Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (12.461 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

Psicologia Educacional

Mostrando recursos 1 - 20 de 589

  1. Quality of play, social acceptance and reciprocal friendship in preschool children

    Coelho, Leandra Marques; Torres, Nuno; Fernandes, Carla; Santos, António José
    Playing with peers is one of the most important contexts for the acquisition of social competencies in early childhood. This study examined the relation between children’s play behavior, social acceptance in the peer group, and number of reciprocal friendships. One hundred and twenty eight children, aged between three and five years, participated in the study. Social acceptance and number of reciprocal friendships were assessed using two sociometric measures: nomination and comparison among peers. Children’s behavior during play activities was assessed by a Portuguese version of the Penn Interactive Peer Play Scale. Global results showed positive and significant correlations between positive interaction and sociometric measures, indicating that children who manifest positive play behaviors...

  2. Representações de vinculação na infância: Competência verbal, estabilidade e mudança

    Maia, Joana; Veríssimo, Manuela; Ferreira, Bruno; Monteiro, Lígia Maria Santos; Antunes, Marta Justino Ferrúcio
    Visando identificar diferenças individuais no modo como as crianças encenam uma variedade de situações relacionadas com a vinculação, o Attachment Story Completion Task (ASCT, Bretherton & Ridgeway, 1990) tem sido utilizado em diferentes culturas, sendo uma das metodologias narrativas de completamento de histórias mais utilizadas durante o período pré-escolar. Não obstante o vasto reconhecimento do seu valor, tanto clínico como empírico, mais estudos revelam-se indispensáveis para confirmar a validade discriminativa do ASCT face a medidas de competência verbal, bem como para clarificar alguns aspectos relacionados com a sua fiabilidade. Procurando contribuir para uma melhor compreensão da utilização do instrumento na população portuguesa, o presente estudo debruçase especificamente sobre...

  3. Erros ortográficos e competências metalinguísticas

    Silva, Ana Cristina; Ribeiro, Véronique Osorio
    A consciência e fonológica e morfológica têm sido associadas com o desempenho ortográfico. Pretende-se neste estudo analisar o modo como as duas competências metalinguísticas estão relacionadas com a natureza dos erros ortográficos cometidos por crianças do 2º e 4º anos e clarificar a natureza da ligação entre a consciência morfológica e fonológica e os erros em palavras com regras contextuais, erros em palavras associadas a regras morfológicas e erros em palavras regulares. Os resultados apontam para correlações significativas negativas e moderadas entre a consciência fonológica e os três tipos de erros. As mesmas correlações foram encontradas entre a consciência morfológica e os erros associados às restrições contextuais...

  4. Perfis de aprendizagem de estudantes do ensino superior: Abordagens ao estudo, concepções de aprendizagem e preferências por diferentes tipos de ensino

    Valadas, Sandra Cristina Andrade Teodósio dos Santos; Faísca, Luís Miguel Madeira
    Tendo por base o trabalho de Entwistle e colaboradores sobre a forma como os estudantes do ensino superior percepcionam e vivem as experiências de aprendizagem, foram objectivos centrais do presente trabalho, por um lado, conhecer e analisar os significados atribuídos por estudantes à aprendizagem, ao estudo e às preferências por tipos de ensino e, neste sentido, perceber de que forma os estudantes conceptualizam o que lhes é exigido em termos de aprendizagem na universidade; e por outro, compreender se serão divergentes as abordagens ao estudo e as concepções de aprendizagem de estudantes de diferentes áreas científicas e anos. Foram consideradas as percepções dos estudantes em relação ao...

  5. O impacto dos estilos educativos parentais e do desenvolvimento vocacional no rendimento escolar de adolescentes

    Prata, Ana; Ducharne, Maria Adelina Barbosa; Gonçalves, Carlos; Cruz, Orlanda
    Compreender a complexidade da problemática do in/sucesso e/ou do abandono escolar, tem sido uma das preocupações dominantes da investigação nas últimas décadas, sendo não só objeto do interesse geral, como também tem vindo a municiar os discursos críticos em relação à dita escola de massas. Neste sentido, a presente investigação incide na análise dos preditores familiares e individuais do rendimento escolar de adolescentes. Participaram neste estudo 222 adolescentes com idades compreendidas entre os 14 e os 16 anos, que frequentavam o 9º ano de escolaridade. Os dados foram recolhidos em escolas secundárias, através do Questionário de Estilos Educativos Parentais e da Escala de Exploração e Investimento Vocacional. O...

