Recursos de colección

Repositório do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca (3.510 recursos)

The Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca E.P.E. (HFF) institutional repository collects, preserves and disseminates the intellectual output of its professionals in digital format. Its aims are to increase the HFF’s investigation visibility and citation impact, to foster scientific communication and to preserve the HFF’s intellectual memory.

Pneumologia

Mostrando recursos 1 - 19 de 19

  1. Sleep disorders breathing in chronic heart failure. Is adaptive servoventilation really the answer?

    Sequeira, T; Bento, L; Esquinas, A
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  2. Large Hiatal Hernia

    Sousa, C; Duarte, J
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  3. Importância da ecoendoscopia brônquica em pneumologia

    Boléo-Tomé, JP; Rodrigues, F
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  4. Cigarros eletrónicos e indução do tabagismo

    Pardal, C
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  5. 0 papel do LBA na identificação de Pneumonia a Pneumocystis carinii

    Pardal, C; Rosa, P; Fernandes, L; Longo, C; Sustelo, Arminda

  6. Otorragia: nem sempre uma otite média aguda

    Duarte, J; Sousa, C; Henriques, C

  7. Understanding COPD: a vision on phenotypes, comorbidities and treatment approach.

    Fragoso, E; André, S; Boléo-Tomé, JP; Areias, V; Munhá, J; Cardoso, J; GI DPOC-Grupo de Interesse na Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica
    Chronic Obstructive Pulmonary Disease (COPD) phenotypes have become increasingly recognized as important for grouping patients with similar presentation and/or behavior, within the heterogeneity of the disease. The primary aim of identifying phenotypes is to provide patients with the best health care possible, tailoring the therapeutic approach to each patient. However, the identification of specific phenotypes has been hindered by several factors such as which specific attributes are relevant, which discriminant features should be used for assigning patients to specific phenotypes, and how relevant are they to the therapeutic approach, prognostic and clinical outcome. Moreover, the definition of phenotype is still...

  8. Derrame pleural: abordagem diagnóstica e terapêutica

    Sousa, C; Simão, C

  9. Cardiac findings in obesity hypoventilation syndrome: is there a need for specific approach and evaluation?

    Esquinas, AM; Sequeira, T; Sreiner, S

  10. Intervenção breve em tabagismo

    Amorim, S; Beirão, S; Dantas, F

  11. Sousa Martins: da ciência ao culto popular

    Longo, C; Jana, E

  12. Neurite óptica recidivante em adolescente: a propósito de um caso clínico

    Teixeira, A; Pêgo, P; Rodrigues, F; Manso, R; Luis, C; Cabral, M

  13. Sindrome de apneia/hipopneia obstrutiva do sono: tratamento médico e perda de peso

    Longo, C

  14. Cancro do pulmão: o desafio constante

    Sequeira, T; Boléo-Tomé, JP; Rodrigues, F

  15. Infecções respiratórias em atletas: quando, como e porquê atuar?

    Santos, L; Longo, C
    As infeções respiratórias são frequentes entre adultos saudáveis a são o tipo de infeção mais frequente em atletas. O sistema imunitário pode ser estimulado ou deprimido de acordo com a carga de treino. Questões como quando parar, reduzir ou manter a carga de treino são de crucial importância para a segurança e saúde dos atletas, pelo que se abordam os mecanismos subjacentes às infeções respiratórias, a sua prevenção e tecem-se recomendações práticas.

  16. Associação rara entre Actinomicose e Linfoma MALT Pulmonar

    Pereira, J; Santos, L; Boléo-Tomé, JP; Melo, R; Gomes, F; Gonçalves, L; Rodrigues, F; Longo, C

  17. Comentário sobre as alterações fisiológicas relacionadas com o alpinismo e a entrevista do João Garcia

    Longo, C

  18. Evite o monóxido de carbono

    Longo, C

  19. Campanha "cuidar de quem cuida de nós" ou o estudo da saúde do bombeiro português: avaliação do impacto respiratório em corpos de 1ª intervenção de combate a incêndios (resultados de 2007)

    Longo, C; Salema, A; Vieira, C; Caldeira, L; Oliveira, Y; Almeida, A
    Em Portugal, nos últimos 5 anos, arderam cerca de 1 milhão e 600 hectares de floresta. Cerca de 2/3 dos 40 000 bombeiros portugueses (BP) são voluntários e a sua saúde não é monitorizada. Os corpos de 1ª intervenção de combate aos incêndios estão expostos a uma enorme variedade de químicos e poluentes . Estudos recentes consideram a hipótese de que episódios repetidos de exposição ao fumo originam inflamação que pode estar na génese de aumento da reactividade brônquica e obstrução. Em 2007 iniciamos um programa médico de monitorização de saúde – MS – (Cuidar de quem cuida de nós) para avaliar...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.