Mostrando recursos 1 - 20 de 42

  1. Diagnóstico e tratamento de cisto subcondral em côndilo medial do fêmur de equinos

    Monteiro, Ederson Camargo
    Os cistos subcondrais do côndilo medial do fêmur de eqüinos possuem etiologia multifatorial, normalmente acometem animais jovens, em crescimento, com idade variando de seis meses a dois anos, que apresentam claudicação após iniciarem treinamento, mas existem casos diagnosticados em cavalos mais velhos. Essa lesão é caracterizada por apresentar claudicação intermitente, conforme o nível de exercício que o animal está sendo submetido, se aumentar o esforço e a frequência, certamente o cavalo irá manifestar sinal clínico. A radiografia e a ultrassonografia são os exames complementares de maior aplicação no diagnóstico de lesões císticas, além do custo relativamente baixo, a praticidade e...

  2. Malformações vertebrais caninas

    Kubaski, Raquel
    Malformações vertebrais congênitas são alterações caracterizadas pela presença de vértebras de morfologia anormal ao nascimento do animal. Podem estar relacionadas a alterações gestacionais, exposição a substâncias ou agentes teratogênicos, entretanto, diferentemente da maioria dos distúrbios de desenvolvimento ósseo em caninos, as anormalidades vertebrais aqui descritas apresentam evidências que sugerem herança genética. Geralmente não são associadas a sinais clínicos, entretanto, podem estar relacionadas a distorções do canal vertebral e instabilidade na coluna, predispondo hérnia de disco intervertebral que, consequentemente, pode resultar em quadros clínicos neurológicos, de acordo com a região da coluna afetada. São de fácil diagnóstico sendo visibilizadas pela técnica...

  3. Estudo retrospectivo de herniorrafia perineal realizadas em cães no Hospital de Clínicas Veterinárias da UFRGS

    Conci, Franciele Käfer
    A hérnia perineal resulta da incapacidade do diafragma pélvico em sustentar a parede retal, havendo projeção do conteúdo pélvico e/ou abdominal entre a musculatura perineal e o reto. Os cães machos não castrados e com idade média de 10 anos são os mais acometidos, sendo raro em fêmeas. Os principais sinais clínicos são tumefação uni ou bilateral da região perineal, associado ou não a tenesmo, disúria e dor durante a defecação. O diagnóstico é obtido através do histórico e exame clínico, sendo raramente necessária a utilização de exames de imagem para confirmação do quadro, porém o exame ultrassonográfico é de...

  4. Estudo retrospectivo de herniorrafia perineal realizadas em cães no Hospital de Clínicas Veterinárias da UFRGS

    Conci, Franciele Käfer
    A hérnia perineal resulta da incapacidade do diafragma pélvico em sustentar a parede retal, havendo projeção do conteúdo pélvico e/ou abdominal entre a musculatura perineal e o reto. Os cães machos não castrados e com idade média de 10 anos são os mais acometidos, sendo raro em fêmeas. Os principais sinais clínicos são tumefação uni ou bilateral da região perineal, associado ou não a tenesmo, disúria e dor durante a defecação. O diagnóstico é obtido através do histórico e exame clínico, sendo raramente necessária a utilização de exames de imagem para confirmação do quadro, porém o exame ultrassonográfico é de...

  5. Obesidade e estado inflamatório : principais adipocinas envolvidas

    Santos, Fernanda Machado Maciel dos
    A obesidade é definida como o acumulo excessivo de gordura corporal para determinado indivíduo, suficiente para que altere ou prejudique as funções fisiológicas do organismo. Com a descoberta das propriedades do tecido adiposo branco de secretar diversas substâncias coletivamente chamadas de adipocinas, com importantes efeitos endócrinos, um novo conceito sobre a função biológica deste tecido vem sendo discutido, reforçando a ideia de ele não possuir apenas funções de estoque de energia, proteção visceral e regulação da temperatura corporal, mas sim de ser um órgão dinâmico e participar de diversos processos metabólicos e fisiológicos. As adipocinas secretadas por este tecido são...

  6. Obesidade e estado inflamatório : principais adipocinas envolvidas

    Santos, Fernanda Machado Maciel dos
    A obesidade é definida como o acumulo excessivo de gordura corporal para determinado indivíduo, suficiente para que altere ou prejudique as funções fisiológicas do organismo. Com a descoberta das propriedades do tecido adiposo branco de secretar diversas substâncias coletivamente chamadas de adipocinas, com importantes efeitos endócrinos, um novo conceito sobre a função biológica deste tecido vem sendo discutido, reforçando a ideia de ele não possuir apenas funções de estoque de energia, proteção visceral e regulação da temperatura corporal, mas sim de ser um órgão dinâmico e participar de diversos processos metabólicos e fisiológicos. As adipocinas secretadas por este tecido são...

