Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (11.872 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

PLEG - Artigos em revistas nacionais

Mostrando recursos 1 - 20 de 69

  1. A importância do livro Psicologia Pedagógica para a teoria histórico- -cultural de Vigotski

    Martins, João Batista
    Este trabalho objetiva apresentar uma análise sobre o livro de Lev S. Vigotski intitulado Psicologia Pedagógica publicado em 1926, com o objetivo de identificar alguns elementos que nos permita caracterizar o seu projeto científico para a psicologia. Assim, ao longo da análise, estabelecemos uma aproximação de Vigotski com o marxismo e com a dialética, indicando a intenção de Vigotski em construir uma psicologia enraizada no materialismo histórico e dialético e que tal proposição já estava idealizada no início de sua carreira, entre 1917-1923. Localizamos o livro Psicologia Pedagógica enquanto uma obra paradoxal pois ao mesmo em tempo que lança as bases para uma nova psicologia, não deixa de apontar o seu caráter transitório.

  2. O papel dos pais na execução de planos de carreira no Ensino Secundário: Perspectivas de pais e de estudantes

    Carvalho, Marisa; Taveira, Maria Céu
    O presente estudo tem como objectivos analisar perspectivas de pais e alunos acerca do papel dos pais na execução de planos de carreira dos seus filhos e retirar implicações para a conceptualização da intervenção vocacional no Ensino Secundário, prosseguindo investigação anterior (Pinto, Taveira, & Fernandes, 2003). Através do método de grounded theory (cf. Strauss & Corbin, 1994, 1998) foram investigadas as perspectivas de um total de 62 participantes, através de questionário de resposta aberta (Pinto, 2000). Na perspectiva dos participantes, os pais podem contribuir para o desenvolvimento de carreira através da relação com os filhos e através da relação com o meio. Os participantes evidenciam o reconhecimento do papel dos pais no desenvolvimento vocacional dos...

  3. A bi-estabilidade nas representações de movimento humano a partir de estímulos visuais e auditivos

    Mendonça, Catarina; Santos, Jorge A.
    Pouco se sabe acerca das interacções entre estímulos visuais e auditivos na percepção do movimento biológico. Dados recentes indicam que poderá haver uma área cerebral (STSp), que responde a estimulação de movimento biológico, tanto visual quanto auditiva. É provável que os processos intermodais em movimento biológico tendam para uma maior interacção e integração de pistas que em movimento rígido. Neste trabalho, procurou-se observar a natureza dessas interacções. Para tal, utilizaram-se estímulos visuais bi-estáveis, com um forte viés frontal. Compararam-se condições visuais, auditivas e audiovisuais. Os dados revelam efeitos de interacção entre estímulos. A condição audiovisual apresenta resultados globalmente melhores na redução do viés perceptivo e nas taxas de acerto.

  4. Grupo de suporte para mulheres de veteranos de guerra: Um estudo qualitativo

    Pereira, M. Graça; Pedras, Susana
    As consequências dos episódios traumáticos vividos em teatro de guerra afectam não só a vítima directa mas também a esposa/companheira do próprio veterano. A intervenção psicológica junto das mulheres dos veteranos é importante a dois níveis: por um lado porque estas mulheres apresentam psicopatologia e dificuldades na relação conjugal. Por outro lado, a recuperação do próprio veterano é facilitada através da melhoria da sua relação marital que contribui de forma significativa para a redução da sintomatologia depressiva, ansiosa e de hostilidade. Neste estudo participaram 10 mulheres casadas com veteranos de guerra com PTSD que frequentaram um grupo de suporte. Através duma metodologia qualitativa procuramos conhecer os motivos da inscrição no grupo, os aspectos mais importantes...

