Recursos de colección

Repositório do Instituto Politénico de Castelo Branco (14.319 recursos)

O Repositório Científico do Instituto Politécnico de Castelo Branco tem como objectivos fundamentais a divulgação, a preservação em formato digital e a partilha do conhecimento científico gerado na instituição, constituindo-se numa ferramenta de valor acrescentado porque permite aumentar a visibilidade e o impacto da investigação desenvolvida.

ESACB - Escola Superior Agrária

Mostrando recursos 1 - 20 de 3.119

  1. A comparison of the growth performance between cattle reared in conventional systems and in feral condition

    Nogales, Sergio; Calderón, Juan; Lupi, T.M.; Bressan, Maria Cristina; Delgado, Juan Vicente; Camacho, María Esperanza
    Feral and conventional growth performances were compared using Marismeña cattle as a model. Marismeña calves are commonly reared under feral conditions in one of the most important reserves of Europe (Doñana National Park, Spain). Data recording in these natural conditions faces compromises as animals are only handled once per year. This fact has to be saved to obtain efficient estimations for the biological growth curve of cattle reared under feral conditions. On the one hand, we assessed the inference of the theoretical influence of human management on cattle growth. On the other hand, we studied the fitness of the best...

  2. Otimização da extração de DNA a partir de cladódios de Opuntia spp.

    Raimundo, Joana; Reis, C.M.G.; Ribeiro, M.M.A.
    Existe um interesse crescente pelas espécies do género Opuntia spp. devido à sua rusticidade e às várias possibilidades de utilização económica que estas representam, nomeadamente na produção de fruto, forragem e nas indústrias farmacêutica e cosmética. A caracterização da diversidade genética por marcadores moleculares bem como a avaliação de germoplasma é importante no melhoramento de plantas e no desenvolvimento de novas cultivares. As plantas do género Opuntia spp. caraterizam-se por conter muitos polissacarídeos e metabolitos secundários que interferem na obtenção de DNA de alta qualidade. Por esta razão, vários métodos descritos na literatura e ‘kits’ comerciais disponíveis são, frequentemente, pouco...

  3. Estudo da variabilidade genética de ecótipos Portugueses de Opuntia spp. através de microssatélites nucleares

    Reis, C.M.G.; Raimundo, Joana; Ribeiro, M.M.A.
    O género Opuntia spp. pertence à família Cactaceae e tem origem na América Central. A O. ficus-indica é a espécie mais importante sob o ponto de vista económico e é cultivada em vários países para a produção de fruto e de cladódios. Esta espécie foi introduzida na Península Ibérica provavelmente no início do séc. XVI e encontra-se naturalizada na bacia Mediterrânica. Neste estudo foram utilizados seis marcadores SSR, previamente desenvolvidos para O. echios, na análise da diversidade genética de 19 ecótipos Portugueses de Opuntia spp. pertencentes a quatro espécies, O. ficus-indica (16 ecótipos), O. dillennii (1), O. elata (1) e...

  4. Estudo da variabilidade genética de ecótipos Portugueses de Opuntia spp. através de microssatélites nucleares

    Reis, C.M.G.; Raimundo, Joana; Ribeiro, M.M.A.
    O género Opuntia spp. pertence à família Cactaceae e tem origem na América Central. A O. ficus-indica é a espécie mais importante sob o ponto de vista económico e é cultivada em vários países para a produção de fruto e de cladódios. Esta espécie foi introduzida na Península Ibérica provavelmente no início do séc. XVI e encontra-se naturalizada na bacia Mediterrânica. Neste estudo foram utilizados seis marcadores SSR, previamente desenvolvidos para O. echios, na análise da diversidade genética de 19 ecótipos Portugueses de Opuntia spp. pertencentes a quatro espécies, O. ficus-indica (16 ecótipos), O. dillennii (1), O. elata (1) e...

