Recursos de colección

Repositório do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca (3.833 recursos)

The Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca E.P.E. (HFF) institutional repository collects, preserves and disseminates the intellectual output of its professionals in digital format. Its aims are to increase the HFF’s investigation visibility and citation impact, to foster scientific communication and to preserve the HFF’s intellectual memory.

Medicina

Mostrando recursos 1 - 20 de 116

  1. Ao tempo que já não se via...

    Vasconcelos, P; Bragança, N
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  2. Ao tempo que já não se via...

    Vasconcelos, P; Bragança, N
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  3. Sarcoma de Kaposi clássico, a propósito de um caso clínico

    Patrocínio, J; Espírito Santo, AR; Patrocínio, J; Pereira, R; Gomes, F; Louro, F
    O Sarcoma de Kaposi (SK) é um distúrbio angioproliferativo descrito como doença benigna de pessoas idosas. Divide- se em 4 tipos: O Clássico, epidémico, endêmico e iatrogénico. Os autores descrevem o caso de um homem caucasiano de 50 anos, português, que iniciou a sintomatologia 6 anos antes do internamento com lesões urticariformes na perna direita e perda ponderal de 10 kg em 6 meses. Por agravamento das lesões e aparecimento de púrpura nos membros inferiores recorreu ao hospital. O exame objetivo era normal à exceção de púrpuras dispersas com relevo, descamativas e violáceas na região plantar e restante membros inferiores, membros...

  4. Sarcoma de Kaposi clássico, a propósito de um caso clínico

    Patrocínio, J; Espírito Santo, AR; Patrocínio, J; Pereira, R; Gomes, F; Louro, F
    O Sarcoma de Kaposi (SK) é um distúrbio angioproliferativo descrito como doença benigna de pessoas idosas. Divide- se em 4 tipos: O Clássico, epidémico, endêmico e iatrogénico. Os autores descrevem o caso de um homem caucasiano de 50 anos, português, que iniciou a sintomatologia 6 anos antes do internamento com lesões urticariformes na perna direita e perda ponderal de 10 kg em 6 meses. Por agravamento das lesões e aparecimento de púrpura nos membros inferiores recorreu ao hospital. O exame objetivo era normal à exceção de púrpuras dispersas com relevo, descamativas e violáceas na região plantar e restante membros inferiores, membros...

  5. Hipertensão pulmonar na infecção VIH/SIDA: uma doença rara

    Cardoso, C; Trigo, D; Pacheco, P
    A Hipertensão pulmonar (HTP) é uma patologia rara mas que condiciona elevada morbilidade e mortalidade. É conhecida a sua associação com o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), mas muitos dos mecanismos implicados na sua patogénese bem como o impacto da terapêutica antiretroviral (TARV) no tratamento e prognóstico desta doença ainda se encontram por definir. Apresenta-se um caso clínico de uma doente de 62 anos com infecção VIH internada por um quadro interpretado inicial- mente como infecção respiratória. A má evolução e os exames adicionais permitiram o diagnóstico de Hipertensão pulmonar grave que viria a determinar o falecimento da doente em poucos dias. Atendendo...

  6. Hipertensão pulmonar na infecção VIH/SIDA: uma doença rara

    Cardoso, C; Trigo, D; Pacheco, P
    A Hipertensão pulmonar (HTP) é uma patologia rara mas que condiciona elevada morbilidade e mortalidade. É conhecida a sua associação com o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), mas muitos dos mecanismos implicados na sua patogénese bem como o impacto da terapêutica antiretroviral (TARV) no tratamento e prognóstico desta doença ainda se encontram por definir. Apresenta-se um caso clínico de uma doente de 62 anos com infecção VIH internada por um quadro interpretado inicial- mente como infecção respiratória. A má evolução e os exames adicionais permitiram o diagnóstico de Hipertensão pulmonar grave que viria a determinar o falecimento da doente em poucos dias. Atendendo...