  5. Ressonâncias do narcisismo na clínica psicanalítica contemporânea

    Lazzarini, Eliana Rigotto; Viana, Terezinha de Camargo
    Tem sido corrente a afirmação de que vivemos, na cultura contemporânea, sob o signo do narcisismo; e no campo da psicanálise isso aparece freqüentemente através das referências ao crescimento das patologias chamadas narcísicas. Procuramos mostrar que as patologias narcísicas são pautadas pelo mecanismo da clivagem mais do que pela recalcamento. Entendemos que o conceito de narcisismo em psicanálise é essencial para a compreensão das formas de constituição das subjetividades contemporâneas

  6. Transição para a idade adulta: Das condições sociais às implicações

    Andrade, Cláudia
    Nas últimas décadas assistiu-se a um conjunto de alterações sociais que exercem influência sobre os modos como a transição para a idade adulta é efectuada. Se por um lado se perspectiva um período de transição cada vez mais extenso, por outro lado este envolve um conjunto de características próprias, adquirindo o estatuto de etapa desenvolvimental – a adultez emergente. O presente artigo explora o modo como as condições sociais se repercutem na transição para a idade adulta, no contexto internacional e, em particular, para o contexto Português. Pretende também reflectir sobre o conceito de adultez emergente do ponto de vista dos desafios e das oportunidades que esta encerra para os jovens.

  7. Adolescentes institucionalizados: O papel das figuras significativas na predição da assertividade, empatia e autocontrolo

    Mota, Catarina Pinheiro; Matos, Paula Mena
    Numa perspectiva ecológica foram analisadas as percepções de 109 adolescentes institucionalizados (Midade=16,19; DP=1,37) relativas à qualidade das relações estabelecidas com adultos significativos na escola (professores e funcionários), bem como com funcionários da instituição. Este estudo teve como objectivo determinar o contributo das variáveis relacionais na predição de competências sociais tais como a assertividade, a empatia e o autocontrolo. Pretendeu-se ainda testar o papel mediador da qualidade da relação com os pares na predição das competências sociais. A análise mediante equações estruturais identificou um modelo capaz de predizer uma contribuição indirecta dos professores e funcionários da escola na assertividade e na empatia, enquanto a qualidade da relação com os pares apresentou um efeito directo nas mesmas variáveis. Não...

  8. O estado de arte do conceito de psicopatia

    Soeiro, Cristina; Gonçalves, Rui Abrunhosa
    Este artigo tem como objectivo efectuar uma análise do conceito de psicopatia, tendo presente a sua evolução e as principais questões que se colocam na sua relação com o estudo do comportamento criminal. São analisados os principais indicadores que caracterizam as perspectivas clínica, categorial, tipológica e dimensional do conceito de psicopatia, assim como os principais aspectos que as diferenciam. No final do artigo é discutido o impacto, quer em termos teóricos quer empíricos, dos aspectos que são defendidos como centrais, na definição de psicopatia, para cada uma das abordagens apresentadas.

  9. Avaliação da simulação ou esforço insuficiente com o Rey 15-item memory test (15-IMT): Estudos de validação em grupos de adultos idosos

    Simões, Mário R.; Sousa, Liliana, B.; Duarte, Paula; Firmino, Horácio; Pinho, Maria Salomé; Gaspar, Nuno; Pires, Luís; Batista, Pedro; Silva, Ana Rita E. S.; Silva, Sandra Pinto da; Ferreira, Ana Rita; França, Sara
    Texto elaborado no âmbito do projecto de investigação “Validação de provas de memória e inventários de avaliação funcional e da qualidade de vida”

  10. Sugestionabilidade interrogativa em crianças de 8 e 9 anos de idade

    Costa, André; Pinho, Maria Salomé
    Para estudar a influência das variáveis idade, inteligência, memória, ansiedade geral e desejabilidade social na sugestionabilidade avaliaram-se crianças de 8 e 9 anos de idade com o Bonn Test of Statement Suggestibility (BTSS). Em 145 crianças averiguou-se o efeito das variáveis memória e inteligência não verbal e, numa subamostra de 74 crianças, para além das variáveis referidas, considerou-se também a inteligência verbal, ansiedade geral e desejabilidade social. As crianças de 8 anos são mais sugestionáveis do que as crianças mais velhas. No grupo dos 8 anos, aquelas com melhores desempenhos ao nível da inteligência não verbal (medida pelas Matrizes Progressivas Coloridas de Raven – MPCR), e na evocação da história do BTSS são menos sugestionáveis...

