Recursos de colección

Repositório do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca (3.510 recursos)

The Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca E.P.E. (HFF) institutional repository collects, preserves and disseminates the intellectual output of its professionals in digital format. Its aims are to increase the HFF’s investigation visibility and citation impact, to foster scientific communication and to preserve the HFF’s intellectual memory.

Otorrinolaringologia

Mostrando recursos 1 - 20 de 21

  1. Extensive upper respiratory tract sarcoidosis

    Soares, MT; Sousa, C; Garanito, L; Freire, F
    Sarcoidosis is a chronic granulomatous disease of unknown aetiology. It can affect any part of the organism, although the lung is the most frequently affected organ. Upper airway involvement is rare, particularly if isolated. Sarcoidosis is a diagnosis of exclusion, established by histological evidence of non-caseating granulomas and the absence of other granulomatous diseases. The authors report a case of a man with sarcoidosis manifesting as a chronic inflammatory stenotic condition of the upper respiratory tract and trachea.

  2. Sinuplastia do seio frontal por balões: a experiência do HFF

    Freire, F; Soares, M; Delgado, I

  3. HPV em ORL

    Freire, F

  4. Adenocarcinomas nasossinusais: experiência do Serviço de Otorrinolaringologia do Instituto Português de Oncologia de Lisboa entre 2000 e 2014

    Moura, I; Anjo, C; Colaço, J; Carvalho, T; Pacheco, R; Montalvão, P; Magalhães, M
    Objetivos: Analisar dados demográficos, apresentação clínica, fatores de risco, opções terapêuticas e sobrevida de doentes com adenocarcinoma nasossinusal. Material e Métodos: Estudo retrospetivo de doentes com Adenocarcinoma Nasossinusal tratados entre 2000 e 2014, no IPOFGL. Resultados: Identificamos 33 doentes com diagnóstico de Adenocarcinoma. A idade média foi de 65.6 anos. A terapêutica mais comum foi cirurgia com radioterapia adjuvante. A sobrevida global e livre de doença aos 3 anos foi de 57.6% e 40.5%. A invasão do seio esfenoidal (p=0.038) e da base do crânio (p=0.003) influenciaram a sobrevida global. O desenvolvimento de metástases à distância teve impacto sobre a sobrevida livre de doença (p=0.01). Conclusões: Os Adenocarcinomas são tumores raros. A excisão da...

  5. Tumores do espaço parafaríngeo: experiência de 10 anos do IPO-LFG

    Correia, I; Boavida, M; Delgado, I; Cabral, R; Hebe, A; Fino, R; Montalvão, P; Magalhães, M
    Introdução: As neoplasias do espaço parafaríngeo são raras, representando apenas 0,5% dos tumores da cabeça e pescoço. A maioria são benignas, mas uma ampla variedade de patologias benignas e malignas podem ser encontradas neste espaço, o que cria desafios complexos de diagnóstico e tratamento. Objetivo: Descrever e analisar uma série de casos de neoplasias primárias do espaço parafaríngeo tratadas no Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPOLFG). Material e métodos: Estudo retrospetivo, com recolha e análise dos dados dos processos clínicos de tumores primários do espaço parafaríngeo, que foram diagnosticados ou referenciados ao IPOLFG entre 1 de Janeiro de 2003 e 31 de Dezembro de 2013. Resultados: Foram incluídos 38 doentes. A idade...

  6. Resultados de cirurgia estapédica: a experiência recente do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca

    Barbosa, L; Costa, E; Guimarães, A; Veiga, G
    Objectivo: analisar a experiência recente em cirurgia estapédica do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, recorrendo à avaliação dos seus resultados audiométricos. Materiais e métodos: avaliação retrospectiva de processos clínicos referentes a 155 cirurgias estapédicas consecutivas realizadas no Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, entre Janeiro de 2006 e Dezembro de 2010. Resultados: a média de idades foi de 43,6 anos. A média de 4 frequências (0.5, 1, 2 e 4 kHz) do gap aero-ósseo pós- operatório foi de 5,2 dB. O ganho auditivo médio registado foi de 27 dB sendo a taxa de sucesso cirúrgico de 88,2%. A alteração da condução óssea nas altas...

