Mostrando recursos 1 - 20 de 37

  1. Recensão a Jacques Rancière, os intervalos do cinema

    Soares, Ana Isabel
    (Quando li pela primeira vez um ensaio de Jacques Rancière, lembro-me, pensei em Sebastião da Gama. Não é tão distante o tiro: a ideia de saber, em Gama, é a ideia daquilo que procura o mestre desconhecedor. Mas talvez o que mais tivesse aproximado aquelas duas figuras, na minha leitura, fosse um certo posicionamento, de ambos, perante o que pretendem conhecer. As explorações da sala, de cada um dos rostos dos seus alunos, fazem de Gama o “incapaz como tal” que constitui o explicador no relato sobre a “aventura intelectual” de Joseph Jacotot, tal como Rancière a narrou no começo...

  2. Tempo e conceitos em Hans Ulrich Gumbrecht

    Soares, Ana Isabel
    Entre as páginas do exemplar de Produção de Presença que tenho comigo, guardo duas folhas, com impressões a cores de outros tantos artigos que Hans Gumbrecht publicou n’O Estado de São Paulo, em fevereiro e em março de 2009. Um debruça-se sobre “A crise de um futebol sem rosto”, título que discute a fraca prestação da seleção canarinha nos jogos de preparação para o Mundial de 2010; no outro artigo, anterior àquele, em pouco mais de três colunas, traça-se o quadro de uma cultura desaparecida: o ideal comunista de Leon Trotsky.

  3. Nem velho nem novo: outro documentário. Abordagem das tendências do documentarismo português no início do século XXI

    Soares, Ana Isabel
    Este trabalho apresenta o início de uma abordagem analítica do documentário português do início do século XXI. Pela proximidade do tempo em questão, o estudo padece por enquanto da ausência de um tratamento mais distanciado e sistemático da informação disponível. Em grande medida, as informações constantes no artigo e na tabela anexa acerca dos filmes documentais realizados em Portugal naquele período foram reunidas através do cruzamento de diferentes bases de dados, dispersas por instituições variadas, encontradas em catálogos de mostras e festivais, em entrevistas aos próprios realizadores ou disponibilizadas pelas produtoras.

  4. Os caminhos que se bifurcam: hipóteses de interatividade para o cinema do futuro

    Tavares, Mirian; Silva, Bruno; Reia-Baptista, Vítor
    Este projeto de pós-doutoramento pretende continuar, numa perspectiva de investigação aplicada, a tese de doutoramento, eminentemente teórica, “Eterno Presente, o tempo na contemporaneidade” (2008), que deu origem ao livro “A Máquina Encravada, a questão do tempo nas relações entre Cinema, Banda Desenhada e Contemporaneidade” (2010). Foram desenvolvidas experiências no âmbito do cinema interativo integradas na plataforma online do projeto oscaminhosquesebifurcam.com. A plataforma propõe reunir filmes experimentais interativos de distintas origens, géneros e tipologias que procurem desenvolver novas relações entre o espetador que intervém e a narrativa.

  5. D. Francisco Manuel de Melo como fonte do romanceiro de Garrett ou o aproveitamento romântico da poesia barroca

    Boto, Sandra
    Almeida Garrett morreu sem concluir o projeto do Romanceiro segundo ele próprio o concebeu. O estudo de alguns manuscritos autógrafos inéditos recentemente encontrados põe a descoberto esquiços do poeta com vista à continuação dessa obra, onde constam as traduções de cinco romances saídos da pena de D. Francisco Manuel de Melo, em castelhano, que Garrett verte para português. A partir do cotejo entre os poemas originais e as traduções gravitadas, estudar-se-á o labor criativo que Garrett emprega no processo de tradução e na escolha da lição mais adequada para a fixação destes textos em língua portuguesa. Ser-nos-á dado a observar...

  6. O filme nha fala: musical guineense de múltiplos trânsitos

    Oliveira, Jusciele; Ribeiro, Maria
    Nestes poucos 50 anos, o cinema novo africano nasce com o intuito de mostrar a visão dos temas culturais, políticos e sociais atuais dos vários países africanos envolvidos, em contraposição aos temas estereotipados, acerca do continente africano, não raro apresenta- do como tribal, aidético e miserável, (re)produzidos por cineastas outros pelo mundo afora. Trata-se de uma mudança com múltiplos desdobramentos.

