Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (12.289 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

Psicologia das Organizações

Mostrando recursos 1 - 20 de 367

  1. A relação entre familiaridade e sincronia: Uma solução para a formação de equipas?

    Ferreira, Pedro Delfim de Almeida Hasse
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade em Psicologia Social e das Organizações

  2. Reputação organizacional, desempenho e engagement: Um estudo no setor educacional público da região autónoma da madeira

    Escórcio, Énia Do Carmo Fernandes
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade em Psicologia Social e das Organizações

  3. Motivação para a procura de emprego e as intenções de abandono da Universidade

    Pintor, Aurélia Alexandra da Rocha
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Social e das Organizações.

  4. O efeito mediador do engagement na relação entre o job crafting e o desempenho

    Martins, Inês Gonçalves Vicente
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Socia e das Organizações.

  5. Demasiado qualificado face ao desempenho? O efeito moderador das práticas de gestão de recursos humanos no mercado de trabalho português

    Mendes, José António Esteves Pereira
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Social e das Organizações.

  6. Investe em mim se queres que fique! : desenvolvimento de competências como redutor das intenções de saída da organização

    Moreira, Ana Maria da Palma
    Tese de Doutoramento em Psicologia na área de especialidade de Psicologia Social e das Organizações

  7. Teams as complex adaptive systems: Reviewing 17 years of research

    Ramos-Villagrasa, Pedro J.; Silva, Pedro Marques-Quinteiro Fernandes da; Navarro, José; Rico, Ramón
    At the turn of the century, Arrow, McGrath, and Berdahl portrayed teams as complex adaptive systems (CAS). And yet, despite broad agreement that this approach facilitates a better understanding of teams, it has only now been timidly incorporated into team research. To help fully incorporate the logic of teams as CAS in the science of teams, we review extant research on teams approached from a nonlinear dynamical system theory. Using a systematic review approach, we selected 92 articles published over the last 17 years to integrate what we know about teams as CAS. Our review reveals the evidence supporting teams as CAS, and the set of analytical techniques...

  8. How complexity leadership and cohesion influence team effectiveness

    Curral, Luís Alberto; Leitão, Paulo; Gomes, Catarina; Silva, Pedro Marques-Quinteiro Fernandes da; Lind, Pedro G.
    This research tested the hypothesis that enabling leadership behaviors are positively related to the objective and subjective dimensions of teamwork effectiveness. Hypotheses testing was done during a laboratory task in which 40 teams of 5 people each (N = 200) engaged in a simulation task using the pc game SimCity4. The results suggest that enabling leadership and task cohesion are not related to team performance, R2 = .08, MSE = 1.02, F(4, 35) = .79, p = .54; and that enabling leadership is positively related to team viability, mediated by task cohesion, R2 = .71, MSE = 0.31, F(4, 35) = 21.87, p < .001....

  9. Mere token effect: O efeito do token depende do seu posicionamento e da sua magnitude

    Morais, Antonio Manuel Costa da Graça
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA - Instituto Universitário, na especialidade de Psicologia Social e das Organizações.

  10. A relação entre sobrequalificação, comportamentos proativos e suporte organizacional

    Matos, Maria Inês De Moura
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA - Instituto Universitário, na especialidade de Psicologia Social e das Organizações.

  11. Suporte social e suporte organizacional como preditores dos comportamentos proativos nas organizações

    Monteiro, Ana Filipa Bordalo Carvalho Mendes
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA - Instituto Universitário, na especialidade de Psicologia Social e das Organizações.

  12. O efeito mediador do Work-Life Balance na relação entre Cultura de Work-Life Balance e Cognições De Turnover

    Carrola, Matilde da Silva Neves e Reis
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA - Instituto Universitário, na especialidade de Psicologia Social e das Organizações.

  13. A avaliação e o feedback na gestão de desempenho : Um outro olhar

    Rodrigues, Antero Miguel Monteiro
    Tese de Doutoramento em Psicologia na área de especialidade Psicologia das Organizações

  14. Stresse ocupacional em forças de segurança: Um estudo comparativo

    Gonçalo, Helena; Gomes, A. Rui; Barbosa, Fernando; Afonso, Jorge
    Este trabalho compara a experiência de stresse ocupacional em dois grupos de segurança portugueses, um a exercer em contexto público (n=95) e outro em contexto prisional (n=237). Para tal, utilizámos um protocolo de avaliação com medidas do stresse global, “burnout”, comprometimento organizacional, satisfação com a vida, satisfação profissional e desejo de abandonar a profissão. Os indicadores de fidelidade e validade dos instrumentos foram muito aceitáveis. Os resultados de “burnout” por dimensão apontaram níveis apreciáveis de exaustão emocional (valores a oscilar entre os 12% e os 26%), seguidos do cinismo (valores entre 8% e 21%) e do baixo sentimento de eficácia profissional (valores entre 3% e 8%) (apenas um participante registou valores de “burnout” nas três...

