Mostrando recursos 1 - 20 de 66

  1. Tradições do Natal Português

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Artigo de divulgação sobre as origens históricas do Natal, as suas tradições etnográficas e principais manifestações culturais em Portugal.

  2. A juventude e a educação: da política da cigarra ao sacrifício da formiga

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Urge proceder à “alfabetização cultural” da nação portuguesa, não só através duma educação auto-sustentada, como principalmente dum programa nacional de instrução das massas laborais, urbanas e rurais. O processo educativo deve contemplar não só os jovens estudantes, como também as classes etárias intermédias ou produtivas. Aos desempregados deverá ser dada prioridade num programa de formação intelectual e de reaprendizagem da vida produtiva. Aos idosos deverá ser franqueada a entrada nas universidades para obterem cursos reais e efectivos, e não apenas a simples ocupação dos tempos livres, como acontece nas designadas Universidades para a Terceira Idade. Convém incutir não só nos jovens...

  3. Natal algarvio perdeu tradições

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Artigo de divulgação das particularidades etnográficas da festa natalícia na região do Algarve, que foi publicado na revista de Natal no matutino lisboeta «Diário de Notícias» no ano de 1985 .

  4. A Minha Rua, de Ernesto Silva

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Texto da palestra de apresentação do livro «A Minha Rua» da autoria de Ernesto Silva, proferida no Museu Antonino de Aljezur em 30-04-2001, a convite da edilidade local.

  5. As origens e desenvolvimento do ensino em Faro

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Palestra proferida no Hotel Mónaco em 15-03-2010, a convite do Rotary Clube de Faro.

  6. O Museu Antonino de Faro e o turismo no Algarve

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Este artigo foi publicado no suplemento de «Cultura» do «Diário de Notícias» de 1-2-1984.

  7. Aljezur, um oásis no turismo algarvio

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    O que mais impressiona em Aljezur é a pureza ambiental, e a beleza paisagística do casario que sobe até ao castelo, por entre ruelas estreitas e sinuosas, íngremes ladeiras no ardor da cal, que nos levam, no olhar atento da calçada acutilante, para as cumeadas do seu velho castelo árabe. Lá no alto, espraiando o olhar sobre o horizonte, depara-se-nos a várzea fértil, tricotada em viçosas leiras, o prateado reflexo do rio cristalino, a ebúrnea colina da Aldeia Nova, e a entrecortada linha verde da serra… Um quadro de ímpar beleza que nos faz sentir senhores do mundo, como nos...

  8. Albufeira em 1950

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Texto da palestra de apresentação desta obra de Manuel Santos Serra, proferido em 27-04-2008, no auditório da Biblioteca Municipal de Lídia Jorge, em Albufeira.

  9. Fonseca Domingos, um progressista poeta do povo

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    O texto que aqui se divulga corresponde à conferência que pronunciei em 18-02-2006, na cerimónia de homenagem póstuma realizada no auditório da Biblioteca Municipal Ramos Rosa, em Faro.

  10. O brasão da freguesia de Montenegro, em Faro

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Texto integral da palestra de apresentação do brasão da freguesia de Montenegro, no concelho de Faro, proferida em 24-6-2001

  11. A poesia no Olhar das Palavras

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Conferência de apresentação da obra «O Olhar das Palavras», de Manuel dos Santos Serra, realizada no auditório da Biblioteca Lídia Jorge, em Albufeira, na tarde do dia 29 de Junho de 2007.

  12. Uma viagem através da Luz

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Texto de apresentação da obra «Viagem Através da Luz», da autoria de Vieira Calado, efectuada na livraria Pátio das Letras, em Faro, a 18-01-2010

  13. Etnografia algarvia - o caímbo de Zambujeiro

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Trata-se de um texto que publiquei na imprensa sobre um traço da etnografia algarvia já hoje ignorado por ter caído em desuso face ao avanço das modernas técnicas de colheita utilizadas nos pomares algarvios.

  14. Como se faz uma recensão crítica

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Trata-se de um texto destinado a apoiar os jovens investigadores e alunos universitários que muitas vezes se confrontam com a falta de informação metodológica para a elaboração de uma recensão crítica.

  15. Coutos e terras de degredo no Algarve

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Trata-se de um trabalho escrito recentemente que aguarda publicação em revista da especialidade.

  16. Uma quarteirense que Camões amou

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Este artigo foi depois republicado, em parte ou na sua totalidade, em diferentes órgãos da imprensa nacional e regional, nomeadamente no «DN» de 10-12-1982.

  17. O homem que incendiou a Casa de Camilo

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Trata-se de um episódio bastante conhecido na vida camiliana, cujas causas eram até aqui totalmente ignoradas. Este artigo revela tudo o que se passou, nomeadamente a identidade do inocente incendiário, que pouco antes de falecer me contou toda a verdade sobre o célebre incêndio da "Casa Amarela" ocorrido em 1916.

  18. Lembrando o poeta Santos Stockler

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Texto da conferência proferida em Lagoa, por ocasião do Centenário de nascimento do poeta Santos Stockler.

  19. O tempo da memória no miradouro da vida

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Esta conferência foi pronunciada em 20-04-2013 na Biblioteca Municipal Lídia Jorge, para apresentação da obra «Miradouro do Tempo» da autoria do Dr. Manuel dos Santos Serra, um dos mais conceituados poetas da moderna lírica nacional.

  20. António Rosa Mendes o historiador do Algarve ignorado

    Mesquita, José Carlos Vilhena
    Este texto foi escrito pouco depois do falecimento do meu colega e amigo António Rosa Mendes, debaixo do choque do seu prematuro desaparecimento.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.