  7. Melanoma maligno da mucosa da cabeça e pescoço: casuística do IPO de Lisboa

    Durão, C; Pimentel, J; Hebe, A; Pacheco, R; Montalvão, P; Magalhães, M
    Introdução: O melanoma maligno da mucosa (MMM) é uma doença rara com mau prognóstico. Material e Métodos: Estudo retrospetivo de 32 doentes do Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil de Lisboa com MMM da cabeça e pescoço, no período de 1998 a 2012. Resultados: Dos 32 casos analisados a idade média foi de 70 anos. O tumor primário localizou-se na cavidade nasal e seios peri-nasais em 24 doentes e na cavidade oral em 8 casos. A maioria dos doentes (23) foi submetida a tratamento cirúrgico. Destes, 16 foram propostos para terapêutica complementar com Radioterapia. O tempo de seguimento variou de...

  8. Infecções cervicais profundas, casuística do serviço de otorrinolaringologia do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca

    Soares, M; Costa, E; Durão, C; Henriques, P; Veiga, G
    As infecções cervicais profundas constituem um verdadeiro desafio clínico, permanecendo na actualidade um problema relevante de saúde. Objectivo: Análise estatística dos internamentos com diagnóstico de celulite/abcesso cervical no Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca. Material e métodos: Avaliação de processos clínicos referentes a internamentos com o diagnóstico de entrada de celulite/ abcesso cervical, entre 2001-2011. Resultados: Neste período foram internados 80 doentes com média de idade de 44 anos. As infecções odontogénicas foram responsáveis por 83,3% das etiologias detectadas. O tempo médio de internamento foi de 8,72 dias. 94% dos doentes foram medicados com antibioterapia de acção dupla...

  9. Dacriocistorrinostomia endoscópica nasal: resultados do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca

    Barbosa, L; Soares, M; Guimarães, A; Freire, F; Veiga, G
    Objectivo: analisar os resultados da experiência de um hospital distrital na realização de dacriocistorrinostomias (DCR) endoscópicas e determinar o papel actual desta técnica para tratamento de obstruções da via nasolacrimal. Materiais e Métodos: Reviram-se os processos clínicos de 67 dacriocistorrinostomias endoscópicas consecutivas realizadas no Hospital Fernando Fonseca entre Janeiro de 1997 e Dezembro de 2012. Analisou-se a clínica apresentada pelos doentes, o nível da estenose detectado na dacriocistografia, as complicações intra e pós-operatórias e os resultados funcionais e anatómicos pós-operatórios. Resultados: Dos 51 doentes, 12 eram do sexo masculino e 34 do sexo feminino, com média de idades de 57 anos. A...

  10. Otosclerose: resultados audiométricos 5 anos após cirurgia estapédica

    Costa, E; Durão, C; Soares, M; Mota, S; Guimarães, A; Freire, F; Veiga, G
    Objetivo: Avaliar os resultados audiométricos, 5 anos após estapedectomia, numa série de 85 ouvidos. Desenho do estudo: Retrospetivo Materiais e métodos: Análise dos resultados audiométricos obtidos aos 5 anos após estapedectomia e comparação com os valores do pré-operatório e pós-operatório precoce. Resultados: Cinco anos após estapedectomia observou-se encerramento do gap aero-ósseo para valores ≤ 10 dB em 74% dos ouvidos. Nove doentes foram submetidos a revisão cirúrgica. Seis apresentavam gap aero-ósseo > 20 dB, recusando revisão cirúrgica. O gap aero-ósseo médio aos 5 anos era de 7,17 dB, representando um ganho auditivo de 21,28 dB em relação ao pré-operatório e um aumento...

  11. Cirurgia endoscópica em tumores nasosinusais: experiência do IPOLFG

    Motta, S; Soares, M; Hebe, A; Fino, R; Estibeiro, H; Montalvão, P; Magalhães, M
    Introdução: Os tumores nasais são, classicamente, abordados pela via externa mas recentemente tem-se optado, também, pela via endoscópica. No entanto, em tumores localmente avançados, poderá não ser possível a remoção completa. Material e métodos: Foram analisados os processos clínicos dos 14 doentes com tumor das fossas nasais removido por via endoscópica no IPOLFG entre 2005 e 2012. Resultados: Dos 14 doentes, 8 apresentavam tumor maligno e 5 tumor benigno. Não houve preponderância de nenhum tipo histológico. 7 doentes realizaram RT adjuvante e 1 foi submetido a esvaziamento ganglionar cervical ipsilateral. Foram registadas 2 complicações cirúrgicas: 1 fístula de LCR e 1 complicação...