  6. Estudo exploratório do instrumento Ages & Stages Questionnaires – 2ª edição

    Lopes, Sónia; Graça, Patrícia; Teixeira, La Salete; Serrano, Ana Maria da Silva Pereira Henriques; Rockland, Adriano
    O Ages and Stages Questionnaires 2ª edição (ASQ-2) é um instrumento de rastreio que foi construído para detectar alterações do desenvolvimento, identificando a necessidade de avaliações mais específicas. O estudo do ASQ-2 na amostra (n=339) da população portuguesa foi realizado no sentido de observar as suas qualidades psicométricas, dando assim, início à tradução e adaptação cultural para a população portuguesa. O estudo das qualidades psicométricas do ASQ-2 na versão portuguesa revelou que: na sensibilidade, os valores de curtose e assimetria dos itens, na sua maioria, encontram- -se próximos de uma distribuição normal; na fidelidade os valores de Alpha de Cronbach para os totais variam entre 0,70 e...

  7. Interacções sociais e comunicativas entre uma criança com perturbação do espectro do autismo e os seus pares sem necessidades educativas especiais: Estudo de caso

    Gaspar, Ana; Serrano, Ana Maria da Silva Pereira Henriques
    Neste estudo observámos as interacções sociais e comunicativas, numa sala de jardim-de-infância, entre uma criança com PEA e os seus pares sem NEE, em dois momentos (actividade lúdica entre a criança com PEA e dois pares sem NEE, na presença de um adulto e depois sem a presença do adulto). O estudo tem como objectivos: analisar o papel do adulto e a forma como decorrem as interacções e identificar comportamentos sociais e comunicativos presentes. No final do estudo verificámos que a criança com PEA tomou um papel passivo e, os seus pares, raramente deram seguimento aos comentários que fez durante as interacções. As interacções foram básicas...

  8. A intervenção centrada na família e na comunidade: O hiato entre as evidênci as e as práticas

    Almeida, Isabel Chaves de
    O hiato entre a investigação e a prática, que se traduz numa deficiente utilização de práticas baseadas em evidências, é uma questão que preocupa muitos investigadores no campo da Intervenção Precoce. Neste trabalho procurámos perceber, através dum estudo de caso, se, entre nós, à adesão às práticas centradas na família, correspondiam de facto conteúdos e/ou práticas idênticas às que hoje se defendem com base em evidências. O nosso objectivo não era a generalização dos resultados, mas a compreensão da implementação destas práticas de uma forma mais descritiva e processual, identificando eventuais áreas a aperfeiçoar. Os resultados apontam para a existência...

  9. Práticas de intervenção precoce baseadas nas rotinas: Um projecto de formação e investigação

    Almeida, Isabel Chaves de; Carvalho, Leonor; Ferreira, Viviana; Grande, Catarina; Lopes, Sandra; Pinto, Ana Isabel; Portugal, Gabriela; Santos, Paula; Serrano, Ana Maria da Silva Pereira Henriques
    Este artigo apresenta o trabalho desenvolvido pelo Grupo Técnico de Investigação (GTI), que resultou de uma parceria da Associação Nacional de Intervenção Precoce (ANIP) com diferentes instituições do ensino superior nacionais e que contou com a orientação científica do Professor Robin McWilliam. Esta parceria teve como objectivo organizar e implementar uma formação para profissionais de Intervenção Precoce (IP) designada a promover práticas centradas na família e baseadas nas rotinas. O enqua - dramento conceptual subjacente a este modelo de formação baseia-se em teorias desenvolvimentais- -contextualistas que fundamentam práticas de IP inseridas em oportunidades de aprendizagem em contextos naturais. De acordo com esta perspectiva McWilliam (2005) refere os...