  7. Almeida Garrett e o romanceiro antigo

    Boto, Sandra
    Os estudos que na atualidade a filologia dedica ao romanceiro da tradição oral moderna muito poco devem à concessão que regia, até bem entrado o século XX, os trabalhos que pioneiramente iam desbravando terreno nesta área. Refiro-me me particular àqueles que, ao mesmo tempo que se lançavam em campanhas de recolha pelas comunidades que guardavam essa memória poética, organizavam os materiais que compilavam e teorizavam sobre os mecanismos de funcionamento da tradição oral, entre os quais o nome de Ramón Menéndez Pidal surge naturalmente à cabeceira.

  8. Património oral do concelho de Loulé

    Boto, Sandra
    Quando, em 1870, Estácio da Veiga publicou o seu Romanceiro do Algarve (que se destacou por ser a primeira colecção da região do Algarve e uma das primeiras em Portugal dedicada à literatura tradicional), muito longe se estaria de prever que uma obra tão completa, de cariz concelhio, viesse algum dia a lume. A obra a que me refiro é, naturalmente, Património Oral do Concelho de Loulé.

  9. New environments of media exposure. Internet and narrative structures: From media education to media pedagogy and media literacy

    Reia-Baptista, Vítor
    By observing some of the new environments of media exposure, such as the internet, the mobile communication devices and situa- tions, or the console games’ interaction pat- terns, we discern that there is a great need for research into, and development of, the field. In order to gather better knowledge about our individual and social situation in the private and public spheres of daily life, the emergent new media usage, or their ap- propriations, and the levels of credibility sur- rounding the information sources connected to those environments available everywhere, on-line and off-line, need to be studied in a multi-disciplinary...

  10. Pedagogia da comuniçao, cinema e ensino: dimensoes pedagógicas do cinema

    Reia-Baptista, Vítor
    A inclusão de estudos mediáticos nos di- ferentes níveis de ensino é uma medida ne- cessária para uma formação integral e ade- quada às características culturais do cidadão das sociedades modernas onde o fenómeno comunicativo global assume grande impor- tância social, cultural e pedagógica. Neste contexto, em que o cinema se inte- gra perfeitamente, o estudo da dimensão pe- dagógica dos fenómenos fílmicos e cinemá- ticos torna-se um acto de aquisição de conhe- cimentos e de reflexão crítica sobre uma fa- ceta preponderante da nossa história cultural recente, ou seja, destes últimos cem anos em que a humanidade tem deixado as...

  11. Projeto "O arquivo do romanceiro português da tradição oral moderna (1828-2010): sua preservação e difusão"

    Boto, Sandra; Ferré, Pere; Tavares, Mirian
    O Romanceiro é um género poético tradicional que circula desde os finais da Idade Média na memória dos povos de expressão portuguesa, galega, castelhana e catalã, difundindo-se desde então oralmente de geração em geração. Trata-se, portanto, de um património imaterial de uma vitalidade excecional e de uma riqueza ímpar que importa preservar. O presente projeto, acolhido pela Fundação Manuel Viegas Guerreiro e pelo CIAC, e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, pretende salvaguardar e tornar acessível ao grande público o Arquivo do Romanceiro Português, absolutamente único no contexto ibérico, através dos novos recursos digitais.

  12. Personagens que saem e que entram no ecrã. Interatividade e cinema

    Costa, Susana; Silva, Bruno
    Este trabalho propõe-se analisar aspetos relativos a processos de interação nas relações entre espetador e personagem cinematográfica. Quando,em 1903,Justus D. Barnes, dispara o seu revólver na direção do público, inaugura uma longa tradição de chamamento do espetador para um papel mais ativo na narrativa fílmica. Neste sentido, dividimos em dois momentos este estudo: um primeiro,onde serão identificados alguns exemplos de filmes em que as personagens abandonam uma narrativa agrilhoada ao ecrã e procuram, explicitamente, o espetador, umas vezes através de estratégias morfológicas,outras através de soluções técnicas e/ou tecnológicas; e um segundo momento, que aprofundaessas possibilidades tecnológicas e, ao invés de...

  13. Culture and digital art network. The RECARDI project

    Silva, Bruno; Costa, Susana
    The RECARDI project –Culture and Digital Art Network intends to merge features and services, enabling enhancement and expansion of digital art. RECARDIalso aims to provide an opportunity for experimentation and digital creation in network, for virtual display of digital artefacts, approaching creators and audience, art and technology, building a collaborative network in digital art, through a web platform. In this article we aim to analyse RECARDI siteand its features and think over the new paths in the contemporary recontextualizationin the author-work-audience relationship.

