Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (11.942 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

Psicocriminologia

Mostrando recursos 1 - 20 de 138

  1. A importância do livro Psicologia Pedagógica para a teoria histórico- -cultural de Vigotski

    Martins, João Batista
    Este trabalho objetiva apresentar uma análise sobre o livro de Lev S. Vigotski intitulado Psicologia Pedagógica publicado em 1926, com o objetivo de identificar alguns elementos que nos permita caracterizar o seu projeto científico para a psicologia. Assim, ao longo da análise, estabelecemos uma aproximação de Vigotski com o marxismo e com a dialética, indicando a intenção de Vigotski em construir uma psicologia enraizada no materialismo histórico e dialético e que tal proposição já estava idealizada no início de sua carreira, entre 1917-1923. Localizamos o livro Psicologia Pedagógica enquanto uma obra paradoxal pois ao mesmo em tempo que lança as bases para uma nova psicologia, não deixa de apontar o seu caráter transitório.

  2. A importância do livro Psicologia Pedagógica para a teoria histórico- -cultural de Vigotski

    Martins, João Batista
    Este trabalho objetiva apresentar uma análise sobre o livro de Lev S. Vigotski intitulado Psicologia Pedagógica publicado em 1926, com o objetivo de identificar alguns elementos que nos permita caracterizar o seu projeto científico para a psicologia. Assim, ao longo da análise, estabelecemos uma aproximação de Vigotski com o marxismo e com a dialética, indicando a intenção de Vigotski em construir uma psicologia enraizada no materialismo histórico e dialético e que tal proposição já estava idealizada no início de sua carreira, entre 1917-1923. Localizamos o livro Psicologia Pedagógica enquanto uma obra paradoxal pois ao mesmo em tempo que lança as bases para uma nova psicologia, não deixa de apontar o seu caráter transitório.

  3. O papel dos pais na execução de planos de carreira no Ensino Secundário: Perspectivas de pais e de estudantes

    Carvalho, Marisa; Taveira, Maria Céu
    O presente estudo tem como objectivos analisar perspectivas de pais e alunos acerca do papel dos pais na execução de planos de carreira dos seus filhos e retirar implicações para a conceptualização da intervenção vocacional no Ensino Secundário, prosseguindo investigação anterior (Pinto, Taveira, & Fernandes, 2003). Através do método de grounded theory (cf. Strauss & Corbin, 1994, 1998) foram investigadas as perspectivas de um total de 62 participantes, através de questionário de resposta aberta (Pinto, 2000). Na perspectiva dos participantes, os pais podem contribuir para o desenvolvimento de carreira através da relação com os filhos e através da relação com o meio. Os participantes evidenciam o reconhecimento do papel dos pais no desenvolvimento vocacional dos...

  4. O papel dos pais na execução de planos de carreira no Ensino Secundário: Perspectivas de pais e de estudantes

    Carvalho, Marisa; Taveira, Maria Céu
    O presente estudo tem como objectivos analisar perspectivas de pais e alunos acerca do papel dos pais na execução de planos de carreira dos seus filhos e retirar implicações para a conceptualização da intervenção vocacional no Ensino Secundário, prosseguindo investigação anterior (Pinto, Taveira, & Fernandes, 2003). Através do método de grounded theory (cf. Strauss & Corbin, 1994, 1998) foram investigadas as perspectivas de um total de 62 participantes, através de questionário de resposta aberta (Pinto, 2000). Na perspectiva dos participantes, os pais podem contribuir para o desenvolvimento de carreira através da relação com os filhos e através da relação com o meio. Os participantes evidenciam o reconhecimento do papel dos pais no desenvolvimento vocacional dos...