  11. Avaliação de risco de violência conjugal: Versão para polícias (SARA: PV)

    Almeida, Iris; Soeiro, Cristina
    O objectivo da presente investigação é adaptar a checklist Avaliação de Risco de Violência Conjugal: Versão para Polícias (SARA: PV, Kropp, Hart, & Belfrage, 2005) para a população portuguesa. Este instrumento avalia o risco de violência conjugal, identificando os factores que estão associados ao risco reincidência da violência. Os instrumentos utilizados foram o SARA: PV e o Conflict Tactics Scale (CTS, Straus, 1979), na versão portuguesa. A amostra foi recolhida pela GNR e pela PSP. Participaram 87 vítimas de violência conjugal. Os resultados mostram que os factores de risco associados à história de violência conjugal estão mais presentes do que os associados ao ajustamento psicossocial. Os agressores com história de violência conjugal apresentam resultados...

  12. Stresse ocupacional em forças de segurança: Um estudo comparativo

    Gonçalo, Helena; Gomes, A. Rui; Barbosa, Fernando; Afonso, Jorge
    Este trabalho compara a experiência de stresse ocupacional em dois grupos de segurança portugueses, um a exercer em contexto público (n=95) e outro em contexto prisional (n=237). Para tal, utilizámos um protocolo de avaliação com medidas do stresse global, “burnout”, comprometimento organizacional, satisfação com a vida, satisfação profissional e desejo de abandonar a profissão. Os indicadores de fidelidade e validade dos instrumentos foram muito aceitáveis. Os resultados de “burnout” por dimensão apontaram níveis apreciáveis de exaustão emocional (valores a oscilar entre os 12% e os 26%), seguidos do cinismo (valores entre 8% e 21%) e do baixo sentimento de eficácia profissional (valores entre 3% e 8%) (apenas um participante registou valores de “burnout” nas três...

  13. Incidentes críticos na Polícia Judiciária

    Manuel, Guida; Soeiro, Cristina
    O presente artigo foca os incidentes críticos no contexto de trabalho da investigação criminal na Polícia Judiciária. O objectivo do estudo é caracterizar os incidentes críticos, os sintomas vivenciados pelos profissionais e delinear uma intervenção concertada. Foram efectuadas 255 entrevistas, utilizando o Questionário de Incidentes Críticos para a Polícia de Investigação Criminal (Manuel & Soeiro, 2009). A maioria dos participantes descreve como incidentes críticos situações que envolveram diligências operacionais, armas de fogo, indivíduos difíceis, situações em que a percepção do sofrimento humano se evidencia e acidentes de viação. Salientam-se os sintomas a nível cognitivo, emocional e físico. A alteração das políticas organizacionais, a intervenção da psicologia e a fomentação do apoio social foram apresentadas como sugestões...

  14. Perturbação mental e ideação suicida entre reclusos preventivos

    Gonçalves, Rui Abrunhosa; Moreira, Nuno Alexandre Costa
    A presente investigação tem dois objectivos: (1) Analisar a incidência de ideação suicida e de perturbação emocional numa amostra de 66 presos preventivos de um estabelecimento prisional central em dois momentos, durante a primeira semana de reclusão e após seis meses de cumprimento da pena, e nesse mesmo período de tempo; (2) explorar o grau de perturbação emocional e sintomatologia psicopatológica em dois grupos de reclusos, reclusos com ideação suicida (Grupo CIS) e reclusos sem ideação suicida (Grupo SIS). A ideação suicida foi avaliada através do Questionário de Ideação Suicida enquanto o Inventário de Sintomas Psicopatológicos permitiu avaliar a perturbação emocional e sintomatologia psicopatológica associada. Os resultados deste estudo permitem verificar que a incidência de ideação...

  15. Risco psicossocial e psicopatologia em adolescentes com percurso delinquente

    Lemos, Ida Manuela de Freitas Andrade Timóteo
    Muitos dos estudos realizados no âmbito da delinquência juvenil tendem a dar suporte a uma conceptualização socio-ecológica da delinquência juvenil, a qual sugere que esta é multideterminada pela inter-relação recíproca e dinâmica das características do indivíduo e dos sistemas sociais chave (Agnew, 2003). Neste artigo, apresentamos os resultados de um estudo conduzido com o objectivo de identificar retrospectivamente, num grupo de adolescentes delinquentes, um conjunto de factores de risco psicossocial, tipologia do comportamento delinquente e história de risco ou adversidade psicossocial na infância. A investigação centrou-se ainda na compreensão da relação entre estes factores e indicadores de sintomatologia psicopatológica. O estudo integrou um total de 63 adolescentes abrangidos pela Lei Tutelar Educativa e os dados foram recolhidos...