  7. Efeitos secundários cutâneos da terapêutica hipoglicemiante

    Gomes, F; Borges-Costa, J
    As lesões cutâneas são frequentes na diabetes mellitus, havendo um envolvimento da pele em cerca de 30 a 91% dos doentes durante o curso da doença. Estas podem ser não infeciosas ou autoimunes, infeciosas ou resultar de complicações do tratamento da diabetes, pelo uso de insulina ou outros antidiabéticos. O crescente aumento na prevalência da diabetes mellitus tipo 2 e o advento, na última década, de novos antidiabéticos orais e injetáveis com diferentes mecanismos celulares de atuação, justificam não só uma adequada orientação técnica sobre a sequência de introdução de cada classe terapêutica, como o reconhecimento dos seus efeitos laterais, nomeadamente...

  8. Efeitos secundários cutâneos da terapêutica hipoglicemiante

    Gomes, F; Borges-Costa, J
    As lesões cutâneas são frequentes na diabetes mellitus, havendo um envolvimento da pele em cerca de 30 a 91% dos doentes durante o curso da doença. Estas podem ser não infeciosas ou autoimunes, infeciosas ou resultar de complicações do tratamento da diabetes, pelo uso de insulina ou outros antidiabéticos. O crescente aumento na prevalência da diabetes mellitus tipo 2 e o advento, na última década, de novos antidiabéticos orais e injetáveis com diferentes mecanismos celulares de atuação, justificam não só uma adequada orientação técnica sobre a sequência de introdução de cada classe terapêutica, como o reconhecimento dos seus efeitos laterais, nomeadamente...

  9. Equipa Intrahospitalar Suporte em Cuidados Paliativos

    Correia, I
    N/A

  10. Equipa Intrahospitalar Suporte em Cuidados Paliativos

    Correia, I
    N/A

  11. POEMS e Castleman: Em relação com um caso clínico

    Atalaia, G; Vasconcelos, P
    N/A

  12. O papel da vitamina d na resistência à insulina em idosos

    Ferreira, M; Ribeiro, R; Moraes, R; Bargiela, I
    Introdução: A hipovitaminose D tem grande impacto a nível mundial estimando-se a sua prevalência em 52 a 77%. Vários estudos têm demonstrado haver correlação entre baixos níveis séricos de 25-hidroxivitamina D e o risco aumentado de diabetes mellitus tipo 2. Este estudo teve como objectivo investigar o efeito da correcção da hipovitaminose D na insulinorresistência. Métodos: Foi utilizada uma amostra de conveniência com 10 doentes (6 mulheres e 4 homens) suplementados com vitamina D durante 4 meses. Como critérios de inclusão foram consideradas: idade superior a 65 anos, insulinorresistência – homeostasis model assesment 1 (HOMA-1) superior a 2 e hipovitaminose D (25-hidroxivitamina D sérica inferior...

  13. O papel da vitamina d na resistência à insulina em idosos

    Ferreira, M; Ribeiro, R; Moraes, R; Bargiela, I
    Introdução: A hipovitaminose D tem grande impacto a nível mundial estimando-se a sua prevalência em 52 a 77%. Vários estudos têm demonstrado haver correlação entre baixos níveis séricos de 25-hidroxivitamina D e o risco aumentado de diabetes mellitus tipo 2. Este estudo teve como objectivo investigar o efeito da correcção da hipovitaminose D na insulinorresistência. Métodos: Foi utilizada uma amostra de conveniência com 10 doentes (6 mulheres e 4 homens) suplementados com vitamina D durante 4 meses. Como critérios de inclusão foram consideradas: idade superior a 65 anos, insulinorresistência – homeostasis model assesment 1 (HOMA-1) superior a 2 e hipovitaminose D (25-hidroxivitamina D sérica inferior...

  14. Quando o habitual se torna mortal

    Ferreira, M; Ribeiro, R; Bargiela, I; Duarte, C
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  15. Quando o habitual se torna mortal

    Ferreira, M; Ribeiro, R; Bargiela, I; Duarte, C
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  16. Systemic sclerosis-related changes on nailfold videocapillaroscopy in genetic and metabolic myopathies.

    Paula, F; Ferreira, I; Amaral, M; Alves, J
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  17. Hidden Risks of Alternative Medicines: A Case of Boldo-Induced Hepatotoxicity.

