Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (11.386 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

PEDU - Artigos em revistas nacionais

Mostrando recursos 1 - 20 de 140

  1. Education, construction de connaissances et développement cognitif: Remarques introductives

    Gilly, Michel
    inexistente

  2. Education, construction de connaissances et développement cognitif: Remarques introductives

    Gilly, Michel
    inexistente

  3. Ensaio para uma avaliação livre e aberta das capacidades de desenvolvimento das crianças... com estratégias de dinâmica fenomenológica e psicossomática

    Onofre, Pedro Soares
    O autor desenvolve e explica como deverá processar- se uma Avaliação Contínua, Livre e Aberta em contraproposta às avaliações-observações tradicionais, vulgarmente utilizadas para saber algo sobre as Capacidades e o Comportamento de Crianças com dificuldades de desenvolvimento, sempre sujeitas a estímulos normalizados e procurando, erradamente, respostas escalonadas por processos sintetizados, vazios, esteriotipados e/ou artificiais, tipo laboratoriais. Este artigo tem como objectivo, por um lado, ser um contributo para uma crítica aos fundamentos das avaliações tradicionais, por outro, desenvolver, em contraponto, uma outra proposta alternativa de Avaliação Contínua, com Estratégias de Dinâmica Fenomenológica e Psicossomática..., a propósito e durante os projectos de apoio de Intervenção Educacional e Terapêutica. Avaliar e observar de uma maneira Livre e Aberta uma...

  4. Ensaio para uma avaliação livre e aberta das capacidades de desenvolvimento das crianças... com estratégias de dinâmica fenomenológica e psicossomática

    Onofre, Pedro Soares
    O autor desenvolve e explica como deverá processar- se uma Avaliação Contínua, Livre e Aberta em contraproposta às avaliações-observações tradicionais, vulgarmente utilizadas para saber algo sobre as Capacidades e o Comportamento de Crianças com dificuldades de desenvolvimento, sempre sujeitas a estímulos normalizados e procurando, erradamente, respostas escalonadas por processos sintetizados, vazios, esteriotipados e/ou artificiais, tipo laboratoriais. Este artigo tem como objectivo, por um lado, ser um contributo para uma crítica aos fundamentos das avaliações tradicionais, por outro, desenvolver, em contraponto, uma outra proposta alternativa de Avaliação Contínua, com Estratégias de Dinâmica Fenomenológica e Psicossomática..., a propósito e durante os projectos de apoio de Intervenção Educacional e Terapêutica. Avaliar e observar de uma maneira Livre e Aberta uma...

  5. Apresentação de uma grelha desenvolvimentista da leitura enquanto um instrumento para a formação de professores

    Silva, Ana Cristina
    O objectivo deste artigo é a apresentação de um instrumento para a formação dos professores no domínio da aprendizagem da leitura. São discutidas as questões da inovação pedagógica nesta área de aprendizagem. Posteriormente são apresentadas os vários conteúdos sobre os quais o instrumento incide, nomeadamente as fases na aprendizagem da leitura obstáculo e dificuldades conceptuais a ultrapassar pelas crianças ao longo da sua evolução nesta competência.

  6. Apresentação de uma grelha desenvolvimentista da leitura enquanto um instrumento para a formação de professores

    Silva, Ana Cristina
    O objectivo deste artigo é a apresentação de um instrumento para a formação dos professores no domínio da aprendizagem da leitura. São discutidas as questões da inovação pedagógica nesta área de aprendizagem. Posteriormente são apresentadas os vários conteúdos sobre os quais o instrumento incide, nomeadamente as fases na aprendizagem da leitura obstáculo e dificuldades conceptuais a ultrapassar pelas crianças ao longo da sua evolução nesta competência.

  7. Contextos sociais de desenvolvimento das atribuições causais: O papel do nível socio-económico e da raça

    Faria, Luísa
    O interesse crescente pelo estudo das diferenças de nível socio-económico (NSE) e de raça nas atribuições causais contrasta com os resultados pouco conclusivos no domínio, devido à confusão existente entre estas duas variáveis. O passado escolar muitas vezes comum dos sujeitos de NSE baixo e de raça negra, nomeadamente no que se refere aos fracassos recorrentes, ao «abandono aprendido» e às atitudes dos professores que sugerem que o fracasso se deve a causas estáveis e incontroláveis, conduz a interpretações diferenciadas das causas do fracasso com consequências negativas para a realização escolar. Estes aspectos serão analisados, salientando-se a importância de adoptar uma perspectiva de análise ecológica, que valorize as interacções entre o sujeito e o...

  8. Contextos sociais de desenvolvimento das atribuições causais: O papel do nível socio-económico e da raça

    Faria, Luísa
    O interesse crescente pelo estudo das diferenças de nível socio-económico (NSE) e de raça nas atribuições causais contrasta com os resultados pouco conclusivos no domínio, devido à confusão existente entre estas duas variáveis. O passado escolar muitas vezes comum dos sujeitos de NSE baixo e de raça negra, nomeadamente no que se refere aos fracassos recorrentes, ao «abandono aprendido» e às atitudes dos professores que sugerem que o fracasso se deve a causas estáveis e incontroláveis, conduz a interpretações diferenciadas das causas do fracasso com consequências negativas para a realização escolar. Estes aspectos serão analisados, salientando-se a importância de adoptar uma perspectiva de análise ecológica, que valorize as interacções entre o sujeito e o...

