Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (12.289 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

PSOC - Artigos em revistas nacionais

Mostrando recursos 1 - 20 de 91

  1. Guarda paterna e representações sociais de paternidade e maternidade

    Vieira, Elaine Novaes; Sousa, Lídio de
    Dentre as reflexões sobre a condição masculina observa-se a demanda por uma ‘nova paternidade’, baseada numa maior aproximação afectiva entre pai e filho, bem como no seu envolvimento nos cuidados diários com os filhos. Neste estudo objetivou-se investigar as representações sociais de paternidade e maternidade de homens separados, com a guarda dos filhos há pelo menos um ano e que constituíam famílias monoparentais. Foram entrevistados 11 homens com a utilização de um roteiro semiestruturado abordando: dados pessoais, RS de paternidade e maternidade, relacionamento conjugal, guarda, quotidiano e avaliações. Os dados foram analisados através do software Alceste e da Análise de Conteúdo. Os elementos das RS de paternidade encontrados foram: Responsabilidade e Acompanhamento, Afectividade e Companheirismo, Orientação...

  2. Guarda paterna e representações sociais de paternidade e maternidade

    Vieira, Elaine Novaes; Sousa, Lídio de
    Dentre as reflexões sobre a condição masculina observa-se a demanda por uma ‘nova paternidade’, baseada numa maior aproximação afectiva entre pai e filho, bem como no seu envolvimento nos cuidados diários com os filhos. Neste estudo objetivou-se investigar as representações sociais de paternidade e maternidade de homens separados, com a guarda dos filhos há pelo menos um ano e que constituíam famílias monoparentais. Foram entrevistados 11 homens com a utilização de um roteiro semiestruturado abordando: dados pessoais, RS de paternidade e maternidade, relacionamento conjugal, guarda, quotidiano e avaliações. Os dados foram analisados através do software Alceste e da Análise de Conteúdo. Os elementos das RS de paternidade encontrados foram: Responsabilidade e Acompanhamento, Afectividade e Companheirismo, Orientação...

  3. Reacções à injustiça no trabalho: Impacto da crença no mundo justo, da justiça procedimental e da justiça distributiva

    Gago, Ana Rita; Correia, Isabel
    Este artigo teve por base a Dissertação de Mestrado em Psicologia Social e das Organizações elaborada por Ana Rita Gago sob a orientação de Isabel Correia.

  4. Reacções à injustiça no trabalho: Impacto da crença no mundo justo, da justiça procedimental e da justiça distributiva

    Gago, Ana Rita; Correia, Isabel
    Este artigo teve por base a Dissertação de Mestrado em Psicologia Social e das Organizações elaborada por Ana Rita Gago sob a orientação de Isabel Correia.

  5. A (in)justiça relativa da acção positiva – A influência do género na controvérsia sobre as quotas baseadas no sexo

    Santos, Maria Helena; Amâncio, Lígia
    Perante a sub-representação dos membros de alguns grupos minoritários e das mulheres, a nível mundial, em diversos órgãos de decisão, como é o caso da política, têm sido criadas medidas de acção positiva, com o objectivo de se promover a igualdade. Contudo, estas têm suscitado enorme controvérsia, dividindo opiniões. O presente artigo teórico pretende identificar, na literatura, as principais razões desta controvérsia, dando particular destaque à percepção de justiça. Propõe, como contributo para este debate, a articulação dos estudos de género com os da percepção da justiça (recorrendo às teorias da justiça distributiva, procedimental e da privação relativa), de modo a procurar elucidar alguns dos argumentos regularmente usados pelos detractores das medidas de acção...

  6. A (in)justiça relativa da acção positiva – A influência do género na controvérsia sobre as quotas baseadas no sexo

    Santos, Maria Helena; Amâncio, Lígia
    Perante a sub-representação dos membros de alguns grupos minoritários e das mulheres, a nível mundial, em diversos órgãos de decisão, como é o caso da política, têm sido criadas medidas de acção positiva, com o objectivo de se promover a igualdade. Contudo, estas têm suscitado enorme controvérsia, dividindo opiniões. O presente artigo teórico pretende identificar, na literatura, as principais razões desta controvérsia, dando particular destaque à percepção de justiça. Propõe, como contributo para este debate, a articulação dos estudos de género com os da percepção da justiça (recorrendo às teorias da justiça distributiva, procedimental e da privação relativa), de modo a procurar elucidar alguns dos argumentos regularmente usados pelos detractores das medidas de acção...