  5. Chamaeleon V1.0B - proposta de ferramenta para a melhoria do processo de vectorização manual de dados geográficos.

    Antunes, J.M.C.
    Chamaeleon V1.0B - proposta de ferramenta para a melhoria do processo de vectorização manual de dados geográficos.

  6. Chamaeleon V1.0B - proposta de ferramenta para a melhoria do processo de vectorização manual de dados geográficos.

    Antunes, J.M.C.
    Chamaeleon V1.0B - proposta de ferramenta para a melhoria do processo de vectorização manual de dados geográficos.

  7. Biocombustíveis em Portugal - desafios e oportunidades : enquadramento.

    Monteiro, J.S.T.
    Biocombustíveis em Portugal - desafios e oportunidades : enquadramento.

  8. Biocombustíveis em Portugal - desafios e oportunidades : enquadramento.

    Monteiro, J.S.T.
    Biocombustíveis em Portugal - desafios e oportunidades : enquadramento.

  9. Tutorias na Escola Superior Agrária de Castelo Branco.

    Silva, I.F.
    Tutorias na Escola Superior Agrária de Castelo Branco.

  10. Tutorias na Escola Superior Agrária de Castelo Branco.

    Silva, I.F.
    Tutorias na Escola Superior Agrária de Castelo Branco.

  11. A influência da luz na aclimatação do castanheiro.

    Gonçalves, J.C.; Mendonça, S.G.
    Este estudo teve como objectivo verificar a influência da intensidade luminosa durante a aclimatização de rebentos de castanheiro (Castanea sativa x Castanea crenata) regenerados in vitro, tendo sido submetidos a dois tratamentos de luz, de 250 m mol m-2s-1 e 150 m mol m-2s-1. Para a análise dos tratamentos foram quantificados parâmetros de análise de crescimento.Verificou-se que as plantas que foram sujeitas a uma irradiância de 250 m mol m-2s-1 apresentaram maior crescimento e consequentemente maior quantidade de biomassa, desenvolvendo assim sistemas radiculares e aéreos com maior potencial, que os desenvolvidos nas plantas sujeitas a uma irradiância de 150 m...

  12. A influência da luz na aclimatação do castanheiro.

    Gonçalves, J.C.; Mendonça, S.G.
    Este estudo teve como objectivo verificar a influência da intensidade luminosa durante a aclimatização de rebentos de castanheiro (Castanea sativa x Castanea crenata) regenerados in vitro, tendo sido submetidos a dois tratamentos de luz, de 250 m mol m-2s-1 e 150 m mol m-2s-1. Para a análise dos tratamentos foram quantificados parâmetros de análise de crescimento.Verificou-se que as plantas que foram sujeitas a uma irradiância de 250 m mol m-2s-1 apresentaram maior crescimento e consequentemente maior quantidade de biomassa, desenvolvendo assim sistemas radiculares e aéreos com maior potencial, que os desenvolvidos nas plantas sujeitas a uma irradiância de 150 m...

  13. Caracterização florística e recuperação paisagística da Quinta da Cruz.

    Gonçalves, S.M.; Caldeira, R.
    O objectivo deste trabalho é estudar todas as comunidades seminaturais existentes na Quinta da Cruz - Viseu, por forma a elaborar uma proposta de gestão e conservação do espaço da Quinta, com uma vertente de educação Ambiental (EA). Deste modo, realizaram-se inventários florísticos para caracterizar as comunidades vegetais, baseadas na composição florística e na abundância/dominância das espécies. Foi também elaborada a carta de ocupação do solo, em ambiente ArcView, baseada na fotointerpretação e posterior verificação no campo. Com base em tudo isto, foi possível fazer uma proposta de gestão do Património Natural e Arquitectónico da Quinta da Cruz.