  9. O perigo das palavras: Uma lição de Wittgenstein para psicólogos e educadores

    Lourenço, Orlando
    Psicólogos e educadores esquecem com frequência a mensagem profunda contida na ideia de Wittgenstein de que «devemos passar em silêncio sobre aquilo de que não sabemos falar». Nesta apresentação, eu mostro que os psicólogos (e os educadores) tendem a cair (a) na falácia dos alquimistas (i.e., a usar termos obscuros pensando que assim obtêm um insight mais profundo); (b) na falácia do médico de Molière (i.e., a recorrer a raciocínio tautológico e circular; (c) na falácia do «hipopótamo que falta» (i.e., a acrescentar aditamentos a uma proposição inicial que não pode ser verificada nem refutada); (d) na falácia de Van Helmont (i.e., a não levar em conta factores desconhecidos cuja influência é marcante);...

  10. O perigo das palavras: Uma lição de Wittgenstein para psicólogos e educadores

    Lourenço, Orlando
    Psicólogos e educadores esquecem com frequência a mensagem profunda contida na ideia de Wittgenstein de que «devemos passar em silêncio sobre aquilo de que não sabemos falar». Nesta apresentação, eu mostro que os psicólogos (e os educadores) tendem a cair (a) na falácia dos alquimistas (i.e., a usar termos obscuros pensando que assim obtêm um insight mais profundo); (b) na falácia do médico de Molière (i.e., a recorrer a raciocínio tautológico e circular; (c) na falácia do «hipopótamo que falta» (i.e., a acrescentar aditamentos a uma proposição inicial que não pode ser verificada nem refutada); (d) na falácia de Van Helmont (i.e., a não levar em conta factores desconhecidos cuja influência é marcante);...

  11. Learning complex historical knowledge at high school: The role of working memory

    García-Madruga, Juan A.; Fernández-Corte, Teresa
    Learning History implies the acquisition of historical and social concepts, analyzing its mutual relationships in the explanation of historical change. The comprehension of Industrial Revolution in England requires the use of at least four main concepts: Agrarian Revolution, Demographic Increase, Technological Innovations and the need of Accumulated Capital. The understanding of these concepts and the establishment of its relationships is a quite demanding cognitive task. Therefore, the crucial role of working memory in these cognitive processes is hypothesized. This paper presents a study on the teaching and learning of this subject matter by first-grade of high school subjects. The main objective of this study was to analyze the process of understanding and...

  12. Learning complex historical knowledge at high school: The role of working memory

    García-Madruga, Juan A.; Fernández-Corte, Teresa
    Learning History implies the acquisition of historical and social concepts, analyzing its mutual relationships in the explanation of historical change. The comprehension of Industrial Revolution in England requires the use of at least four main concepts: Agrarian Revolution, Demographic Increase, Technological Innovations and the need of Accumulated Capital. The understanding of these concepts and the establishment of its relationships is a quite demanding cognitive task. Therefore, the crucial role of working memory in these cognitive processes is hypothesized. This paper presents a study on the teaching and learning of this subject matter by first-grade of high school subjects. The main objective of this study was to analyze the process of understanding and...

  13. Papel do auto-conceito de competência cognitiva e da auto-aprendizagem no contexto sócio-laboral

    Faria, Luísa; Rurato, Paulo; Santos, Nelson Lima
    Este trabalho tem como objectivos investigar a competência de auto-aprendizagem no contexto sóciolaboral, questionando a sua relação com a Educação e Formação Profissional de Adultos e relacionando-a com variáveis afins, nomeadamente com o auto-conceito de competência cognitiva, enquanto suporte do desenvolvimento da autonomia e da responsabilidade de cada um face à aprendizagem. Para cumprir tais objectivos, desenvolveu-se um estudo empírico no contexto de uma Empresa do Norte de Portugal, com uma amostra de 503 trabalhadores, com características diversificadas. Os resultados de estudos correlacionais permitem afirmar que subjacente a uma melhor competência de auto-aprendizagem, está um auto-conceito de competência cognitiva mais positivo, facilitador da aprendizagem activa. Os resultados dos estudos diferenciais confirmam duas das hipóteses de trabalho, que...

  14. Papel do auto-conceito de competência cognitiva e da auto-aprendizagem no contexto sócio-laboral

    Faria, Luísa; Rurato, Paulo; Santos, Nelson Lima
    Este trabalho tem como objectivos investigar a competência de auto-aprendizagem no contexto sóciolaboral, questionando a sua relação com a Educação e Formação Profissional de Adultos e relacionando-a com variáveis afins, nomeadamente com o auto-conceito de competência cognitiva, enquanto suporte do desenvolvimento da autonomia e da responsabilidade de cada um face à aprendizagem. Para cumprir tais objectivos, desenvolveu-se um estudo empírico no contexto de uma Empresa do Norte de Portugal, com uma amostra de 503 trabalhadores, com características diversificadas. Os resultados de estudos correlacionais permitem afirmar que subjacente a uma melhor competência de auto-aprendizagem, está um auto-conceito de competência cognitiva mais positivo, facilitador da aprendizagem activa. Os resultados dos estudos diferenciais confirmam duas das hipóteses de trabalho, que...

