Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (11.586 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

PCLI - Artigos em revistas nacionais

Mostrando recursos 1 - 20 de 159

  1. Técnica mista

    Vicente, Luisa Branco
    A autora começa por descrever a “técnica mista”, indicando o tipo de doentes para os quais lhe vê as principais aplicações. Faz em seguida uma rápida revisão: da concepção de Jean Bergeret sobre a classificação das psicoterapias (de orientação analítica ou não); dos conceitos de transferência e contra-transferência (revisitando Freud, Klein e Bion, entre outros); finalmente da técnica psicodramática. Para a autora, a expansão da mente – consequente ao crescimento afectivo e cognitivo do indivíduo, e dificilmente concebível num processo terapêutico, se a evolução e interpretação da transferência e resistência, bem como a análise da contra-transferência, não forem continuamente trabalhadas. Elabora em seguida sobre o material clínico, dado por uma jovem em sessões psicodramáticas e...

  2. Técnica mista

    Vicente, Luisa Branco
    A autora começa por descrever a “técnica mista”, indicando o tipo de doentes para os quais lhe vê as principais aplicações. Faz em seguida uma rápida revisão: da concepção de Jean Bergeret sobre a classificação das psicoterapias (de orientação analítica ou não); dos conceitos de transferência e contra-transferência (revisitando Freud, Klein e Bion, entre outros); finalmente da técnica psicodramática. Para a autora, a expansão da mente – consequente ao crescimento afectivo e cognitivo do indivíduo, e dificilmente concebível num processo terapêutico, se a evolução e interpretação da transferência e resistência, bem como a análise da contra-transferência, não forem continuamente trabalhadas. Elabora em seguida sobre o material clínico, dado por uma jovem em sessões psicodramáticas e...

  3. Algumas notas acerca da consulta de psicologia clínica

    Santos, Mário J. A.
    Partindo do conceito de consulta de psicologia clínica, o autor aborda a experiência de realizá-la, com pacientes de idades compreendidas entre os 3 e os 13 anos, ao longo de quase duas décadas de trabalho, primeiro, no C.S.M.I.J.L. e, depois, no H.D.E.. Esse trabalho clínico tem sido realizado numa perspectiva teórico-prática de orientação psicanalítica. A análise da relação, que se estabelece, entre o psicólogo clínico e a criança, e os pais, é fundamental. No enfoque afectivo-cognitivo-relacional é interpretado quer a vida actual, quer a passada, quer os projectos futuros da criança, enquadrados no contexto familiar, e outros, dos quais depende o desenvolvimento global dela. Da existência, regular, de dinâmicas familiares desadequadas às necessidades dos...

  4. Algumas notas acerca da consulta de psicologia clínica

    Santos, Mário J. A.
    Partindo do conceito de consulta de psicologia clínica, o autor aborda a experiência de realizá-la, com pacientes de idades compreendidas entre os 3 e os 13 anos, ao longo de quase duas décadas de trabalho, primeiro, no C.S.M.I.J.L. e, depois, no H.D.E.. Esse trabalho clínico tem sido realizado numa perspectiva teórico-prática de orientação psicanalítica. A análise da relação, que se estabelece, entre o psicólogo clínico e a criança, e os pais, é fundamental. No enfoque afectivo-cognitivo-relacional é interpretado quer a vida actual, quer a passada, quer os projectos futuros da criança, enquadrados no contexto familiar, e outros, dos quais depende o desenvolvimento global dela. Da existência, regular, de dinâmicas familiares desadequadas às necessidades dos...

  5. Psicodrama: Transferência e contra-transferência

    Vicente, Luísa Branco
    A autora começa por definir Psicodrama, como uma técnica psicoterapêutica inspirada simultaneamente no teatro, na psicologia e na sociologia. Revisita em seguida um pouco a trajectória do seu criador – Jacob Moreno (1889-1974), no sentido de uma melhor compreensão do uso da dramatização num contexto e com fins terapêuticos. Após a caracterização do Psicodrama Moreniano, estabelece as principais diferenças entre este e o Psicodrama Psicanalítico, do qual não pode dissociar as conceptualizações de transferência e de contra-transferência. Ilustra em seguida, através de extractos de sessões, diferentes tipos de relações transferenciais, clarificadas através do jogo “A mãezinha dá licença?”.

  6. Violência escolar: Metodologias de identificação dos alunos agressores e/ou vítimas

    Seixas, Sónia Raquel
    O presente trabalho tem como principal objectivo estabelecer uma comparação entre diferentes metodologias utilizadas na caracterização dos alunos que se envolvem em situações de violência escolar, particularmente em comportamentos de bullying. Enquanto que a utilização de instrumentos que remetem para uma auto- -resposta colocam em evidência limitações relativas à autenticidade e objectividade das respostas, a utilização de instrumentos de resposta pelos pares aumenta a fidelidade estatística dos resultados mas realça outro tipo de constrangimentos relacionados com a ausência de conhecimento de algumas vivências internas dos outros. Deste modo, parecem as metodologias de auto-resposta mais adequadas para identificar os alunos vitimizados, enquanto as metodologias de hetero-resposta parecem mais adequadas para identificar os alunos agressores. Utilizando dois instrumentos...