  14. Olhares e vozes da mudança social. Perspectivas de investigação dos jornais cinematográficos em Portugal e Espanha antes e depois da revolução e transição democrática

    Martins, Filipa Cerol; Fernández, Olivia
    Valiosos registos do ponto de vista histórico e objetos de estudo desafiadores quanto às linguagens fílmicas, os jornais cinematográficos são testemunhos de um paradigma de produção e acesso à informação vigente em variados países sobretudo na primeira metade do séc. XX. Em Portugal e em Espanha foram utilizados nos regimes Franquista e do Estado Novo com fins claramente propagandísticos. Mas, se em Espanha a queda da ditadura marcou a sua extinção, em Portugal a sua produção manteve-se para além da Revolução, período durante o qual ganhou até um certo fôlego. A comunicação que se apresenta dá conta de alguns aspetos...

  15. Dinâmicas no consenso. A mudança de regime no cinema de atualidades em Portugal e Espanha

    Fernández, Olivia; Martins, Filipa Cerol
    Durante os regimes ditatoriais de Portugal e Espanha, os jornais cinematográficos fo- ram meios particularmente úteis na veiculação dos valores do Estado e na construção de uma ideia de consenso. A saída desses regimes foi diferente nos dois países da Península Ibérica, como foi também diverso o rumo que o género tomou, já muito perto da sua extinção, nos anos de consolidação democrática. No presente capítulo propõe-se uma leitura de algumas reportagens deste período.

  16. Literacia y memoria audiovisual de las dictaduras

    Fernández, Olivia
    Durante las dictaduras ibéricas fueron producidos noti- ciarios cinematográficos por los organismos de propaganda de los estados con la finalidad de controlar la información audiovisual y apoyar la difusión de los valores de los regíme- nes peninsulares. En la actualidad, este acervo de imágenes del pasado dictatorial ibérico constituye un archivo custodia- do por las filmotecas y archivos encargados de preservar la memoria audiovisual. En los últimos años, dichas imágenes han sido objeto de investigaciones, revelando la necesidad de una aproximación crítica a los materiales que forman nues- tra memoria audiovisual reciente. Este trabajo, fruto de una investigación todavía en...

  17. Literacia del cine y la literatura em el Nazarín de Buñuel (1958) y Galdós (1895)

    Fernández, Olivia
    Gracias a Nazarín (Luis Buñuel, 1958), adaptación de la novela homónima (1895) del escritor realista Benito Pérez Galdós, nos asomamos al complejo asunto de las relaciones entre el cine y la literatura. Desde una perspectiva actual, puede decirse que hubo un enfrentamiento histórico entre ambas artes, argumentado por la descripción teórica de los límites expresivos de cada una. En cierta medida, las razones de esta oposición se debieron a la consideración de la adaptación cinematográfica como reductora de la obra escrita. Superado el enfrentamiento, dichas preocupaciones teóricas originaron las de carácter pedagógico: ya de su literacia, ya por la pedagogía...

  18. Por si nos falla la memoria. La hermandad ibérica en los noticiarios cinematográficos

    Fernández, Olivia
    Held by museums and film institutes and converted, nowadays, in records of collective memory from the dictatorship, newsreels have attracted the attention of several, and rather insulated, national academy contexts. A comparative study of these images produced in different countries can illuminate certain aspects which escape particular approaches. Therefor, in this article we will discuss the indoctrination of the idea of "peninsular fraternity"in the treatment of two political events by the Spanish and Portuguese newsreels. Franco's visit to Portugal, in 1949, in NO-DO and Jornal Português; and the coverage of Adolfo Suaréz's visit to Portugal, in 1976, by Journal Cinematográfico...

  19. Para a história da edição do romanceiro no Algarve: protagonistas, textos, suportes e uma falsa questão

    Boto, Sandra
    Este trabalho oferece uma reflexão sobre a História da edição do romanceiro no Algarve, desde as suas primeiras manifestações documentais até ao presente. Estabelecem-se balizas periodológicas, discutem-se metodologias de recolha e de edição e defendem-se, ainda, as potencialidades de que se reveste o paradigma da edição digital para aproximar a representação do romanceiro tradicional da sua essência múltipla e complexa.

  20. A propósito do romance tradicional «NauCatrineta»: peregrinações no tempo e no espaço

    Boto, Sandra
    «Nau Catrineta» é um dos poucos romances marítimos presentesna tradição oral moderna portuguesa. Contudo, a sua popularidade entre nósé inquestionável. Parece por isso natural que no século XIX Almeida Garretttenha assumido como certa a sua origem portuguesa e que desde então estaposição não tenha praticamente sido revista: instalava-se então a leitura na-cionalista no debate em torno das origens da «Nau Catrineta», definitivamenteimplantada pela inclusão da versão de Almeida Garrett nos manuais escolaresiniciada durante o regime do Estado Novo e com ecos no presente.Contudo, a aplicação de uma metodologia diacrónica e de geografia folclóricanum estudo como o que tenho vindo a...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.