  16. Psicologia forense em Portugal: Uma história de responsabilidades e desafios

    Gonçalves, Rui Abrunhosa
    O presente artigo traça os contornos gerais do desenvolvimento da psicologia forense em Portugal, primeiro enquanto ramo de um campo de saber mais vasto – o da Psicologia da Justiça ou Jurídica – e mais recentemente como disciplina autónoma que tem vindo a receber cada vez mais solicitações da parte das entidades judiciais. Neste sentido são apresentados dados da prática pericial forense da Unidade de Consulta de Psicologia da Justiça da Universidade do Minho, bem como resultados de investigações recentes que atestam a aceitação da prática da avaliação forense junto de magistrados judiciais. Face aos novos desafios e ao aumento de solicitações e reforçando a necessidade de uma postura ética que salvaguarde o desempenho...

  17. Psicologia social da justiça: Fundamentos e desenvolvimentos teóricos e empíricos

    Correia, Isabel
    Pretende-se com este artigo oferecer ao leitor uma revisão de literatura do que consideramos serem os principais desenvolvimentos teóricos e empíricos da Psicologia Social da Justiça. Para esta sistematização partimos das correntes teóricas na investigação da justiça identificadas por Tyler, Boeckman, Smith, e Huo (1997): a privação relativa, a justiça distributiva, a justiça procedimental, a justiça retributiva, tendo nós acrescentado a justiça reparadora (Braithwaite, 1999).

  18. Caracterização psicológica de uma amostra forense de abusadores sexuais

    Pechorro, Pedro Fernandes dos Santos; Poiares, Carlos Alberto; Vieira, Rui Xavier
    Na presente investigação procedeu-se à avaliação psicológica de 41 abusadores sexuais (leque etário=17- -73 anos; M=43 anos) actualmente detidos em estabelecimentos prisionais recorrendo ao Millon Clinical Multiaxial Inventory II (Millon, 1987) e a algumas variáveis classificativas (e.g., idade das vítimas, comportamentos sexuais praticados). Os resultados demonstraram uma grande multiplicidade de perfis psicológicos possíveis, alguns dos quais mais frequentes do que outros, o que não corrobora a existência dum perfil típico e estereotipado para abusadores sexuais. Os resultados põem em causa o valor da avaliação psicológica enquanto prova jurídica no caso concreto da identificação de abusadores sexuais.

  19. Caracterização psicológica de uma amostra forense de abusadores sexuais

    Pechorro, Pedro Fernandes dos Santos; Poiares, Carlos Alberto; Vieira, Rui Xavier
    Na presente investigação procedeu-se à avaliação psicológica de 41 abusadores sexuais (leque etário=17- -73 anos; M=43 anos) actualmente detidos em estabelecimentos prisionais recorrendo ao Millon Clinical Multiaxial Inventory II (Millon, 1987) e a algumas variáveis classificativas (e.g., idade das vítimas, comportamentos sexuais praticados). Os resultados demonstraram uma grande multiplicidade de perfis psicológicos possíveis, alguns dos quais mais frequentes do que outros, o que não corrobora a existência dum perfil típico e estereotipado para abusadores sexuais. Os resultados põem em causa o valor da avaliação psicológica enquanto prova jurídica no caso concreto da identificação de abusadores sexuais.

  20. Análise biográfica de indivíduos com história de consumo de substâncias

    Nunes, Laura M.; Alves, Sónia
    O estudo, exploratório e descritivo, visou a busca de uma eventual constância nos trajectos existenciais de indivíduos toxicodependentes. A amostra, homogénea, constou de 10 participantes com história de abuso de substâncias, portadores do vírus de imunodeficiência humana em fase de síndroma de imunodeficiência adquirida sujeitos a tratamento antiretrovírico e à administração de metadona. Verificou-se a presença de características comuns, nomeadamente em termos afectivos, de pobreza de imaginário e de participação em actos de delito, entre outras similaridades.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.