    Ribeiro, R; Silvestre, C; Duarte, C
    The alternative medicines are commonly used, especially herbal ones. Among them, boldo is traditionally used for symptomatic treatment of dyspepsia and mild gastrointestinal spasmodic disorders. Nevertheless, the number of reported cases of possible hepatotoxicity of some of these products has increased, including one report of boldo-induced hepatitis. We present the case of a 72-year-old female patient who has developed jaundice and increased serum levels of liver enzymes, after repeated consumption of boldo leaves infusion, during 2 weeks. After exclusion of common causes of hepatobiliary pathology, boldo-induced hepatotoxicity was considered probable. Interrupting of ingestion led to clinical and laboratorial recovery. This...

  18. Manifestações cutâneas paraneoplásicas de doenças hematológicas oncológicas

    Duarte, J; Marcos-Pinto, A; Borges-Costa, J
    A pele, enquanto maior órgão do corpo humano, pode possuir um papel fundamental no diagnóstico precoce de doenças sistémicas. As manifestações cutâneas podem ser a primeira manifestação de doenças hematológicas oncológicas (linfoma de Hodgkin, leucemia linfocitica crónica, leucemia mielóide aguda), podendo estas ser classificadas em especificas, quando são causadas pela infiltração de células malignas na pele ou pela expansão loco-regional da doença tumoral; ou inespecíficas, pela desregulação imune que ocorre nos doentes oncológicos, (caracterizadas pela ausência de células tumorais). As lesões inespecificas são mais frequentes, têm características polimórficas e podem preceder, ser concomitantes ou ocorrer após o diagnóstico da neoplasia...

  19. Síndrome de Moyamoya e drepanocitose: a propósito de um caso clínico

    Proença, L; Batista, M; Patrocínio, J; Moraes, R; Louro, F; Major, M
    A síndrome de moyamoya é uma entidade clínica rara, de etologia desconhecida, encontrando-se descrita em associação com várias patologias, entre as quais a drepanocitose. Os autores apresentam o caso de uma mulher de 28 anos com antecedentes de drepanocitose, dois episódios de acidente vascular cerebral e hemiparesia esquerda sequelar: recorre ao serviço de urgência por agravamento da hemiparesia esquerda, alterações da sensibilidade e cefaleia fronto-parietal homolaterais. À observação, foi objectivado o défice neurológico descrito. Tomografia computorizada e angio-ressonância magnética de crânio: alteração do padrão vascular cerebral, com estenose franca bilateral ao nível da carótida interna e artéria cerebral média: presença de...

  20. Endocardite Infecciosa: Casuística do Departamento de Medicina Interna de um Hospital

    Melo, L; Duarte, J; Roque, D; Oliveira, I; Faustino, A; Caetano, J; Oliveira, S
    Introdução: Apesar da evolução das características epidemio- lógicas, a endocardite infecciosa mantém uma mortalidade e morbilidade significativas. Tem havido um aumento da incidên- cia em idades avançadas e sem os factores de risco clássicos. Este trabalho procura caracterizar os doentes internados por endocardite infecciosa nos serviços de Medicina Interna de um hospital da região de Lisboa, num período de seis anos. Material e Métodos: Foram identificados os doentes com diagnóstico de endocardite infecciosa aguda internados nos serviços de Medicina Interna, no período de 01/01/2009 a 31/12/2014, pela codificação de grupos de diagnósticos ho- mogéneos. A recolha dos dados foi feita pelo processo clínico electrónico. Resultados: Foram identificados 40 casos com o diagnóstico de endocardite infecciosa pelos critérios de Duke modificados em 39 doentes, (32 homens, sete mulheres; idade média 62,3 anos). Em 28 doentes (70,0%) houve atingimento de válvula na- tiva, em cinco de válvula protésica (12,5%) e dois (5,0%) com atingimento de outros locais. Houve isolamento microbiológico em 31 doentes (77,5%). Vinte e oito (70,0%) doentes apresenta- ram complicações, sendo a mais frequente a insuficiência val- vular (53,5%). Houve necessidade de cirurgia em 16 doentes (40,0%). O tempo médio até ao diagnóstico foi de 8,1 dias. A duração média de internamento foi de 24,37 (± 31,68) dias, com uma mortalidade intra-hospitalar de 17,5% (sete doentes). Conclusão: A população em análise reflecte a evolução epide- miológica da endocardite infecciosa. Verifica-se maior incidên- cia numa população mais idosa, com mais co-morbilidades, e com um quadro clínico mais grave.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.