  7. Giardia duodenalis

    Petrovick, Débora Freire
    A giardíase acomete uma ampla diversidade de seres vivos, entre eles cães e gatos e devido à grande proximidade do homem com tais animais, este também pode se contaminar. Várias espécies do protozoário Giardia spp. parasitam mamíferos, aves, répteis e anfíbios, mas somente G. duodenalis tem importância epidemiológica para o homem, cães e gatos. A infecção por G. duodenalis possui alta prevalência em todo o mundo, especialmente nos países em desenvolvimento. Este microorganismo é um dos causadores de diarreia mais isolados em humanos e alvo de grande preocupação devido seu potencial zoonótico. O parasito coloniza o duodeno e acomete principalmente...

  8. Giardia duodenalis

    Petrovick, Débora Freire
    A giardíase acomete uma ampla diversidade de seres vivos, entre eles cães e gatos e devido à grande proximidade do homem com tais animais, este também pode se contaminar. Várias espécies do protozoário Giardia spp. parasitam mamíferos, aves, répteis e anfíbios, mas somente G. duodenalis tem importância epidemiológica para o homem, cães e gatos. A infecção por G. duodenalis possui alta prevalência em todo o mundo, especialmente nos países em desenvolvimento. Este microorganismo é um dos causadores de diarreia mais isolados em humanos e alvo de grande preocupação devido seu potencial zoonótico. O parasito coloniza o duodeno e acomete principalmente...

  9. Luxação patelar em cães: tratamento e abordagem fisioterapêutica

    Torcato, Evelyn Winny
    A luxação patelar é uma afecção muito comum na rotina clínica de animais de pequeno porte, podendo ser de origem congênita ou traumática. A luxação patelar tem maior prevalência em cães de raças pequenas e miniatura, onde na maioria das vezes se apresenta de forma medial e origem congênita, podendo também acometer animais de raças grandes. A luxação patelar medial é mais comum em cães de todas as raças, entretanto, também pode ocorrer de forma lateral, principalmente em cães de raças grandes e gigantes. A luxação patelar raramente acomete gatos. A presença dessa alteração biomecânica na articulação do joelho pode...

  10. Luxação patelar em cães: tratamento e abordagem fisioterapêutica

    Torcato, Evelyn Winny
    A luxação patelar é uma afecção muito comum na rotina clínica de animais de pequeno porte, podendo ser de origem congênita ou traumática. A luxação patelar tem maior prevalência em cães de raças pequenas e miniatura, onde na maioria das vezes se apresenta de forma medial e origem congênita, podendo também acometer animais de raças grandes. A luxação patelar medial é mais comum em cães de todas as raças, entretanto, também pode ocorrer de forma lateral, principalmente em cães de raças grandes e gigantes. A luxação patelar raramente acomete gatos. A presença dessa alteração biomecânica na articulação do joelho pode...

  11. Doença periodontal em cães

    Wink, Fernanda Caroline
    A afecção mais comum entre os cães é a doença periodontal. Cerca de 80% dos cães com 2 anos de idade tem alguma forma da doença. É uma doença subestimada que, devido às suas possíveis complicações, pode ser um problema sério e até colocar em risco a vida dos animais acometidos. O correto diagnóstico e tratamento, assim como a orientação aos tutores dos animais sobre a doença e suas medidas de prevenção e controle são fundamentais. O objetivo deste trabalho é elucidar a importância da doença periodontal em cães.

  12. Doença periodontal em cães

    Wink, Fernanda Caroline
    A afecção mais comum entre os cães é a doença periodontal. Cerca de 80% dos cães com 2 anos de idade tem alguma forma da doença. É uma doença subestimada que, devido às suas possíveis complicações, pode ser um problema sério e até colocar em risco a vida dos animais acometidos. O correto diagnóstico e tratamento, assim como a orientação aos tutores dos animais sobre a doença e suas medidas de prevenção e controle são fundamentais. O objetivo deste trabalho é elucidar a importância da doença periodontal em cães.

  13. O manejo clínico da doença renal crônica no paciente felino, de acordo com o estadiamento da International Renal Interest Society (IRIS)

    Duhart, Daniele Geovani Medeiros
    A doença renal crônica (DRC) é definida como anormalidades estruturais e/ou funcionais de um ou de ambos os rins que estiveram presentes por um longo período, normalmente de 3 meses ou mais. É uma doença extremamente prevalente na população de felinos e uma das razões médicas mais comuns para o atendimento de gatos em idade geriátrica na prática veterinária. A International Renal Interest Society (IRIS) sugere um sistema de classificação composto por quatro estágios de evolução da DRC. O estadiamento é realizado após o diagnóstico da doença, baseando-se inicialmente na creatinina plasmática em jejum, avaliada em pelo menos duas ocasiões...

  14. O manejo clínico da doença renal crônica no paciente felino, de acordo com o estadiamento da International Renal Interest Society (IRIS)

    Duhart, Daniele Geovani Medeiros
    A doença renal crônica (DRC) é definida como anormalidades estruturais e/ou funcionais de um ou de ambos os rins que estiveram presentes por um longo período, normalmente de 3 meses ou mais. É uma doença extremamente prevalente na população de felinos e uma das razões médicas mais comuns para o atendimento de gatos em idade geriátrica na prática veterinária. A International Renal Interest Society (IRIS) sugere um sistema de classificação composto por quatro estágios de evolução da DRC. O estadiamento é realizado após o diagnóstico da doença, baseando-se inicialmente na creatinina plasmática em jejum, avaliada em pelo menos duas ocasiões...