  14. Caracterização florística e recuperação paisagística da Quinta da Cruz.

    Gonçalves, S.M.; Caldeira, R.
    O objectivo deste trabalho é estudar todas as comunidades seminaturais existentes na Quinta da Cruz - Viseu, por forma a elaborar uma proposta de gestão e conservação do espaço da Quinta, com uma vertente de educação Ambiental (EA). Deste modo, realizaram-se inventários florísticos para caracterizar as comunidades vegetais, baseadas na composição florística e na abundância/dominância das espécies. Foi também elaborada a carta de ocupação do solo, em ambiente ArcView, baseada na fotointerpretação e posterior verificação no campo. Com base em tudo isto, foi possível fazer uma proposta de gestão do Património Natural e Arquitectónico da Quinta da Cruz.

  15. Inseminação artificial em abelhas rainhas.

    Mendes, A.M.C.
    A inseminação artificial em abelhas é uma técnica muito delicada e específica. Foram necessários muitos anos de pesquisa e investigação para conseguir ultrapassar as barreiras que lhe foram surgindo, até chegar a nós. A inseminação artificial é fundamental para a selecção e melhoria genética a abelha, uma vez que supõe controlo da ascendência. Não é difícil o controlo da linha mãe, mas sim o da linha pai, pois o acasalamento realiza-se durante o voo e cada rainha acasala com vários zângãos. O conhecimento da anatomia e da genética da abelha, combinado com o desenvolvimento dos equipamentos, técnica e cuidados a...

  16. Inseminação artificial em abelhas rainhas.

    Mendes, A.M.C.
    A inseminação artificial em abelhas é uma técnica muito delicada e específica. Foram necessários muitos anos de pesquisa e investigação para conseguir ultrapassar as barreiras que lhe foram surgindo, até chegar a nós. A inseminação artificial é fundamental para a selecção e melhoria genética a abelha, uma vez que supõe controlo da ascendência. Não é difícil o controlo da linha mãe, mas sim o da linha pai, pois o acasalamento realiza-se durante o voo e cada rainha acasala com vários zângãos. O conhecimento da anatomia e da genética da abelha, combinado com o desenvolvimento dos equipamentos, técnica e cuidados a...

  17. Centro de recuperação de animais selvagens de Castelo Branco - resultados 1999 a 2001.

    Infante, S.; Silva, R.
    O CERAS (Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco) está localizado na Escola Superior Agrária de Castelo Branco e tem como principais objectivos a recuperação e o estudo da fauna selvagem, através da recuperação, programas de reprodução em cativeiro, estudos para a protecção da fauna e dos seus habitats. Com este artigo pretendemos mostrar os primeiros resultados obtidos no centro de recuperação de fauna durante os 3 primeiros anos de funcionamento, 1999 a 2001, no qual deram entrada 157 animais, e destes 50% foram devolvidos à natureza. As principais causas de ingresso dos animais são a...

  18. Centro de recuperação de animais selvagens de Castelo Branco - resultados 1999 a 2001.

    Infante, S.; Silva, R.
    O CERAS (Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco) está localizado na Escola Superior Agrária de Castelo Branco e tem como principais objectivos a recuperação e o estudo da fauna selvagem, através da recuperação, programas de reprodução em cativeiro, estudos para a protecção da fauna e dos seus habitats. Com este artigo pretendemos mostrar os primeiros resultados obtidos no centro de recuperação de fauna durante os 3 primeiros anos de funcionamento, 1999 a 2001, no qual deram entrada 157 animais, e destes 50% foram devolvidos à natureza. As principais causas de ingresso dos animais são a...

  19. Actividade profissional dos diplomados pela Escola Superior Agrária de Castelo Branco.

    Almeida, C.A.M.; Esteves, M.L.
    Actividade profissional dos diplomados pela Escola Superior Agrária de Castelo Branco.

  20. Actividade profissional dos diplomados pela Escola Superior Agrária de Castelo Branco.

    Almeida, C.A.M.; Esteves, M.L.
    Actividade profissional dos diplomados pela Escola Superior Agrária de Castelo Branco.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.