  10. Nós brincamos mas também trabalhamos. Um estudo sobre os interesses e as estratégias dos alunos de uma turma difícil.

    Silva, Francisco Vaz da
    Dada a importância atribuída aos efeitos da idade de início de apoio no desenvolvimento de crianças surdas, o presente trabalho pretende contribuir para o conhecimento de diferenças desenvolvimentais e do envolvimento de crianças com surdez severa e profunda em função do número de anos de apoio. Foram comparados os resultados da avaliação do desenvolvimento e da observação do envolvimento de dois grupos de crianças organizados em função do número de anos de apoio. Os resultados identificaram áreas de maior fragilidade relacionadas com o desenvolvimento da linguagem e outras presumivelmente dependentes de interacções sociais. As diferenças dos resultados dos dois grupos...

  11. Um sistema de acompanhamento das crianças (SAC) em jardim-de-infância – Uma via para a diferenciação pedagógica e inclusão

    Santos, Paula; Portugal, Gabriela; Libório, Ofélia; Figueiredo, Aida; Abrantes, Natália; Silva, Carlos Fernandes da; Gois, Sonia
    O projecto de investigação-acção Avaliação em Educação Pré-Escolar – Sistema de Acompanhamento das Crianças1 focalizou-se no desenvolvimento de um instrumento para apoio à Prática Pedagógica em contextos de Educação de Infância, facilitando a relação entre as práticas de observação, avaliação e edificação curricular, protagonizadas pelos educadores, como via para a diferenciação pedagógica e inclusão. No enquadramento das Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar (OCEPE) (ME, 1997) e inspirado no Process-Oriented Child Monitoring System (Laevers, Vandenbusschh, Kog, & Depondt, 1997), o Sistema de Acompanhamento das Crianças (SAC) assenta numa atitude do adulto/educador caracterizada por atenção, respeito e confiança nas competências da...

  12. Auto-conceito e participação desportiva

    Carapeta, Carolina; Ramires, Ana C.; Viana, Miguel Faro
    Enquadrando-se no modelo multidimensional proposto por Marsh e Shavelson (1985), este estudo procura verificar em que medida diferentes graus de participação desportiva (nula, passada ou actual) estão associados a estruturas de auto-conceito diferentes e, simultaneamente, verificar de que modo a participação desportiva está relacionada com diferentes níveis nos diversos domínios do auto-conceito. A versão adaptada para Portugal do SDQ III (Faria & Fonatine, 1992) foi aplicada a 218 sujeitos de ambos os sexos com idades compreendidas entre os 17 e 30 anos, nunca praticantes de algum tipo de modalidade desportiva (n=69), antigos praticantes de desporto (n=72) e praticantes actuais de uma modalidade (n=77). São analisadas as diferenças entre estes grupos nos diferentes domínios do auto-conceito,...

  13. Metodologias de avaliação do desenvolvimento da cognição social da infância até à idade pré-escolar

    Osório, Ana; Castiajo, Paula; Ferreira, Raquel; Barbosa, Filipa; Martins, Carla
    Nas últimas décadas, a Psicologia do Desenvolvimento tem vindo a delinear o percurso do desenvolvimento sócio-cognitivo na procura de respostas a uma questão essencial – Como evoluem as capacidades de mentalização das crianças? O interesse em conhecer as fases que marcam o desenvolvimento da cognição social, desde as idades mais precoces até à consolidação da compreensão das causas psicológicas dos comportamentos, é legitimado pela importância vital com que estas fases se revestem ao nível da compreensão e comportamento sociais. Neste sentido, os objectivos do presente trabalho são: (a) descrever os três marcos sócio-cognitivos comummente descritos na literatura desde a infância até à idade pré-escolar; (b) apresentar exemplos...