  12. Mucopiocelo fronto-etmoidal, a propósito de um caso clínico

    Soares, M; Mota, S; Gabriel, T; Guimarães, A; Freire, F; Henriques, P; Pina, S; Pires, G; Veiga, G
    O mucocelo é uma lesão quística, benigna, expansiva dos seios perinasais. A sobreinfecção deste, designada de mucopiocelo, pode levar a um período de crescimento rápido, com maior risco de complicações. Relata-se o caso clínico de uma doente do sexo feminino, 59 anos, que recorreu ao Serviço de Urgência após crise inaugural de convulsão tónico-clónica generalizada, com queixas de aumento de volume periorbitário direito e febre desde há 1 semana. Apresentava à direita celulite orbitária e proptose ínfero-externa, com área de flutuação na parte medial da pálpebra superior, oftalmoplegia e quemose do olho direito acompanhada de rinorreia mucopurulenta. Realizou TC que demonstrou volumoso abcesso subperiosteal direito, ao nível da parede medial da órbita,...

  13. Resultados clínicos de doentes referenciados a Centro Oncológico

    Pereira, S; Oliveira, F; Costa, E; Hebe, A; Montalvão, P; Magalhães, M
    Os tumores da cabeça e pescoço (TCP) associam-se a elevada morbilidade e mortalidade. A referenciação atempada assume particular importância na evolução clínica. No intuito de avaliar a evolução dos doentes observados em consulta de Otorrinolaringologia “Oncológica”, procedeu-se a um estudo dos doentes com TCP referenciados ao Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa no ano 2008. Dos 454 doentes observados, a maioria era do sexo masculino (86%) com idade média 60 anos. Os tumores mais comuns foram laríngeos (36%), a maioria (69%) em estadio avançado. A cirurgia foi o tratamento primário em 60%. O intervalo médio de tempo entre primeira consulta e tratamento foi 75 dias, e a sobrevida global aos 2...

  14. Metástases temporais: a propósito de um caso clínico

    Mota, S; Durão, C; Boavida, M; Rêgo, J; Adónis, C; Freire, F
    A metastização óssea para a cabeça e pescoço é rara. Em 20-35% dos casos, pode ser a primeira manifestação de uma neoplasia oculta. No caso específico do osso temporal, as metástases são originárias, mais frequentemente, da mama, pulmão, rim, próstata e estômago. Apresenta-se o caso clínico de uma doente, do sexo feminino, 71 anos, com Diagnóstico de Carcinoma Ductal tipo Cribiforme na mama esquerda, tendo sido submetida a mastectomia total, quimioterapia e radioterapia. À observação apresentava um quadro clínico de otalgia esquerda, associada a paralisia facial da hemiface ipsilateral, sem outros sintomas otológicos. Foi-lhe diagnosticada Otite Média Crónica agudizada, tendo sido medicada e pedida Tomografia Computorizada ao Ouvido Esquerdo, que demonstrou exuberante espessamento dos...

  15. Colesteatoma em idade pediátrica: análise retrospectiva de 12 anos de experiência do Hospital Fernando Fonseca

    Durão, C; Costa, E; Soares, M; Mota, S; Guimarães, A; Leandro, JP; Veiga, G
    Objectivo: revisão de casos de colesteatoma em idade pediátrica do HFF durante um período de 12 anos. Desenho do estudo: retrospectivo. Material e métodos: análise de 30 casos de cirurgia para colesteatoma em doentes dos 0 - 18 anos de Janeiro de 2000 a Dezembro de 2011. Resultados: o colesteatoma inicial foi extenso na maioria dos casos. Realizou-se mastoidectomia com técnica aberta (66,7%), mastoidectomia com técnica fechada (26,7%), aticomia transmeática (3,3%) e remoção de colesteatoma da membrana timpânica (3,3%). O GAP pós-operatório médio foi de 22,5 dB, com GAP 0-10dB em 16,7%, GAP 11-20dB em 10%, GAP 21-30 dB em 30%, mais de 30dB em 16,7% e desconhecido em 26,7%....