  7. Desigualdades na divisão do trabalho familiar, sentimento de justiça e processos de comparação social

    Poeschl, Gabrielle
    Os estudos sobre a organização familiar mostram que, apesar do ingresso em massa das mulheres no mercado de trabalho, poucas mudanças ocorreram na divisão do trabalho familiar entre os cônjuges. Assim, as práticas familiares desiguais mantêm-se em sociedades baseadas numa ética igualitarista sem que, paradoxalmente, esse facto suscite um sentimento de injustiça. Esta constatação originou diversas tentativas de explicação, sendo uma delas que as comparações, selectivas, efectuadas pelas mulheres as levam a considerar a divisão desigual do trabalho familiar apropriada. O presente trabalho procura questionar esta explicação e mostrar que a maior parte das comparações entre homens e mulheres levam a avaliar comportamentos semelhantes de forma diferente, na medida em que esses comportamentos são ajustados aos...

  8. Desigualdades na divisão do trabalho familiar, sentimento de justiça e processos de comparação social

    Poeschl, Gabrielle
    Os estudos sobre a organização familiar mostram que, apesar do ingresso em massa das mulheres no mercado de trabalho, poucas mudanças ocorreram na divisão do trabalho familiar entre os cônjuges. Assim, as práticas familiares desiguais mantêm-se em sociedades baseadas numa ética igualitarista sem que, paradoxalmente, esse facto suscite um sentimento de injustiça. Esta constatação originou diversas tentativas de explicação, sendo uma delas que as comparações, selectivas, efectuadas pelas mulheres as levam a considerar a divisão desigual do trabalho familiar apropriada. O presente trabalho procura questionar esta explicação e mostrar que a maior parte das comparações entre homens e mulheres levam a avaliar comportamentos semelhantes de forma diferente, na medida em que esses comportamentos são ajustados aos...

  9. Psicologia social da justiça: Fundamentos e desenvolvimentos teóricos e empíricos

    Correia, Isabel
    Pretende-se com este artigo oferecer ao leitor uma revisão de literatura do que consideramos serem os principais desenvolvimentos teóricos e empíricos da Psicologia Social da Justiça. Para esta sistematização partimos das correntes teóricas na investigação da justiça identificadas por Tyler, Boeckman, Smith, e Huo (1997): a privação relativa, a justiça distributiva, a justiça procedimental, a justiça retributiva, tendo nós acrescentado a justiça reparadora (Braithwaite, 1999).

  10. Psicologia social da justiça: Fundamentos e desenvolvimentos teóricos e empíricos

    Correia, Isabel
    Pretende-se com este artigo oferecer ao leitor uma revisão de literatura do que consideramos serem os principais desenvolvimentos teóricos e empíricos da Psicologia Social da Justiça. Para esta sistematização partimos das correntes teóricas na investigação da justiça identificadas por Tyler, Boeckman, Smith, e Huo (1997): a privação relativa, a justiça distributiva, a justiça procedimental, a justiça retributiva, tendo nós acrescentado a justiça reparadora (Braithwaite, 1999).

  11. Individualismo-colectivismo: Dos aspectos conceptuais às questões de avaliação

    Ciochina, Laura; Faria, Luísa
    O presente estudo, com 200 sujeitos, desenvolve o estado da arte, teórico e metodológico, da debatida dimensão cultural e intercultural de individualismo- -colectivismo (IND/COL). Este objectivo foi operacionalizado à luz do processo de validação de um questionário de avaliação do IND/COL para o contexto português, nomeadamente o Questionário de Individualismo-Colectivismo de Shulruf, Hattie, e Dixon (2003, Anonymous Questionnaire of Self- Attitudes – AQSA), construído no contexto neozelandês e constituído por 26 itens, 15 ilustrativos da dimensão de individualismo (IND) e 11 da dimensão de colectivismo (COL). Os resultados das análises factoriais confirmatórias (AFC) realizadas acerca do AQSA apontaram para uma nova estrutura factorial deste instrumento, a ser verificada em estudos futuros de AFC de segunda...