  5. A bi-estabilidade nas representações de movimento humano a partir de estímulos visuais e auditivos

    Mendonça, Catarina; Santos, Jorge A.
    Pouco se sabe acerca das interacções entre estímulos visuais e auditivos na percepção do movimento biológico. Dados recentes indicam que poderá haver uma área cerebral (STSp), que responde a estimulação de movimento biológico, tanto visual quanto auditiva. É provável que os processos intermodais em movimento biológico tendam para uma maior interacção e integração de pistas que em movimento rígido. Neste trabalho, procurou-se observar a natureza dessas interacções. Para tal, utilizaram-se estímulos visuais bi-estáveis, com um forte viés frontal. Compararam-se condições visuais, auditivas e audiovisuais. Os dados revelam efeitos de interacção entre estímulos. A condição audiovisual apresenta resultados globalmente melhores na redução do viés perceptivo e nas taxas de acerto.

  6. A bi-estabilidade nas representações de movimento humano a partir de estímulos visuais e auditivos

    Mendonça, Catarina; Santos, Jorge A.
    Pouco se sabe acerca das interacções entre estímulos visuais e auditivos na percepção do movimento biológico. Dados recentes indicam que poderá haver uma área cerebral (STSp), que responde a estimulação de movimento biológico, tanto visual quanto auditiva. É provável que os processos intermodais em movimento biológico tendam para uma maior interacção e integração de pistas que em movimento rígido. Neste trabalho, procurou-se observar a natureza dessas interacções. Para tal, utilizaram-se estímulos visuais bi-estáveis, com um forte viés frontal. Compararam-se condições visuais, auditivas e audiovisuais. Os dados revelam efeitos de interacção entre estímulos. A condição audiovisual apresenta resultados globalmente melhores na redução do viés perceptivo e nas taxas de acerto.

  7. Grupo de suporte para mulheres de veteranos de guerra: Um estudo qualitativo

    Pereira, M. Graça; Pedras, Susana
    As consequências dos episódios traumáticos vividos em teatro de guerra afectam não só a vítima directa mas também a esposa/companheira do próprio veterano. A intervenção psicológica junto das mulheres dos veteranos é importante a dois níveis: por um lado porque estas mulheres apresentam psicopatologia e dificuldades na relação conjugal. Por outro lado, a recuperação do próprio veterano é facilitada através da melhoria da sua relação marital que contribui de forma significativa para a redução da sintomatologia depressiva, ansiosa e de hostilidade. Neste estudo participaram 10 mulheres casadas com veteranos de guerra com PTSD que frequentaram um grupo de suporte. Através duma metodologia qualitativa procuramos conhecer os motivos da inscrição no grupo, os aspectos mais importantes...

  8. Grupo de suporte para mulheres de veteranos de guerra: Um estudo qualitativo

    Pereira, M. Graça; Pedras, Susana
    As consequências dos episódios traumáticos vividos em teatro de guerra afectam não só a vítima directa mas também a esposa/companheira do próprio veterano. A intervenção psicológica junto das mulheres dos veteranos é importante a dois níveis: por um lado porque estas mulheres apresentam psicopatologia e dificuldades na relação conjugal. Por outro lado, a recuperação do próprio veterano é facilitada através da melhoria da sua relação marital que contribui de forma significativa para a redução da sintomatologia depressiva, ansiosa e de hostilidade. Neste estudo participaram 10 mulheres casadas com veteranos de guerra com PTSD que frequentaram um grupo de suporte. Através duma metodologia qualitativa procuramos conhecer os motivos da inscrição no grupo, os aspectos mais importantes...

  9. Ressonâncias do narcisismo na clínica psicanalítica contemporânea

    Lazzarini, Eliana Rigotto; Viana, Terezinha de Camargo
    Tem sido corrente a afirmação de que vivemos, na cultura contemporânea, sob o signo do narcisismo; e no campo da psicanálise isso aparece freqüentemente através das referências ao crescimento das patologias chamadas narcísicas. Procuramos mostrar que as patologias narcísicas são pautadas pelo mecanismo da clivagem mais do que pela recalcamento. Entendemos que o conceito de narcisismo em psicanálise é essencial para a compreensão das formas de constituição das subjetividades contemporâneas

