Recursos de colección

Repositório do Instituto Politénico de Castelo Branco (14.798 recursos)

O Repositório Científico do Instituto Politécnico de Castelo Branco tem como objectivos fundamentais a divulgação, a preservação em formato digital e a partilha do conhecimento científico gerado na instituição, constituindo-se numa ferramenta de valor acrescentado porque permite aumentar a visibilidade e o impacto da investigação desenvolvida.

ESACB - Escola Superior Agrária

Mostrando recursos 1 - 20 de 3.279

  1. Património arbóreo. Cidade de Castelo Branco

    Alegria, C.M.M.; Alegria, C.; Martins, J.A.
    Património arbóreo. Cidade de Castelo Branco

  2. Fruit production from Opuntia ficus-indica ecotypes in comparison to commercial Italian clones

    Reis, C.M.G.; Gazarini, Luiz; Ribeiro, M.M.A.
    Fruit production, as an elementary chemical characteristic of the fruit, was evaluated in 16 Opuntia ficus-indica Portuguese ecotypes cultivated in a marginal soil without tillage, in the second and third years after plantation. The O. ficus-indica ecotypes were compared with the Italian cultivars ‘Bianca’ and ‘Gialla’. Significant differences were found among the O. ficus-indica ecotypes in biomass-related parameters and fruit yield, and different groups were established. Two spineless ecotypes (OFI-12 and OFI-13) had highest biomass production, with 9.9 Mg/ha dry matter on average. This was not significantly different from the ‘Gialla’ cultivar, which averaged 11.9 Mg/ha, for a density of...

  3. Alvenaria de sacos de terra: análise do ciclo de vida.

    Mendes, Michael; Santos, C.C.
    Tendo em atenção a procura de soluções alternativas de construção em meios com difícil acesso e a utilização de materiais sustentáveis, o presente trabalho analisa o ciclo de vida de uma construção de adobe moldado, composta por paredes resistentes de sacos de terra, baseando-se num protótipo desenvolvido no Nhangau, na província de Sofala em Moçambique. Partindo duma matéria prima considerada frágil e caracterizando os materiais que servem de base para o presente estudo, demonstra-se as qualidades e a sustentabilidade dos referidos materiais para a aplicação nas construções de baixo custo e onde o acesso aos materiais é difícil. Não obstante...

  4. Importância económica da nogueira para a produção de noz.

    Almeida, C.A.M.
    A cultura da nogueira (Juglans regia L.) para exploração do fruto é uma prática de longa data em diversos países do mundo. As características organoléticas da noz que até aos nossos dias estavam na base do interesse comercial do fruto, enquanto elemento da dieta alimentar humana, têm vindo a ser alvo de um reconhecimento crescente nos últimos anos, por força do aumento da capacidade de análise dos constituintes do fruto bem como do conhecimento dos efeitos que estes podem exercer na saúde alimentar do Homem. Contribui ainda a favor da cultura da nogueira a grande diversidade de utilização dos seus...

  5. Composição química e propriedades bioativas da noz (Juglans regia L.).

    Peres, M.F.; Gouveia, C.
    As nozes são dos frutos secos mais consumidos em todo o mundo. Possuem um elevado valor nutricional, apresentando a relação mais elevada de ácidos gordos ω3/ω6, entre todos os frutos secos. Contêm ainda vários compostos bioativos relacionados com a prevenção de diversas doenças. As evidências científicas atuais permitem a utilização de uma alegacão de saúde específica para a noz designadamente "As nozes contribuem para a melhoria da elasticidade dos vasos sanguíneos".

  6. A importância dos hábitos de frutificação da nogueira na implantação do pomar.

    Ramos, A.S.; Valério, Fátima
    A nogueira e uma espécie lenhosa produtora de frutos e, como tal, o sucesso de um pomar de nogueiras dependera, entre outros fatores, do sucesso da função reprodutora. Deste modo, o conhecimento sobre os seus órgãos e hábitos de frutificação será imprescindível a quem pretenda dedicar-se à nucicultura, em particular nas decisões a tomar na fase de implantação, ao nível da polinização (dicogamia e escolha de polinizadoras), das cultivares (vigor, tipo de frutificação), dos sistemas de plantação (nível de intensificação, ocupação do terreno, colonização do espaço aéreo) e da poda de formação. Todas essas decisões irão ter reflexo na capacidade produtiva...

  7. Estudo da curva de crescimento comercial em função do sexo e do tipo de parto na raça ovina Mallorquina.

    Nogales, S.; León, J.M.; Lupi, T.M.; Palou, T.; Espinosa, M.A.
    A raça ovina Mallorquina encontra-se localizada na Ilha de Mallorca (Espanha), com um censo, a 31 de dezembro de 2015, de 14635 reprodutores, e está considerada em perigo de extinção. Esta raça, cuja produção principal é o cordeiro pascal e de leite, tem uma função importante na ilha sobre a conservação do meio ambiente pela sua clara adaptação ao meio. O estudo do crescimento é uma ferramenta fundamental para o conhecimento da raça e está integrado no programa oficial de melhora genética.