  15. Novas diretrizes para o manejo clínico do paciente felino

    Silva, Débora dos Santos
    Considerando a rotina clínica da medicina felina, o manejo possui relevância considerável na abordagem do gato por parte da equipe veterinária, uma vez que determina a qualidade e a eficiência de um atendimento ideal para esses animais, tão particulares na clínica médica de pequenos animais. É necessária uma equipe especializada, além de tutores capazes de lidar com seus gatos, a fim de minimizar o medo, a agressão e o estresse que, além de gerar desconforto ao animal e ao proprietário, pode alterar o exame físico e os testes laboratoriais e levar a diagnósticos equivocados e tratamentos desnecessários. Com uma abordagem...

  16. Novas diretrizes para o manejo clínico do paciente felino

    Silva, Débora dos Santos
    Considerando a rotina clínica da medicina felina, o manejo possui relevância considerável na abordagem do gato por parte da equipe veterinária, uma vez que determina a qualidade e a eficiência de um atendimento ideal para esses animais, tão particulares na clínica médica de pequenos animais. É necessária uma equipe especializada, além de tutores capazes de lidar com seus gatos, a fim de minimizar o medo, a agressão e o estresse que, além de gerar desconforto ao animal e ao proprietário, pode alterar o exame físico e os testes laboratoriais e levar a diagnósticos equivocados e tratamentos desnecessários. Com uma abordagem...

  17. Perdas gestacionais na bovinocultura de corte do Rio Grande do Sul

    Terra, Luiza Machado
    Os sistemas de produção de bovinos de corte no Rio Grande do Sul são marjoritariamente extensivos e apresentam, de maneira geral, baixa produtividade. As perdas no sistema de cria são importantes e apresentam-se principalmente nas fêmeas bovinas, pela manifestação de perdas embrionárias e fetais. O período embrionário divide-se em embrionário precoce, que inicia na concepção e estende-se até o 21º dia gestacional e embrionário tardio, cujo período inicia no 22º dia e estende-se até o 45º dia da gestação, quando é iniciado o período fetal. O desenvolvimento do concepto e reconhecimento materno dependem de uma série de acontecimentos hormonais, e...

  18. Perdas gestacionais na bovinocultura de corte do Rio Grande do Sul

    Terra, Luiza Machado
    Os sistemas de produção de bovinos de corte no Rio Grande do Sul são marjoritariamente extensivos e apresentam, de maneira geral, baixa produtividade. As perdas no sistema de cria são importantes e apresentam-se principalmente nas fêmeas bovinas, pela manifestação de perdas embrionárias e fetais. O período embrionário divide-se em embrionário precoce, que inicia na concepção e estende-se até o 21º dia gestacional e embrionário tardio, cujo período inicia no 22º dia e estende-se até o 45º dia da gestação, quando é iniciado o período fetal. O desenvolvimento do concepto e reconhecimento materno dependem de uma série de acontecimentos hormonais, e...

  19. Avaliação do perfil clínico, diagnóstico e resposta ao tratamento médico em cães com hiperadrenocorticismo : 122 casos (2007-2016)

    Marçal, Maielli Martins
    Devido à contínua evolução da medicina veterinária em termos de diagnóstico e, tratamento, bem como o maior antropomorfismo dos animais domésticos por parte dos tutores, vem sendo gerado maiores cuidados e atenção perante alterações clínicas observadas pelos mesmos. Entre as endocrinopatias que acometem cães, a mais prevalente delas é o hiperadrenocorticismo, responsável por 37% das síndromes de cães, da qual afeta vários sistemas, podendo vir a comprometer a qualidade de vida do animal, se não for diagnosticada e tratada a tempo. As queixas mais comuns relatadas pelos proprietários no primeiro atendimento geralmente são poliúria, polidipsia, poligafia, abdômen abaolado, alopecia bilateral,...

  20. Avaliação do perfil clínico, diagnóstico e resposta ao tratamento médico em cães com hiperadrenocorticismo : 122 casos (2007-2016)

    Marçal, Maielli Martins
    Devido à contínua evolução da medicina veterinária em termos de diagnóstico e, tratamento, bem como o maior antropomorfismo dos animais domésticos por parte dos tutores, vem sendo gerado maiores cuidados e atenção perante alterações clínicas observadas pelos mesmos. Entre as endocrinopatias que acometem cães, a mais prevalente delas é o hiperadrenocorticismo, responsável por 37% das síndromes de cães, da qual afeta vários sistemas, podendo vir a comprometer a qualidade de vida do animal, se não for diagnosticada e tratada a tempo. As queixas mais comuns relatadas pelos proprietários no primeiro atendimento geralmente são poliúria, polidipsia, poligafia, abdômen abaolado, alopecia bilateral,...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.