estresse, infecção, inflamações ou outros distúrbios hormonais concomitantes à falta de insulina ou resistência periférica à sua ação. O animal em um quadro de cetoacidose diabética apresenta hiperglicemia, acidose metabólica, cetonemia, perda elevada de eletrólitos e intensa desidratação, associados a manifestações clinicas tais como estupor, respiração padrão Kussmaul, anorexia e êmese acentuados. O diagnóstico é baseado nas evidências...

  12. Micrometástases de tumores epiteliais na medula óssea de cães e gatos: revisão

    Dolfini, Taís Farias
    Com o aumento da longevidade dos animais domésticos, o número de casos diagnosticados de neoplasias também vem crescendo e se tornando uma rotina no atendimento clínico. Entretanto, na medicina veterinária, o pequeno número de pesquisas buscando novos marcadores prognósticos e preditivos para neoplasias revelam um imenso campo de pesquisa a ser desenvolvido quando comparados a medicina humana, onde casos de micrometástases de tumores sólidos não hematológicos na medula óssea têm sido amplamente descritos desde metade do século passado, relacionando a presença dessas células tumorais com o processo de carcinogênese e a progressão tumoral. Mais recentemente, estudos na medicina veterinária vêm...

  13. Osteossíntese de fêmur e tíbia em veado-catingueiro (Mazama gouazoubira) : Relato de caso

    Surita, Lívia Eichenberg
    O veado-catingueiro (Mazama gouazoubira) é uma das oito espécies de cervídeos encontrados no Brasil. É um cervídeo de pequeno porte que possui alta plasticidade fenotípica, adaptado a diversos ambientes com alta interferência humana. Em virtude disso, há uma grande casuística de ingresso desses animais em centros de triagem, criadouros e zoológicos devido a acidentes e traumas por interação antrópica. As fraturas estão entre as lesões mais comuns, o que demanda muitos estudos referentes às suas formas de tratamento. Partindo deste contexto, o presente estudo relata o caso de um veado-catingueiro jovem, provindo de vida livre e com histórico de atropelamento,...

  14. Fratura em linha de crescimento de cães e gatos

    Fré, Jéssica Caetano da
    A linha de crescimento é um tecido cartilaginoso localizado nas duas extremidades de ossos longos; são responsáveis pelo alongamento ósseo, aquisição de estrutura esponjosa ou trabecular e acúmulo de massa óssea trabecular durante o desenvolvimento. A linha de crescimento é considerada menos resistente do que as estruturas que o circundam, como ossos e ligamentos, tornando a região mais suscetível a lesões. A abrupta transição da zona proliferativa, abundante matriz e a zona hipertrófica, com relativamente pouca matriz, resulta em uma área de concentração de estresse. Portanto, o resultado de uma sobrecarga na epífise é uma fratura na zona hipertrófica. Na...

  15. Cisticercose suína

    Costa, Renata dos Santos
    A Taenia solium é um parasita cestódeo, responsável pela transmissão de duas enfermidades: cisticercose e teníase. A cisticercose é considerada a mais frequente e grave das infecções parasitárias do sistema nervoso humano. O homem adquire a doença através da ingestão de água e/ou alimentos crus ou mal cozidos contaminados com ovos de Taenia solium. Essas fontes de infecção são comuns em populações com saneamento básico precário, hábitos de higiene pessoal inadequados e baixo nível socioeconômico, pois ocorrem, principalmente, por auto-infecção. Os suínos podem adquirir cisticercose acidentalmente através da ingestão direta ou indireta de fezes de humanos portadores de teníase, em...

  16. Dietoterapia chinesa no tratamento de suporte ao paciente geriátrico

    Battastini, Silvia Oliveira
    Os avanços na medicina veterinária durante as últimas décadas proporcionaram um aumento significativo na expectativa de vida dos animais de companhia, provocando um crescimento no número de pacientes geriátricos atendidos pelos médicos veterinários. O tratamento das doenças nestes pacientes deve ser cauteloso, pois muitos fármacos apresentam maior toxicidade nos animais idosos. Neste cenário, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) vem apresentando um papel cada vez mais importante como terapia complementar na medicina veterinária, visto que seus efeitos colaterais são mínimos, enquanto os efeitos terapêuticos são bastante eficazes. A dietoterapia era considerada o primeiro passo no tratamento das enfermidades. Ainda hoje, a...

  17. Termografia infravermelho na avaliação de estratégias de alimentação de precisão para suínos

    Rauber, Silvana Mahl
    Este trabalho foi desenvolvido utilizando imagens de infravermelho como ferramenta para avaliar a eficiência produtiva de suínos mantidos em diferentes programas alimentares. Sessenta e sete suínos (30,3 kg de peso vivo médio) foram selecionados para este experimento. Duas pré-misturas (A e B) foram utilizadas para composição das dietas em cinco programas alimentares. Os animais do tratamento ‘três fases’ foram mantidos em um programa de alimentação convencional com três fases (28 dias cada). A proporção das pré-misturas na dieta deste grupo foi calculada no primeiro dia de cada fase e foi mantida fixa dentro de cada período. Os leitões dos tratamentos...

  18. Efeitos do ambiente na reprodução de bovinos de corte

    Rocha, Marcela Kuczynski da
    Os sistemas de criação de bovinos na pecuária brasileira caracteriza-se por serem realizados, principalmente, em sistemas extensivos de criação, condição na qual os animais estão sob influência do ambiente ao qual estão expostos e bastante susceptíveis a problemas relacionados as intempéries climáticas, o acasalamento ocorre nos meses mais quentes do ano, onde os animais recebem com máxima intensidade os efeitos diretos e indiretos do clima, portanto, o clima pode intensificar o estresse térmico em decorrência de alterações no balanço de energia térmica entre o animal e o ambiente, o qual influencia os mecanismos de termorregulação. O estresse térmico influencia o...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.