  7. Desenvolvimento psicossocial e ansiedades nos jovens

    Silva, Maria da Graça; Costa, Maria Emília
    Este estudo, baseado na perspectiva do desenvolvimento psicossocial de Erikson, teve como principal objectivo estudar a relação entre as diferentes tarefas desenvolvimentais e a ansiedade nos jovens. Na presente investigação foi utilizada uma amostra de 511 jovens portugueses, com idades compreendidas entre os 17 e os 26 anos, que frequentavam diferentes cursos universitários em estabelecimentos de ensino superior da área metropolitana do Porto. De modo geral, verifica-se que a uma resolução das tarefas psicossociais de forma construtiva corresponde uma menor tendência para a ansiedade. Relativamente ao género, registam-se efeitos significativos nos medos, pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos e nos estádios do desenvolvimento psicossocial. Verifica-se que o género feminino assume médias mais elevadas na maior parte dos...

  8. Desenvolvimento do auto-conceito físico nas crianças e nos adolescentes

    Faria, Luísa
    O aumento dos estudos sobre o auto-conceito, nos mais variados domínios da existência, entre eles o desportivo, está relacionado com o seu valor e o seu poder preditivo da realização e do bem-estar psicológico global dos indivíduos. Assim, com o objectivo de contribuir para uma maior clarificação do domínio de investigação e de intervenção no auto-conceito físico, analisam- se e discutem-se os seguintes tópicos: (1) o pro- blema da definição e da delimitação conceptual do auto- conceito; (2) os aspectos desenvolvimentais do auto- -conceito na transição da infância para a adolescência; (3) a definição e o desenvolvimento do auto-conceito físico; (4) os contributos da actividade física para a sua promoção; (5) a construção...

  9. Desenvolvimento do auto-conceito físico nas crianças e nos adolescentes

    Faria, Luísa
    O aumento dos estudos sobre o auto-conceito, nos mais variados domínios da existência, entre eles o desportivo, está relacionado com o seu valor e o seu poder preditivo da realização e do bem-estar psicológico global dos indivíduos. Assim, com o objectivo de contribuir para uma maior clarificação do domínio de investigação e de intervenção no auto-conceito físico, analisam- se e discutem-se os seguintes tópicos: (1) o pro- blema da definição e da delimitação conceptual do auto- conceito; (2) os aspectos desenvolvimentais do auto- -conceito na transição da infância para a adolescência; (3) a definição e o desenvolvimento do auto-conceito físico; (4) os contributos da actividade física para a sua promoção; (5) a construção...

  10. Importância da entreajuda no apoio a pais em luto

    Rebelo, José Eduardo
    Partindo do acompanhamento de um grupo de entreajuda a pais em luto, pretendeu-se sensibilizar todos os intervenientes sobre o meio de suporte social na evolução individual do processo de luto. Entre Janeiro de 2002 e Janeiro de 2003 foi feita a observação dos encontros mensais de duas horas de um grupo de entreajuda a pais em luto. Os encontros foram temáticos, sobre as fases de progressão do luto, moderados por dois pais com lutos muito experientes, e realizaram- se em Aveiro. A recolha de dados incluiu a história de vida e os textos observacionais. Participaram vinte e um pais, variando entre oito e catorze nos diferentes encontros, maioritariamente mulheres, com uma idade média...

  11. Importância da entreajuda no apoio a pais em luto

    Rebelo, José Eduardo
    Partindo do acompanhamento de um grupo de entreajuda a pais em luto, pretendeu-se sensibilizar todos os intervenientes sobre o meio de suporte social na evolução individual do processo de luto. Entre Janeiro de 2002 e Janeiro de 2003 foi feita a observação dos encontros mensais de duas horas de um grupo de entreajuda a pais em luto. Os encontros foram temáticos, sobre as fases de progressão do luto, moderados por dois pais com lutos muito experientes, e realizaram- se em Aveiro. A recolha de dados incluiu a história de vida e os textos observacionais. Participaram vinte e um pais, variando entre oito e catorze nos diferentes encontros, maioritariamente mulheres, com uma idade média...

  12. Estela, a psicose, um caminho entre pedras

    Franco, Sérgio de Gouvêa
    O trabalho entremeia o relato de um atendimento de uma paciente limítrofe com uma discussão sobre a natureza da psicose e a transformação que causa na técnica psicanalítica. Especial atenção é dada à contribuição winnicotiana ao atendimento de pacientes como este.

  13. Estela, a psicose, um caminho entre pedras

    Franco, Sérgio de Gouvêa
    O trabalho entremeia o relato de um atendimento de uma paciente limítrofe com uma discussão sobre a natureza da psicose e a transformação que causa na técnica psicanalítica. Especial atenção é dada à contribuição winnicotiana ao atendimento de pacientes como este.