  8. Livro genealógico da raça ovina Churra do Campo.

    Andrade, C.S.C.R.
    A raça ovina Churra do Campo derivou dos primitivos ovinos do tronco ibérico-pirenaico que povoaram todo o norte montanhoso da Península lbérica. Foi descrita por Sobral et al. (1987) como sendo uma raça de pequeno formato, dotada de extrema rusticidade, o que lhe permitia subsistir em zonas muito pobres de pastagens, na raia da Beira Baixa com Espanha, norte do concelho de Idanha-a-Nova, Penamacor e algumas manchas no concelho do Fundão. Explorada em regime extensivo, caracterizava-se pela sua tripla função carne, leite e lã, no entanto não revela nenhuma aptidão especializada (Sobral et al., 1987).

  9. Cercas permanentes de utilização temporária para proteção de efetivos zootécnicos contra predação por lobo - Projeto LIFE-MEDWOLF.

    Rodrigues, J.P.V.; Andrade, L.P.; Carvalho, J.; Galvão, A.
    O Lobo-ibérico (Canis lupus signatus Cabrera, 1907) encontra-se, em Portugal nas regiões fronteiriças dos distritos de Viana do Castelo e de Braga, em Trás-os-Montes e parte dos distritos de Aveiro, de Viseu e da Guarda. Podem-se considerar duas subpopulações: uma a norte do rio Douro, em continuidade com a população espanhola e outra a sul daquele rio, muito isolada e com elevado nível de fragmentação. Estatuto de conservação: em perigo (Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, 2005); legislação nacional especifica (Lei n.º 90/88, de 13 de agosto e Decreto-Lei n.º 139/90, de 27 de abril (revogado) e DL n° 54/16,...

  10. Production, nutritive and feeding value of Portuguese Mediterranean annual type rainfeed pastures - Castelo Branco.

    Almeida, J.P.F.; Andrade, C.S.C.R.; Rodrigues, A.M.
    Subterranean clover pastures (SC) have a higher nutritive value than Portuguese natural pastures (NP). However, this assumption does not include anti - quality factors and potential intake (determined by stocking rates - SR). Therefore, we tested the hypothesis that advantages of SC over NP are different if we consider feeding value (FV=nutritive value x intake x SR) instead nutritive value (NV) alone. Productivity of SC and NP was compared at Castelo Branco region, Portugal. Nutritive value components used for contrasts were: dry matter (DM), metabolizable energy, crude protein (CP) and ADF concentrations. Nutrient requirements of a merino ewe (50 kg...

  11. Characterization and evaluation of Portuguese Opuntia spp. germplasm

    Reis, Carlos Manuel Gaspar dos
    The main objectives of this thesis were to characterize and evaluate Portuguese Opuntia spp. ecotypes for biomass production and the cladodes nutritional quality for fodder, and for fruit yield and quality. In addition, the genetic diversity was assessed with nuclear microsatellite (nuSSR) markers. The plant vigour and biomass production were evaluated in germplasm of O. ficus-indica by non-destructive methods, 3 years following planting. Among ecotypes, significant differences were found in the studied biomass-related parameters and several homogeneous groups were established. In the case of the cladodes nutritional profile significant, differences were found in the crude protein and the ash content,...

  12. Rooting and survival of cork oak (Quercus suber L.) cuttings

    Ribeiro, M.M.A.; Raimundo, Joana; Amâncio, Sara
    The cork oak (Quercus suber L.) has remarkable ecological, social and economic value in the Mediterranean region. Due to the growing economic interest in cork, human intervention in the plant production and renewal of this species is crucial. Thus, the optimization of the propagation methodologies to produce selected and improved trees for high quality cork production is a key factor in the species improvement program. Rooting and survival of cuttings are greatly affected by several external and internal factors. To circumvent this problem, experiments were made using young seedlings as a source of cork oak cuttings for two consecutive years....

  13. Assessment of Genetic Diversity in Opuntia spp. Portuguese Populations Using SSR Molecular Markers

    Reis, C.M.G.; Raimundo, Joana; Ribeiro, M.M.A.
    The Opuntia spp., most likely few individuals, were introduced in the Iberian Peninsula in the beginning of the 16th century, after the discovery of America, spreading afterwards throughout the Mediterranean basin. We analysed, for the first time, the genetic diversity in a set of 19 Portuguese Opuntia spp. populations from the species O. ficus-indica, O. elata, O. dillenii and O. robusta using nuclear microsatellite (nuSSR) markers. The Italian cultivars ‘Bianca’, ‘Gialla’ and ‘Rossa’ were included in the study for comparison purposes. The nuSSR amplifications produced from five to 16 alleles, with an average of 9.2 alleles per primer pair, and...