  14. Speech processing and intelligent assessment in second language: struggling immigrant students and home language parallel instruction

    Figueiredo, Sandra; Martins, Margarida Alves; Silva, Carlos Fernandes da
    Abstract- Purpose: In this study, home language (L1), parallel instruction in L1, and grades were the factors examined to identify differentiated writing performance of young second language learners. Method: A total of 102 children, aged between 8-17 years old, (M=13; DP=2,7), learners of Portuguese as a Second Language (L2), belonging to 6 language groups were compared on a narrative essay composition to identify types of writing (in L2 context) and the effects involved. Home language, parallel instruction in L1 and grades were controlled to examine those effects. The written outputs were measured using the score in six components adapted from an...

  15. Desenvolvimento curricular e didática

    Figueiredo, Sandra; Silva, Carlos Fernandes da; Martins, Margarida Alves
    O “comportamento verbal” concretiza-se porque, por um lado, existe um sistema de princípios e condições que por si só são considerados os elementos inerentes a todas as línguas naturais, determinados pela necessidade biológica, mas, por outro lado, esses elementos integram uma relação dinâmica de eventos que constituem o contexto do sujeito. Os eventos não se restringem às estruturas cerebrais (a perspetiva mentalista), mas também a aspetos externos e que se apresentam como conjunto de estímulos a ser discriminado- meio ambiente (a perspetiva funcional). Após uma breve revisão teórica de conceitos e de processos de descodificação fonética, serão apresentados resultados de alunos portugueses imigrantes com idades compreendidas entre...

  16. Building instruments to understand minds and cognition in european schools

    Figueiredo, Sandra; Martins, Margarida Alves; Silva, M
    This study will examine the validity and prevalence of specific language tasks to differentiate 108 second language (L2) learners, considering two main factors: the socioeconomic background and the instruction in first language (L1). All the tasks were developed for the first levels of proficiency (A2-B1, according to European benchmarks), and applied to a large sample of diverse Portuguese students (immigrants with origin in several continents). Four tasks administered are incorporated in a 15-test diagnostic. The tasks were administered between 2013 and 2014, in Lisbon schools, and were disposed on paper and on a computer screen one at a time. Data will be presented regarding the following items: verbal analogies, recall task, and...

  17. Mathematics: I don’t like it! I like it! Very much, a little, not at all... Social support and emotions in students from 2nd and 3rd cycles of education

    Monteiro, Vera; Peixoto, Francisco; Mata, Lourdes; Sanches, Cristina
    Nesta investigação pretendeu-se analisar a relação entre as emoções de realização e a perceção de suporte em sala de aula (Professores e colegas), bem como os efeitos do ano de escolaridade, do desempenho e do género nas emoções em matemática. Participaram 1.494 estudantes portugueses do sexto e oitavo ano de escolaridade que foram questionados sobre as suas perceções relativamente ao apoio dos colegas e do professor de matemática e ainda, sobre as suas emoções em relação à matemática (aborrecimento, desânimo, raiva, ansiedade, prazer, orgulho e alívio), em dois contextos diferentes (sala de aula e teste). Os resultados colocaram em evidência que as perceções dos estudantes sobre o...

  18. Participação de alunos com NEE nas actividades de grupo na escola de ensino regular – Estudos de caso no J.I. E 1ºciclo

    Salvador, Carla Sofia Oliveira
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade em Psicologia Educacional

  19. “Otro niño lo escribió así”. Ayuda educativa y resultados de actividades de escritura inventada

    Martins, Margarida Alves; Salvador, Liliana Ferreira dos Santos; Albuquerque, Ana; Fernández, Manuel Montanero
    Todos los niños realizaron dos pruebas de lectura y escritura de palabras, antes y después de la intervención. Paralelamente, se realizó un estudio observacional del proceso de interacción y las ayudas proporcionadas a los niños de la condición experimental durante 6 de las sesiones de escritura inventada. Resultados y conclusiones. Los resultados mostraron mejoras significativas tanto en la lectura como en la escritura de palabras de la condición experimental, mientras que en la de control no se encontraron diferencias significativas. El análisis de la interacción verbal durante las actividades de escritura inventada revela, por otra parte, un proceso de aprendizaje muy “andamiado”, basado en ciertas estrategias de escritura y...

  20. Práticas educativas parentais e comportamentos de risco na adolescência

    Proença, Cátia Sofia Reis
    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Educacional.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.