  14. Abordagem multidisciplinar no acompanhamento de uma criança com Traumatismo Crânio-Encefálico

    Faria, Maria Teresa Lobato de
    Quer pela mortalidade, quer pelo número de indivíduos que resulta de alguma forma incapacitado, o Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE) constitui um dos maiores problemas de saúde pública nos EUA, Europa e outros países desenvolvidos. As alterações cognitivas, comportamentais e emocionais são, entre as consequências das lesões focais ou difusas do TCE, as que causam maior incapacidade na criança, maior destabilização nas suas famílias e maior dificuldade no seu meio social e escolar. Mais persistentes no tempo que os défices físicos, estas alterações interferem no desenvolvimento global, podendo condicionar a capacidade da criança na realização das suas aprendizagens escolares, limitar a prossecução de actividades prévias e constituir um obstáculo às relações interpessoais. Este quadro requer um longo...

  15. Renovação noética: Fundamento da verdade no encontro terapêutico

    Lopes, Raul Guimarães
    O autor desenvolve conceitos de relação de ajuda e de psicoterapia existencial à luz dos ensinamentos e da biografia de Kierkegaard. Dá sentido ao instante existencial, à atenção existencial, à anamnese e à ananeose. Aprofunda as formas de renovação e o sentido da renovação noética. Estabelece os passos da psicoterapia para quem nela se inicia.

  16. ‘A relational approach to supervision’: Some reflections on supervision from an existential-phenomenological perspective

    Du Plock, Simon
    This paper draws attention to the dearth of information on clinical supervision in the existential-phenomenological literature. It suggests that this should be of concern to existential trainers and practitioners since it seems indicative of a lack of the reflectiveness and clarity which are at the core of existential-phenomenological practice. The author proposes an experiential approach to this situation which utilizes some aspects of existential therapy to facilitate exploration of the concept of ‘supervision’ per se from an existential perspective. The author reminds us of the centrality of relationship in existential-phenomenological therapy, particularly in the form of healing encounter espoused by Buber and the equality of client and therapist engaged in an investigation of...

  17. Uma visão fenomenológica-existencial em psicologia da saúde?!

    Correia, Edgar A.
    Neste artigo pretende-se questionar a opção epistemológica da Psicologia da Saúde, assente em modelos que o autor considera mecanicistas e neutralizadores da subjectividade experiencial do ser-doente. A postura fenomenológica e a compreensão existencial do ser-doente são apresentadas como aportes vantajosos para a Psicologia da Saúde, já que permitem uma aproximação ao paciente, evitando o perigo da medicalização da Psicologia.

  18. Sonho e alucinações visuais: Propostas fenomenológicas para sua compreensão, interpretação e intervenção psicológica

    Santos, Ívena Pérola do Amaral
    O artigo propõe uma reflexão sobre fenômenos distintos da experiência humana: o sonho e a alucinação. Inicia com uma rápida apresentação da compreensão tradicional da alucinação para, então, passar a uma exposição sucinta da leitura que Martin Heidegger faz, tanto no que diz respeito à alucinação quanto ao sonho. Em seguida, traz 351 o entendimento fenomenológico oferecido por alguns dos mais importantes psicopatólogos comprometidos com esse método. Por fim, apresenta as propostas de Sigmund Freud e de Medard Boss referentes às convergências e divergências encontradas entre os sonhos e as alucinações visuais.

  19. Difficulties encountered in the application of the phenomenological method in the social sciences

    Giorgi, Amedeo
    Embora seja encorajador verificar que há mais investigadores no domínio das ciências sociais que estão a utilizar alguma versão do método fenomenológico, é igualmente desapontante que muitas vezes os passos empregues nem sempre seguem a lógica fenomenológica. Neste artigo várias dissertações são analisadas de forma a realçar algumas dificuldades encontradas para tentar usar alguma versão do método fenomenológico centrada na redução fenomenológica, o uso de variações imaginativas e a informação de retorno dos participantes.

  20. Memória de cuidados na infância, estilo de vinculação e qualidade da relação com pessoas significativas: Estudo com grávidas adolescente

    Rodrigues, Ana; Figueiredo, Bárbara; Pacheco, Alexandra; Costa, Raquel; Cabeleira, Cristina; Magarinho, Rute
    O presente estudo teve como principal objectivo estimar a influência das memórias de cuidados pelos pais durante a infância no estilo de vinculação e na qualidade das relações com pessoas significativas na gravidez. Contou com uma amostra de 48 adolescentes a quem se administrou, no terceiro trimestre de gestação, a versão portuguesa dos seguintes instrumentos: Inventory for Assessing Memories of Parental Rearing Behaviour (EMBU) (Perris, Jacobson, Lindstorm, von Knorring, & Perris, 1980), Attachment Style Interview (ASI) (Bifulco, Figueiredo, Guedeney, Gorman, Hayes, et al., 2004) e Self Evaluation and Social Support (SESS) (Brown, Bifulco, Veiel, & Andrews, 1990), no sentido de avaliar, respectivamente, as memórias de cuidados parentais, o estilo de vinculação e a qualidade...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.