  10. Ressonâncias do narcisismo na clínica psicanalítica contemporânea

    Lazzarini, Eliana Rigotto; Viana, Terezinha de Camargo
    Tem sido corrente a afirmação de que vivemos, na cultura contemporânea, sob o signo do narcisismo; e no campo da psicanálise isso aparece freqüentemente através das referências ao crescimento das patologias chamadas narcísicas. Procuramos mostrar que as patologias narcísicas são pautadas pelo mecanismo da clivagem mais do que pela recalcamento. Entendemos que o conceito de narcisismo em psicanálise é essencial para a compreensão das formas de constituição das subjetividades contemporâneas

  11. Transição para a idade adulta: Das condições sociais às implicações

    Andrade, Cláudia
    Nas últimas décadas assistiu-se a um conjunto de alterações sociais que exercem influência sobre os modos como a transição para a idade adulta é efectuada. Se por um lado se perspectiva um período de transição cada vez mais extenso, por outro lado este envolve um conjunto de características próprias, adquirindo o estatuto de etapa desenvolvimental – a adultez emergente. O presente artigo explora o modo como as condições sociais se repercutem na transição para a idade adulta, no contexto internacional e, em particular, para o contexto Português. Pretende também reflectir sobre o conceito de adultez emergente do ponto de vista dos desafios e das oportunidades que esta encerra para os jovens.

  12. Transição para a idade adulta: Das condições sociais às implicações

    Andrade, Cláudia
    Nas últimas décadas assistiu-se a um conjunto de alterações sociais que exercem influência sobre os modos como a transição para a idade adulta é efectuada. Se por um lado se perspectiva um período de transição cada vez mais extenso, por outro lado este envolve um conjunto de características próprias, adquirindo o estatuto de etapa desenvolvimental – a adultez emergente. O presente artigo explora o modo como as condições sociais se repercutem na transição para a idade adulta, no contexto internacional e, em particular, para o contexto Português. Pretende também reflectir sobre o conceito de adultez emergente do ponto de vista dos desafios e das oportunidades que esta encerra para os jovens.

  13. Adolescentes institucionalizados: O papel das figuras significativas na predição da assertividade, empatia e autocontrolo

    Mota, Catarina Pinheiro; Matos, Paula Mena
    Numa perspectiva ecológica foram analisadas as percepções de 109 adolescentes institucionalizados (Midade=16,19; DP=1,37) relativas à qualidade das relações estabelecidas com adultos significativos na escola (professores e funcionários), bem como com funcionários da instituição. Este estudo teve como objectivo determinar o contributo das variáveis relacionais na predição de competências sociais tais como a assertividade, a empatia e o autocontrolo. Pretendeu-se ainda testar o papel mediador da qualidade da relação com os pares na predição das competências sociais. A análise mediante equações estruturais identificou um modelo capaz de predizer uma contribuição indirecta dos professores e funcionários da escola na assertividade e na empatia, enquanto a qualidade da relação com os pares apresentou um efeito directo nas mesmas variáveis. Não...

  14. Adolescentes institucionalizados: O papel das figuras significativas na predição da assertividade, empatia e autocontrolo

    Mota, Catarina Pinheiro; Matos, Paula Mena
    Numa perspectiva ecológica foram analisadas as percepções de 109 adolescentes institucionalizados (Midade=16,19; DP=1,37) relativas à qualidade das relações estabelecidas com adultos significativos na escola (professores e funcionários), bem como com funcionários da instituição. Este estudo teve como objectivo determinar o contributo das variáveis relacionais na predição de competências sociais tais como a assertividade, a empatia e o autocontrolo. Pretendeu-se ainda testar o papel mediador da qualidade da relação com os pares na predição das competências sociais. A análise mediante equações estruturais identificou um modelo capaz de predizer uma contribuição indirecta dos professores e funcionários da escola na assertividade e na empatia, enquanto a qualidade da relação com os pares apresentou um efeito directo nas mesmas variáveis. Não...

  15. O estado de arte do conceito de psicopatia

    Soeiro, Cristina; Gonçalves, Rui Abrunhosa
    Este artigo tem como objectivo efectuar uma análise do conceito de psicopatia, tendo presente a sua evolução e as principais questões que se colocam na sua relação com o estudo do comportamento criminal. São analisados os principais indicadores que caracterizam as perspectivas clínica, categorial, tipológica e dimensional do conceito de psicopatia, assim como os principais aspectos que as diferenciam. No final do artigo é discutido o impacto, quer em termos teóricos quer empíricos, dos aspectos que são defendidos como centrais, na definição de psicopatia, para cada uma das abordagens apresentadas.