  14. Proposta de constituição de uma rede de protecção e activação biológica para a península de Setúbal

    Quinta-Nova, L.C.
    Como objectivo fundamental deste trabalho tem-se a manutenção e a activação da diversidade ecológica, entendendo-se como tal a diversidade, em termos de espécies e de habitats, nas áreas terrestres ou nas áreas costeiras sujeitas aos movimentos cíclicos das marés, com cobrimento temporário pelas águas, de uma região designada por Península de Setúbal, limitada a norte e a sul, respectivamente, pelo Estuário do Tejo e pelo Estuário do Sado, e a este por um eixo vertical situado entre Setúbal e o Montijo. Para tal elaborou-se uma estrutura que interligasse as diversas áreas que apresentam um alto valor ecológico, definido com base...

  15. Developing an index for forest productivity mapping - A case study for maritime pine production regulation in Portugal

    Mestre, S.; Alegria, C.M.M.; Albuquerque, M.T.D.; Goovaerts, P.
    Productivity is very dependent on the environmental and biotic factors present at the site where the forest species of interest is present. Forest site productivity is usually assessed using empirical models applied to inventory data providing discrete predictions. While the use of GIS-based models enables building a site productivity distribution map. Therefore, the aim of this study was to derive a productivity index using multivariate statistics and coupled GIS-geostatistics to obtain a forest productivity map. To that end, a study area vastly covered by naturally regenerated forests of maritime pine in central Portugal was used. First, a productivity index (PI) was built based on Factorial Correspondence...

  16. Estudo de impacte ambiental de uma Unidade de Produção de Óleo de Pirólise, Carregal do Sal - Clima, Solos, Uso do Solo e Paisagem

    Quinta-Nova, L.C.
    Estão sujeitos a AIA, entre outros, os projetos enunciados no anexo II do Decreto-Lei n.º 197/2005. A metodologia seguida para elaboração do EIA compreendeu as seguintes etapas: Realização de trabalho de campo e recolha de informação no local; Análise bibliográfica, de elementos do projeto e de legislação relevante; Tratamento da informação recolhida com vista à caracterização da situação atual do ambiente potencialmente afetado pelo projeto e à previsão da evolução do ambiente na ausência do projeto; Análise de impactes decorrentes do projeto e identificação de medidas de prevenção, redução ou compensação dos impactes negativos, bem como de planos de monitorização.

  17. Estudo de impacte ambiental do Centro Comercial RainhaShopping - Clima, Solos e Ordenamento do Território

    Quinta-Nova, L.C.
    Estão sujeitos a AIA, entre outros, os projetos enunciados no anexo II do Decreto-Lei n.º 197/2005. A metodologia seguida para elaboração do EIA compreendeu as seguintes etapas: Realização de trabalho de campo e recolha de informação no local; Análise bibliográfica, de elementos do projeto e de legislação relevante; Tratamento da informação recolhida com vista à caracterização da situação atual do ambiente potencialmente afetado pelo projeto e à previsão da evolução do ambiente na ausência do projeto; Análise de impactes decorrentes do projeto e identificação de medidas de prevenção, redução ou compensação dos impactes negativos, bem como de planos de monitorização.

  18. Estudo de impacte ambiental da Zona Industrial de Silvares, Fundão - Solos e Capacidade de Uso do Solo

    Quinta-Nova, L.C.
    Estão sujeitos a AIA, entre outros, os projetos enunciados no anexo II do Decreto-Lei n.º 197/2005. A metodologia seguida para elaboração do EIA compreendeu as seguintes etapas: Realização de trabalho de campo e recolha de informação no local; Análise bibliográfica, de elementos do projeto e de legislação relevante; Tratamento da informação recolhida com vista à caracterização da situação atual do ambiente potencialmente afetado pelo projeto e à previsão da evolução do ambiente na ausência do projeto; Análise de impactes decorrentes do projeto e identificação de medidas de prevenção, redução ou compensação dos impactes negativos, bem como de planos de monitorização.

  19. Mapa "Zona Histórica de Castelo Branco"

    Carvalho, Nuno; Quinta-Nova, Luís
    Cartografia de detalhe da Zona Histórica da cidade de Castelo Branco, efetuada com base na norma ISOM2004 - International Specification for Orienteering Maps.

  20. Orientação em Contexto Escolar II

    Quinta-Nova, L.C.; Cardoso, Jorge
    O curso visou: Fornecer informação específica sobre a Orientação como conteúdo curricular de Educação Física, numa perspectiva de complemento e enriquecimento dos programas nacionais. Dar a conhecer metodologias de iniciação à Orientação desportiva no Ensino Básico e Secundário em espaços interiores da escola e espaços circundantes utilizando mapas. Fornecer pistas para a produção de ferramentas didácticas indispensáveis à elaboração de unidades de aprendizagem.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.