  12. O escalão etário e o tempo de prática da modalidade como determinantes das atribuições causais no desporto: Um estudo efectuado no futebol

    Sousa, Paulo Malico; Rosado, António Fernando; Cabrita, Túlia
    Analisando uma amostra constituída por 192 futebolistas, este estudo pretendeu avaliar a influência das variáveis independentes referentes ao escalão etário (juniores vs. seniores) e tempo de prática desportiva federada (£ 5 anos; 6 a 10 anos; ³ 11 anos) nas atribuições de causalidade efectuadas pelos atletas para explicarem os resultados mais importantes das suas carreiras desportivas. Baseando-nos no modelo atribuicional da motivação e emoção de Weiner (1979, 1986), que explica a percepção de causalidade ao longo das dimensões de locus de causalidade, estabilidade e controlabilidade, encontramos resultados que permitem evidenciar que os jogadores de diferentes escalões etários e com tempos de prática desportiva diferenciados, não se assemelham na forma como percepcionam os seus resultados,...

  13. Ansiedad y autoconfianza de jóvenes judokas en situaciones competitivas de alta presión

    García, Raquel Hernández; Zafra, Aurelio Olmedilla; Toro, Enrique Ortega
    RESUMEN: En este trabajo se pretende realizar una aproximación a los estados de ansiedad y autoconfianza que manifiestan los jóvenes judokas en los momentos previos de competiciones con fuerte carga de presión. El objetivo del estudio es determinar si, en este contexto situacional, existen diferencias entre judokas de categoría infantil y judokas de categoría cadete respecto a los valores en ansiedad y en autoconfianza. Han participado un total de 97 judokas varones, de los que 49 pertenecen a la categoría infantil, y 48 a la categoría cadete. La prueba utilizada para evaluar la ansiedad ha sido el Competitive State Anxiety Inventory-2 de Martens, Vealey y Burton (1990) que evalúa la ansiedad cognitiva, la...

  14. A expressão das formas indirectas de racismo na infância

    França, Dalila Xavier de; Monteiro, Maria Benedita
    Realizamos três estudos com o objetivo de verificar o efeito idade na expressão das formas indiretas de racismo em crianças brancas. No primeiro estudo, a discriminação racial foi avaliada através da distribuição de recompensas para alvos branco e negro em dois contextos, um que justificava e outro que não justificava a discriminação. Verificamos que a partir dos 7 anos as crianças discriminavam o alvo negro apenas no contexto que justificava a discriminação. No segundo estudo, a discriminação foi medida através da distribuição de recursos em contextos de saliência e de não saliência norma anti-racista. Observamos que crianças de 5-7 anos discriminam o alvo Negro mesmo no contexto de saliência da norma anti-racista. Já...

  15. Violência na intimidade juvenil: Da vitimação à perpetração

    Caridade, Sonia; Machado, Carla
    A investigação internacional na área da violência nas relações íntimas juvenis tem experimentado um crescimento exponencial, sobretudo nas últimas duas décadas. Também em Portugal começam a surgir alguns estudos a este nível. Este artigo pretende constituir uma revisão da literatura sobre o tema, em que se procura destacar os indicadores de prevalência deste tipo de abuso nos jovens, em termos de vitimização e perpetração, dando especial enfoque à relação entre vitimização, agressão e género. Simultaneamente, são alvo de análise as crenças e atitudes subjacentes a este tipo de violência, os factores de risco para a sua ocorrência, assim como o impacto a curto, médio e longo- -prazo deste fenómeno na vida dos...

