Mostrando recursos 1 - 9 de 9

  1. Projetos de vida labirínticos: Uma opção de vida ou uma vida sem opção?

    Vieira, Ricardo; Matias, Catia
    Emergem, quotidianamente, novas formas pobreza e a exclusão (re)assume diferentes configurações. As dinâmicas sociais em mutação podem ditar a fragilidade social, a assistência, ou, mesmo, a marginalização social (Paugam,2003:47). O objetivo desta investigação, sobre projetos de vidas labiríntico de indivíduos excluídos pela sociedade, por via de adições (álcool e drogas), trabalhos precários, desemprego, mudanças familiares e sociais, passa pela captação da perspetiva hermenêutica do indivíduo no contexto em que vive e pelo fomentar a autorreflexão, a consciencialização e o redesenho de projetos de vida (Vieira, 2009). Foram utilizadas entrevistas em profundidade e observação direta participante e não participante. Usou-se uma...

  2. Projetos de vida labirínticos: Uma opção de vida ou uma vida sem opção?

    Vieira, Ricardo; Matias, Catia
    Emergem, quotidianamente, novas formas pobreza e a exclusão (re)assume diferentes configurações. As dinâmicas sociais em mutação podem ditar a fragilidade social, a assistência, ou, mesmo, a marginalização social (Paugam,2003:47). O objetivo desta investigação, sobre projetos de vidas labiríntico de indivíduos excluídos pela sociedade, por via de adições (álcool e drogas), trabalhos precários, desemprego, mudanças familiares e sociais, passa pela captação da perspetiva hermenêutica do indivíduo no contexto em que vive e pelo fomentar a autorreflexão, a consciencialização e o redesenho de projetos de vida (Vieira, 2009). Foram utilizadas entrevistas em profundidade e observação direta participante e não participante. Usou-se uma...

  3. Quem sou eu? A literatura para a infância à procura da identidade

    Nobre, Cristina
    Quais os instrumentos pedagógicos e didáticos da Literatura para a Infância - sobre a temática da identidade infantil em formação - a ensaiar / utilizar na Educação Básica? Pretende-se dar os resultados das aplicações pedagógico-didáticas de textos literários pelos estudantes da Licenciatura em Ensino Básico, (ESECS), em 2016-17, na UC Literatura para a Infância, refletindo sobre as seleções de textos e relação com os programas de Português e as recomendações do Plano Nacional de Leitura. Reflete-se sobre as preferências da escolha de duas narrativas breves (Max Velthuijs, Sapo é Sapo, 2000 e David MacKee, Elmer, 1997) e percorrem-se os instrumentos pedagógicos...

  4. A identidade e a família na escrita para a infância

    Nobre, Cristina
    A literatura para a infância tem sempre refletido as transformações concetuais que acompanham os novos dias. Tal acontece com a questão da procura da identidade, por parte da criança, e com as necessidades de aceitação / inclusão, assim como com o conceito de família e parentalidade, desenvolvido e aceite pelas sociedades mais desenvolvidas nas últimas décadas. Parte-se de dois textos de literatura para a infância inéditos, criados pelas estudantes do ensino básico, para perceber como os novos potenciais escritores se inserem nessas temáticas.

  5. O idoso em diferentes contextos de envelhecimento

    Vieira, Ricardo
    Conferência proferida na Academia das Ciências de Lisboa, integrada no ciclo de conferências “O sénior na sociedade”, organizada pelo Instituto Académico de Estudos para Seniores.

  6. Pontes e fraturas no processo educativo e dos usos e abusos do formal e não formal em educação

    Vieira, Ricardo

  7. A mediação intercultural em contexto escolar: da diferença como deficiência à diferença como ferramenta pedagógica e identitária

    Vieira, Ricardo; Marques, José Carlos; Vieira, Ana Maria
    Depois de apresentarmos uma caracterização geral da estrutura da população estrangeira no concelho de Leiria (ponto 1), com recurso a dados do INE, e de percebermos como ela se reflete num agrupamento de escolas da cidade de Leiria, solicitámos informação sobre a heterogeneidade cultural do referido agrupamento. Numa primeira resposta, a secretaria fez-nos chegar um documento com todos os ciclos de ensino e, na frente, o n.º de imigrantes, sem qualquer identificação de proveniência ou nacionalidade. Contudo, abriram uma categoria para o grupo “etnia” e outro para as “NEE” (Necessidades Educativas Especiais). Só numa segunda abordagem, e sem utilizar quaisquer moralismos ou críticas sociopedagógicas relativamente à arrumação da diversidade cultural...

  8. Práticas pedagógicas e mediações culturais em escolas portuguesas: uma análise comparativa

    Vieira, Ana Maria

  9. Éticas plurais, perfil e competências do animador sociocultural

    Vieira, Ana Maria; Vieira, Ricardo

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.