  15. Stresse ocupacional em forças de segurança: Um estudo comparativo

    Gonçalo, Helena; Gomes, A. Rui; Barbosa, Fernando; Afonso, Jorge
    Este trabalho compara a experiência de stresse ocupacional em dois grupos de segurança portugueses, um a exercer em contexto público (n=95) e outro em contexto prisional (n=237). Para tal, utilizámos um protocolo de avaliação com medidas do stresse global, “burnout”, comprometimento organizacional, satisfação com a vida, satisfação profissional e desejo de abandonar a profissão. Os indicadores de fidelidade e validade dos instrumentos foram muito aceitáveis. Os resultados de “burnout” por dimensão apontaram níveis apreciáveis de exaustão emocional (valores a oscilar entre os 12% e os 26%), seguidos do cinismo (valores entre 8% e 21%) e do baixo sentimento de eficácia profissional (valores entre 3% e 8%) (apenas um participante registou valores de “burnout” nas três...

  16. Reacções à injustiça no trabalho: Impacto da crença no mundo justo, da justiça procedimental e da justiça distributiva

    Gago, Ana Rita; Correia, Isabel
    Este artigo teve por base a Dissertação de Mestrado em Psicologia Social e das Organizações elaborada por Ana Rita Gago sob a orientação de Isabel Correia.

  17. Reacções à injustiça no trabalho: Impacto da crença no mundo justo, da justiça procedimental e da justiça distributiva

    Gago, Ana Rita; Correia, Isabel
    Este artigo teve por base a Dissertação de Mestrado em Psicologia Social e das Organizações elaborada por Ana Rita Gago sob a orientação de Isabel Correia.

  18. Desigualdades na divisão do trabalho familiar, sentimento de justiça e processos de comparação social

    Poeschl, Gabrielle
    Os estudos sobre a organização familiar mostram que, apesar do ingresso em massa das mulheres no mercado de trabalho, poucas mudanças ocorreram na divisão do trabalho familiar entre os cônjuges. Assim, as práticas familiares desiguais mantêm-se em sociedades baseadas numa ética igualitarista sem que, paradoxalmente, esse facto suscite um sentimento de injustiça. Esta constatação originou diversas tentativas de explicação, sendo uma delas que as comparações, selectivas, efectuadas pelas mulheres as levam a considerar a divisão desigual do trabalho familiar apropriada. O presente trabalho procura questionar esta explicação e mostrar que a maior parte das comparações entre homens e mulheres levam a avaliar comportamentos semelhantes de forma diferente, na medida em que esses comportamentos são ajustados aos...

  19. Desigualdades na divisão do trabalho familiar, sentimento de justiça e processos de comparação social

    Poeschl, Gabrielle
    Os estudos sobre a organização familiar mostram que, apesar do ingresso em massa das mulheres no mercado de trabalho, poucas mudanças ocorreram na divisão do trabalho familiar entre os cônjuges. Assim, as práticas familiares desiguais mantêm-se em sociedades baseadas numa ética igualitarista sem que, paradoxalmente, esse facto suscite um sentimento de injustiça. Esta constatação originou diversas tentativas de explicação, sendo uma delas que as comparações, selectivas, efectuadas pelas mulheres as levam a considerar a divisão desigual do trabalho familiar apropriada. O presente trabalho procura questionar esta explicação e mostrar que a maior parte das comparações entre homens e mulheres levam a avaliar comportamentos semelhantes de forma diferente, na medida em que esses comportamentos são ajustados aos...

  20. Percepção do suporte organizacional em hospitais públicos: Estudo em enfermeiros

    Ferreira, Maria Manuela Frederico
    O interesse por estudar factores organizacionais que perspectivem compreender a intensidade e estabilidade da dedicação do indivíduo à organização, baseia-se no pressuposto da existência de uma associação desses factores a variáveis consideradas importantes para o aumento da eficácia e da produtividade organizacional. Os empregados constroem uma convicção relativa ao comportamento da organização para consigo e numa perspectiva social da troca, quando percebem um nível elevado de suporte organizacional sentem possivelmente uma obrigação de “recompensar” a organização. O trabalho empírico centra-se na percepção de suporte organziacional de enfermeiros, analisando a relação entre algumas variáveis sócio-demográficas e profissionais e essa percepção. A amostra é constituída por 1027 enfermeiros de três unidades hospitalares do sector público administrativo. A ‘percepção do...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.