  16. Pseudo-aneurisma traumático da artéria carótida interna como causa de epistaxis

    Guimarães, A; Freire, F; Vilela, P; Branco, G; Lemos, V; Prata, J
    O pseudo-aneurisma traumático da carótida interna é uma das causas raras de epistaxis, que pode ser fatal se não diagnosticado e tratado atempadamente. Os autores relatam o caso clínico de um jovem com pseudo-aneurisma da carótida interna que se apresentou com epistaxis grave, 11 anos após traumatismo crânio-facial. Foi feita embolização do pseudo-aneurisma com coils, com sucesso e sem sequelas neurológicas.

  17. Linfoma T/NK extranodal tipo nasal de localização atípica na orofaringe

    Guimarães, A; Hebe, A; Freire, F; Prata, J; Veiga, G
    O linfoma de células T/NK constitui um subtipo raro de linfoma nasosinusal, previamente conhecido por granuloma letal da linha média, caracterizando-se pela destruição progressiva das estruturas medio-faciais. Existe uma forte associação com a infecção pelo vírus Epstein-Barr. Apresenta-se o caso clínico de uma mulher de 43 anos com linfoma T/NK extranodal do tipo nasal com localização atípica na orofaringe. Apesar da sua raridade, existem actualmente esquemas terapêuticos bem definidos. Contudo, o prognóstico permanece geralmente desfavorável.

  18. Tumores das glândulas parótidas: casuística dos últimos 10 anos do serviço de ORL do IPO de Lisboa

    Oliveira, F; Costa, E; Pereira, S; Pacheco, R; Magalhães, M
    Os tumores das glândulas salivares são tumores pouco frequentes da cabeça e pescoço, correspondendo a cerca de 3-5% dos tumores nesta localização. No presente trabalho iremos fazer um estudo retrospectivo da ocorrência de tumores da glândula parótida dos últimos 10 anos no Serviço de Otorrinolaringologia do IPO de Lisboa. Foram recolhidos dados dum total de 153 doentes desde o período de 1 de Janeiro de 2001 a 31 de Dezembro de 2011 e avaliadas a incidência dos tipos histológicos, a terapêutica efectuada e o seguimento dos doentes a curto, médio e longo prazo. Foram igualmente tidas em conta a ocorrência de...

  19. Timpanoplastias: análise retrospectiva de resultados

    Ramalho, S; Costa, E; Guimarães, A; Leandro, JP; Veiga, G
    O objetivo deste trabalho é determinar os resultados de timpanoplastias realizadas a doentes com otite media crónica. O estudo baseia-se na análise retrospetiva de resultados de 201 timpanoplasüas realizadas em doentes com diagnóstico de oüte media crónica, operados no serviço de Otorrinolarìngologia do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca EPE, nos anos 2005-2010. Os doentes foram avaliados segundo o sexo, idade, antecedentes pessoais otorrinolaringológicos, tipo de perfuração, técnica cirúrgica, enxerto utilizado, audiograma pre e pós-operatório e follow- up pós-operatório. Verifi cou-se melhoria estrutural e funcional com encerramento de 80% das perfurações e diminuição do gap aero-ósseo (AO) medio de 4 frequências (0.5, 1,,2,4kH2\ de 22dB no pré-operatório para 13dB no pós-operatório, com 80% dos doentes...

  20. Avaliação da prevalência e caracterização da rinossinusite nos cuidados de saúde primários em Portugal

    Barros, E; Silva, A; Vieira, A; André, C; Silva, D; Prata, J; Ferreira, J; Santos, M; Gonçalves, P; Leiria, E; Gonçalves, N; Andrade, S
    Abstract: To determine RS prevalence, diagnosed at the Portuguese Primary Health Care Centres (PHCC), and to assess diagnostic and treatment practices. Study Design: Epidemiologic, cross-sectional study. Material and Methods:A cohort of subjects attending general practice medical appointments, in selected PHCC, was evaluated. Results: Between May/2008 and June/2009, 1,201 subjects were included with a mean age of 41.7+13.2 years, of which 71% were female. The total prevalence of RS was 19.2%, [n=231; 17.1%, 21.5%; 95% CI]. The prevalence of acute RS was 7.4%, [n=89; 6.0%; 9.0%; 95% CI], and of chronic RS was 13.% [n=156; 11.2%, 15.0%; IC 95%]. The estimated...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.