  15. Factores cognitivos do insucesso na matemática: Desenvolvimento da compreensão da estrutura do sistema de numeração em crianças em idade pré-escolar

    Martins-Mourão, António
    O conhecimento do sistema de numeração baseia-se na compreensão da composição aditiva do número, ou seja, na compreensão de que qualquer número é composto pela soma sucessiva de várias centenas, dezenas e unidades (e.g. 222 = 100 + 100 + 10 + 10 + 1 + 1). A compreensão da composição aditiva do número tem sido inferida através de duas competências distintas. Por um lado, a manipulação de quantidades na resolução de problemas aritméticos. Por outro, a utilização de moedas com diferentes denominações (um, dez, cem), em tarefas de compra e venda. Simultaneamente, tem sido sugerido que a utilização da estratégia de counting-on na resolução de problemas de adição é percursora do conhecimento...

  16. A avaliação dos professores enquanto alunos: O uso da experiência pessoal como agente de mudança

    Balancho, Maria Leonor Janeiro Segurado de Falé
    Neste artigo analisa-se a importância e a possibilidade do professor, enquanto aluno de acções de formação contínua ou de complementarização de formação, reinvestir na sua prática pedagógica os ganhos e ensinamentos da experiência de ser avaliado. Partindo de propostas concretas já realizadas, defende-se que a experiência da descentração, proporcionada pelo retorno ao lugar e ao papel de aluno, se adequadamente utilizada, possa potenciar e melhorar, para o professor e para os seus alunos, a eficácia e a função da avaliação. Crê-se que, para desenvolver qualquer transformação esclarecida nas suas práticas, e dada a habitual resistência à mudança, o professor necessita passar por um processo de auto-avaliação e auto-conhecimento orientado pelo formador, no qual a...

  17. Ethos de escola e contexto multicultural: Mote para alguns (re)encontros

    Carvalho, Luis Miguel
    O artigo explora algumas relações entre as temáticas da educação multicultural e das culturas de escola. Recuperando alguns dos estudos portugueses que põem em destaque a diversidade de culturas das escolas e, simultaneamente, a força desse mundo dos significados na construção das práticas escolares, o texto procura situar e discutir as possibilidades da promoção de práticas de educação multicultural no sistema educativo.

  18. Discursos e projectos para a educação: Diversificar, democratizar, universalizar.

    Antunes, Fátima M.
    Sugere-se que, ao longo dos anos 80/90, se confrontaram, no terreno da elaboração das políticas educativas, distintas concepções acerca do princípio de igualdade de oportunidades educativas. Tomando como referência um estudo sobre o debate acerca do ensino profissional na escola pública argumenta-se que é possível identificar, por um lado, uma perspectiva ((meritocrática)) do princípio de igualdade de oportunidades, que assume distintas formulações no contexto de diferentes discursos (e projectos) sobre educação (enquanto o discurso que defende a diversificação da educação articula as noções de igualdade de oportunidades e escolha de percursos educativos e vias de ensino o discurso sobre a democratização da educação sublinha a associação entre igualdade de oportunidades e afirmação de capacidades individuais)...

  19. Discursos e projectos para a educação: Diversificar, democratizar, universalizar.

    Antunes, Fátima M.
    Sugere-se que, ao longo dos anos 80/90, se confrontaram, no terreno da elaboração das políticas educativas, distintas concepções acerca do princípio de igualdade de oportunidades educativas. Tomando como referência um estudo sobre o debate acerca do ensino profissional na escola pública argumenta-se que é possível identificar, por um lado, uma perspectiva ((meritocrática)) do princípio de igualdade de oportunidades, que assume distintas formulações no contexto de diferentes discursos (e projectos) sobre educação (enquanto o discurso que defende a diversificação da educação articula as noções de igualdade de oportunidades e escolha de percursos educativos e vias de ensino o discurso sobre a democratização da educação sublinha a associação entre igualdade de oportunidades e afirmação de capacidades individuais)...

  20. Professores do 3.' Ciclo e Ensino Secundário: A sua representação do aluno

    Carita, Ana
    Dá-se conta de uma investigação centrada na exploração da representação de professores de terceiro ciclo de escolaridade, em início e meio de carreira, sobre cis alunos desse ciclo. A pesquisa insere-se no quadro da Teoria das Rcpresentações Sociais e foi conduzida com base na recolha dos discursos dos professores, através de eritrevista semi-estruturada. Recorreu-se quer a diversos contextos de produção dos discursos (alunos em geral, bom aluno, mau aluno, aluno ideal), quer, posteriormente, a diversas modalidades de análise dos mesmos (temática e categoria], avaliativa e estrutural). Salienta-se que a análise dos dados revela a existência de uma forte estabilidade e coerência interna da representação em estudo, especialmente assente na mobilização escolar do aluno e na...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.