  16. O estado de arte do conceito de psicopatia

    Soeiro, Cristina; Gonçalves, Rui Abrunhosa
    Este artigo tem como objectivo efectuar uma análise do conceito de psicopatia, tendo presente a sua evolução e as principais questões que se colocam na sua relação com o estudo do comportamento criminal. São analisados os principais indicadores que caracterizam as perspectivas clínica, categorial, tipológica e dimensional do conceito de psicopatia, assim como os principais aspectos que as diferenciam. No final do artigo é discutido o impacto, quer em termos teóricos quer empíricos, dos aspectos que são defendidos como centrais, na definição de psicopatia, para cada uma das abordagens apresentadas.

  17. Avaliação da simulação ou esforço insuficiente com o Rey 15-item memory test (15-IMT): Estudos de validação em grupos de adultos idosos

    Simões, Mário R.; Sousa, Liliana, B.; Duarte, Paula; Firmino, Horácio; Pinho, Maria Salomé; Gaspar, Nuno; Pires, Luís; Batista, Pedro; Silva, Ana Rita E. S.; Silva, Sandra Pinto da; Ferreira, Ana Rita; França, Sara
    Texto elaborado no âmbito do projecto de investigação “Validação de provas de memória e inventários de avaliação funcional e da qualidade de vida”

  18. Avaliação da simulação ou esforço insuficiente com o Rey 15-item memory test (15-IMT): Estudos de validação em grupos de adultos idosos

    Simões, Mário R.; Sousa, Liliana, B.; Duarte, Paula; Firmino, Horácio; Pinho, Maria Salomé; Gaspar, Nuno; Pires, Luís; Batista, Pedro; Silva, Ana Rita E. S.; Silva, Sandra Pinto da; Ferreira, Ana Rita; França, Sara
    Texto elaborado no âmbito do projecto de investigação “Validação de provas de memória e inventários de avaliação funcional e da qualidade de vida”

  19. Sugestionabilidade interrogativa em crianças de 8 e 9 anos de idade

    Costa, André; Pinho, Maria Salomé
    Para estudar a influência das variáveis idade, inteligência, memória, ansiedade geral e desejabilidade social na sugestionabilidade avaliaram-se crianças de 8 e 9 anos de idade com o Bonn Test of Statement Suggestibility (BTSS). Em 145 crianças averiguou-se o efeito das variáveis memória e inteligência não verbal e, numa subamostra de 74 crianças, para além das variáveis referidas, considerou-se também a inteligência verbal, ansiedade geral e desejabilidade social. As crianças de 8 anos são mais sugestionáveis do que as crianças mais velhas. No grupo dos 8 anos, aquelas com melhores desempenhos ao nível da inteligência não verbal (medida pelas Matrizes Progressivas Coloridas de Raven – MPCR), e na evocação da história do BTSS são menos sugestionáveis...

  20. Sugestionabilidade interrogativa em crianças de 8 e 9 anos de idade

    Costa, André; Pinho, Maria Salomé
    Para estudar a influência das variáveis idade, inteligência, memória, ansiedade geral e desejabilidade social na sugestionabilidade avaliaram-se crianças de 8 e 9 anos de idade com o Bonn Test of Statement Suggestibility (BTSS). Em 145 crianças averiguou-se o efeito das variáveis memória e inteligência não verbal e, numa subamostra de 74 crianças, para além das variáveis referidas, considerou-se também a inteligência verbal, ansiedade geral e desejabilidade social. As crianças de 8 anos são mais sugestionáveis do que as crianças mais velhas. No grupo dos 8 anos, aquelas com melhores desempenhos ao nível da inteligência não verbal (medida pelas Matrizes Progressivas Coloridas de Raven – MPCR), e na evocação da história do BTSS são menos sugestionáveis...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.