  16. Violência na intimidade juvenil: Da vitimação à perpetração

    Caridade, Sonia; Machado, Carla
    A investigação internacional na área da violência nas relações íntimas juvenis tem experimentado um crescimento exponencial, sobretudo nas últimas duas décadas. Também em Portugal começam a surgir alguns estudos a este nível. Este artigo pretende constituir uma revisão da literatura sobre o tema, em que se procura destacar os indicadores de prevalência deste tipo de abuso nos jovens, em termos de vitimização e perpetração, dando especial enfoque à relação entre vitimização, agressão e género. Simultaneamente, são alvo de análise as crenças e atitudes subjacentes a este tipo de violência, os factores de risco para a sua ocorrência, assim como o impacto a curto, médio e longo- -prazo deste fenómeno na vida dos...

  17. Aparência física e amizade íntima na adolescência: Estudo num contexto pré- -universitário

    Cordeiro, Raúl
    O presente estudo aborda a associação entre a percepção sobre a aparência física e a amizade íntima, considerando- os como um factor de importante valor preditivo no desenvolvimento psicossocial de adolescentes. Um grupo de alunos matriculados no 12.º Ano de Escolaridade, foi inquirida através da aplicação directa de um Questionário contendo as seguintes escalas de medida: Escala de Amizade Íntima – Intimate Friendship Scale (Sharabany, 1994), Escala de Percepção de Auto-conceito – The self-perception profile for college students (Neemann & Harter, 1986) adaptada para a população portuguesa (Ribeiro, 1994) e Notação Social Familiar – Graffar Adaptado, adaptada do original (Graffar, 1956). Os valores de Amizade Íntima são mais elevados no sexo feminino e os...

  18. Aparência física e amizade íntima na adolescência: Estudo num contexto pré- -universitário

    Cordeiro, Raúl
    O presente estudo aborda a associação entre a percepção sobre a aparência física e a amizade íntima, considerando- os como um factor de importante valor preditivo no desenvolvimento psicossocial de adolescentes. Um grupo de alunos matriculados no 12.º Ano de Escolaridade, foi inquirida através da aplicação directa de um Questionário contendo as seguintes escalas de medida: Escala de Amizade Íntima – Intimate Friendship Scale (Sharabany, 1994), Escala de Percepção de Auto-conceito – The self-perception profile for college students (Neemann & Harter, 1986) adaptada para a população portuguesa (Ribeiro, 1994) e Notação Social Familiar – Graffar Adaptado, adaptada do original (Graffar, 1956). Os valores de Amizade Íntima são mais elevados no sexo feminino e os...

  19. Avaliação da eficácia de um programa de treino de visualização mental num escalão de formação desportiva no basquetebol

    Marques, Ana; Gomes, A. Rui
    Neste artigo apresentam-se os resultados da implementação de um programa de visualização mental junto de uma equipa de basquetebol do escalão de Cadetes A, ao longo de seis meses, correspondendo a grande parte da época desportiva. A avaliação psicológica foi efectuada ao longo do programa, utilizando-se um plano longitudinal com medidas repetidas, no sentido de observar a frequência e a qualidade da visualização mental (VM). Os resultados sugerem a eficácia do programa desenvolvido, nomeadamente na maior tendência dos atletas aplicarem as técnicas treinadas entre o início e o final da intervenção. Por outro lado, os dados recolhidos sobre as dimensões da VM que mais beneficiaram com a intervenção, indicam um efeito particularmente positivo...

  20. Avaliação da eficácia de um programa de treino de visualização mental num escalão de formação desportiva no basquetebol

    Marques, Ana; Gomes, A. Rui
    Neste artigo apresentam-se os resultados da implementação de um programa de visualização mental junto de uma equipa de basquetebol do escalão de Cadetes A, ao longo de seis meses, correspondendo a grande parte da época desportiva. A avaliação psicológica foi efectuada ao longo do programa, utilizando-se um plano longitudinal com medidas repetidas, no sentido de observar a frequência e a qualidade da visualização mental (VM). Os resultados sugerem a eficácia do programa desenvolvido, nomeadamente na maior tendência dos atletas aplicarem as técnicas treinadas entre o início e o final da intervenção. Por outro lado, os dados recolhidos sobre as dimensões da VM que mais beneficiaram com a intervenção, indicam um efeito particularmente positivo...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.